14 de janeiro de 2016

Justiça Militar julga soldado que matou colega dentro do quartel no RS

Soldado que matou colega no quartel em Santa Maria será julgado nesta quinta-feira
Raziel dos Santos admitiu ter atirado em Roger Lazaretti Rodrigues no Regimento Mallet, mas achava que arma estava sem munição
Lizie Antonello
lizie.antonello@diariosm.com.br
Santa Maria (RS) - O ex-soldado do Exército Raziel dos Santos será julgado nesta quinta-feira pela Justiça Militar Federal em Santa Maria. Ele é acusado de matar o colega de quartel, Roger Lazaretti Rodrigues, com um tiro de fuzil na cabeça.
O crime ocorreu em 6 de novembro de 2014, dentro do Regimento Mallet. Os jovens, à época com 18 anos, eram soldados e cumpriam serviço militar obrigatório.
Raziel foi denunciado pelo Ministério Público Militar (MPM) por homicídio doloso (quando há intenção de matar) qualificado por motivo fútil, por dificultar a defesa da vítima e por estar em serviço e utilizar-se disso no momento do crime.
Em interrogatório na 3ª Auditoria Militar Federal, no dia 15 de dezembro de 2014, Raziel admitiu ter efetuado o disparado, mas disse que estava brincando com a arma e não teve a intenção de matar o colega. Ele chegou a ficar preso em uma unidade militar da cidade por cerca de quatro meses, mas foi libertado em 10 de março do ano passado.
Leia também
Soldado é morto com tiro dentro do quartel do Exército no RS.
MPM denuncia soldado do Exército por homicídio triplamente qualificado na morte de colega no RS.
O caso será julgado por um Conselho Especial de Justiça composto por cinco juízes _ quatro militares e um juiz de Direito _ na 3ª Auditoria Militar Federal às 14h15min.
O juiz mais antigo deverá abrir a sessão. Será feita a leitura de peças do processo solicitadas pelas partes. Depois, falarão a acusação e a defesa, réplica e tréplica, e o caso vai a votação. O primeiro a votar é o juiz de Direito. Depois, os demais componentes do conselho. Vale o voto da maioria.
DIÁRIO DE SANTA MARIA/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics