14 de outubro de 2015

RS: ponte móvel do Exército facilita a vida de moradores isolados pelas chuvas

E as outras?
Exército constrói ponte móvel na estrada do Velho Amâncio, entre Santa Maria e Itaara
Muitas pessoas questionaram qual foi o critério das forças armadas já que há mais de 27 destruídas na região
Exército constrói ponte móvel na estrada do Velho Amâncio, entre Santa Maria e Itaara Jean Pimentel/Agencia RBS
Deni Zolin
deni.zolin@diariosm.com.br
Algumas pessoas questionaram qual foi o critério para o Exército ter colocado uma ponte móvel na estrada do Velho Amâncio, em Santa Maria, já que há 27 pontes destruídas, cinco sem cabeceiras e 12 pinguelas caídas na cidade e no interior.
O Exército disse que só atendeu a um pedido da Defesa Civil. Já esta afirmou ter atendido à solicitação da comunidade. Segundo Adelar Vargas, da Defesa Civil, nessa estrada do Velho Amâncio, há 35 residências e 40 crianças que precisam ir à escola que estavam ilhadas, e que a escolha desse local não tem a ver com o fato de militares terem casa na região.
Ele diz que em breve, a prefeitura pedirá outras pontes ao Exército, a partir de levantamento dos danos que está sendo feito pela equipe do secretário Tubias Calil.
DIÁRIO DE SANTA MARIA/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

O povo não tem jeito, mesmo.Começam a ser atendidos pelos serviços infalíveis das Forças Armadas e não param de reclamar? Votar em troca de besteiras e promessas vazias eles não pensam duas vezes. Por que não esperam o governo Dilma tomar as providências com as instituições "eficiente" dos governos estaduais e municipais? Se ajuda, reclama. Se não vem a ajuda, reclama.O que não deve ter é ponte móvel suficiente, que pode virar definitiva, para todos esses desabamentos.

Anônimo disse...

Lidar com "gente" é complicado mesmo. Vc dá a mão, querem os braços. Se colocassem em qualquer lugar, teria mesmo assim, alguem reclamando. Se colocassem em todos os lugares, iria aparecer alguem perguntando: -"mas porque minha ponte é menor que a dele?"; "mas porque a outra ponte é verde e a minha não?"....
"Povo" é triste.

Anônimo disse...

Será que eles não pensam??? O Exército deve ter atendido o pedido de alguma entidade que especificou o ponto onde gostaria de ter a ponte. As forças Armadas não se metem onde não é sua responsabilidade. Para isso existem os governos municipais, estaduais e federais, além de não ser essa a função constitucional das Forças Armadas. Mas como já disseram nunca estão contentes.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics