9 de outubro de 2015

Almirante Othon almoçou com deputado do PT dias antes de ser preso, diz PF

BONS AMIGOS
RELATÓRIO DA PF APONTA ALMOÇO DE SIBÁ COM ALMIRANTE OTHON
APÓS A PRISÃO DO ALMIRANTE, SIBÁ DIVULGOU NOTA DE SOLIDARIEDADE
Cláudio Humberto
Relatório da Polícia Federal revela almoço do líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), com o almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, ex-presidente da Eletronuclear apenas 25 dias antes de o militar ser preso por ordem da Justiça Federal na Operação Radioatividade, desdobramento da Lava Jato. Othon já estava licenciado por suspeita de recebimento de propina nas obras da Usina de Angra 3. A Lava Jato afirma que Othon recebeu pelo menos R$ 4,5 milhões de propina por meio de uma empresa de fachada, Aratec Engenharia, que recebeu repasses feitos por empreiteiras do consórcio contratado.
"Não se sabendo ainda precisar o motivo do referido encontro nem o assunto específico que foi tratado na ocasião", afirma o documento da PF, subscrito pela delegada Erika Mialik Marena. "Cabe salientar que no encontro também esteve presente o assessor da presidência da Eletronuclear, Delman Sérgio Ferreira este que já foi, durante o período de abril de 2002 a junho de 2009, assessor técnico da liderança do Partido dos Trabalhadores."
Um dia antes do almoço de Sibá na praia do Flamengo, em 2 de julho, a PF grampeou duas ligações de Othon Luiz para uma interlocutora identificada como 'Socorro'. Na primeira, ambos confirmam o encontro.
"Doutor Othon, alguma restrição quanto a presença de Delman no almoço amanhã?", perguntou Socorro.
Othon respondeu. "Não. Não tenho nenhuma..nenhuma restrição não."
"Tá tranquilo pro senhor?", diz a interlocutora apontada como secretária de Sibá Machado.
"Por mim não tem. O que for bom pro deputado, tá bom pra mim", disse o almirante.
O segundo telefonema dura menos de dois minutos.
"Tudo bem? Então, pra avisar que o Sibá, que a gente vai chegar aí no Rio, no voo de onze e quarenta e dois", avisa Socorro. "E aí, segundo o Delman, o senhor já tinha previamente combinado num restaurante no Flamengo chamado Alcaparras, não é isso?"
"Alcaparras. Exatamente!", responde Othon Luiz.
"Isso! Delman já sabe onde que é", diz Socorro.
Em 5 de agosto, uma semana depois da prisão de Othon Luiz, o deputado divulgou no site ‘PT na Câmara’ nota de solidariedade ao então presidente licenciado da Eletronuclear, destacando o papel do almirante no processo de desenvolvimento cientifico e tecnológico do País, especialmente no campo nuclear.
‘Temos convicção de que o almirante provará sua inocência e continuará a contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil, num momento em que as nações que se destacam no mundo são justamente as que dominam tecnologias de ponta, inclusive a nuclear’, disse Sibá Machado na ocasião, na nota em nome da Bancada do PT na Câmara.
Na semana passada, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou o juiz federal Sérgio Moro, de Curitiba, remeter à Corte máxima os autos da Operação Radioatividade, que revela corrupção no setor elétrico. A medida foi tomada porque um executivo da Andrade Gutierrez Energia, Flávio David Barra - preso com Othon na Radioatividade - citou em depoimento que o senador Edison Lobão (PMDB-MA) teria sido destinatário de propina.
A assessoria de imprensa da liderança do PT informou que o deputado não vai fazer nenhum comentário sobre o relatório da PF.
DIÁRIO do PODER/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

Depois de condenado, vai ser o preso mais rico do presídio recebendo o auxílio reclusão + soldo felpudo de almirante. E eu só em 2017...

Anônimo disse...

Como diz minha mãe:

"Quem com porcos se mistura, farelo come."

Anônimo disse...

Além de corrupto, submisso. Nem sei o q é pior !

Anônimo disse...

E aquele papo de indigno ao oficialato nas FFAA? Tudo conversa pra Praça dormir.

Anônimo disse...

Se fosse praça estaria excomungado em todas as formaturas.

Amauri disse...

Concordo com o comentarista do 10 de outubro de 2015 18:55!!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics