8 de outubro de 2015

Da série: Acredite, se quiser!


11 comentários:

Anônimo disse...

DÁ UM TEMPO ! ISSO É FALTA DO QUE FAZER.

Anônimo disse...

O problema não é a falta do bombom, é claro isso. A questão é a atitude, dentro do órgão.
Qq conduta q fira a ética esperada - por mais tola q pareça - tem de ser apurada e o responsável tem de responder, sim.
Maj QCO Leonardo

Anônimo disse...

Esse delegado tem que ir prender bandido, esta de brincadeira...

sgt EsSA disse...

NAO E FALTA DO QUE FAZER NÃO, ELA ABRIU A CAIXA E TIROU SEM PERMISSÃO. DIZ ISSO PQ NAO ACONTECEU COM VC ANÔNIMO

Anônimo disse...

parabens pela iniciativa da "operação sonho de valsa" rsrs

Anônimo disse...

Absurdo isso...
Pensei que so nas FFAA tivessem pessoas sem ter o que fazer para ficar inventando...

Anônimo disse...

O furto foi comprovado atraves das digitais na caixa de bombom, houve exame das fezes da faxineira ?

PS: a faxineira acabou com o Sonho....de Valsa do delegado.

Anônimo disse...

Se tivesse farda seria um grande general.

Anônimo disse...

Enquanto isso em uma OM da fronteira, militares que fazem a segurança das instalações da RESIDÊNCIA DO CMT DE OM, estão com a função de mordomo também. Uma vez que, receberam a ordem de abrir o portão da residência para a filha do Chefe, tudo bem se a mesma não tivesse já a maioridade. A mesma fica aguardando o militar sair do seu posto para abrir o portão para a "DONZELA". É função do militar que está em seu quarto de hora sair do seu posto armado para simplesmente satisfazer o ego da querida?

QE da FRONTEIRA

Anônimo disse...

Que ela furtou, furtou. Começa com pequenas coisas e quem sabe o que poderia tirar depois? A medida tomada pelo delegado é que foi exagerada. Poderia ter chamado a supervisora dela e comunicado o fato, explicado que poderia enquadrar e solicitar a troca da funcionária e exigir uma nova caixa de bombons.Será que era um presente? Eu também ficaria p... da vida com esse ato. Essas pessoa devem ser muito bem orientadas pelas empresas para que não cometam atos desse tipo, mesmo sem más intenções.Meu pai já dizia: a ocasião faz o ladrão.

Anônimo disse...

1 Bombom?! E os "bombons" doados em campanhas que não se sabem a origem?! Faça-me o favor! Tem que doar bombom é pra senhora que não ganha quase nada e stá desempregada!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics