19 de janeiro de 2016

Exército retira blindado de praça, após movimento para transformá-lo em 'tanque de amor'

Exército decide retirar tanque de praça de Porto Alegre por depredação
Decisão ocorre após organização de ato na internet para "pintar" tanque.
Veículo de guerra foi instalado no local no começo da semana passada.




Do G1 RS
O Exército decidiu remover um tanque de guerra, que foi instalado no começo da semana passada em uma praça no cruzamento das avenidas Ipiranga com Salvador França, na Zona Leste de Porto Alegre. Segundo a corporação, a decisão foi tomada após o veículo ter sido depredado no último final de semana. Os danos só foram percebidos na segunda-feira (19). A decisão pela retirada do tanque ocorre após uma mobilização nas redes sociais e a organização de um evento convocando pessoas contrárias à exposição para pintar o veículo.
O veículo de guerra foi riscado e algumas peças foram furtadas, como os farois e tampa do lançador de granadas. Além disso, segundo o Exército, pessoas tentaram pichar a lagarta - a esteira que faz o veículo se movimentar -, mas sem sucesso. Durante a tarde desta terça, algumas pessoas posavam para fotos ao lado do tanque.
Conforme o coordenador-adjunto da comunicação social do Comando Militar do Sul, tenente-coronel Joel Ferreira Pedreira, a retirada do tanque deve ocorrer durante esta semana. "Não sei precisar o dia. É preciso um guindaste e uma prancha para remover o tanque." Conforme o oficial, o guindaste deve vir de Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul.
Em nota, o Exército esclareceu que o tanque passará por uma "manutenção" que "exigirá reposição de peças e reparo na pintura". Entretanto, é preciso liberação de orçamento para as substituições, esclareceu a assessoria do Comando Militar do Sul.
Segundo o órgão, após a saída do tanque da praça, a recolocação só deve ocorrer após a instalação de uma cerca para proteger a estrutura. O Exército esclareceu que durante o serviço de manutenção do tanque o local, onde estava o veículo, será "preparado e estruturado para receber o Leopard em segurança e para proporcionar aos visitantes uma interação positiva com a história".
Não há vigias, nem câmeras de segurança no local. O tanque é do modelo Blindado Leopard 1A1.

Exército nega que retirada ocorrerá por evento
O Exército negou que decidiu pela remoção do veículo devido a um ato organizado pelas redes sociais para as 18h da próxima sexta-feira (22). O evento ganhou o nome de "Transformar o tanque de guerra em tanque do amor", que na tarde desta terça-feira (19) já contava com a confirmação de mais de 1,3 mil pessoas. A ideia era pintar o blindado para "deixá-lo mais alegre e feliz", segundo a descrição do evento.
Em uma publicação, coordenadores do movimento classificaram a decisão do Exército como uma "importante vitória". "Finalmente algumas autoridades se sensibilizaram e, usando a desculpa de realizar reparos no ferro velho, o retiraram finalmente da nossa vista."
A praça que recebeu o monumento foi cedida pela prefeitura de Porto Alegre como forma de agradecimento pela doação de uma área do 3º Regimento de Cavalaria de Guarda para construção do viaduto de acesso da Avenida Bento Gonçalves.
G1/montedo.com

7 comentários:

Anônimo disse...

Senhores Comandantes!

Isso não é um pedido! Isso é um direito que está sendo aviltado pelo governo que é nosso inimigo!
Não sou eu, mas isso é dito por uma valorosa esposa de militar!
Estou cansado, nas rodas de bate papo, de ouvir que nossos Cmt's são BUNDÕES! Isso é notório e eu tenho que ouvir calado.
Será que os nossos comandantes, apáticos e desinteressados não vão tomar uma atitude!
Será que o Min Def que é nosso inimigo - isso também é notório - não vai balançar com a fala dessa valorosa esposa de militar.
CHEGA DE SER ACHINCALHADO !
Chamam os militares de cãezinhos amestrados e eu tenho que ficar calado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Ouvindo a toda hora que os Chefes militares são subservientes e desqualificados e que ninguém confia mais neles!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Não é possível que os nossos Chefes não façam nada por nós!
A classe das FFAA está desmotivada e eu temo por isso!
Estou vendo a hora de ver um Praça fazer algo contrário a nossa disciplina!
Vou postar PUBLICO isso no facebook para que todos brasileiros tomem conhecimento!

Anônimo disse...

Tanque do amor??? Em Porto Alegre???Sei não....

Anônimo disse...

Queria saber de quem foi esta ideia??? Sem a mínima noção do momento delicado em que vivemos. Merece uma medalha de homem cego da politica nacional.

Anônimo disse...

Colocar tanque em praça publica, nos dias de hoje,para quê? Coloquem em unidade militar. Esse povo de hoje não valoriza os militares, estão alienados com nossa história e só acreditam na estorinha contada pelo PT. Não tem nem o trabalho de pesquisar no Google. Só valorizam os militares quando precisam deles, quando as pontes caem, as enchentes derrubam as casas, os mosquitos infestam suas vidas e os órgão públicos, que só servem de cabides de emprego e para desvio de dinheiro, não fazem nada.Se fosse um órgão sexual masculino gigante no lugar do tanque, estariam fazendo até movimento a favor. Tudo o que é marcha do que não presta e vai de encontro com a sociedade é apoiada e valorizada por grupos acéfalos e dominados.O povo merece o que está colhendo.

Anônimo disse...

Um povo que elege uma Maria do Rosário,um Tarso Genro e filha merece ter na praça uma estrela vermelha e não um tanque de guerra que representa o Exército ! O que mais escuto é que não existe comando nas Forças Armadas e sim tres senhores que almejam uma aposentadoria tranquila e se possível com um cargo de diretor de estatal !

Anônimo disse...

Tanque do amor!!!! Em POA!!!!!
Será chê!!!!!
Uuuuuiiiiiiii!!!!!!

LUIZEDZ disse...

Só falta pintá-lo de Rosa!
Povo sem cultura e passado é assim mesmo só vive o presente.
Quero ver quando o bicho pegar.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics