20 de janeiro de 2016

Três militares do Exército morrem em colisão com ônibus no Paraná

Publicação original: 17h40min/19 Jan
Atualização: 7h/20 Jan

Acidente entre ônibus e carro mata três soldados e fere três pessoas
Batida aconteceu na PR-412, em Guaratuba, no litoral, nesta terça (19).
Segundo a PRE, o automóvel bateu de frente com o ônibus.
Guaratuba (PR)  - Um acidente entre um ônibus e um carro deixou três pessoas mortas e outras três feridas na PR-412, em Guaratuba, no litoral do Paraná, por volta das 14h desta terça-feira (19), de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Os três mortos eram soldados do Exército e moravam na cidade, conforme a polícia.
Inicialmente, a PRE havia informado que o estado de saúde dos três feridos era grave, mas, logo depois, corrigiu a informação – os ferimentos deles foram moderados.
Segundo a PRE, o automóvel, um Gol com placas de Pomerode (SC), bateu de frente com o ônibus e foi arrastado por 170 metros. A polícia ainda não sabia informar a causa do acidente.
Os três mortos estavam no carro, e os três feridos são ocupantes do ônibus, de acordo com a PRE.
O ônibus é da empresa Expresso Maringá, que afirma estar prestando suporte a todos os passageiros. "O motorista do coletivo trafegava normalmente pela rodovia quando foi atingido pelo carro de passeio que, segundo informações preliminares, invadiu a pista contrária para fazer uma ultrapassagem irregular", diz um trecho da nota da empresa. O veículo saiu de Guaratuba às 13h30 e seguia para Curitiba.
Conforme a PRE, 33 pessoas estavam dentro do ônibus. Outro veículo da empresa foi até o local para buscar os passageiros. A rodovia precisou ser parcialmente inteditada por causa do acidente, com desvio por uma estrada vicinal.
G1/montedo.com

Nota do editor
Os três militares mortos prestavam serviço no 62º Batalhão de Infantaria do Exército em Joinville: o cabo Leandro Vichinheski, 22 anos, e os soldados David Garcia Martins, 20 anos,  e Erison Otavio Carneiro, 19 anos. (Com informações do Correio do Litoral)

Um comentário:

Anônimo disse...

Uma perda lamentavel, agora é necessario investigar os motivos que levaram o acidente.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics