27 de janeiro de 2016

Guerra ao mosquito vai mobilizar 20 militares do Exército no RS

Combate à dengue terá apoio de 20 mil militares do Exército no Estado
Junto a servidores estaduais e municipais, ações devem contar com 60 mil pessoas no RS
Mateus Ferraz
mateus.ferraz@rdgaucha.com.br
Visitas de agentes de combate ao mosquito da dengue vão até sexta na Capital
O Exército vai entrar na briga contra o Aedes aegypti em todo o Brasil. No Rio Grande do Sul, a expectativa é que 20 mil militares atuem junto a servidores estaduais e municipais em ações de combate e conscientização.
O número foi divulgado nesta terça-feira (26) pelo governador em exercício, José Paulo Cairoli, durante reunião com prefeitos das regiões noroeste e missioneira, que registram alto índice de infestação do mosquito.
Uma força-tarefa nacional está prevista para o dia 13 de fevereiro. A data deve marcar o primeiro dia de atuação dos militares. Eles não ficarão à disposição das cidades todos os dias. No entanto, irão realizar trabalhos durante todo o ano. Desde 2015, 12 municípios gaúchos já contam o auxílio do Exército no combate ao mosquito.

2016
Nas três primeiras semanas de 2016, o número de notificações de dengue no RS triplicou em relação ao mesmo período do ano passado. Em janeiro, há 265 casos, sendo que 15 já foram confirmados. No entanto, todas os pacientes foram infectados fora do Estado. Em relação à febre chikingunya, há 16 suspeitas e nenhuma confirmação. Já indícios do zika vírus (desde maio de 2015) foram encontrados em 40 casos, também sem nenhuma confirmação.

Repelente
Na noite dessa segunda-feira (25), o ministro da Saúde, Marcelo Castro, também falou sobre a intenção do governo federal de distribuir repelente a grávidas inscritas no Programa Bolsa Família. Reuniões serão realizadas nos próximos dias para que a ação seja definida. No entanto, ainda não há data para a entrega do produto às gestantes.
RÁDIO GAÚCHA/montedo,com

2 comentários:

Anônimo disse...

Caro Montedo, esse problema do mosquito é resultado do abandono na área da saúde. Além das visitas às residências é preciso pulverizar áreas de florestas, principalmente onde há nascentes. Eliminei muitos focos em águas acumuladas dentro de troncos apodrecidos em minha propriedade. É urgente que sejam pulverizadas essas áreas. Obrigado!

Amauri disse...

Finalmente!!! O Dia da conscientização e COMBATE ao mosquito Aedes aegypti!!!!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics