26 de outubro de 2015

Relator do Orçamento quer direcionar o pagamentos de inativos e pensionistas militares para o INSS, diz Bolsonaro

Publicação original: 23/10
Em hangout realizado ontem com alguns simpatizantes,  Jair Bolsonaro alertou que o relator do Orçamento Geral da União,Deputado Ricardo Barros (PP/PR),  está trabalhando para direcionar para o INSS o pagamento dos inativos e pensionistas militares. O parlamentar progressista "está sendo mais realista que qualquer petista", disse Bolsonaro, para quem o assunto será uma prova de fogo para Aldo Rebelo, pois isso pode representar o fim das Forças Armadas. 
Se a proposta do relator constar do Orçamento da União, vai precisar de um projeto do Executivo para ser efetivada.

As informações são de Kelma Costa, via Facebook.


29 comentários:

Anônimo disse...

O que isso influência o militar, não entendi...

Anônimo disse...

Sobre essa questão, não só os comandantes militares devem estar atentos, mas todos os militares, já que a rasteira seria geral.
Juridicamente isso não é difícil de fazer, basta alterar o Estatuto dos Militares por uma Medida Provisória.
Se não temos perspectiva de conseguir nenhuma melhora, como um aumento expressivo dos soldos, então deveríamos atuar, principalmente preventivamente, para que não percamos mais direitos.
Mas como essa medida afetaria também todos os generais, não tenho dúvida que, aí sim, eles vão brigar ferozmente para que isso não ocorra.
Se fosse algo que prejudicasse apenas aqueles que ainda não completaram 30 anos, eles entregariam de bandeja, assim como ocorreu com MP nº 2.215/00.

José Cardoso disse...

isto é impossível, uma vez que os militares são regido pelo "estatuto dos militares" segundo a constituição no Art.7 e 177 da lei 5774 na letra I; diz claramente que o estatuto dos militare não pode ser alterado, a não se pelo conselho de Almirantado, conselho superior os exército e conselho superior da FAB.

Anônimo disse...

Isso não seria uma espécie de terrorismo? Golpe? Sabemos que o governo petista não se interessa em fortalecer as forças armadas, por motivos óbvios.Eles indicaram seus queridinhos para postos chaves no judiciário e setores importantes e querem acabar com a influência dos militares, inclusive fazendo de tudo para que os comandantes percam o moral perante a tropa. Eles querem arrecadar, arrecadar, para gastar sem controle e manter a máfia instalada no governo. O roubo do dinheiro não tem fim, ou melhor, só a cadeia. Vários bandos quando se reúnem para explorar e extorquir as mesma vítimas, chegam a um ponto onde haverá discórdia e, aí, começam a derrubar um ao outro. Acho que quem deveriam ir para o INSS seriam os parlamentares brasileiros. Assim a arrecadação seria muito maior.

Anônimo disse...

Que diacho é "hangout" ?

Anônimo disse...

Será que ninguém percebe que a criação da escola de defesa sul americana significa o fim das ffaa brasileira? o decreto que tira a identidade dos r2 e o pagamento dos inativos direcionados pro inss é o anúncio do fim! a desmilitarização das pms está a caminho, e quem estiver na ativa estará sem apoio de ninguém!

Anônimo disse...

Veja a lista dos deputados que votaram pela aprovação do relatório mentiroso, omisso e absurdo feito pelo deputado petista Luiz Sérgio:

ALBERTO FILHO - PMDB
ALTINEU CORTES - PR
ALUÍSIO MENDES - PSDC
ANDRÉ MOURA - PSC
EZEQUIEL FONSECA - PP
FÉLIX MENDONÇA JR.- PDT
FERNANDO MONTEIRO - PP
JOÃO CARLOS BACELLAR - PR
KAIO MANIÇOBA - PHS
LEÓNIDAS CRISTINO - PROS
LUIZ SÉRGIO - PT
PAULO MAGALHÃES - PSD
SILAS CÀMARA - PSD
VALMIR PRASCIDELLI - PT
ÉDIO LOPES - PMDB
LÉO DE BRITO - PT

e...

RICARDO BARROS - PP

Anônimo disse...

Imaginem só, um Ten Cel ganhando menos que míseros R$ 4.000,00. Estão brincando conosco, enfiando o dedo e girando, e nada fazemos.

Anônimo disse...

Excelente,
certamente isso vai acontecer logo, igual foi com a LE, 1% ao ano e posto acima.
Modernização das FA. Cortar os dedos para se manter vivo, agora corta as mãos.
E se os dependentes de militares não se unirem por seus direitos, terão coisas piores.
Na reserva os chefes percebem que o sonho acabou, o status, as mordomias, e os gastos, sem as diárias e outros benefícios da ativa.
Muita gente esta voltando como PTTC, mas logo vão cortar isso também. INSS reflexo dos atos de quem pode fazer e não faz.
logo vão passar os militares para se aposentar com 75 anos de idade. Bom paramos por aqui, coisas boas não vem.
sucesso a todos os gauderios.

Anônimo disse...

Acho que primeiro os parlamentares deveriam passar seus salários para o INSS, como experimento; depois, sim, caso desse certo, passariam não só o dos militares, mas também o dos juízes, o dos presidentes etc. A meu ver, estamos entrando numa fase de transição ao comunismo, porém, desta vez, com o apoio dos comandantes militares, já que o ministro há muito tempo já se declara comunista.

keko marques disse...

Seria a pá de cal.

ESTA É A HORA, CONCORDAS? disse...

Acho q ele quis dizer "angu" aquele mingau de fubá, onde se colocam todos os igredientes na panela, mexe e vira mingau. Entendeu? Acho q os igredientes somos nós q vamos ser colocados no mesmo mingau do inss.

Anônimo disse...

23 OUT
Dilma veta compulsória aos 75 anos

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/

Anônimo disse...

Acredito que isso irå acontecer sim, não só o pagamento será direcionado, também as regras para reserva remunerada serão as mesmas das appsentadorias do INSS. O que poderemos fazer ė lutar por um salário melhor. Só assim conseguiremos pagar uma previdência privada.... isso será inevitável. ... se eu não me engano na Polícia Federal já é assim. ....

João Luiz disse...

E com tudo isso, nosso "querido" comandante diz que não haverá ruptura...

Anônimo disse...

Grandes fingodores essa familia Bolsonaro. Produzem o quê para nós das FFAA ?

Vida que segue, quem viver verá.

Anônimo disse...

Não temos comandante, os que estão temporariamente lá em cima, mais próximo dos políticos, só pensam em si e usam a farda e a posição que ocupam para sugar a instituição.
Falta comprometimento com o País, com a instituição e subordinados que esperam atitude e postura.
Não acredito nesses HIPÓCRITAS, que para não perder o 'status' burlam a Lei e voltam do dia seguinte como PTTC.
São eles que vão sentir mais se isso acontecer.

Garivaldino Ferraz - Brasília disse...

O sr José Cardoso deve atualizar sua legislação. A Lei 5774 (antigo Estatuto dos Militares) foi revogada pela Lei 6880/80 e nenhuma das duas possui art 177. E na CF, o art 177 trata sobre "monopólios da União". Eu n~]ao acredito que o atual desgoverno vá tão longe em suas investidas contra os militares, mas isso de "conselhos superiores" já não nos pertencem mais. Qualquer alteração em lei referente aos militares pode ser alterada por proposta da presidente e aprovada pelo Congresso.

Unknown disse...

Ainda que não se tenha consultado a CRFB, tenho que a integralidade e paridade dos militares tem viés constitucional.
Vamos ver .....

Anônimo disse...

JÁ ERA !!!
Vou orientar meus filhos, parentes e amigos para ficarem bem longe de concursos militares, é o que posso fazer.

Ev. Edwaldo Russell Filho disse...

So há um caminho: o constitucional. Temos que registrar o Partido Militar e eleger parlamentares da Família Militar. Precisamos de uma Bancada Militar. Acorda militar.

Anônimo disse...

Acredito que isso não possa acontecer, pois os oficiais também serão afetados, porém se somente os praças fossem prejudicados, já estaria aprovado, como aconteceu na MP do mal onde fomos os únicos prejudicados.

Porém se vier a acontecer e passarmos a receber o teto do INSS, não sentirei muito pois já estou acostumado a sobreviver com o pouco que ganho.

Anônimo disse...

Boa, certissimo o comentarista das 18:03, primeiro o exército deve por como condição os deputados e senadores, juízes, promotores, auditores, etc receberem pelo INSS, depois que eles derem o exemplo, que mude a aposentadoria dos outros.

Anônimo disse...

Ser militar não é apenas uma opção, mas uma profissão. Militares possuem uma Especialidade dentro da profissão de militar. Com exceção dos que servem para cumprir o Serviço Obrigatório, entram para as Forças através de concurso. Na Marinha, por exemplo, os Cabos ingressam no Curso de Formação de Sargentos através de um concurso interno, com exceção dos Cabos do QE. Um Deputado tem um salário de uns 26, 27 mil reais por mês, mas ser político não é uma profissão. Esses sim, depois que se "aposentarem" como políticos, devem ser direcionados para o INSS.

Unknown disse...

Então não é impossível,

Anônimo disse...

Confiem no comando, ele e seu legitimo representante.

Anônimo disse...

Por que um certo político, com curto mandato, está conseguindo aprovar uma PEC que dará direito aos PMs e Bombeiros de acumularem cargos públicos, e Bolsonaro, com vários mandatos, até hoje, se dedica mais a coisas estranhas à vida dos militares? Por que Bolsonaro, em época de eleição, manda cartinhas para reservistas e pensionistas com endereço de e-mail, mas depois das eleições não se consegue contato com ele? Por que Bolsonaro, em vez de ficar aparecendo em programas de tv, não articula planos para ajudar seus eleitores militares e pensionistas? Na verdade, como outros oficiais, vejo Bolsonaro ignorar os praças militares e endeusar os militares somente de academia, AMAN. Mas ele já declarou ter sido reprovado no concurso para a EEAR, escola de praças da Aer.

LUCK-LUCIANO disse...

Sem chance, sargento aux de pelotão com fuzil e capacete aos 65 anos?? Essa eu quero ver!!

Anônimo disse...

E tem militar que se acha diferente dos demais funcionários públicos. O Estado é uma coisa só. Quando falamos em despesa do pessoal ai está englobado todo mundo executivo, legislativo e judiciário. É obvio que juízes e promotores tem legislação própria e muito poder.
Todos o resto dos servidores, contratados a partir de 2013, estão com este teto de 4600,00(inclusive legislativo e judiciário).
Então toda vez que vc ouvir um papo vamos diminuir a despesa de pessoal, inclua-se, militar também é despesa como qualquer outro funcionário.
A Reforma da Previdência dos milicos não vai demorar muito, seja PT, PSDB, PMDB etc...
Falo isso porque vejo amigos meus aposentados aos 48 anos(como eu) defendendo ideias liberais como diminuição do estado, mas ESQUECE QUE ELE É ESTADO.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics