14 de outubro de 2015

Coronel Brilhante Ustra combate câncer em UTI de hospital em Brasília

A instituição deve divulgar boletim médico às 10h desta quinta-feira (15/10)
Nathália Cardim / , Gabriela Vinhal
Ex-chefe de orgão de repressão durante a ditadura militar, o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra, 83 anos, está internado em hospital de Brasília para se submeter a quimioterapia em tratamento contra um câncer. A assessoria de imprensa do Hospital Santa Helena confirma que o militar está na UTI, mas deve divulgar boletim médico às 10h desta quinta-feira (15/10), se houver autorização da família.
Nascido em Santa Maria (RS) em 28 de julho de 1932, Ustra foi chefe, entre 1970 e 1974, do Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna (Doi-Codi) do II Exército, órgão de repressão do regime militar (1964-1985). Em 2008, a Justiça reconheceu o militar como torturador.
Em maio de 2013, Ustra causou polêmica ao depor na Comissão da Verdade, quando negou que tivesse cometido crimes à frente do Doi-Codi paulista, sustentando que “combatia o terrorismo”. Negou mortes no órgão repressivo. Disse que todos as mortes “foram em combate nas ruas”.
CORREIO BRAZILIENSE/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

Combateu o bom combate e morrreu na praia, olhem o que o país se tornou hoje e com quens???

Anônimo disse...

Morre coronel Brilhante Ustra - segue o link da noticia:
http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/10/morre-brilhante-ustra-ex-chefe-de-orgao-de-repressao-na-ditadura.html

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics