9 de outubro de 2015

Exército reduzirá turmas de formação na AMAN e escolas de sargentos. Temporários serão promovidos a capitão e segundo sargento

Visando minimizar os custos com a reserva, o Exército vai reduzir, a médio prazo, o efetivo das turmas de formação da AMAN e escolas de formação de sargentos de carreira.
Como consequência, os oficiais temporários poderão chegar até o posto de Capitão, prática que já ocorreu nos anos 1990. Os sargentos temporários também poderão ser promovidos a segundo sargento.

116 comentários:

Anônimo disse...

A idéia me parece boa.

A economia faz sentido, pois existem milhares de filhas pensionistas mamando após o falecimento dos pais por 20 ... 30 anos, sem ter ficado UM minuto na posição de sentido, casadas, empregadas, possuindo a familia uma renda altissima, enquanto os militares da ativa e inativos estão cheios de mprestimos. Espero que essa economia, seja revertida para nós que ralamos mais de 30 anos, aguentando tudo de ruim.

Anônimo disse...

Muito bom. Excelente. Já temos um monte de tenentes temporárias (esposas dos oficiais) agora teremos um monte de capitão temporário (esposas dos oficiais) mais uma vez resolveram seus problemas.
Pode fechar as portas.

Anônimo disse...

Excelente ideia. Principalmente no tocante ao 3º Sgt tmpr que fica 8 anos na mesma graduação. Parabéns ao Exército. Vai ter Capitaes, tenentes e Sargentos e não terá despesas com aposentadoria.

Anônimo disse...

Fonte???

Anônimo disse...

Que BAITA medida de economia.

Anônimo disse...

Ai ficam com essa frescura pro subão sair QAO..............
cada vez mais a carreira vai pro buraco....

Anônimo disse...

Qual a vantagem de ser de carreira?
Emprego fixo?
Estabilidade?
Parabens aos temporários pela conquista,

João Luiz disse...

Depois de tanta coisa nesse sentido, pergunto qual o interesse que alguém queira em ser de "carreira"...

Anônimo disse...

Isso representa o fim da carreira militar, fazer concurso pra que ? Se temporario sai capitão e segundo-sargento, e ganha pecuniaria maior que S Ten com 30 anos de serviço. O exército está tercerizando tudo !!!

sgt EsSA disse...

Ruim é ter sido formado por quase 2a (o dobro de um Of Temp NPOR) e ter um interstício médio de 8a pra sair segundo sargento. Sairei segundo sargento com no minimo 10a de serviço (se não for um dos últimos de turma de formação). O temporário sairá segundo sargento em quanto tempo?
Que ao menos contratem oficiais já formados e com especialiação para saírem capitães.


O EXERCITO PRECISA É ENXUGAR O EFETIVO DE FATO.

Anônimo disse...

e depois reclamam de nos QE que saimos 2º com mais de quinze de serviço.

agora os temporários se daram bem e seram promovidos a 2º sgt com 4anos.

eu faço é rir desses sargentos de carreira :)))))))

kkkkk

1º Sgt disse...

SIM, JÁ ESTÁ DEFINIDO E SEGUNDO A REUNIÃO QUE TIVEMOS SERÁ DA SEGUINTE FORMA:

OFICIAIS TEMPORÁRIOS: o interstício será o mesmo do OfIcial de AMAN (5A A PARTIR DA FORMAÇÃO).

SARGENTOS TEMPORÁRIOS: interstício de 4a a partir da data de praça.




Anônimo disse...

Como irão funcionar essas promoções de temporários? Serão promovidos no mesmo interstício do pessoal de carreira, 5 anos para os oficiais (ten a cap) e 8 para sargento (3º sgt para 2º sgt), ou farão como na promoção de QE, em que discrepantemente o camarada é cabo, sai 3º Sgt, e em quatro anos já é 2º Sgt, enquanto os sargentos concursados esperam 8 anos, 8,5 anos para serem promovidos a 2º Sgt?

Rommel disse...

Enfim o EB vai se atualizar, chega desta mentalidade comunista de cargo vitalicio, de "concursado". Os militares americanos sao na grande maoiria temporarios, la pra ser oficial de carreira tem que ter carta de recomendacao de um senador.

Anônimo disse...

Será que alguém lembrou de mandar realizar pesquisa sobre a quantidade de militares temporários que estão "reformados" com transtornos psicológicos?

Anônimo disse...

Como um sgt temporário vai ser promovido com esses interstícios de hj? Ou pra eles vai ser menor.

Anônimo disse...

Engraçado que para promoverem os QE's a segundo sargento foi a maior dificuldade mas os temporários podem !!!!!!!!
Por isso digo sempre Militares do Quadro Especial não são inimigos dos Sargentos com CFS, os reais inimigos são os alto coturnos !!!!!!!

1 Sgt/97

PQDT disse...

Vai ser o fim do Exército, Oficiais Temporários chegando a Capitão, me desculpem, mas a maioria nem p Soldado serve, o civil tem uma caraga horária no NPOR, menor ou quase igual a um TG. Estou torcendo p que seja BOATO, caso contrário, vai ser a maior desvalorização que nossa carreira já passou !!!

Anônimo disse...

Até que enfim bom senso no DGP. Podiam aproveitar e fechar uma pancada de OM sem a menor serventia que temos por aí.

Anônimo disse...

Boa tarde, caro Montedo! Fiquei com uma dúvida.. caso os Sgts Temporários sejam promovidos a 2º Sgt o tempo de interstício deverá ser de aproximadamente 5 anos na graduação de 3º Sgt. Será que poderá um Sgt Temporário tornar-se mais antigo que seu instrutor do CFST (3º Sgt Carreira com 8 anos de interstício). Se alguém puder colaborar com alguma informação sobre o assunto...

Anônimo disse...

A coisa vai ficar pior. Retrocesso. As PM não possuí este tanto de temporário e funciona. na PM 1º Sgt faz concurso interno e sai tenente. Em áreas técnicas cabe o temporário, agora de arma fica duvidoso.
Existe um zilhão de Sgt que poderia comandar pelotão tranquilamente, faça um concurso interno e promova-os mais rápido a oficial para a área de arma e técnica.
O limite de idade no EB e uma enganação existe limite para cursar as escolas. No entanto para ir para missão não existe limite, vai o S Ten, 1º Sgt junto com o Tenente e o capitão.
Meritocracia seria escolher o mais apto. Como aqui e medieval não existe concorrência.
Não deveria ter limite de idade para os integrantes da força para cursar as escolas militares.
Os temporários e de carreira, seja Sd, Cb, Sgt Oficial não deveria encontrar esta barreira.
Nas PM o limite de idade e para quem vai entrar na força. A lei de ingresso na força e totalmente descabida. Tanto é que qualquer um, caso aja interesse do presidente, pode ser nomeado Ministro da Defesa, ou cargo no Min Def de função superior aos generais.
Os próprios militares rebaixam e sugam o seu pessoal e agora aguardam respeito dos dirigentes, eles estão fazendo pior. Como a carreira e verticalizada quando rebaixamos um soldado estamos rebaixado nós mesmos.

Anônimo disse...

Isso é interessantes...
Agora falta diminuir o interstício do Sgt de carreira

Anônimo disse...

Que boa idéia, pois o pessoal de carreira já esta com problemas de saúde, imagina os temporarios? Vamos ver se os problemas de saúde serão resolvidos como foi nos anos 90. Isso vai acarretar mais trabalho à Ass Jur. Seremos otimistas, ha antes como será a porcentagem de cotas, para os vários grupos. Mas seremos otimistas , aquela época era diferente, nessa agora dara certo. Diminuição dos custos com transferencias, PNR, e aposentadoria. Isso sera diferente pois serao militares mais capacitados, melhor aproveitamento do tempo e recursos. Obrigado.

Anônimo disse...

Não vejo problema algum nisso em temporarios serem capitães ou 2° Sargentos, pois vejo muitos temporarios muito melhores que carreristas. Pois os temporarios tem que fazer e mostrar serviço para serem aceitos na prorrogação diferente dos carreristas que não se preocupam com nada e muitos somente cumprem o expediente. E antes que digam alguma coisa sou militar de carreira e aprovo a mudança.

Anônimo disse...

Engraçado, reduzir os custos para reserva, o militar temporário quando dá baixa receber quantos soldos brutos?

Anônimo disse...

Se essa redução de efetivo da AMAN e EsSA significar salários mais altos pro pessoal da ativa e reserva no futuro.....
que diminuam pra ontem...

3º Sgt QE R/1 SIDNEY - PR disse...

- Estão é querendo acabar com as Forças Armadas, isso sim.

Anônimo disse...

Vou virar capitão, isso é muito bom para mostrar que os temporarios são bons o bastante e tem capacidade de comandar e na maioria das vezes melhor que os de carreira. Otima noticia.
Isso é uma conquista para os oficiais e sargentos temporarios...

Anônimo disse...

Isto já está sacramento? Aguardemos a normatização. Mas é interessante.

Anônimo disse...

E agora fica a dúvida: pros militares de carreira, o interstício diminui onde?? De 3º p/ 2º, de 2º p/ 1º ou de 1º p/ sub?

Anônimo disse...

Engraçado, uma carreira de Estado formada por temporários, existem temporários nas Polícias Militares e Bombeiros Militares ? Vai ampliar o cabide para parentes de oficiais e para os st e sgt peixes. Copiem o Exército Americano no caso dos oficiais com comissionamentos e o Exército Português para as carreiras de praças e soldados. Alguém sabe do paradeiro da filha do general Montedônio, temporária de Psicologia do CMRJ que surtou e foi reformada ?

Anônimo disse...

Os comunas não conseguem entrar com ideologia nas escolas de formação.

Agora terão temporários oriundos do PCdoB PT etc etc


Alguém ainda não percebeu isso?

Anônimo disse...

Se vetarem estabilidade por simplesmente o militar temporario passar 10 anos dentro dos portões da caserna, transformarem essa incorporação em um contrato por tempo certo, por mais que tangencie ou chegue aos 10 anos, concordaria. O que é inadmissível, seria temporários com interstícios relâmpago, assim como Sgt QE, e como no caso supracitado, o militar temporário, Sgt, rapidamente sendo promovido a 2Sgt, mais antigo que seu instrutor, 3Sgt de ESA, que tem que penar, 8 anos, 9 anos para sair 2Sgt. Ou então que diminuam os interstícios de maneira universal, para as praças, pois é discrepante e desestimulante ganhar uma única promoção enquanto os oficiais com mesmo tempo de tropa ganham 4. Se os temporários ganharem mais essa regalia, parabéns, nada contra, porém será mais um golpe fatal à carreira ridícula à qual o EME submete as praças concursadas, e tudo por simples conveniência momentânea. Não se trata de choro, existem coisas melhores e piores aí fora...mas será que somente a meia dúzia formada na AMAN é que representa o EB? Somente esse reduzido público pode ser vocacionado?

Anônimo disse...

Se essa medida de promover os temporários a capitão, 2o sgt vier pra melhorar a situação salarial dos de carreira, na ativa e na reserva......
Que promovam logo.
O que não dá eh pra ficar nessa penúria eterna....
Nossa....quase 30 anos na força e só penúria salarial......aí vieram com a estoria do "soldao" em 2001, com a MP do mal , tirou nossos direitos e só penúria......só piora....

Anônimo disse...

Quê noticia boa poderia sair desta reunião? Gostaria de generais temporários também...

Anônimo disse...

O interstício do 3sgt de carreira deve diminuir, adequando a um menor prazo que o do temporário. Supondo ser de 4 anos a promoção, para sargento de carreira deve cair pra 3. Vejam bem essas promoções dos temporárias podem significar um interstício novo para oficiais e praças. Há esperança!!

Anônimo disse...

Um oficial de AMAN passa 1 ano de espcex + 4 aman em internato + aprovação em concurso...etc
Um Sgt carreira passa 1 e meio internato + concurso e a vida praticamente como sargento, lá no fim q sai sub....
pergunto qual a motivação em não virar PM...

Anônimo disse...

Esse direito já foi extinto. Quem entrou nas escolas a partir de 2000 não teve mais direito a deixar pensão para filhas maiores.

João Luiz disse...

Carreira pra que? o negocio é ser temporário, sair capitão ou 2º Sgt e depois é só dar uma de louco que fica amparado o resto da vida...

Unknown disse...

Pobre QE frustado.....não passou na ESA que era ensino fundamental.....ou seja....desprovido

Alcino Trindade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
keko marques disse...

Pig spirit detected

Anônimo disse...

Vão chegar a solução final: terceirizar as Forças Armadas. Resultado da falta de planejamento? Falta de força para manter o nível dos salários e segurar a onda de evasão.

Anônimo disse...

Achei excelente a ideia de aumentar os efetivos de Temporários no EB. Nos EUA é bem considerável o efetivo de temporários e aquele Exército é um dos melhores do mundo. Por isso que com frequência tenho visto nos Boletins do Exército a implantação de novos NPOR's nas OM's de Tropa. Quem vai ser beneficiado com isso é o nosso sistema de previdência que tenderá a ser enxugado, mesmo que a União tenha que esporadicamente reformar alguns temporários por problemas de saúde. Ainda que o EB tenha de pagar pecuniárias mais altas por ocasião do licenciamento por término do tempo de serviço, mesmo assim ainda será mais compensador do que um dia ter de "aposentar" o militar que receberia proventos em média por mais 20 ou 30 anos, sem falar das viúvas que ficariam recebendo, após o óbito do militar há muito já reformado. Acredito que a qualidade dos profissionais não seria negativamente afetada, pois pelo menos os Sgt Tmpr são formados na tropa "a ferro e fogo", digo isso porque já fui Instrutor/Monitor de CFST. Quanto aos Of Tmpr da mesma forma, embora sejam formados na base do meio expediente, ao chegarem como Aspirantes na tropa, acabam "pegando tranco" devido ao dia-a-dia com muitas missões.

No tocante aos interstícios poderia ser, salvo ideia melhor, da seguinte forma:

- Oficiais Temporários: aproximadamente 01 ano: de CPOR/NPOR; 02 anos: entre Asp e 2º Ten; 03 anos: 1º Ten e, por fim, 02 anos: Cap, somando-se no total: 08 anos de Sv.

- Sargentos temporários: interstício de 06 anos de tempo de serviço para ser promovido a 2º Sgt, desde que conte no mínimo com 04 anos na graduação de 3º Sgt, semelhante aos QE's.

Senhores, pelo que percebi, infelizmente, muitos dos comentários estão impregnados de preconceito contra os Temporários, o mesmo preconceito que existe contra os QE's.

Por fim, acredito que a ideia seja excelente e tem grandes chances de dar certo. Os resultados somente poderão ser medidos quando da sua colocação na prática.

att.

S Ten 1991

Anônimo disse...

Estou cag... e andando pra essa p... de Exército. Entro no quartel, executo o "sentido e descansar" nas três inúteis formaturas diárias, cumpro o meu expediente fazendo só o "feijão com arroz", pago o meu serviço e vou embora ao final do expediente sem olhar pra trás... Não me preocupo mais com as mudanças na Força, já perdi a esperança de melhoria, prefiro me dedicar à família e aos meus estudos particulares que me proporcionarão renda quando eu for pra reserva ou quem sabe um novo concurso público. Não quero transferência, não quero fazer cursos "rolhas", não quero missão no Haiti e nem babar ovo pra conseguir missão no exterior. Não consigo nem mais participar em "papo de alojamento" e de mesa de rancho, estou tal qual um zumbi dentro do quartel, alheio ao que se passa ao meu redor para não ter que gastar energia com babaquices e conversas inúteis.
A minha motivação e empenho na dita carreira de Praça está diretamente proporcional ao nível de preocupação e empenho dos meus superiores para melhorar a rotina da tropa (higiene no rancho, flexibilidade no expediente, treinamento, material e eqp adequado para as missões, desburocratização dos excessos de papel, melhoria nas OM's de saúde, etc). Ou seja, zero !!!!!!
Desculpem-me o desabafo!!!

Orlando disse...

Que choradeira, imagina quando sair do papel...rsss

Anônimo disse...

O TCU mandou rever a reforma, mas não sei a qual fim isto levou.

Anônimo disse...

O comentarista de 10 de outubro de 2015 11:59: Não tem CORAGEM para pedir para sair, é um zero a esquerda. Está estudando para conseguir algo melhor: beleza, 10 para você. Infelizmente se conseguir tudo que está planejando, QUEIRA OU NÃO QUEIRA, SERÁ ÀS CUSTAS DO EXÉRCITO, que apesar de tudo dar um salário (pouco mas dar par sobreviver com família). Infelizmente, se conseguir tudo que pretende NÃO VAI AGRADECER.

Anônimo disse...

O comentarista de 10 de outubro de 2015 11:59.
Faço minha as sua palavras e, aqueles que criticam esta postura, mas adoram quando não tiro o serviço, se é que me entendem $$$ são uns miseráveis que só tem isso na vida, e nada é as custas do exército, é as custas de meus estudos, meu sono, minhas horas de lazer e de vida.

Anônimo disse...

O comentarista de 10 de outubro de 2015 11:59, disse que vem se comportando feito um Zumbi (morto vivo) no dia a dia da caserna. Mas, é muito provável que no segundo dia útil de cada mês ele esteja bem VIVO, LÉPIDO E FAGUEIRO ao passar o cartão no caixa eletrônico do Banco.

att.

S Ten 1991.

Anônimo disse...

Até temporário se dá melhor no EB do que as praças de carreira... para nós, somente uma solução: inundar o judiciário com dezenas de milhares de ações contra a força. Já vejo os milhares de filhos de generais e coronéis, antes temporários, hoje amparados mediante golpe, entrando na justiça e solicitando promoção. Só há um caminho contra o desmanche das forças armadas pelos oficiais, quem viver verá.

Anônimo disse...

Opa! Minha terceira estrela me espera!

Anônimo disse...

Meus caros.

O comentarista anônimo (10 de outubro de 2015 11:59) está certíssimo. Apoio e é isso ai.

Anônimo disse...

"Às custas do Exército"? Por acaso VC ou qualquer militar recebe " bolsa soldo" ? O EB presta favor em pagar o salário do militar? Desculpe-me, mas quem recebe favor do EB são as pensionistas. O cara foi realista, mandou a real, diferentemente de uns pseudos militares que se acham padrão mas que na verdade são igaul a munição de festim, que são apenas embusteiros perto dos chefes. No dia a dia é bem notório, por exemplo, alguns Sub Ten, ex-Sgt lixão, falarem grosso nas formaturas matinais exigindo imobilidade aos gritos pondo a tropa em forma, quando no passado esse mesmo sujeito nem aparecia nas formaturas porque era de uma seção tal que lhe dava privilégios para cagar mole para as obrigações militares. Mas aí quando ele está na bocada para ser promovido a Oficial ele sofre metamorfose e se torna o melhor dos militares. Talvez vx, crítico, seja um desses embusteiros que preferem o velho jargão: "se não está satisfeito pede pra sair".

Anônimo disse...

As custas do Exército não, as custas do interesse do cara em correr atrás do prejuízo dele, o sargento concursado não entrou no Exército de graça ou com ajudas, ESTUDOU e PRESTOU CONCURSO PÚBLICO, agora se você não foi assim é por isso que este revoltadinho com o comentário do companheiro de 10 de outubro de 2015 11:59 hs. Igualmente ao companheiro o EB acabou pra mim e não me venha me charme de zero a esquerda porque quem é zero a direita nem passa em frente ao portão das armas.
Esse tipo de sentimento foi o próprio exército que PROVOCOU !!!!!
Penso da mesma maneira e conheço vários sargentos que pensam assim também e o pior de tudo é observar que até alguns oficiais de AMAN pensam assim também ( olha que a vida deles é centenas de vezes melhor do que de um sargento).
Não conheci em 18 anos de serviço alguém sargento que tenha conseguido fazer uma faculdade com o apoio do Exército, o cara sempre tem que dar um jeito pra conseguir estudar e aí vem um cara ( pensamento de quem serve aos alto coturnos) chamar o cara de ingrato ?
Perdeu a chance de ficar na sua !!!!!!

Sgt Cav/ 97 e que passou a cag... e andar também !!!!!!

Anônimo disse...

Enganação novamente alguns vão acreditar que isto vai diminuir o tempo para promoção do militar de carreira, senhores não vai.
Estão acabando com os Sgt de carreira. Estão reduzindo os militares de carreira.
Comparar com o Exército Americano onde a maioria é temporário não é um bom negócio, lá e outra cultura.Os militares são extremamente bem vistos na sociedade e são qualificados também para o meio civil. Aqui no Brasil é outra cultura, os militares não estão inseridos na sociedade ainda. Nos EUA as empresas possuem interesse em contratar ex- militares, aqui só aprendemos formatura e faxina, não existe plano de preparação para a reserva eficiente. Em todos os conflitos o EB abusou da mão de obra e não deu retorno.
No EB não existe para ex militar: hospital de veteranos de graça, não existe alojamento em aeroporte de graça, não existe vaga em faculdade, programas governamentais específicos.
Vai piorar a vida dos militares de carreira veja o que pensa um general: https://www.youtube.com/watch?v=tRSL6ci_MkE
Eles acham que não deixa sequela pode usar a vontade e será renovado, deveria ser crime submeter militar a mesma situação análoga de escravo.
3º Sgt estude e caia fora, a sua experiência não vai servir para nada quando for S Ten ou 1º Sgt.
o EB esta perseguindo os Sgt de carreira faz tempo, vide os planos de valorização: fazer sindicância, dirigir viatura, aumentar o interstício.
Os generais, parece, possuem interesse em acabar com os Sgt de carreira.

Anônimo disse...

Tomara que saia logo esta resolução, pois quero ser capitão...
Faz tempo que venho ouvindo isso mas parece que agora é verdade, pois vi muitos oficiais de carreira preocupado e se esperneando com isso por pura inveja e vaidade de achar que somente eles podem ser.

Anônimo disse...

Todos estavam aplaudindo o novo Cmt do EB. Toma vão formar o temporário e depois vão ser punidos por eles. A situação do militar de carreira só vai degringolar.

Anônimo disse...

3º Sgt de carreira esta aberto o concurso Sd PM MG - 1590 vagas e R$ 3049,05 como aluno

Vai abrir 500 vagas para Bombeiro Militar de MG, não mudou o grau de escolaridade, mas o salário é o mesmo da PMMG

A idade e ate 29 anos, olhem o Edital
Carga horária pasmem 40 horas semanais, acabou a escravidão.
Cabo com 9 anos de serviço tá ganhando R$ 5.900,00 e trabalhado 40 horas semanais.
S Ten ganha R$ 9.000,00

Olhem o Edital é muita vaga. a Situação no EB vai piorar, no momento esta cada um por si.

Anônimo disse...


.

acp

Não é bem assim. Nos EUA existem uns 415 Distritos Eleitorais. Cada DE pode ter 3 Cadetes em cada Escola Militar. O Deputado Federal tem de recomendar o candidato do De. Caso não passe na prova, não entra. Caso o DE tenha 3 Cadetes, no ano 4 não pode inscrever ninguém. Isto promove composição nacional ao Corpo de Oficiais, ao invés de uma grande cidade ter vantagem.

Existe estabilidade, só que não é absoluta. Neste momento há um programa de redução de tropas e Oficiais que levará Majores à Reserva Remunerada sem escolha.

Alguém escreveu sobre "oficiais com comissionamento". Em inglês Commissioned Officer é Oficial com Carta-Patente. Non-Commissioned Officer é Sargento.

O pessoal CPOR lá pode se engajar. Colin Powell fez ROTC e chegou ao equivalente a Marechal aqui e Chefe da Junta de Chefes de Estado-Maior (Chairman of the Joint Chiefs of Staff)das 5 Forças Armadas dos EUA, a mais elevada posição militar de lá..


Rommel disse...

Enfim o EB vai se atualizar, chega desta mentalidade comunista de cargo vitalicio, de "concursado". Os militares americanos sao na grande maoiria temporarios, la pra ser oficial de carreira tem que ter carta de recomendacao de um senador.

9 de outubro de 2015 11:05


acp

.

Anônimo disse...

Nescio.

Anônimo disse...

O Exército valoriza mais quem lhe oferece menos. Oferecem promoção ao sargento temporário, enquanto negavam a promoção ao sgt QE. Oferecem promoção aos Of temporários, enquanto dificultam a vida dos subtenentes, fazendo parecer que a promoção é um presente e não um direito. Cabe a cada um também dar ao exército o mesmo valor que ele nos atribui. Que vire uma milícia logo de uma vez.

Amauri disse...

Excepcional a ideia dos Temporários serem promovidos a 2º Sargento (Praças) e Capitão (Oficiais)!!! Já passou da hora de valorizar nossos Temporários (principalmente pq os Cb/Sd serão os maiores beneficiados)!!! Dificilmente vejo algum comentarista defende qq melhoria para a BASE do EB!!! Tenho uma dúvida: os Temporários poderão ficar 9 anos como era até a década passada?!?! Acredito em diminuição das turmas de formação de Sargento de EsSA (já ocorreu inúmeras vezes), porém DUVIDO q ocorra o mesmo com os formados na AMAN!!! Certa e infelizmente é q essas vagas de Capitão Temporário diminuirá as vagas de promoção de S Ten a 2º Ten!!!

Anônimo disse...

1 por ano que serviu, máximo de 8. O de carreira recebe a vida toda e a viúva herda!
8 meses do aposentado pagam a pecuniária do temporario. Entendeu a economia?

Anônimo disse...

É simples senhores, o que tem que acabar esta tal estabilidade do funcionalismo público em geral,não geram um real de lucro 6 meses fazendo greve "recebendo" o imposto que eu pago mais 6 meses por ano enrrolando, a maioria só da o gás até estabilizar, depois só cadeirinha, privatizar tudo produziu esta empregado senão é rua.

E outra tem muito QE ai e Temporário que são muito mais milico que muito fodão contador de história formado em escola cheio de cursin no peito que só estão empregados por causa da estabilidade se fossem disputar emprego no mundo real iam estar no bolsa família também.

Anônimo disse...

Parem de se iludir. Nada é pra beneficiar ninguém.
Ainda mais os praças.

"Exército brasileiro, feito de oficiais para oficiais"
Os praças que se arrombem!!!

Anônimo disse...

Pelo visto já estão conseguindo colocar uns contra os outros, enfraquecendo os círculos, só com a notícia hein. Acordem senhores!!! Concordo com algumas colocações que são reais no nosso dia a dia devido às mudanças ocorridas nos últimos 25 anos, mas devemos lutar e falar nas palestras, nos auditórios quando o DGP visita as OMs e não somente reclamar no alojamento. A melhoria tem que ser pra todos temporários e de carreira, ser revista a pecuniária pra quem fica 30 anos, pois não temos FGTS, ser revisto o interstício, a promoção através prova interna do praça para oficial, o auxílio moradia pois não temos PNR para todos, auxílio pré-escolar igual à algumas carreiras da União que pagam hoje em torno de R$ 400 e outras vantagens que tiraram da gente em 2001. Vamos parar de vaidades e hipocrisia e nos unir para melhorar nossas profissão...

Anônimo disse...

Temporário tira CMT da gda e corre com EV no TFM, QE serve pra dar golpe porque está velho e não pode trabalhar. Interessante o EME recompensar esse pessoal. E os Sgt de carreira? Pelo visto o CMT do EB está querendo acabar com essa massa crítica.

Anônimo disse...

Melhorias para QE, para temporários, e para os sargentos de carreira, sindicância, dirigir caminhão, brevet de adjunto de comando e aumento de intersticio. Realmente, algo conspira para acabar com o graduado de carreira. Logo teremos um exército de oficiais de AMAN e temporários. Que vire milícia logo.

Anônimo disse...

Sou de acordo, poderia acabar com a estabilidade te todos. Todos militares deveriam ser temporarios e passar por avaliação anual para prorrogar do soldado ao generalato.
Assim veriamos muitos trabalhando de verdade e parando de se esconder falando que tem estabilidade...
Pois ser militar, policial e da area de segurança publica tem que ter dom e vocação e não embuste dizendo que passou em concurso e depois não faz mais nada. Tem que acabar com esta historia do governo publicar nomes de agentes e militares aprovados em concurso para todo mundo saber. Hoje em dia qualquer um que presta concurso para ABIN, PF entre outros são expostos...
Tem que mudar a forma de ingresso, poderia ser igual nos EUA, serem profissionais.

Unknown disse...

Bom, se for verdade, caberá aos sargentos de carreira entrar com uma ação conjunta em massa para que faça valer o direito de serem promovidos o mesmo interticio dos sargentos temporários. Se o do oficial será o mesmo, com cinco anos após a formação para sair Capitão, então o dos sargentos também deverá ser o mesmo, tanto pra mais, quanto pra menos. Não podem fazer o que eles bem entendem. Aí o terceiro detento recém formado na EsSA forma uma turma de STT em três meses, e quatro anos depois esse STT será promovido a segundo sargento quatro anos na sua frente? Sendo que o sargento de EsSA levou dois anos para se formar. Não tem cabimento. Se fizerem isso teremos consequências muito negativas, e nos vamos pra justiça comum, se for o caso!

Anônimo disse...

Vai ser uma bosta...a maioria de vcs temporarios ficam arrastando corrente...so querem mamar nas tetinha do eb

Anônimo disse...

Passamos por isto na em outros tempos.
O militar entra muito novo sai com quase 30 anos sem profissão, mulher e filhos, achando que a indenização vai resolver a vida dele. Vi muitos se darem mal. Poucos conseguiram se adaptar.
Deve-se ter um plano de preparação para a reserva muito bem feito. Senão o índice de ex-militares na criminalidade vai aumentar muito.

Anônimo disse...

Mesmo com retaliações e afogando a tropa em futilidades, não vamos deixar de entrar na justiça, essa situação de QE sendo promovido com 4 anos enquanto os trouxas que prestam concurso esperam 8 anos passou arranhando a garganta, agora...cidadão entra como soldado, formação de 3 meses, sai provido e dali a 4, 5 anos sai 2sgt ficando mais antigo que o militar de carreira que o formou, que ironicamente tem que esperar 8 anos para ser ter o soldo melhorado em 400 reais como 2sgt? Fechem a tampa do caixão e sepultem logo. Tem coisas melhores e piores aí fora? Tem. Fácil falar isso quando se está em zona de conforto.

Anônimo disse...

E não é por menos, 1 ano de uma pseudo formação em meio expediente realmente não é suficiente para formar um chefe, seja lá para o que for, muito menos um líder militar que esteja preparado para comandar tropas portando armamento pesado sob condições de estresse e pressão psicológica.
Para quem está argumentando sobre as pensões, já que estão tão bem informados devem saber também que esse direito foi extinto há 15 anos atrás, aliás entre vários outros.
Para outros que acham ruim o fato de o militar se aposentar, então que acabemos com toda forma de aposentadoria por serviços públicos no Brasil.
Aos companheiros que estão presumindo que com essa medida os soldos aumentarão. Não sejam ingênuos meus camaradas, vocês acham mesmo que podem confiar nesse governo? Não existe relação de causa e efeito, a única coisa que conseguirão será a piora na qualidade dos seus chefes.
Aos temporários que estão comemorando, saibam que chegando a Capitão vocês ganharão a “impressionante soma” de 300 reais a mais em seus soldos a troco de 10 vezes mais responsabilidade, não me parece propriamente um bom negócio.

Anônimo disse...

Meus camaradas, depois de assumir três funções consecutivamente logo após formado na Academia Militar, para consertar c***** de temporários incompetentes que largavam tudo nas costas dos subordinados, afirmo sem medo de errar que esse é mais um passo importante para desmoralização e ridicularização do nosso Exército Brasileiro.
Não são poucos os companheiros de turma que compartilham dessa minha mesma experiência.
Para aqueles que dizem que "tem temporário melhor do que oficial de carreira" eu pergunto se vocês contratariam um moleque de 19 anos sem formação nenhuma e sem nem sequer passar em um concurso para assumir uma função de chefia em sua empresa.
Seria injusto deixar de mencionar que existem os esforçados e aqueles que buscam "vestir a camisa", mas o fato é que a grande maioria não sabe nem sequer ensinar ordem unida para os soldados e debocham da hierarquia e da disciplina por acharem que é tudo “babaquice”.
continua...

Anônimo disse...

Oficial temporário não tem nem curso superior. Fato, alguns ficam 8 anos sugando, nao completam ao menos o curso superior, passam seus dias como passageiros da agonia, sendo execrados e chutados, seção após seção, se valendo do trabalho dos subordinados para assinarem o reengajamento e ainda assim desprezam a e riem-se da situação do sargento, que faz todo o seu trabalho, administrativo e operacional. Na OM onde sirvo tem oficiais temporários dentro da média que se espera ("B" magro) e outros vivendo a realidade supracitada. Vendo isso, pergunto, porque a força é tão intransigente e injusta com o graduado em final de carreira, haja vista que pra ter melhores rendimentos vislumbra sair oficial, lógico, porém ve-se nitidamente que esse não é o desejo do EME. Preferem promover garotos de 19 anos, agora a Capitão ( chorem of da AMAN) sem nível superior, sem comprometimento com a força, verdadeiros turistas.

Anônimo disse...

De fato, estimado companheiro praça. Imagino ser humilhante para um graduado com 20, 30 anos de carreira, ser ver sob a chefia de um moleque de 19 anos, cuja única saída para se dar bem no serviço é ser permissivo com seus subordinados e puxar o saco dos chefes. Agora advinha o que acontece quando eles são chutados de uma seção e um oficial de carreira assume a chefia? Pois é, ai nessa hora ninguém diz que "tem temporário melhor do que de carreira", ai querem que o otário do tenente de carreira coloque tudo em ordem no mais curto prazo possível. Lamentável, os praças saem perdendo, os oficiais saem perdendo, o quarteis saem perdendo e em última instância, nosso cliente, o Brasil, sai perdendo. Os únicos que "ganham" com isso são os próprios temporários e suas famílias. E ainda se pintam de coitadinhos quando acabam seu tempo de serviço dizendo que saem do exército desamparados depois de ganharem mais de 60 mil de indenização pelos "serviços prestados".

Anônimo disse...

E realmente concordo com você que a Força está sendo injusta com seus praças de carreira nessa situação. Não vejo justificativa nenhuma para não se aproveitarem os sargentos de carreira com nível superior e promovê-los a oficiais. Em vez disso contratam Oficiais Técnicos Temporários (outra praga dentro do EB), sem nem sequer exigir concurso. Tudo com o pretexto de se economizar. Já que é para economizar dessa forma então que fechem as escolas militares e contratem somente temporários. Pelo menos seria justo. Me pergunto até que ponto precisaremos chegar para que percebam que esse "barato" já está saindo muito caro.

Anônimo disse...

Até que enfim alguém viu na maioria dos temporários a saída para os trabalhos andarem dentro das OMs.
Agora quero ver a sargentaiada invejosa de carreira ficar zoando os QEs e os Temporários!

Anônimo disse...

Só podem estar de sacanagem!!!os of tmpr eu nem digo mais nada pq o EB foi feito pelo Of para os Of sejam tmpr ou de carreira mas os sgt picafumo temporário que eu recebi EV no exército e formei jah ganharam as divisas agora sair segundo sgt???COM INTERTÍCIO BEM MENOR QUE O MEU DE CARREIRA???EH PRA ABANDONAR O BARCO MESMO!!!PALHAÇADA

Anônimo disse...

Temporário só se arrasta

DE LIMA disse...

Kkkkkk ou dó

Anônimo disse...

Ao Anônimo 14 de outubro de 2015 20:38, que disse que o temporário só se arrasta, e os carreiristas só choram e vêem cada vez mais suas carreiras irem pro saco!
Temporário só se arrasta, e o carreirista nem isso quer fazer,não quer ir pra missão,não quer tirar serviço e quer viver baixado,porém fica chorando aumento de salário e reconhecimento pelo cmt do exército. Só sabe reclamar do QE e do temporário,mas não quer fazer NADA!
Saudações carreiristas!

Anônimo disse...

Um monte de recalcados. A maioria dos militares de carreira não querem nada e quando querer é pra ser baba ovo e ir pra missão no exterior. Se 50% tivesse força de vontade o EB estaria muito melhor. O milico ferra o próprio amigo milico. Diferentemente da PM onde um sempre ajuda o outro.
O EB nunca irá mudar esse jeito mesquinho de pensar.

Anônimo disse...

Enquanto o Comandante da Força e os demais membros do Alto Comando inventam essa coisa ridícula que é a promoção de oficial temporário a capitão e sargento temporário a 2º sargento, os recém formados da AMAN papiram para os concursos da área fiscal. Os sargentos de carreira usam suas energias para adquirir curso superior, com objetivo de participarem de concursos públicos para a área fiscal e policial. Alguns sargentos ainda pensam no QCO. A relação candidato x vaga diminui a cada ano, justificada pela falta de atratividade que a carreira militar oferece. Aliás, só para lembrar, sargento não tem carreira, tem rastejo. Se sargento tivesse carreira, não seria submetido a interstícios de oito anos e meio como terceiro e segundo-sargento. Recentemente ouvi um áudio atribuído ao Cmt EsSA, que propõe que o CFS seja de 02 (dois) anos. Dessa forma, o sargento será promovido a 1º Sgt próximo de 20 (vinte) anos de serviço! Se o sgt tiver sido militar antes do ingresso no CFS, demorará mais de 20 anos de serviço para ser 1º Sgt. Se continuarem assim, a promoção a subtenente ficará próxima dos 30 anos de serviço, ou seja, perto da aposentadoria, uma vez que há estudos para o aumento do tempo de serviço para 35 (trinta e cinco) anos. Penso que a promoção do 3º Sgt QE a 2º Sgt merece uma ação na justiça de equiparação pelos sargentos de "carreira", e até mesmo dos temporários, se não até isso que o Alto Comando pretende evitar promovendo os temporários. Agora, uma coisa interessante, o oficial temporário fica no CPOR durante uma ano em meio expediente, não possui nível superior, e ganha mais que os sargentos que muitas vezes tem idade para serem seus pais e tem nível superior de instrução. O oficial temporário é uma afronta aos oficias egressos de AMAN, IME, EsSEx, e EsFCEx, uma vez que não tem o mesmo nível intelectual. Infelizmente estão destruindo o nosso Exército, e a culpa não é do governo, a culpa é das nossas cabeças "pensantes", que não sabem valorizar àqueles que dedicam suas vidas à instituição.

Anônimo disse...

Galera, nem vamos comentar que a seleção dos OTT e STT, na maioria dos casos, ocorre por apadrinhamento. O MPM e o MPF deveriam apurar essas "peixadas". Outra coisa engraçada: enquanto que na FAB, a seleção para Cabo, ocorre mediante concurso público, no EB a seleção é feita "internamente".... não seria o caso de haver concurso para CFC e até mesmo CFST, com a supervisão da EsSA? Nas universidades públicas, não há diferença de título (mestre e doutor) entre professor titular, adjunto, e visitante (temporário). Por que o Exército não deveria exigir o nível superior para os ingressantes aos CPOR e NPOR?

Anônimo disse...

Falou tudo, mas a cultura no Brasil ainda é a da "teta" para mamar!

Anônimo disse...

Verdade, mas o temporário é tão pouco reconhecido que o "prestígio" da promoção se torna algo excelente, o temporário não liga para os 300,00 a mais ou a menos, só quer um pouco mais de reconhecimento!

Unknown disse...

Camarada. Oque VC quer falar de temporário? Você nem concurso fez! Do pessoal de carreira é até aceitável a indignação! Mais sua! !!! Nem pensar! Entrou do mesmo jeito dos temporários. Alistamento.

Anônimo disse...

Talvez seja INVEJA, se preocupar mais com o sucesso dos outros do que com o seu. Ao invés de lutar por um interstício menor para oficiais/graduados de carreira, é melhor lutar para que os temporários não sejam promovidos. Meus "parabéns" aos militares que não são a favor. "Braço Forte e Mão Amiga!!!" Eu fico muito feliz com isso, pois a dedicação dos militares temporários é grande. Meus parabéns aos que serão promovidos.

Anônimo disse...

Estes mesmos carreiristas invejosos pelo sucesso dos outros, são os mesmos que outro dia estavam xingando até mesmo o moderador deste BLOG exemplar e imparcial,pelo menos foi e está sendo esta mesma impressão que tenho desde que acesso este BLOG.
Parabéns mais uma vez aos Temporários, pois mesmo que existam oficiais formados em meio expediente, em contrapartida os oficiais que são graduados e os sargentos técnicos, 99% fazem JUS ao benefício e realmente TRABALHAM, por outro lado 99% dos carreiristas somente estão preocupados em puxar saco do chefe oficial e em falar mal do companheiro QE e Temporário.

Anônimo disse...

Os oficiais temporários salvam as suas vidas todos os dias. Principalmente os de saúde. Seria ótimo se todos pensassem igual e deixassem essa competição boba pra trás.

Anônimo disse...

Será que só no meu quartel existe um quadro de temporário sofrível? Apenas um Sgt de carreira fazia o que 3 temporários fazem hoje chorando. Estou revertendo cada cagada inacreditável. O pior, há quem defenda, porém falo e repito, para qualquer um: a legislação é autoexplicativa e está em português. E mesmo que estivesse em inglês não seria justificativa, pois temos o google tradutor.

Anônimo disse...

Sgt temporário chegando a 2 Sgt? Com qual insterstício? Quando tempo ficarão na ativa para serem promovidos? Tem um detalhe: ficando na ativa com postos/graduações maiores, receberão a indenização pecuniária relativa a mais tempo calculada sobre um valor maior. Como todos sabemos, pecuniário vem de pecúlio, ou previdência, sem que haja contribuição para tal (pensão militar é para pensionista, não é para o militar), quem vai pagar a conta?

Anônimo disse...

Senhores a realidade é a seguinte. Carreira, QE ou temporário, não importa, todos servem na mesma força. Um reclama do outro, porém esquecem de reclamar com o comando que é quem realmente tem responsabilidade por essa divisão. Parem de brigar entre si e peçam ao comando que deixe essa carreira mais justa. Brigar entre si só fortalece a divisão criada pelo próprio comando, a quem cabe a responsabilidade de consertar isso. Em minha opinião deveria ser um quadro só e pronto. Os QE deveriam ter sido incluídos no mesmo quadro através de concurso interno e o temporário entra para complementar o quadro, pronto, resolvido!...mas conhecemos a força, EB é dos oficiais, que inclusive não estão nem aí. Briguem com eles, deles é a culpa de tudo, afinal eles comandam.

Anônimo disse...

Ao Anônimo 24 de outubro de 2015 01:46
Qual OM é essa meu companheiro? Duvido que seja no Exército Brasileiro 01 Sgt de "carreira" que fazia o que 03 temporários fazem, conta outra piada que essa foi de muito mau gosto kkkkkkkkkkk
Se estes 03 temporários faziam "cagada", cadê os de "carreira" para fiscalizar ou não tinha nenhum carreirista mais antigo?
Deixem de ser invejosos e corram atrás de melhorias em suas "carreiras" e não tentem ridicularizar um companheiro temporário, afinal os temporários não tem culpa de suas "carreiras" maravilhosas.
SEJAM FELIZES CARREIRISTAS

Fabricio Reis disse...

Qual a procedência dessa informação?

Anônimo disse...

Recebi alguns slides de uma reunião que tratou desse assunto e um áudio também. A princípio querem reduzir a quantidade de sgt carreira e oficial carreira para economia na formação e na pensão futuramente. Aumentar a quantidade de temporários pode ser uma solução econômica, além de pouco gastos na formação o temporário fica um período e recebe apenas 8 anos de pecuniária, ou seja, 8 meses apenas, em quanto o militar de carreira recebe a vida toda. Também há o fato do temporário contribuir na pensão e não usufruir futuramente, isso pode ser um ganho para o pessoal de carreira principalmente quem já está na reserva. Agora quanto a qualidade desses militares é outra história, o comando precisa rever o período de formação.

Anônimo disse...

Como falei anteriormente: O pior, há quem defenda, porém falo e repito, para qualquer um: a legislação é autoexplicativa e está em português. E mesmo que estivesse em inglês não seria justificativa, pois temos o google tradutor. Todo mundo fala que é igual, mas na hora de escolher, sabemos o que ocorre. Tomara que sejam promovidos com 3 anos, assim peço isonomia, com fundamento destacando o inverso.

O pior, há quem defenda...

Anônimo disse...

Dividir e Governar ou Dividir para Governar?

Anônimo disse...

Se estes 03 temporários faziam "cagada", cadê os de "carreira" para fiscalizar ou não tinha nenhum carreirista mais antigo?

A legislação é autoexplicativa e está em português. E mesmo que estivesse em inglês não seria justificativa, pois temos o google tradutor. Não somos babás de analfabetos funcionais. No final do mês quer receber como tal, porém na hora de fazer quer um tratamento júnior. Igualdade no bônus e desigualdade no ônus.

Se você observar os tempos verbais e a pontuação, entenderá que primeiro foi falado sobre eficiência e depois sobre deficiência em entender o que está escrito na legislação.

Unknown disse...

Sou OFT não sei se vai valer para saúde... Mas o fato é que parece boato.

Anônimo disse...

Pensando na escala de serviço, os capitães temporários poderão concorrer à escala de superior-de-dia, e os 2º sargentos temporários, à escala de adjunto. Nem tudo é ruim nessa história. Como os QE estão a caminho da reserva, e os CFS estão formando cada vez menos sargentos de carreira, e as evasões estão cada vez mais significativas, somadas aos desligamentos na AMAN e EsSA/EsSLog, até que as promoções para os temporários não serão tão ruins como se pensa. Injusto é o camarada do quadro permanente receber 04 remunerações quando da passagem para a reserva remunerada, e a indenização de bagagem ainda não ter sido reajustada, e as construções de PNR estarem tão atrasadas, ou pior, sem projeto.

Jorge ferreira disse...

Serve para cabo tb?

Anônimo disse...

Sou temporario vou sair segundo kkkkkkk
Muito bom

Anônimo disse...

Me permitam uma simples constatação. Acerca dos comentários aqui postos, me parece que os militares de carreira criam uma divisão inexistente, como se eles fossem melhor do que os temporários.
Ledo engano.
Falam de dois anos de formação militar, enquanto os temporários 60 dias.
Porém, pelo que eu saiba, muito pouco de bélico é exigido no dia a dia.
Ao contrário, se exige conhecimento técnico profissional.
E, igualmente, pelo que eu saiba, os temporários precisam demonstrar não apenas conhecimento, mas formação acadêmica diferenciada, alguns mestres ou doutores, bem como vasta experiência na área.
E antes que digam que deveriam está ganhando dinheiro na vida civil, acho meio forçado ignorar uma crise econômica nos mais diversos setores. Quem está efetivamente ganhando dinheiro aqui fora?
Logo, para a real finalidade a que se prestam, indiscutível que o nível dos temporários é extremamente mais elevado.
Lamento que a vida na caserna não permita que os militares de carreira se dediquem à formação acadêmica. Porém, me desculpem, demonstrar sentimento tão mesquinho (inveja) dos que detém conhecimento específico profundo sobre determinado encargo, não condiz com a farda.
Onde está o espírito de corpo?
Onde está o bem maior?
Para o bem do país e inversão da pirâmide invertida previdenciária, torço para que esta notícia seja verdade.
Pelo bem das forças.

Anônimo disse...

Fico lendo esse comentários e penso, os militares de carreira que se julgam melhores só pelo fato de terem mais tempo de formação, estão se tornando cada vez mais um "peso" para a economia do pais, porque basta ter 2 neurônios que é fácil perceber que um coronel que se aposenta com 49 anos de idade, recebe em média R$ 10.000,00 agora vamos calcular a vida média do brasileiro, imaginemos que ele viva até os 79 anos, são 30 anos recebendo aquela quantia por mês, isso é claro não considerando os aumentos posteriores, o governo terá pago incríveis R$ 3.600.000,00, por militar aposentado, agora multiplique por quantos coronéis vão para a reserva por ano. E ao que dizem sobre a formação, é de conhecimento de todos que existem militares temporário que são bons e outros que são ruins, como também existe militares de carreira que são bons e outros que são ruins, a unica diferença é que no caso do temporário, se ele for ruim, é mandado embora, enquanto o de carreira vai continuar ruim mais 30 da sua vida. Melhor concelho que vocês podem receber é que antes de ficar falando M****, pensem em um contexto geral, levando em consideração tudo o que está acontecendo no Brasil, e não apenas nós 5 anos que ficaram na briosa Academia.

Anônimo disse...

Muito boa esta mudança e que coloquem em prática urgente,pois um sargento temporário que fica anos dentro das fileiras e ser obrigado a sair com uma mão na frente e outra atrás desempenham suas funções e fazem a mesma coisa que um sgt de carreira que por sinal tem temporários que colocam no bolso alguns mocorongos da EsSa que ficam o resto da vida passando o cartão final de mes e sempre as mesmas instruções.Tem que diminuir sim os de carreira que os temporários dão conta do recado.Muito bom mesmo!!!!!vão morgar e se acharem o tal em outro lugar desprezando os temporários.A casa caiu.

Anônimo disse...

Quanta infantilidade. Se um dia vcs trabalharem para a iniciativa privada estão roubados. Vão achar que o colega talentoso que entrou depois de vocês não vai poder virar chefe porque é mais novo. Graças a Deus o mundo não funciona assim. Promoção por bom serviço acontece em todos os lugares o tempo todo. Fora que existe uma coisa que está na constituição chamada prova de títulos. O temporário passa por uma seleção de títulos com requisitos de pontuação previstos em edital antes de entrar.

Edinaldo disse...

Alguém sabe se existe alguma legislação que comprove essa informação?

antonio oliveira disse...

tentei entrar para o exercito como recruta barrei no famigerado excesso de contigente agora vou entrar de cabo temporario e ano que vem vou passar para 3 sargento selvaaaa!!! BRASIL ACIMA DE TUDO SELVAAAA!

Unknown disse...

anonimo disse:
Eu de certo modo concordo com as promoções isso se for merecido,por que assim como alguns temporários há muitos militares de carreira em todas as esferas,que só fazem merda dentro do exercito, porém tem uma grande diferença entre um cfst e um stt, porque é muito fácil pegar um soldado que acha que tem carcaça fazer um cfc e depois um cfst sem experiência em área nenhuma e uma pessoa que ja tem pelo menos 5 anos de profissão qque ainda nessa comparação sobra até para os de carreira que ficam 1 ano de escola e 1 de estagio e ainda assim se formão sem saber diferenciar um parafuso de um prego . Acho que o stt está em vantagem.

airton2025 disse...

Alguém tem algo ou informações concretas se vão ou não promover os sargentos temporarios???
E se for positivo, quando??
Me enviem vídeos ou documento que comprove tal informação
ayrton2025@hotmail.com
Grato

Anônimo disse...

Parabéns ao PT. Classes contra classes(Decálogo de lênin). Branco contra negro, filho contra pai, homo contra hétero e agora causando esse problema dentro das forças armadas colocando uma classe contra a outra. Realmente um clima pré-64. Onde se viu promover os qes e temporários com quatro anos, e os de carreira com 8? inclusive eu seria contra se fosse ao contrário. Sgt é Sgt. Acho que o regozijo entre os qes se deus mais por sair na frente do de carreira do que a própria promoção em si. Amigos isso é golpe de esquerda dentro do Exército promovendo a quebra da hierarquia pois companheiros mais modernos passaram a frente dos mais antigos. Entrarei com um processo não contra os amigos qes, mas para contar a promoção da minha turma tb com 4 anos de serviço. Amigos nem sempre quem te beija é seu amigo e nem sempre quem te bate é seu inimigo. Todo qe que eu pergunto vai votar no pt. Vou só dar uma dica. Entrem no youtube e procurem saber o que é um país comunista. Isso mesmo, quem estuda sabe que o pt está tramando um golpe de esquerda aqui no Brasil. E se isso acontecer amigos, melhor saírem do país.

Anônimo disse...

Não vejo a promoção dos QE como uma conquista de classe, até porque a concessão de estabilidade de cabos após a constituição de 1988, é inconstitucional, pois a mesma só e concedida a servidores aprovados em concurso público, o que nenhum cabo do EB foi submetido. Então o que dizer sobre promoção a Sgt sem curso?
Quanto a promover Tenentes temp a Capitão e 3ºSgt a 2ºSgt temp não seria problema se tivesse sido respeitado os intertícios para esta promoção, os mesmos intertícios dos sargentos de carreira.
Quanto a promover Cabo (sgt QE) a 1ºSgt e S Ten, sem concurso público, sem CFS, seja de carreira ou temporário, sem CAS, é uma bandalheira típica do país do mendalão e pretolão, ponto final.

Antes que algum desavisado e sem noção venha com aquela conversa mole, " mas os STen são promovidos à Oficial sem concurso e ser curso de formação ou habilitação", informo-vos que isso não mais existe, desde dez 2014. Todos os QAO promovidos desde então ou possuem curso superior ou prestaram concurso e realizaram curso de habilitação à Oficial, porque experiência e capacidade para exercer a função já tinham anteriormente, após média de 26 Anos de serviço público militar regular, coisa que QE nunca teve pois mesmo após promoção a Sgt, continuaram ocupando funções exclusivas de cabos, cargo aos quais foram qualificados...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics