19 de janeiro de 2016

Guerra contra a dengue! Exército vistoria mais de 8 mil imóveis em SC

Mais de 8 mil imóveis são visitados pelas equipes da saúde e do Exército em São Miguel
70 equipes estiveram envolvidas na ação

Sâo Miguel do Oeste (SC)  - A saúde de São Miguel do Oeste esteve mobilizada na última semana, num intenso trabalho de orientação e combate ao mosquito Aedes Aegypti, em todos os bairros do município.
Numa parceria entre a secretaria de saúde, por meio do Setor da Dengue, e 14º RCMec, foram quatro dias de mobilização com a participação dos agentes comunitários de saúde, dos agentes da dengue e militares.
Segundo o secretário Airton Macarini Segundo, 70 equipes estiveram envolvidas na ação. As equipes visitaram 8.085 imóveis, dos quais 5.924 foram acessados e vistoriados e 2.147 estavam fechados, o que gerou um percentual de 26,7% de pendências.
O secretário informa que do total de imóveis visitados, 492 comércios, 4.529 residências, 740 terrenos baldios e 163 comércios. “Até o momento temos registrados 52 focos na cidade e 15 casos suspeitos de dengue, dos quais estamos aguardando o resultado”, informou Kiko.
WH3 Com Br/montedo.com

10 comentários:

Anônimo disse...

Enquanto isso o ex-ministro da defesa está todo enrolado no Petrolão. Quanta servidão, quanta leniência. A tropa que lasque.

Já estou na reserva, no entanto, tenho dó daqueles que ainda possuem uma longa estrada pela frente, pois, a cada dia a tropa é destinada para aquilo que os outros não querem, parece a Oração do Paraquedista.
- Dai-me, Senhor, o que Vos resta,
Dai-me aquilo que os outros não querem;

- A coragem, a força e a fé, é para aqueles que pensam em pular fora desse barco que está a deriva. Salve-se quem puder, pois, os nossos chefes já estão salvos a muito tempo.

Anônimo disse...

Vi uma notícia num jornal que em algumas cidades que alguma família será premiada com até R$ 1.000,00 reais por uma medida mais criativa no combate à dengue. Sinceramente, acho que esse prêmio deveria ir para os soldados que efetivamente combatem o mosquito. Pelo contrário, só recebem ingratidão!

Anônimo disse...

A função dos militares no combate a dengue é uma missão humanitária e de caráter social. Parabéns aos companheiros empenhados diretamente na missão que com certeza estão contribuindo muito com a saúde pública de nosso país. Mas por outro lado, os mesmos serão inspecionados nos milhares de municípios empenhados na missão. Imaginem quantas diárias serão pagas para esses inspecionadores que se deslocarão de sua sede para fazer essas inspeções e "pasmem" dar apoio moral a tropa? Em suma. ISSO É UMA VERGONHA!

Anônimo disse...

mi mi mi

Anônimo disse...

Parem de criticar
é carro sendo lavado é soldado combatendo a dengue
não sabem nada sobre o carro
não sabem o por quê da ajuda
ô povinho chato

Anônimo disse...

Essa moda de colocar soldado enquanto existem pessoas habilitadas trabalhando administrativamente, é o cúmulo!Dá um cuirsinho intensivo, rápido, meia boca, e querem que a molecada resolva o problema do governo.

Anônimo disse...

Vão carpi um lote
Parem de criticar tudo o que feito
Até apoio à população em época que não é previsto instrução e operações
Querem deixar a gurizada só fazendo faxina
ainda mais vendo seus familiares sendo afetados
Se o governo não faz nada, também não vamos fazer
Para estudar durante o expediente e pedir dispensa são uns leõs
VÃO CARPIR UM LOTE
CHATO PARA CAR...

Anônimo disse...

Essa "guerra" não é nossa !!! Quando houver uma da verdade...hummmmmm, tomara que os inimigos sejam mosquitos.

Anônimo disse...

Para quem reclama de tudo, até o emprego numa guerra vai via no Montedo chorar
VÃO CARPI UM LOTE

Anônimo disse...

Prêmio para uma ideia criativa para acabar com o mosquito? Fácil, e é de graça: chute na bunda desses políticos que só pensam em enriquecer, desviando o nosso dinheiro e não investem em saúde publica.Querem até se beneficiar com as verbas que serão disponibilizadas para o "combate"desse inimigo número dois. O número dois, nós sabemos quem é.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics