14 de outubro de 2015

Os militares e os 35 anos de serviço: além do 'boletim das baias'

Uma versão circula no meio castrense sobre o aumento do tempo de serviço mínimo para 35 anos, que pode ser classificada alguns degraus acima do famoso 'boletim das baias', pois tem sido referida  - informalmente - inclusive por oficiais generais em visitas aos quartéis.
Segundo essas informações, a mudança será feita em breve, com algumas regras de transição, a contar da data de publicação:
- Quem contar com 28 anos de serviço ou mais deverá permanecer na ativa por um ano além dos 30 atuais; entre 25 e 28 anos, dois anos de acréscimo; o acréscimo de cinco anos passará a ser aplicado aos que contarem com menos de 25 anos de serviço.
Pelo que consegui apurar, o aumento do tempo de serviço é uma medida irreversível e a regra acima é a possibilidade mais provável.  


77 comentários:

Anônimo disse...

A Praça sempre levando a pior...só perdendo, nunca ganha nada! Sempre a mesma coisa, quem decide não se enquadra no que decidiu. Covardia!

Anônimo disse...

E as promoções? Se for praça e tiver menos de 25 anos de serviço e já for um Suboficial/Subtenente? Se o SO/ST tiver 24 anos de serviço, vai tirar mais 11 anos de sem ter direito a mais nada? Fala sério!

Anônimo disse...

Era só o que faltava uma palhaçada dessas, quem já está não poderia ser atingido e sim quem entrasse agora. Não me refiro sobre a questão de ser legal ou não, expectativa de direito X direito adquirido e sim que quebra o planejamento das pessoas.

Anônimo disse...

Essa nova lei, prejudicará muito mais ainda os militares e sua família, com os salários defasados como está. Espero que essa lei venha acompanhada de promoção,com reajuste de salario para quem ficar obrigado pela lei.Se nenhuma lei pode ser instituída para prejudicar, então é certo que terá um bonus.Já nos basta a MP2215, que detonou com os militares.

Anônimo disse...

Não procede. Aliás, será inevitável, pois a conta chegou há mt tempo, mas o Cmt EB atual já manifestou PUBLICAMENTE em reuniões aqui no QGEx q, eqto ele for Cmt, não concordará com essa extensão do Tp Sv.
Razões, segundo ele, são as já conhecidas: não direito a FGTS, hora extra, hora noturna superior 50% a hora normal etc.
Agora, em um quadro de tantas incertezas, evidentemente q aparecerá um monte de gente propalando a torto e a direito informes como se fossem vdds absolutas. É a conhecida teoria conspiratória.
Penso q deveríamos ser mais responsáveis qto a divulgar comentários fundamentados nos "boletins das baias". Disseminar o caos é algo particular e próprio dos esquerdopatas.
Of Sup QCO

Anônimo disse...

E os coma andantes vão aceitar tudo isso em posição de sentido?

Anônimo disse...

Complementando o q disse acima: são vários informes, vários boatos, q nem mesmo a suposta divisão do tempo de serviço restante é plausível. Uma regra de transição condizente, em um caso desses, deve buscar "quebrar" o Tp Sv em meses, não em anos.
Ou seja, uma regra que estabelece uma transição estapafúrdia dessas (28 anos --> 1 ano; entre 25 e 28 anos --> 2a; e menos de 25 anos --> 5a) facilmente se torna passível de contestação no Judiciário.
Recebi essa msg pelo whats e a deletei de imediato. Tolice e irresponsabilidade de minha parte se a repassasse adiante.
Agora, claro, para quem já adquiriu o direito à reserva - ou já está nela -, divulgar não é nada, ainda q não haja fundamentação legal do informe.
Caro Montedo, trata-se de uma crítica construtiva. Respeito-o, assim como o espaço q disponibiliza, mas está sendo incoerente qdo, lá atrás, afirmou não postar notícias sem fundamentação legal (sejam normas legais ou infralegais). E, no entanto, baseado em "boletins de baias", vejo tal informação.
Como disse antes, o Cmt EB se colocou veementemente contra tal decisão. Estou com ele.
Of Sup QCO

Paulista disse...

Montedo, vc ou algum outro colega sabe como ficará a situação do adicional de permanência, dentro dessas novas conjunturas expostas no artigo?

Anônimo disse...

E a contrapartida? Ou mais uma vez a classe vai ser prejudicada simplesmente.

Anônimo disse...

Correto! O Brasil precisa de sacrifício ! Lembra quando do governo do então FHC foi alegado para a tropa que, para equilibrar as contas públicas com pagamento de pessoal, haveria que sacrificar as Forças Armadas retirando Tempo de Serviço, Auxílio Moradia, Licença Especial- Sem Falar no Posto Acima , quando da passagem para a reserva- ? Pois bem. De lá para cá, o que aconteceu: As Polícias e Bombeiros Militares de Vários Estados da Federação Brasil, incluíndo, aí, sua Capital Federal-Braśilia-DF, A polícia Federal, Rodoviária Federa, Agências Nacionais( Pra quem não sabe, são nomes lindos: ANA, ANATEL...etc...),sem falar nos Servidores do Judiciário e do Legislativo, todos , e muitos mais, hoje, ainda no início da carreira pública, recebem, mensalmente, mais- e em alguns casos,muito mais- que os integrantes das Forças Armadas. Sacrifício ? Claro ! A minha geração pagou o preço. Vários coronéis endividados- imaginem o resto. Vamos para o sacrifício mais uma vez. Coitada da nação Brasil.Coitado dos próximos sacrificados.

Anônimo disse...

Salve a força que tem força, PM! Militares das Forças Armadas já estão aguentando além de suas possibilidades, na mordaça e no chicote? Ficará feio e desmoralizante para os comandantes se houver uma revolta da tropa. A situação está insuportável. Já chega de pagar o pato pelos outros. No governo Dilma tudo só se resolve para amanhã, no ano que vem, no próximo mandato e continua pior.Ficam fazendo graça e se vingando sem nada acontecer.

Anônimo disse...

Tá beleza... Essa publicação é algo além do "boletim das baias", Montedo... Mas onde está escrito, ninguém apresenta nem um rascunho de nada para fundamentar o "além do boletim das baias". Todas, digo, todas as instituições de segurança pública possuem regime estatutário com redução de tempo de serviço em relação ao servidor comum como forma de compensação pelo maior desgaste físico dos servidores que trabalham em segurança pública. Agora vão fazer justamente o contrário com os militares das FA ?
Não sejamos tolos, se até o vigilante armado tem regime especial de aposentadoria pelo INSS (25 anos), como conceber que ao cidadão que trabalha em igual ou pior situação (militar) sem amparo de CLT, normas de segurança no trabalho, sem fiscalização pelo MTE (Min. do Trabalho e Emprego) irá se aposentar com 35 anos de serviço? Só imbecil acredita nisso!!! Vamos parar de alarmismo ao ficar publicando ou espalhando via WhatsApp informação sobre os 35 anos. Sejamos responsáveis, só façamos divulgação sobre tal tema se e quando houver algum documento oficial mencionando tal mudança e não baseado em especulações de rancho, ou porque 'alguém ouviu dizer que um General comentou com o seu motorista e este disse então para o outro General que também ouviu dizer que lá em Brasília alguém também disse que disseram também'. Quem disse prova o que disse? Se não há documento, há boatos apenas e boatos não podem ser encarados como fatos. Simples assim. Espero que o Montedo não censure esse meu comentário.

Anônimo disse...

Só prejudicar os militares é fácil. Claro, não temos comandantes que representem os interesses dos integrantes da força. Cabê meu salário que a inflação o consumiu? Anuênio? Minha LE? Auxílio moradia? Plano de carreira?

Anônimo disse...

PQP! Não temos mais direitos, só o dever de ficarmos calados e tomar na cabeça. Esse governo revanchista que só fala em golpe. Eles sim estão dando um golpe nos militares. Se a justiça dos homens não é feita a de Deus não falhará!

Anônimo disse...

A Medida Provisória Nº 2.215-10, de 31 de Agosto de 2001 transferiu para o próprio militar a responsabilidade de prover os recursos para a sua aposentadoria, mensalmente, importância, ainda que mantido o nome de Pensão Militar, que serve para sua aposentadoria e pagamento de pensão para seus dependentes instituídos. O Estado em nada contribui, as pensões devem ser pagas com o montante recolhido aos cofres pelos próprios militares. Militares servindo por 30 ou por 35 anos contribuem da mesma maneira, já que o valor permanece sendo descontado dos que estão na reserva.

Os Militares, que provém recursos para suas próprias aposentadorias e pensões, não são onerosos para a nação, como querem fazer crer seus opositores.

Em 2013 foi realizado um estudo detalhado que visava determinar o gasto das forças armadas relacionado às pensões. O estudo causou surpresa para aqueles que insistiam em dizer que os militares eram mais onerosos do que deveriam na questão da previdência. O texto é bastante completo, pode ser visto aqui, e concluiu que as próprias contribuições dos militares são suficientes para o custeio de suas aposentadorias e pensões.

Fardado Indignado disse...

Ok, tudo certo!! Ao ser equiparado com com o regime de CLT que venham também os mesmos direitos: FGTS; Adicional Noturno; Horas Extras, Adicionais de insalubridade / periculosidade; etc... (Detalhe, já estou com advogados preparados para solicitar a retroação de tudo isso aí!). Os únicos pilares de sustentação das FFAA nos dias de hoje são o tempo de SVÇ, a estabilidade e a totalidade dos vencimentos ao passar para reserva. O resto já caiu por terra há muito tempo, e assim, um após outro, os estímulos são retirados minando as instituições até a sua falência total e posterior substituição pelas hordas de bárbaros das Milicias Bolivarianas que estimuladas por ideologias fratricidas e financiadas por carteis de todos os tipos irão transformar o país que conhecemos hoje de uma maneira tão radical que os conflitos do oriente médio serão fichinha em relação ao que está por acontecer!

sgt EsSA disse...

a pm e os bombeiros traballham 24 por 48 no minimo e bombeiros e sobreaviso podendo dormir assim como enfermeiros

nos do exercito trabalho as 24h, "durmo" 6h(10 as 4h) volto pra garda, passo serviço as 9h e fico no quartel ate as 17h... 36h aquartelado

são quase 36 horas que fico aqui, chego às 7 da manhã de hoje e saio às 17 de amanhã se liberar no horario.

Anônimo disse...

Acho que essa saiu das "baias"...
Vamos entender essa matemática...até 24 anos, 11 meses e 29 dias= sem direito a nada!!.De 25 a 28 anos = fica mais 2 anos. Acima de 28 anos = fica mais 1(um). Detalhe importante!...ninguém tem direito adquirido! somente quem completou os 30 anos. Sabe qual resultado disso?...MILHARES DE AÇÕES NA JUSTIÇA E UMA FORÇA CADA VEZ MAIS DESAGREGADA, DIVIDIVA e DESMOTIVADA.
Curiosidade: Quem foi o ideúdo(s) responsável pelo cálculo dessa tal "possível regra de transição"?... Bem acho que já sabemos a resposta!
Abraço a todos.

Anônimo disse...

Ave! Comandante.

Aguardem o pacote de maldade. Reclamavam do governo FHC, mas naquela época todos ficaram sem aumento. Hoje o governo do PT e sindical, quem tiver mais representabilidade e folego ganha aumento maior. Olhem os aumentos neste governo ninguém foi igual.

Como os militares não possuem associações, exceto a dos oficiais da reserva (Clube Militar) o resto é com os Comandantes, homens que ajudam e que melhor conhece os anseios da tropa.

Anônimo disse...

Cadete do 1º ano não se iluda...kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Enquanto os chefes do judiciário lutam por 78% de aumento...

Os chefes das FA aumentam o tempo de serviço...

Cada um tem os chefes que merecem.......

Anônimo disse...

Que transição heimm. kkkkk

só rindo mesmo. quem tem 1 ano de serviço = 5 anos a mais. quem tem 25 anos de serviço ????? 5 anos a mais. PARABENS AOS CHEFES MILITARES DO BRASILSILSIL.

Anônimo disse...

Mais um direito perdido; ou seriam dois. Mas com certeza alguns vão dizer: mas muitos esperam mais de 30a para alcançar mais uma promoção (aqueles que conseguem); tudo bem, mas e o adicional permanência? Quem iria receber o adicional com 32a vai ter que esperar os 37a? É o fim mesmo, o pessoal de carreira tá na m?~da mesmo, e sem perspectiva alguma de que algo vai melhorar. Com meus 16a de serviço não pensava mais em procurar algo melhor, mas agora com certeza vou repensar. O militar (praça) leva uma vida de sacrifício, incluindo nisso a sua família, transferências, sem PNR (onde eu sirvo a espera mínima é de 7a), sem auxílio moradia, salário super defasado, perda do poder de compra a cada ano, esposa não consegue trabalho por conta da rotatividade, etc... Mas eu acho que os nossos chefes (generais) estão super preocupados com isso, a anos ouço isso. Mas o que vemos são mais perdas, perdas,e perdas. Gostaria de pedir mais aos nossos chefes que pensassem mais na tropa (na ponta linha) e menos em seus umbigos, pois essa pede socorro.

Cap AMAN2006 disse...

Mais uma vez aqui na corte, as cabeças pensantes vão assinar sem problemas, pois os mesmos já possuem mais de 28 anos. Absurdo sem uma transição adequada.

Anônimo disse...

Sacanagem sem precedentes.

Anônimo disse...

Alguém tem que fazer algo, isso já é demais. Militares não tem horas de trabalho pré-fixadas, escalas de serviço, etc e vão querer sangrar mais 5 anos???????????????????????

Anônimo disse...

Se esta trairagem está sendo gestada no MD e no âmbito dos comandos militares, que o Comandante tenha a coragem moral de vir a público esclarecer. Informar é dever do Comando, ou não?

Anônimo disse...

Quem criou isso tem com certeza mais de 25 anos de serviço.

Anônimo disse...

Vcs não queriam aumento? Então, mais 5 anos representa um aumento de 16,67% na carreira. E de uma só vez! Obrigado, Gen Villas Boas, bem que disseram que o Sr. tinha gabarito para mudar as nossas vidas.

Anônimo disse...

Mais uma MP para ser editada no reveillon, com todo mundo de férias ou dispensados, e sem a menor participação da tropa. Vão novamente entregar as nossas cabeças numa bandeja de prata, como em 2000.

Anônimo disse...

Bem, sei que a minha opinião é uma "gota no oceano", mas considero isso um equívoco e uma injustiça, pois nós militares nos desgastamos muito mais do que os servidores civis - independentemente de estarmos ou não servindo em OM operacionais. Basta, apenas, o stress causado pelas cobranças dos superiores que em muitos casos se igualam aos "assédios morais" do civil, entre outros.

Porém, acho que não vai incomodar muitos não, pois considerando que muitos oficiais do QAO insistem, pelo menos até hoje, em ficar na ativa mesmo depois de serem promovidos ao posto de capitão (último posto da "carreira") e se "negam" a pedir as contas...

Mas, como fica o Alto Comando? Vai defender a "classe" dos militares? Ou vai apenas dizer "sim, senhora PresidentA" e aceitar goela adentro?

Com a palavra os entendidos.

Anônimo disse...

Essa medida, se adotada, seria em prol de economia de recursos públicos, não vejo outro objetivo, mas para isto acontecer teria que equilibrar o efetivo diminuindo o ingresso de cidadãos na carreira militar. Caso contrario acontecerá apenas um inchaço e envelhecimento de efetivo.
Só o aumento do tempo de serviço não gera enxugamento estatal, medida tão perseguida pela economia neoliberal.
Acho muito pouco provável.
A maior economia foi feita quando se acabou com a pensão para as filhas, acontece que é pouco sentida por ter apenas 15 anos, só vai produzir efeito lá por 2040.

Saúde a todos.

Anônimo disse...

Não é justo!!! Hoje um praça no final da carreira equivale a 38 anos de serviço em relação a um civil que trabalha 40 horas semanais. Esquecem que nós tiramos serviço de 24 horas e permanece no expediente por mais 8 horas, uma vez por semana e com muita sorte a cada 10 dias, sem contar as manobras e campos num período de 30 anos.

Anônimo disse...

Tenho certeza que os nossos Cmt vão brigar até o fim e não vão permitir mais essa humilhação...

Anônimo disse...

E ganharemos uma graduação/posto acima?

Anônimo disse...

Tranquilo isso, os generais já tem no mínimo esses 35 anos, então....aceitarão sem pestanejar.

Anônimo disse...

Sem problemas! Tenho 5 anos averbados de carteira assinada antes de entrar para o EB!

Anônimo disse...

Isso, caso venha a acontecer, pro QE é uma sentença de morte.

Anônimo disse...

Tomara que aprovem e volte o posto acima e tempo de serviço, para que a maioria dos STen que ainda não foram promovidos a QAO e que provavelmente não serão promovidos, possam ir para a reserva remunerada com um vencimento melhor!

Anônimo disse...

Qual será a contra proposta dos nossos comandantes? Espero que pleiteiam um salário digno como da PMDF e a volta do posto acima em compensação aos bem mais de 35 anos trabalhados. Serviços de 24 horas....campos...instruções noturnas....manobras. Sei que existe um estudo que um praça trabalha 38 anos em média em equiparação com outro servidor público que trabalha 36 a 40 horas semanais.

Anônimo disse...

Trairagem ! Os militares já trabalham em média 14 anos a mais que os civis , por conta dos serviços de escala Unibanco (24 + 8), operações continuadas, acampamentos, instruções noturnas, missões fim de semana e feriados além de horas a mais de expediente em OM sem nenhuma justificativa crucial, as vezes por simples capricho de cmt ou subcmt pra "espezinhar" a tropa.
Esse dado dos 14 anos a mais de serviço não estou tirando da manga, existe um estudo antigo do EMFA que diz isso.
Nossa cobrança das FFAA é a dedicacão exclusiva, integral, 24 horas, então somos uma CATEGORIA ESPECIAL.
Se tem gente que gosta de ficar até os 70 anos, problema eh dele, está ficando porque quer, agora não obriguem quem não quer.

Anônimo disse...

Se aprovarem isso, vão jogar a pá de cal numa das últimas coisas boas que restam na carreira das armas.

Anônimo disse...

Mas no que você pode apurar, esta medida é irreversível, contudo ela virá com algum benefício???????
Tipo, retorno de anuênio, posto acima, ou alguma coisa, ou é simplesmente pra o "venha nós" e nada de "vosso reino"?!?!?!?

2° Sgt 2002

Anônimo disse...

3 sgt para 2sgt 10 anos
2Sgt para 1 sgt 10 anos
1 sgt para Sten 10 anos
Sten...para os 35 anos...CAIXAO
Absurdo fiz um concurso e tudo mudou, perdi LE, ANUENIO, POSTO ACIMA...PERDI TUDO.

roberto da silva barros - cfs 88 disse...

acho que não vai acontecer, porque os nossos generais estão "preocupados"...

Anônimo disse...

Hoje o Cmt do EB em palestra na AMAN disse que não existe a menor possibilidade no momento dos 35 anos vigorarem, talvez daqui a alguns anos.

Anônimo disse...

Q maravilha!!!! Obrigado Ministro da Defesa!!! Porém faltou, apenas, 02 (duas) pequenas medidas p/ "melhorar" tal valorização da carreira dos militares!!!

1ª) Aumento de interstício mínimo das Praças Graduadas para 10 (dez) anos!!! [Motivo: nos dias atuais, as Praças Graduadas são promovidas a S Ten com "apenas" 23 (vinte e três) anos de serviço e ficariam + 12 (doze) anos nessa mesma graduação. Por favor nos "valorize"!!!! e;
2ª) Mudança no RISG para que a escala de Adjunto ao Oficial-de-dia seja EXCLUSIVA dos S Ten/1º Sgt!!! [Motivo: os atuais e futuros S Ten ficariam muito tempo no EB, tão fato poderia causar desânimo e nada melhor para resolver tal problema q tirar serviço. Por favor nos "valorize" MAIS!!!!

Srs, agora o comentário verdadeiro:

É pro "C" cair da "B"!!!!!!!

Anônimo disse...

Meus amigos!!! Procurem uma segunda profissão e vão ganhar dinheiro lá fora!!! Muitos já fazem isso e reparem que são os que menos reclamam do Exército! Isso é uma constatação. Além de manterem a mente ocupada com outra profissão não veem o tempo passar!! Senhores a vaca foi para o brejo e não é de hoje, já faz tempo!!!

Anônimo disse...

Se o Exército acha que eu vou ficar mais de 30 anos, está muito enganado...

Anônimo disse...

É só notícia ruim... muita tristeza, é isso que sinto.

Anônimo disse...

Ah, só 35 anos? Coloca logo para 75! Tô de saco cheio dessa porcaria. Governo e Comando que não respeita o militar! Entrei para ficar 30 anos, esta é o direito que me venderam quando eu fiz concurso. Se é para desrespeitar a regra consagrada há décadas a bel prazer desse governo corrupto e inepto, então que mudem logo para 75 anos... aí então talvez a tropa se mexa contra os desmandos que vemos diuturnamente acontecendo neste que poderia ser um grande País e não esse lixo bolivariano que querem nos transformar.

Anônimo disse...

Já as praças com menos de 10 anos têm obrigação de pedir a baixa para ganhar uns trocados com a pecuniária...

Anônimo disse...

Por mais que seja um boato, o militar não aguenta mais ser esfaqueado, como em 2000, quando o comandante falou que nada mudaria e veio a facada depois de uns dias mudando tudo para pior MP do mal, onde até hoje nada foi votado, criaram o Ministério da Defesa e logo assinaram documentação com assinatura do comandante sem saber e para mudar o erro que fizeram nada! Por isso a tropa que passa fome não acredita mais em nada, como muitos só vêem promessas e estudos, estudos, comissões para avaliar a remuneração, NINGUÉM mais acredita em melhoras. Se não tiver um poder coercitivo em cima desses ladrões que jogam migalhas para os militares nada vai ser melhorado, infelizmente isso depende do Oficialato Superior e eles mesmos não sabem o poder que tem nas mãos para exigir a mudança deste quadro lastimável.
O problema é que hoje temos, não desmerecendo, mas muitos novos militares de carreira sem comprometimento nenhum com as Forças Armadas.
Se não mudar este cenário os que hoje talvez estejam em posição confortável serão conduzidos por maus profissionais no futuro.
Isso reflete hoje nos que estão na reserva e nada fizeram quando estavam na ativa, é um ciclo e se não tiver um LOUCO que mude, as FA terão um futuro incerto talvez igual a alguns países que acabaram com suas FA.

Anônimo disse...

Também quero hora extra, 40 horas semanais e FGTS!

Anônimo disse...

Olhem o lado bom: não haverá mais PTTC: o militar já sai da ativa para a reforma, senão para o caixão. Surgirão as figuras do subão QE e do coronel juruna. Haverá formatura para distribuição dos remédios para pressão e alzheimer. O subão esclerosado vai te cobrar a mesma mochila 30 vezes por dia. A espada do QAO será substituída por uma bengala. O subão receberá, a título de valorização, o andador de comando. Aparelho de surdez fará parte do kit da melhor idade, também composto por fraldão geriátrico e cão-guia. A partir dos 60 anos, haverá majoração no auxíio-fardamento para aquisição de fraldão. E as cota compulsórias, como ficarão? O adicional de permanência será substituído pelo adicional Mun-Rá. O pracinha tira serviço 23 anos até sair sub. Folga uns 5, e aqueles que saem QAO ainda mordem mais uns 5 aninhos de oficial de dia se ficarem na tropa. Dá uns 28 aninhos de serviço. Com 35 deve passar para uns 33 aninhos. Os interstícios passarão para 10 aninhos cada. Claro, os temporários serão promovidos na metade do tempo. Com essas medidas altamente motivadoras, prevejo a extinção de praças de carreira. Quem pensa que sargentos não têm competência para passar em concurso público, ficará espantado com a evasão que está sendo gestada. Sobrarão só os "melhores" aí sim a praça chegará no nível que o comando espera: desprovido de conhecimento e iniciativa, nem para massa de manobra servirá. Parabéns aos omissos: programa de transformação do EB instalado com sucesso. o último a sair nem apagará a luz pois ela já terá sido cortada há tempos. Brincadeiras à parte, brincar de EB com 5 aninhos de escala de serviço, sem PPM e só na diretoria, é fácil, é mole, é lindo. Quero ver ser subão com 55 anos subindo na cabine de uma worker e montar latrina. A antiguidade dos sargentos QE será medida no exame do carbono 14. "A gente" se lasca mas em compensação, no fim, "a gente" se dá mal também.

Anônimo disse...

Não são os comandantes que irão mudar esse quadro, reivindicando os direitos de um trabalho digno. Ou os praças se mobilizam, ou vamos ficar trabalhando como escravos sem direito a nada. Se ficarmos esperando as mudanças positivas virem de cima (de quem já está satisfeito com o que tem) estamos na sarjeta. Jangau total. Nós e nossas famílias.

Anônimo disse...

Aos menos esclarecidos, até 1967 o nosso tempo de serviço eram 25 anos.

Anônimo disse...

Se alguém me disser um, somente um nome de Comandante das Forças Armadas, desde que o estimado leitor entrou para as mesmas, que anunciou e confirmou alguma informação referente ao seus vencimentos que o deixou feliz e a sua família, por favor, me diga o nome, pois não sei de nenhum.

Sabem o porquê pelo qual jamais voltará o posto acima ? Simples. Os mais beneficiados serião os Cap QAO. Alguém pensador semelhante ao nobre Of Sup QCO- O esquerdopata- poderia contrapor-se a esta afirmação ? Jamais voltará.

Sargentos: preparem-se para tirar muitos, mas muitos, mas muitos serviços de Guarda do Quartel, Sgt-de-dia, Adjuntos , Etc,Etc,Etc........Ou, caiam fora, enquanto é tempo! Tenham a coragem de fazê-lo.Sei que não é fácil. Mas é possível. Salário de R$ 3.500,00, para se submeter-se a tudo aquilo ? Com a devida permissão: casem-se com mulheres que possam ajudá-los a cair fora !!!!

Anônimo disse...

Pessoal, vamos pensar...
em qualquer país do mundo quem sustenta o governo são os impostos pagos pelos contribuintes. Fato.
Para que o contribuinte pague seus impostos ele tem que receber de um empregador.
Assim, o empregador, normalmente empresário ou industrial é que sustenta o governo.
O governo em qualquer outro pais do mundo alivia a carga tributária das empresas, incentivando-as e permitindo que contrate mais empregados.
Quanto mais empregados, mais impostos.
Ainda o governo tem que enxugar sua máquina, alongando o tempo de serviço de todos os trabalhadores, civis ou militares, até os 60 anos no mínimo.
Não dá mais para dizer que aos 50 anos já estamos cansados e necessitamos da reserva. Ora, nossa expectativa de vida dá-se até os 80 anos. Isso para nós que cultuamos o condicionamento físico.
Qual o futuro que queremos deixar para os nossos filhos? de acochambrador? Isso é justo?
E o cara que acorda às 5h da manhã, prepara a marmita, pega trem cheio, e vai para as ruas varrer, ou encarar a fila de um hospital?
graças a Deus não precisamos disso. Temos o melhor plano de saúde do Brasil a preços irrisórios. Um rancho que quebra o galho. Uma jornada de trabalho comum aos outros trabalhadores (mas 6ª é meio!) em 6 meses do ano, contudo, nos outros 5 meses estamos em meio expediente, mais um mês de férias.
Pessoal não se resmungue de barriga cheia. Façam igual a outros que conheci: acha ruim? passe em concurso, vai abrir um negócio... mas PAREM DE RECLAMAR DE BARRIGA CHEIA!
Ganhamos muito bem para o que fazemos e fazemos por que gostamos!

Ass: Militar da reserva, Praça, QAO, PTTC.

Anônimo disse...

Isso é o aumento ! De tempo...

Ubirajara Felix disse...

Eita que os psicólogo da força vai trabalha muito, kkkkkkk

Anônimo disse...

Infelizmente vou postar como anônimo pq os S2 de plantões estão na minha cola, ando falando muita merda atualmente, mas não poderei me furtar de comentar, Nós não podemos pagar essa conta sem lutar, somos muito forte quando estamos juntos, e o nosso Cmt do EB já sinalizou que não concorda com esse aumento de tempo de serviço. Será que tem alguem na reserva com coragem para iniciar uma campanha no facebook, whatsapp com uma foto com um dizeres "Não ao aumento do Tempo de Serviço" já trabalhamos demais quando tiramos serviço e aqui na minha OM é toda semana, minhas compras no supermercado está cada dia mais escassas, meu combustivel para ir trabalhar está pouco, vou começar ir de onibus e voltar caminhando, pra poder continuar pagando as mensalidades do colégio do meus filhos, já com um desconto enorme que as freiras me deram. Está dificil, está complicado, estamos se virando nos 30, agora nos 35

Anônimo disse...

Simples.Vou entrar com uma açao na justiça.No meu edital estava escrito 30 anos.Vale o que esta escrito, nao o querer de alguns.

Anônimo disse...

MANUAL DO GUERRILHEIRO URBANO :

O trabalho principal do guerrilheiro urbano é de distrair, cansar e desmoralizar os militares.

Anônimo disse...

O militar é um sofredor. Para receber uma merreca de R$ 30,00 depois dos descontos, passa por uma série de constrangimento e se tiver de serviço a despesa anular não esquece. Agora as servidoras civis ganham R$500,00 de vale refeição e fazem as refeições nos quartéis e não tem despesa anular. Sim! isso é justiça militar.

Anônimo disse...

Esse é um tópico que deveria ser respondido apenas por quem é da ativa. Tem sempre um vampiro às espreitas dizendo que o EB é bom demais.....claro, só vive na aba.

Anônimo disse...

Se todos entrarem na justiça isso não ocorrerá. Juiz geralmente é sensível a causas trabalhistas, coisa que o EB não tem nem de longe.

Anônimo disse...

Quero ver um SO com 35 anos de Marinha! As enfermarias vão ficar lotados de militares com problemas na coluna, dispensa médica, muitos com pressão alta, a evasão vai aumentar como nunca se viu, Recrutas voltarão a ser reengajados na Marinha.

Anônimo disse...

Quero acreditar que o comentário de 15 de outubro de 2015 12:15 é sacanagem!

Anônimo disse...

Ao nobre e patriota "Ass: Militar da reserva, Praça, QAO, PTTC. ":

analisando as vossas palavras, dá para entender que foi um militar "altamente conceituado" pelo comando, pois não deve ter nunca sentido o "cheiro" de cobranças absurdas que nos causam stress. E, caso o abnegado "Praça, QAO e PTTC" não saiba, não adianta estar com um bom condicionamento físico para se livrar das consequências da "bola de neve" desses assédios morais (leia-se doenças psicossomáticas, patologias cardíacas, suicídio, etc, etc).

Em resumo, me admira muito uma praça do EB estar aqui dizendo que a "carreira" de praça, atualmente, está uma maravilha e que aqueles que reclamam "de barriga cheia", são, no mínimo, "idiotas".

Capitão, o maior legado de um homem é a sua HONRA. E já vi muitos militares que viviam o expediente inteiro elogiando a Instituição e os seus superiores, mesmo contra as evidências em contrário, ou sendo subservientes ao extremo, simplesmente, em prol de "pontos"...vendiam a HONRA por "pontinhos"!!

O militar, em não conservando a sua HONRA, ou em outras palavras, não a tendo, vai legar o que para seus filhos, netos e pessoas com as quais conviveu? Ah, já sei, vai deixar a imagem do milico que tinha muitos "pontos", medalhas, citações elogiosas, nomeação para PTTC, etc, etc.

Anônimo disse...

Espero, que toda esta fofoca não passe de fofoca, pois a família militar tem um planejamento, nossas esposas e filhos nos acompanham em todas as transferências, abrido mão de tudo para tal, empregos, familiares, amigos, sempre tendo que se estruturar em novas cidades. Espero que nosso COMANDO, pense e lute por nossa categoria, pois será difícil para todos uma coisa dessas, se é para mudar que mude para quem ainda vai entrar, pois saberão a regra do jogo antes de entrarem nas Forças Armadas.

SGT QE CESAR disse...

Bom dia, gente, muita gente no anonimato, é legal pra se proteger, para não ser perseguido, mas falar a verdade não faz mal a ninguém, vejam vários comentários de alojamento, existem leões de alojamentos, geralmente são praças, ao contrario generais são leões da reserva.

Um amigo disse pra saber as atitudes futuras da força estude o passado, volte a 2001, todos os direitos retirados, milhares de pessoas prejudicadas, poderiam ter barrado se quisessem? Sim. A resposta é sim, pois políticos se borram de medo dos Generais, mas não o fizeram, são indicações políticas, hoje vivemos esse tormento, de novas significativas perdas, sem qualquer retorno e aumentar o tempo de serviço, a rotina do militar do EXÉRCITO é extremamente extenuante e desgastante, não tem compensação, você mora de aluguel, quuando se estabelece é tranferido e sua vida familiar é destruida, geralmente a esposa esta empregada, os filhos na escola etc... são muitas as justificativas.
Veja a vida do militar do EXERCITO(financeiramente falando), o aumento ainda não definido, vai ser infimo, a contar de março 2016, 4 vezes, o imposto de renda vai absorver isso, alem do mais falando de escala de serviço, é de 24horas, no outro dia você cumpre expediente direto, se na semana vc tiver que tirar 2 escalas some, 48 horas so de serviço mais a carga horária da semana, PASMEM, não recebe nada a mais por isso, fica no amor pelo dever cumprido, EXERCITO nao é religião.
Dai ser da policia é mais em conta ganha mais, trabalha 12horas e folga 48horas, tem hora extra etc.....

Deus nos livre perguntar sobre PNR, nas famosas reuniões de quadro, não tem PNR, os sargentos ficam na fila por decadas esperando, vivendo de aluguel e quando conseguem entrar na casa (os que conseguem) são transferidos.

Conheci u sargento que serviu no PEF, NA AMAZÔNIA, la tudo chega de Avião, as diferenças são gritantes, enquanto os militares do Exercito vivem em casas de madeira criando galinha etc... e tal, os militares da Aeronáutica vivem em condomínios com psinas, pois sob qualquer explicação e justificativa, não da pra aceitar apenas a cultura pois as duas são forças armadas.

Eu amo o Exercito, mas essas atitudes, se continuarem vão esvaziar o Exercito, vai chegar um dia que não haverá qualquer interesse na força, haverão OFICIAIS E RECRUTAS, pensem nisso senhores.

Anônimo disse...

Boa tarde!

Aos comentaristas que reclamaram do post não ser fundamentado, fiquem ligados: alguns fragmentos de mudanças sempre são liberados para análise da repercussão e aviso. Os mais antigos lembram que em 1999 vários "boatos" foram espalhados, papéis circularam e no final de 2000 veio a famigerada MP que retirou vários direitos dos militares e muitos, atônitos e desprevenidos, tomaram decisões impensadas.

Anônimo disse...

nada mudou, os nossos Comandantes sempre lutando pelos "nossos interesses", são um bando de vendidos..., Não querem perder a boquinha.
Exigem lealdade, mas pagam com traição. Não devemos ser Leais, denunciem todas as irregularidades, todos os maus feitos que seus chefe cometerem.Em vez de buscarem melhorar nossas vidas ajudando com as promoções, diminuindo o o tempo p/ promoção, acrescentando benefícios, eles fazem tudo para dificultar e prejudicar, dando sempre desculpas esdruchulas, que não se aplicam a Eles. Exemplo disso é a promoção deles que uma turma não ultrapassa a outra, mas no caso do Praça é uma constante quebra de hierarquia, uma turma passando a outra e eles dizem que isso é merecimento, se assim fosse porque não acontece o mesmo com eles. Canalhas, a força já esta dividida...

Geovane Dares disse...

Boa Tarde a todos

Isso é uma pouca vergonha, esse governo covarde assola o país com suas roubalheira e a conta sempre cai no bolso dos consumidores, é muito fácil falar em passar para 35 anos a tempo de serviço dos militares, eu aceito de bom grado esse fardo mas quero saber se os vencimentos de posto acima retornará, 1% de acréscimo nos vencimentos por ano completado sucessivamente, as licenças especiais, auxilio moradia, um salário família decente pois com meu salário família não compro nem um pão, enfim tudo que retirado. Me admira muito o alto comando das FFAA assistirem tudo isso e ficar calado ai eu pergunto senhores o que vocês vão esperar da tropa? caso isso ocorra.

Guilhermo Fernandez disse...

Perfeito e oportuno o comentário

Guilhermo Fernandez disse...

Perfeito

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics