9 de janeiro de 2016

Exército abre edital para buffet de luxo

LAURO JARDIM
Em tempos de aperto orçamentário, as vacas parecem não ter emagrecido para o Exército.
A 10ª Região Militar, de Fortaleza, publicou ontem um aviso de licitação para contratar serviço de buffet.
Seria algo rotineiro se não fossem os pratos de um dos itens. Damascos com queijo brie, carpaccio de salmão defumado, endívias com patê de foie e zuchinni (abobrinha) flambada ao azeite extra virgem com mozzarela de búfala e grana padano são algumas dessas iguarias.
Para completar a refeição, ainda tem vinho branco e tinto "de 1ª linha" e espumante nacional ou importado. O valor, porém, não foi divulgado.
É um rancho para ninguém botar defeito.
O Globo/montedo.com

34 comentários:

Anônimo disse...

Isso, tinha q ter um desses por dia... Roubalheira em td quanto é canto e quando EB faz algo aquele alvoroço... Politico faz recesso de 2 meses, justiça para, ai o EB faz meio expediente e gera aquele alvoroço... tinha q ter um buffet desses por dia pra cada OM... crise??? q crise???? q fez isso foram eles esses melancias ai... e agora querem por a conta pra gente pagar...

Militar atento disse...

Parabéns ao comando, melhor licitar do que exigir dos seus subordinados a compra por meios indevidos.

Neurisvan disse...

Manda quem pode, obedece quem tem juízo,mas que é estranho isso é, se em Fortaleza é assim, imagina em Brasília, São Paulo e RJ, luxo só...

Anônimo disse...

Tendenciosa, como sempre. Acredito que seja um registro de preços, sem obrigação de realmente adquirir o serviço!!!

Anônimo disse...

Garanto que não é para praças comerem! Não sentem nem o cheiro disso ai!

Unknown disse...

Mais isso aí,não é pra tropa.inclusive nesses coquetéis,tem desembargadores,juízes e muito políticos.

Anônimo disse...

é ... essas medidas de contenção de despesas e "austeridade" estão encontrando grande resistência dentro de alguns quartéis.Muitos comandantes resistem a implantar medidas chamadas "impopulares" com desculpa de "perder a liderança" dos subordinados pois perderam a noção de liderança no meio da escalada carreirista. Trabalhei na administração e vi de perto isso. Vi de perto até atitudes infantis de atribuir o problema apenas ao governo sob a alegação que em outros locais o pessoal está "cagando e andando". Descumprem ordem descaradamente.Enfim uma hora a casa cai e vão dizer que foram mal assessorados.

Anônimo disse...

Excelente se realmente for cumprido o cardápio depois do empenho pq nos 30 anos que passei no EB só via um bonito empenho e na hora não tinha 50% do que tinha sido empenhado!!!!

Marco Assis disse...

Parabéns...qualidade é tudo e transparência é mais ainda. Prestem mais atenção na Lava jato, mensalão, inflação e etc que vcs ganham mais!!!

Anônimo disse...

Enquanto isso, em Teresina, a tropa se vira com ração operacional. É perguntar ao Cmt do 2º BE Cnst se isso foi verdade.

Anônimo disse...

Opa! Opa! Senhor Montedo! Há algo de podre na corte. Dizem que militares possuem hábitos de vida "espartana". Pois bem daí deflui os mais baixos salários entre os outros funcionários públicos da união. Entretanto devemos levar en conta os ensinamentos napoleônicos: - "O Exército marcha sobre o seu estômago". Tropa espartana e Comando a moda Luiz XIV ( O Rei Sol). Fico aqui a pensar: O Sol não nasce para todos, mais o "Bife Zoiudo" e a MP 2215 são uma iguaria, para a Tropa e a Infantaria (Rainha das Armas).

Anônimo disse...

Passagem de comando tem que ter tudo de bom para quem entra e sai...
Porem a tropa fica somente para a formatura e biscoitel...
Vergonha isso.
Chama o ministerio publico.

Anônimo disse...

Calma aí, vamos enviar um desenho para que você entenda o "âmago" da informação.

Militar atento disse...

Vcs acham, que para recepcionar autoridades como presidenta, ministro da defesa, CMT exército, CMT do cmne e outros, feijão, arroz, farinha, carne e salada com doce de sobremesa, cumpre a missão.

Anônimo disse...

Quando vai ser essa "merenda", chefia? Povo besta, sô, terra da lagosta e de tanta comida deliciosa, vão comer essas coisas de nome esquisito só pra dizer que é chique? Bota uma rapadura com farinha, feijão verdinho com manteiga de garrafa, baião de dois com queijo qualho,paçoca de carne seca,não sei dizer nem a metade do nome dos peixes deliciosos com aquele pirão e para beber, cachaça não falta para fazer uma caipirinha ou tomar pura. Vão sair todos reprovados no teste do bafômetro, mas vão sair felizes.

Anônimo disse...

Um tremendo de um tiro no pé.

Anônimo disse...

Isso sempre aconteceu. Não é novidade. Para as vaidades dos oficiais que estão no comando não há limites. Recentemente foram gastos aproximadamente meio milhão de reais para realizarem uma inútil formatura para despedida de um chefe militar no CMN (coloque na conta combustível, diárias, representações, alimentação, hospedagem, para militares de distantes guarnições que foram escalados para fazer volume na tal solenidade, sem contar os salários dos mesmos que ficaram uma semana à disposição para tal evento...) lamentável em tempos de crise. Esse é o exemplo da gestão que "corta na carne".

Anônimo disse...

Sabemos muito bem que com o qr e qs se faz excepcionais cardápios. Não precisa tanto luxo e a tropa comendo feijão com farinha.

Amauri disse...

Possivelmente é para a Passagem do Comando!!!! Qual a novidade?!?!

Anônimo disse...

Bem isso...

Anônimo disse...

Esses gastos desnecessários, em época de vacas magras ... Que falta de tato!!! Com certeza, até alguns ilustres convidados irão criticar.

Anônimo disse...

Exatamente companheiro, um gasto homérico na conta do contribuinte, meio milhão de reais para 1400 homens ficarem 2 horas em pé, cantarem canções, marcharem e em honras militares a um CMT. Quanta vaidade e inutilidade em um ato como esse. Porque não revertem talgasto em construção de PNRs, ou melhorias para as guarnições de serviço que cumprem mais de 30 horas de serviço contínuo (serviço de escala, mais o expediente do próximo dia) e nem ao menos alimentação descente tem à disposição. Esse é o EB de Brancaleone...uma das instituições "mais confiáveis" do país.... Que DEus nos ajude.

Anônimo disse...

Se preparem para comer salsicha com macarrão umas 3 semanas!

Anônimo disse...

Sempre fica ridículo quando gente pobre, que vive na pindaíba,chorando miséria, compra coisas caras e importadas só para bajular autoridades em jantares e coquetéis chiques. Aproveitam e levam a família toda pois, quando voltar para casa, o ovo frito os aguarda.

Anônimo disse...

Os críticos piram
mi mi mi

Anônimo disse...

Nós militares somos muito críticos quanto aos últimos governos e o que fazemos? Olha ai o exemplo de Fortaleza. Para quem acha que é algo localizado se engana. Esse descaso para com o escasso dinheiro do contribuinte ocorre em 90% das Unidades do Exercito Brasileiro. Observamos todos os dias isso, são buffet de luxo, aquisições de bens desnecessárias, gastos obsoletos com festas, reformas desnecessárias etc. Cito como exemplo uma Unidade em que eu passei onde no PNR do Comandante foi trocado todo o piso por três comandos seguidos. Lembro que a primeira troca já foi por capricho pois o piso era muito melhor do que o dos demais PNRs. na segunda vez o comandante que assumiu, acho que o serviço não estava perfeito mandou trocar todo o piso e não reparar os pontos defeituosos e na terceira pasmem, a esposa do comandante substituto não sei por qual razão não gostou do piso, tudo isso senhores em um prazo total de cinco anos. Outro exemplo foi uma visita de General em uma OM onde o comandante mandou uma viatura rodar 300 km para comprar peixe fresco para o jantar. O mais engraçado é que o General não gostava de peixe e no final seus motoristas e seguranças é que se presentearam com o caro banquete. Tem mais uma: em um qtl de tropa um comandante mandou uma viatura se deslocar 640 km (total de 1280 km, ida e volta) apenas para buscar dois leitões vivos, isso eu disse dois porcos pequenos. Calculando por cima, só de combustível em dias atuais daria quase R$ 5.000,00, sem contar os demais gastos. Então senhores, não adianta criticarmos a farra com o dinheiro do contribuinte no atual governo, se dentro do mar de honestidade, honradez e alto conceito frente a sociedade, fazemos o mesmo. O que vejo com toda sinceridade é que somos mais uma extensão dessa sociedade que esta ai, sem colocar e tirar nada. A diferença é que sabemos jogar toda a sujeira para baixo do tapete devido ao forte corporativismo que faz com que essas denuncias não apareçam, a começar pelo órgão internos de auditoria e tbm pq os militares mais antigos usam as ferramentas que tem em mãos: regulamento, quantificação de mérito e transferências indesejáveis, para amedrontar e calar possíveis denuncias, mas o descaso com certeza é o mesmo. Não é mimimi não, é a realidade. Os imparciais sabem do que estou falando. É triste mas é a verdade.

Anônimo disse...

Tenho isso na minha marmita, todo dia......

Anônimo disse...

Quando dão festa para autoridades em quartéi interditam até ruas para a ralé não passar perto! Resta só a faxina para os praças!

Anônimo disse...

Única categoria de servidores típica de Estado com salários miseráveis.

Anônimo disse...

Ola, senhora MI MI MI, q otimo final de semana estas tendo, toda alegre a gritar.
toda vez q se critica vc aparece a gritar MI MI MI, seu prazer em ver outros estar sofrendo esta cada vez mais abrangente.
sei q não fazes nada, pois só assim pode gritar tanto, quem lhe sustenta deve ser bem estrelado, provavelmente uma superestrela com treze pontas q lhe presenteou com um grande pino de segurança.
o amor é lindo o q estraga é a hipocresia.

Dari disse...

Como falam besteiras. Alguém falando em 1400 homens, como se a tropa participasse da comilança (isso é coisa de civil); militares criticando o que estão cansados de ver, participar ou invejar. Quem inveja faria do mesmo jeito se pudesse; Outra coisa, militar gosta mesmo é de aparecer usando menus em francês como por exemplo: zuchinni flambado ao azeite extra virgem (é abobrinha semi-frita, meio refogada, coisa de peão; mozzarela de búfala só pra ser diferente. Porque não mussarela normal, de boa qualidade. Vinho de 1º linha pra tomar no calor do nordeste não vai muito não. Com mil reais tu deixa muitos prontos. Pior os vinhos importados consumidos em Brasília, nos palácios dos governos, nos tribunais, esses sim custam mil reais a garrafa e wiski por mais de 3 mil. Deixem os generais pensarem que estão podendo, pois com o próprio salário passam vergonha.

Anônimo disse...

Militar é bicho puxa-saco mesmo. Não entendo como tem milico que defende essas safadezas e tem a coragem de criticar quem se levanta contra essas verdadeiras atrocidades. Muito querem se desculpa relacionando essas safadezas com as feitas em Brasilia, ora militar não tem que se comparar a políticos, temos que dar exemplo e não querer justificar um erro com outro muito maior, puxa-saco é bicho nojento.

Unknown disse...

Olá,, sou um sargento transferido para.Maceió,,, mais como eu e.muitos não receberam até hoje a ajuda de custo,,,,está acontecendo com. Vários militares de todo o Brasil,, vc poderia publicar se tiver informações alguma matéria a respeito

Anônimo disse...

Melhor isso do que empenhar 1000kg de banana e receber 20 ls de whisky para eventos (beberragens às custas do dinheiro público - nossa contribuição)

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics