4 de janeiro de 2016

Da série: "Morro e não vejo tudo!"


20 comentários:

Anônimo disse...

Eu recebi isso ai e achei ridiculo... O sd hora nenhuma disse estar de serviço. apeas fez uma reflexão sobre quem esta na hora naquele momento.. E o suposto cap entra com as quatro patas solando... Aposto que quando é para brigar pelo direito de alguem veste a farda de oficial e faz que não é com ele.

Anônimo disse...

Boa ! kkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Vai ver o Sd tá certo. Tem que ficar com o celular na hora.
Vai ver o Cb da guarda também está certo, não precisa trocar o quarto.
Vai ver também o Cmt da Guarda também está certo, não precisa fazer a revista.
Afinal de contas, cobrar as coisas certas é chato, é ridículo, é ser algoz.
Se cada um fizesse a sua parte, não teriamos problemas de furto de munição, de invasão de armamento, entre outros.
Então vamos parar com hipocrisia, tirar o quarto de hora atento, fazer as trocas e revistar é dever, não é favor.
O militar é formado é pago para proceder assim.
Vamos parar de defender o errado,
Depois quando as coisas acontecem, quando vai para o capa preta,
Vão perguntar , você estava atento na hora? Cb, você trocou o quarto de hora?Cmt Guarda, você fez a revista?
Oficial de dia, você recoemendou e fiscalizou o pessoal de serviço?
E ai?
Tirar um bom serviço não mata ninguém não. Já puxei todos esses serviços e garanto que não arranca pedaço de ninguém.


Anônimo disse...

Quer dizer que é só soldado que fica no "zap-zap"? Me engana, vai!

Anônimo disse...

Anônimo das 14:42, Ficar no "zap zap" na hora, com uma arma na mão é errado sim. Coloca em risco a sua vida e a de seus companheiros que estão descansando.Ninguém falou que é só para o soldado. Isso vale para todo mundo. Se o soldado faz isso, é porque não cobram dele, e se não cobram dele, é porque quem deveria cobrar, não dá exemplo, ou quer ser bonzinho, legal. Nada disso,tem que cobrar sim, arrochar mesmo. Serviço é responsabilidade, não é passatempo,molecagem, tem nada de ficar no zap zap. Por isso que eu arrocho mesmo no serviço. tá na hora de crescer e ter responsabilidade.

Anônimo disse...

ainda vai sobrar para o Cmt Gda eCb Gda!!!

Anônimo disse...

Ilário é que o coitadismo que impera dentro das FA. Se o mesmo SD cometer um homicídio, vão prender quem? Os pais dele? O pastor da igreja da esquina de sua residência, por não ter enfatizado que não matar está entre os mandamentos sagrados da religião cristã? Com certeza ele ouve em toda a parada diária e pernoite sobre a proibição de uso de celular. Se insiste, está cometendo uma transgressão qualificada e espontânea. Fiscalizar, lógico é obrigação dos superiores imediatos, mas essa fiscalização pode ser burlada. A César o que é de César. Parem de tratar maior de idade como se inimputavel fosse. E quanto à boçalidade do suposto oficial, sem comentários, duvido que futuramente a use para reivindicar algo útil.

Anônimo disse...

eu queria saber em qual momento o sd fala eu...em qual momento fala no meu quarto de hora... qualquer um poderia ter escrito o texto.. ate o sd do boletim que tira não tira serviço... E em nenhum momento ele falou nada de errado....

Anônimo disse...

Meu modesto ponto de vista: TODO Militar qdo entra de serviço (já na parada diária) deveria ser proibido (e essa proibição deveria está previsto no RISG) o uso de smartphone pessoal. E independente do Posto, Graduação e/ou Serviço (Superior-de-dia, Oficial-de-dia, Adjunto, Sgt-de-dia, Cmt-da-gda, Cb-da-gda, Plantão SU, Sentinela-da-Gda, etc)!!!! Cobrar de Cb/Sd é fácil, todavia na hora de fiscalizar os Of e Sgt q passam TODO o serviço usando celular, tablet, notebook e afins, NÃO aparece nenhum Of Sup e/ou Cmt SU BRABO!!! Infelizmente, nas Forças Armadas, o pau só bate no Chico e NUNCA no Francisco!!!
Com a palavra, os "especialistas"!!!!

Unknown disse...

Um erro não justifica o outro. tratar de assuntos internos em rede social é vexaminoso e, quem tem maior autoridade deveria ter discernimento para preservar a Força Terrestre desta famigerada mania de se colocar tudo em rede social. lamentável! Caso o soldado haja cometido alguma transgressão, que se tratasse o assunto internamente. Fica ridículo textos em tom de ameaça contra subordinados. Isto não preserva o nome da Instituição e só dá margem ao desgaste pessoal e institucional.

Anônimo disse...

Acho desnecessário um militar ser praticamente punido pelo Zap Zap. Ainda bem que no meu tempo não existia isso, e eu serví durante a época quente do Regime militar, quando não podíamos nem sair do quartel à paisana. Ao oficial, na minha opinião, cabe um puxão de orelha também. Digo isso com experiência de 30 anos de caserna! Ridiculo! Ele sabia quem era o militar e no quartel chamaria o mesmo para apurar o fato.

roberto disse...

Disse tudo. Sgt Roberto.

roberto disse...

Pois é amigo. Mas nossos juízes de comentário já decidiram que foi no quarto de hora e não terá contraditório. São os donos da moral absoluta e da verdade inconteste. Até aqui. SGT Roberto

Anônimo disse...

Me parece que o único errado nesta história é quem instruiu o Soldado, não teve competência suficiente para fazer um jovem entender a importância de certos procedimentos - Não capacitou, não transformou o jovem civil em Soldado. Depois da incapacidade profissional de alguém, cabe ao Cmt da Gd olhar dentro das cuecas do soldado? Cabe ao Cabo da Gd coloca-lo na parede e fazer uma revista tipo polícia/bandido a cada troca de posto? Caberia a seus companheiros revelar a existência do telefone? Mais fácil culpar a guarnição de serviço, é claro, e dê-lhe ferro no Praça.

Anônimo disse...

Se o militar estiver no quarto de hora é a velha e simples máxima: Apure e Puna!!!! Simples assim, como no Exército, e quem prevaricou: Apure e Puna também!!! E ponto final. Não gostou peça 150.

Christian Bernhardt disse...

Gente... vamos acalmar os ânimos... não perceberam que isto é uma brincadeira? Toda essa "postagem no Facebook" foi forjada justamente para dar esse choque na galera...

Mas vamos considerar caso fosse verdade:

1 - Em nenhum momento o Soldado em questão afirma que era ELE que estava no quarto de hora... ele podia estar se referindo a todos os soldados do Brasil que estão na hora durante a virada de ano... outra coisa: 12:34 é muito diferente de 00:34... falando em terminologia militar: GDH 011234JAN2016... ou seja, não foi 34 minutos após a virada de ano que foi feita esta postagem.

2 - Seria muito constrangedor e inapropriado um Capitão dar uma chamada de atenção dessas ao Soldado, Cabo da Guarda e Comandante da Guarda no Facebook... não é assim que as coisas funcionam e duvido que algum Capitão da ativa agiria assim... na verdade duvido até que um Capitão colocaria como foto de perfil as 3 estrelas indicativas do Posto.

3 - Quando eu tirava serviço de Comandante da Guarda achava extremamente constrangedor ter de revistar minha guarnição a procura de telefones celulares, ou de recolher todos os celulares e guardar no armário ou algo assim... A impressão que dá é que o maior inimigo do serviço é a própria guarnição de serviço e não qualquer ameaça externa... É muito ruim ter um pensamento assim com relação a sua própria guarnição. Todos os militares são maiores de 18 anos e sabem muito bem a diferença entre certo e errado, entre o que pode e o que não pode durante um quarto de hora... Se existem soldados que usam os celulares durante o quarto de hora sevem ser punidos com rigor para servirem de exemplo aos demais. O que eu vejo é que recebemos todos os anos muitos jovens que foram terrivelmente educados pelos pais e todos os problemas que tinham na vida civil acabam se repetindo dentro do quartel e dando dor de cabeça para os Sargentos e Cabos que são seus comandantes imediatos. Infelizmente ainda não se criou um "teste" para avaliarmos a retidão de caráter, educação e valores de uma pessoa... Resumo da ópera: quando um Sargento e um Cabo dizem que não pode e o Soldado vai lá e faz assim mesmo só existe um culpado: o Soldado em questão.

Creio que seja mais ou menos por aí.

Um abraço

Anônimo disse...

Concordo. E mais, a hora da poatagem indica que se o Sd estava de Sv na virada do ano, na hora da postagem já teria passaso o Sv. A postagem foi só ao meio dia do dia seguinte. ARREGO CAPITÃO EV!!!

Anônimo disse...

Temos que parar com o coitadismo. Errou tem que pagar.Seja praça ou oficial.
Se o cara tá com o celular na hora zapeando, tem que se quebrar mesmo.
Tem uma galera aqui que gosta de coitadismo, Ahhh... Coitado do Soldado, coitado do Cabo..Coitado do Sargento...Coitado do Praça...Coitado do Tenente...
Quanta injustiça! Só porque tava zapeando na hora, Só porque não trocou o quarto de hora, não fez a revista, coitadinho...
Tá na hora de ter responsabilidade! Ser Homen! Com H maiúsculo.
Serviço é coisa séria, não é brincadeirinha não,..!!

ALEXANDRE MOURA disse...

Vamos discutir algo relevante... como ao invés de fuder com o soldado vamos caçar os comunistas... políticos corruptos que assolam nossa Pátria e deixar de serem covardes querendo fuder com o soldado... pq esse se chamar pra guerra ele tá dentro com celular ou não....

Anônimo disse...

Em vez de criticar o soldado, por que não questionar o fato de mais da metade do oficialato do EB ter sido formado com carga horária inferior aos próprios recrutas? O Maj QCO Leonardo poderia explicar porque temos até Cmt SU que nunca puxaram hora na guarita e sequer passaram por internato? Ah, estamos falando dos famosos temporários, a versão militar da bolsas que o governo tem, só que no nosso caso a hipocrisia é maior, pois temos a bolsa-peixada. A bolsa peixada corre solta nos CPOR da vida, se extendendo nas seleções de OTT e STT, onde não é raro encontrar filhos e filhas de coronéis, esposas de oficiais e sargentos. Enquanto criticamos o pobre recruta, temos oficiais PTTC e DSA erroneamente chefiando seções, alguns até como chefes e subchefes de estado-maior! Antes de criticar os recrutas, que são quem combaterão na linha de frente, pensem nas coisas erradas que ocorrem diariamente nas OM de todo o Brasil. Nosso inimigo não deveria ser interno!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics