11 de março de 2017

Novo lançador de granadas do exército americano foi feito em impressora 3D

arma-3d-exercito-capa
Adam Clark Estes
Construir uma arma com partes feitas em impressoras 3D é tão 2013. Agora, o Exército dos Estados Unidos conseguiu criar um lançador de granadas inteiro em impressora 3D, e ele parece aproximadamente um rifle de assalto do popular jogo Halo. Além disso, o nome da nova arma é RAMBO.
RAMBO é um acrônimo para Rapid Additively Manufactured Ballistics Ordnance (“Artilharia de Balística Rápida Fabricada Aditivamente”, em tradução livre). Junto de várias outras agências, a US Army Research, laboratório de pesquisas do exército americano, passou seis meses construindo o lançador de granadas de 40 milímetros, projetado para se parecer com o lançador de granadas M203. Todas as 50 partes da arma, exceto as molas e os prendedores, foram impressos 3D a partir de metal, alumínio e outros materiais:
arma-3d-exercito
Até os cartuchos foram impressos 3D, embora sem explosivos acrescentados:
arma-3d-exercito-2
A natureza da fabricação aditiva permitiu ao exército mudar o design do projeto já em andamento, entretanto. Isso foi útil durante o primeiro teste do lançador de granadas, em outubro passado. Resumindo: a arma funcionou. Agora, aqui está a descrição feita pelo exército sobre o desempenho do lançador de granadas:

O teste incluiu 15 disparos sem sinais de degradação. Todos os cartuchos impressos foram atirados com sucesso, e o lançador impresso teve o desempenho esperado. Não houve desgaste do cano, todos os sistemas suportaram os testes, e os cartuchos chegaram a velocidades de partida em torno de 5% próximos dos observados em uma M781 de produção disparada de um lançador de granadas de produção. A variação nas velocidades foi um resultado da fissura do estojo do cartucho, e o problema foi rapidamente corrigido com uma pequena alteração no design e uma impressão 3D extra.

Dá para imaginar um futuro maluco em que vários soldados usam armas impressas 3D para missões específicas baseadas nos objetivos e condições. Você também pode se preocupar que essa tecnologia possa cair nas mãos erradas. Foi assustador o bastante quando malucos libertários com armas estavam imprimindo pistolas de um só tiro em suas garagens. Imagine um aspirante a terrorista imprimindo em 3D uma droga de um lançador de granadas em seu porão.
O que anima é que o equipamento exigido para imprimir algo com a complexidade e a durabilidade de um lançador de granadas é proibitivamente caro. Estamos falando de, tipo, muitos milhões de dólares. Não está claro o que o exército americano planeja fazer com esse lançador de granadas inovador. De qualquer maneira, pode servir como um estudo de prova de conceito para outros projetos de impressão 3D. Sem falar que é futurista pra caramba, de um jeito assustador.

[US Army - Texto e imagens]
GIZMODO/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Enquanto isso...ainda estamos no FAL (Fuzil "Aparentemente" Leve) 7,62 modelo 1964.

Anônimo disse...

As impressoras 3D ,cada vez maiores e mais complexas são na verdade uma linha de produção completa e compacta cuja perfeição nos detalhes do produto final a tornam uma máquina poderosa e revolucionária no mundo industrial.

Anônimo disse...

Enquanto isso, os militares continuam com seus intensos esforços físicos.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics