7 de outubro de 2015

Brasil conquista 11 medalhas no quinto dia dos Jogos Mundiais Militares



COREIA DO SUL
BRASIL CONQUISTA 11 MEDALHAS NO QUINTO DIA DOS JOGOS MUNDIAIS MILITARES
NAS CATEGORIAS JUDÔ, CICLISMO, TIRO, ATLETISMO E ESGRIMA
O Brasil conquistou hoje (6) 11 medalhas nos Jogos Mundias Militares disputados na Coreia do Sul. Os brasileiros foram ouro no judô, ciclismo, atletismo, tiro e na esgrima, e mais prata e bronze.
No último dia de disputas do judô, a equipe brasileira garantiu mais cinco medalhas. O ouro de Eduardo Bettoni, as pratas de Walter Costa dos Santos e Maria Portela e os bronzes de Nadia Bagnatori Merli e Rochele Nunes deixaram o Brasil como o líder geral no quadro de medalhas da modalidade.
“O foco agora é treinar cada vez mais, pensando nos Jogos Olímpicos de 2016”, disse o medalhista de ouro Eduardo Bettoni. Ao todo, o judô trará ao Brasil 11 medalhas (cinco de ouro, três de prata e três de bronze). A Rússia ganhou oito medalhas e a Coreia do Sul sete.
O ciclismo e a esgrima conquistaram duas medalhas inéditas de ouro. Magno do Prado Nazaret venceu a prova de contra relógio. No feminino de contra relógio, Ana Paula Polegatch conseguiu a medalha de prata. A equipe brasileira masculina de ciclismo, composta por sete atletas, disputa amanhã a prova de resistência.
Na esgrima, Renzo Agresta venceu por 15 a 4 o italiano Giovanni Repetti e ficou com o ouro. “Acredito que essa medalha representa o momento de evolução pelo qual a esgrima vem passando. É o melhor resultado da minha carreira”, disse Agresta.
O Brasil também conquistou medalhas de ouro atletismo. Darlan Romani ficou em primeiro no arremesso de peso, enquanto Rosangela Santos liderou a prova dos 100 metros rasos. “É um sonho subir no pódio e ouvir o Hino do Brasil tocar”, afirmou Romani, recordista brasileiro da modalidade.
A equipe masculina de tiro conseguiu o primeiro lugar na pistola tiro central e ficou com o ouro.
Com os resultados de hoje, o Brasil manteve a segunda posição no quadro de medalhas, com dez de ouro, seis de prata e três de bronze, atrás da Rússia, que tem 18 medalhas de ouro.
Na madrugada de amanhã (7), o Brasil disputa as finais no atletismo, esgrima e lutas associadas no estilo livre. Até o final dos Jogos Mundiais Militares, a delegação brasileira aposta em mais medalhas na natação, no taekwondo e nos pentatlos militar e moderno. Os jogos vão até domingo (11). (ABr)
DIÁRIO do PODER/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Nunca entendi esse negócio de "Jogos Militares" com judô, futebol, natação etc e tal. Ora isso é "jogos paisanos" e já tem olimpíada pra competir. Já que é militar só devia ter coisas militares. Tiro de combate, esgrima de baionetas, marcha de estrada, montanhismo militar e qualquer outra coisa que se possa inventar que tenha a ver com o combate.

Tô certo ou tô errado?

Anônimo disse...

Não vejo mérito algum em medalhas conquistadas por civis travestidos de militares, uma nação que não incentiva o esporte nos quarteis se orgulha dele, não consigo entender esta lógica. Como civis, parabéns aos ganhadores.

Anônimo disse...

Parabéns. Agora voltem e por favor entrem na Escala de Serviço.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics