16 de outubro de 2015

Exército e bombeiros combatem incêndio que ameaça Campo de Instrução em MG

Bombeiros e militares do Exército combatem incêndio em área na Remonta
Juiz de Fora (MG) - Ao menos 40% de uma área de 14 quilômetros quadrados, localizada próxima ao campo de instrução do Exército, na Remonta, Zona Norte, foram destruídos ontem em um incêndio de grandes proporções. A área destruída equivale a 560 campos de futebol, o que transforma esta em uma das maiores queimadas dos últimos anos no município. Com o tempo seco e quente, o vento espalhou rapidamente a fumaça, e as cinzas foram vistas por toda a cidade. Ao todo, 150 homens do Corpo de Bombeiros e militares de todos os quartéis precisaram ser divididos em equipes para realizar o trabalho de combate, que teve início às 7h. De acordo com o assessor de comunicação do 4º Batalhão de Bombeiros Militar, tenente Acácio Tristão, foram utilizados abafadores e bombas costais para debelar o fogo, que se alastrou por uma vegetação rasteira e seca. Até o fechamento desta edição, as chamas ainda não haviam sido controladas e, conforme o subdiretor do campo de instrução, major Natan Lira, a preocupação era de que o fogo atingisse uma área residencial no entorno.
Conforme o major, durante a noite de ontem, o efetivo foi reduzido, e a intenção era de que os bombeiros prosseguissem no combate durante a madrugada. “Vamos passar a noite monitorando para que o fogo não chegue até a Mata do Krambeck, atacando, assim, áreas mais importantes. Amanhã (hoje) provavelmente teremos apoio aéreo para observação do ocorrido”, explicou major Natan. “Estão falando que o incêndio está na Mata do Krambeck, mas as chamas não chegaram à mata, estão em uma área de pastagem próxima”, esclareceu o tenente Acácio. Segundo ele, a confusão acontece porque, dependendo do ângulo que se vê a fumaça, dá a impressão de o fogo estar na área de preservação. 
Ainda segundo o tenente, o incêndio na Remonta contribuiu para a formação de uma nuvem de fumaça que pairou sobre a cidade durante todo o dia e podia ser observada de várias regiões da cidade. A incidência de queimadas desde o fim de semana, aliada à massa de ar quente que age na região, também é responsável por essa situação. Somente entre as noites de terça e quarta-feira, pelo menos 30 focos de incêndio foram registrados pelos bombeiros no município. Já o Portal do Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) indicou a existência de 15 focos de incêndio no município ontem.
(Imagens: Fernando Priamo - Tribuna de Minas)
TRIBUNA DE MINAS/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics