27 de março de 2017

#rindodapolicia: adolescente envolvido na morte de subtenente do Exército é liberado e posta foto rindo nas redes sociais


O adolescente T.L.O, de 16 anos, que foi apreendido na sexta-feira de posse da arma do subtenente do Exército Vladimir dos Santos Ladeira, morto no domingo passado na Feira da Compensa, acabou sendo liberado por conta da legislação e postou foto ontem nas redes sociais sorrindo e fazendo sinal de positivo.
A postagem imediatamente ganhou os grupos de policiais, com a hastag #rindodapolicia.
T.L.O confessou participação no crime.
Blog do Hiel Levy/montedo.com

Leia também:Polícia apreende menor e recupera pistola roubada do subtenente do Exército assassinado em Manaus

10 comentários:

Anônimo disse...

E não acontece nada com o delinquente...

Atitudes assim, mostrarão que vale a pena fazer isso com militares das forças armadas. No final acaba em pizza.

Ahh se fosse a 40 anos atrás... onde está a moral dos militares?

Preocupados ainda com o comunismo, e esquecidos com o que está acontecendo em nosso país?

Preocupados com a faxina e o muro pintado a cal?

Triste realidade Brasileira para todos nós.

A que ponto estamos chegando...

Anônimo disse...

Fruto de uma democracia porca, total inversão de valores. Mas tenho certeza que a PM não deixará barato essa afronta.

Anônimo disse...

A solução para que isso não aconteça mais não é apreender esse filhote de marginal, e sim, forçar com quem tem a responsabilidade de mudar as Leis para que acabem com essa fantasia de "menor" de 16 ou 17 anos. Que sejam presos, julgados, condenados e cumpram toda a pena nas duas prisões, de adolescente e depois a normal. Do jeito que as coisas estão, os únicos condenados são os parentes das vítimas.Na vida que essa "criança" escolheu o seu destino já é conhecido.

Anônimo disse...

Vagabundo covarde, com uma arma na mão é homem. com título de eleitor também é homem, mas para responder pelos seus atos é adolescente isso é simplesmente ilario. Esse é o nosso Brasil inversão total de valores e ninguém que tem o poder para mudar tem coragem, é simplesmente um país sem futuro. Estamos nas mãos do PALHAÇO.

Anônimo disse...

Basta criar e treinar uma gangue de menores e fornecer a ela armamento pesado para fomentar o verdadeiro terror nas cidades brasileiras, já que os delinquentes pertencentes a esta categoria são "intocáveis " perante os olhos da lei e não podem ser submetidos a qualquer ação coercitiva que os obriguem a denunciar seus "superiores"! Este moleque voltará a roubar e certamente matar, pois não há mecanismos legais para detê-lo!

Anônimo disse...

Esqueceram de pergunta para esse moleque se ele é do PT, certamente é.

Anônimo disse...

Fiz um comentário RADICAL a respeito desses menores super protegidos pelo tal ECA, penso que algum companheiro até, com razão, me julgou pela forma como me expressei mas continuo pensando da mesma forma, pois tenho filhos na mesma faixa de idade do nosso companheiro barbaramente assassinado(e netos com idade dessa "coisa" aí),que teve a sua vida tirada por esse canalha que de "inocente não tem nada" e ainda haverá alguém a dizer que ele não sabia o que fazia.

Anônimo disse...

não SÃO AS ffaa SEM MORAL,,,é o país do pt q ventilou tudo isso já com olhos num futuro de roubalheira e povo acabado,,e hj o q vc ve sao juizes frouxos, leis fracas e midia defendendo o tal do politicamente correto só pra bandidos,,,manda um vermezinho desse pro colo do capiroto e aparecem milhares pra defender,,,

Anônimo disse...

Vi em um debate com um Juiz do STF ele perguntar para jornalista: " você não confia na sua suprema corte?" Este cidadão brasileiro não vive neste planeta ou quer propositadamente escarnecer ou menosprezar a inteligencia das pessoas que pagam seus gigantescos salários e mordomias. "STF acovardado" como disse o réu Lula, por isso é que o criminoso juvenil ri.

Anônimo disse...

Essa foto ele mandou para a senhora Maria do Rosário.

Pergunto se os "direitos humanos" já procurou a família do subtenente?

Outra pergunta: se o subtenente tivesse possibilidade de reagir e matasse o adolescente, qual seria a reação dos "direitos humanos"?

Ou o país acaba com o "politicamente correto", ou o "politicamente correto" acaba com o país.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics