22 de outubro de 2015

Exército ganha dos EUA em doação 50 blindados de guerra usados

Tanques possuem entre 29 e 32 anos de uso e serão trazidos de navio.
Carros serão destinados a unidades militares no RS, PR e MS, diz a Força.
Tanques de guerra, do modelo M113, dos Fuzileiros Navais foram usados em operações da PM no RJ
O Exército brasileiro ganhou, em doação, do Exército dos Estados Unidos, 50 blindados de guerra usados e serão trazidos para o país de navio. O transporte e as inspeções de desembarque destes tanques serão custeados pelo Brasil.
Segundo o centro de comunicação do Exército, ainda não há previsão de quando os carros chegarão porque o armador (empresa que realizará o transporte marítimo) ainda não foi contratado.
Dentre os blindados há 34 viaturas de posto de comando do carro M577 A2, 12 viaturas para transporte de pessoal M113 A2 e 4 tanques blindados de socorro M88 A1. As unidades possuem, em média, 29 anos, 32 anos e 29 anos de uso, respectivamente, e foram inspecionadas e selecionadas dentre as em melhores condições, informou a assessoria de imprensa do Exército.
Os veículos não serão modernizados antes da viagem, mas podem passar por manutenções e adaptações antes de entrarem em operação.
O M577 A2 de comando conta com um sistema de comunicações destinado a entrar em contato com os outros carros no terreno e também outras redes de comunicação. Já o M113 é um veículo de transporte de pessoas com lagartas, capacidade anfíbia em pequenos cursos de água e grande capacidade de deslocamento em estradas em alta velocidade.
Este modelo já é usado pela Marinha brasileira e foi empregado em apoio à Polícia Militar do Rio de Janeiro durante a ocupação de favelas dominadas pelo tráfico na capital fluminense.
Não há informações sobre se as unidades foram usadas pelas tropas norte-americanas em zonas de combate.
Descarte
Conforme o Exército, os veículos de grande porte foram doados porque, "periodicamente, o Exército dos Estados Unidos desativa parte de suas viaturas blindadas consideradas como excedente e propõe a doação do material".
O Brasil é beneficiário devido a um acordo governamental que ocorre por intermédio do programa Foreing Military Sales (FMS) (vendas militares para o exterior, em tradução livre), que promove intercâmbios e negociações comerciais militares entre os dois países.
As viaturas de guerra norte-americanas serão destinadas à 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, em Curitiba (PR), à 6ª Brigada de Infantaria Blindada, em Santa Maria (RS), as Brigadas de Cavalaria Mecanizadas, localizadas no Rio Grande do Sul, e os Regimentos de Cavalaria Blindados, localizados no Rio Grande do Sul e no Mato Grosso do sul.
O Exército diz entender que "o custo-benefício é considerado altamente favorável, uma vez que se tratam de viaturas especializadas, todas em ótimo estado de conservação para o fim a que se destinam".
G1/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

Os EUA não deveriam doar armas a um exército cada vez mais identificado com os ideais marxistas.

Anônimo disse...

O EB está aceitando, de graça, até injeção na testa. Agora sim, operacionalidade total...

MARNO MATTE disse...

Senhor anônimo, aceitarias a camionete f100 do vizinho? de grátis? Marxista é o governo que está aí. Pelo que me consta o Exército Brasileiro sempre foi e será apolítico. Largo meu pijama para manter isso.

Amauri disse...

Excelente notícia!!!

raseC disse...

Só corrigindo: A 5ª Brigada de Cavalaria Blindada não localiza-se em Curitiba e Sim em PONTA GROSSA-PR.

Grato!

Anônimo disse...

VERGONHA!!!
Um pais receber doações para as forças armadas, com tantos projetos que poderiam ser tirados do papel e impulsionar a industria bélica, estamos recebendo o que pode se entender como "lixo" americanos, mas levando em conta, pra quem esta descalço um " chinelo de dedo" vai bem.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics