1 de janeiro de 2016

Soldado do Exército atropela e mata mulher no RS

Atropelamento com morte em Santiago
Condutor do Golf estava embriagado e em alta velocidade

Santiago (RS) - O Delegado de Polícia João Carlos Brum Vaz, responsável pela Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Santiago nesse feriadão de Ano Novo, autuou em flagrante Paulo Sadi Lemes Ajala Junior, de 19 anos, por Homicídio Doloso na modalidade do dolo eventual (quando se assume o risco da morte, mesmo sem intenção de cometer o crime), após ouvir testemunhas do atropelamento na Rua Pinheiro Machado, no Centro de Santiago, na manhã desta sexta-feira, 1, que causou a morte da empregada doméstica Graciéli Silva da Silva, de 34 anos.
No Auto de Prisão em Flagrante, consta o depoimento de dois jovens, maiores de idade, que pegaram carona com Paulo no Posto Pôr do Sol para irem embora após a Festa de Réveillon na AABB. Os dois declararam que o acusado havia bebido a noite inteira e demonstrou estar totalmente embriagado, tendo, inclusive, vomitado no Posto de Combustíveis antes de entrar em seu carro, um Golf branco.

Os passageiros do Golf relataram que Paulo ingressou em alta velocidade na Rua Bento Gonçalves em direção ao Posto Shell. Duas quadras após o Posto, o condutor, ainda em alta velocidade, dobrou à esquerda para ter acesso a Rua Pinheiro Machado em direção ao Centro da cidade, quando, logo após passar pela Rua Treze de Maio, perdeu o controle do carro, bateu na traseira de um Ford Focus, atravessou a pista e atropelou Graciéli Silva da Silva que foi arremessada para cima de uma árvore e caiu, posteriormente, no capô de um Celta estacionado. Graciéli morreu na hora.
Após o acidente, o condutor fugiu a pé, mas foi preso pela Brigada Militar, minutos depois, em sua casa. Ele se negou a fazer o bafômetro. Após o registro da ocorrência, por ser militar, o acusado foi conduzido pela Polícia do Exército para prisão em uma das unidades militares de Santiago.
O velório e sepultamento de Graciéli ocorrem na localidade de Cerca de Pedras, no interior de Santiago. O corpo foi liberado para os familiares no meio da tarde.
Fotos do acidente: Júlio Barcelos/Santiago News.
BLOG RAFAEL NEMITZ\montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Cadeia nele, a justiça é para todos, pois todos são mais que orientados que se beber não dirija.
Tem que pagar pelo erro, a maioria destes jovens do serviço militar obrigatorio recebem uma farda e acham que podem tudo.

Anônimo disse...

bee 19-15_Port_1881_Plano Estratégico do Exército 2016-2019

http://www.sgex.eb.mil.br/sistemas/be/copiar.php?codarquivo=1409&act=bre

Anônimo disse...

Que a justiça seja feita, errou tem que pagar...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics