8 de outubro de 2015

"Hermanos" têm primeira mulher promovida a general

Pela primeira vez mulher é promovida a general na Argentina
A promoção da coronel María Isabel Pansa, uma das três assistentes da presidente argentina Cristina Kirchner, foi aprovada nesta quarta-feira pelo Senado - fazendo dela a primeira mulher em atividade com patente de general na Argentina.
Kirchner propôs a ascensão de Pansa após assinar um decreto que permite aos integrantes das forças armadas com título universitário "alcançar a patente máxima".
Pansa, de 54 anos, é formada em Ciência da Computação pela universidade privada de Belgrano (UB) e se formou em 2012 em psicologia na Universidade da Marinha Mercante.
É a primeira mulher em atividade a ser promovida general. Em julho de 2009, Kirchner aprovou a promoção póstuma a general de Juana Azurduy, heroína da independência sul-americana.
Assessora de Kirchner desde seu primeiro mandato em 2007, Pansa entrou para o corpo auxiliar feminino do Exército em 1982, durante o conflito armado entre Argentina e Grã-Bretanha pelas Ilhas Malvinas.
AFP/montedo.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Aqui no Brasil ela seria generaLA, na Marinha, AlmiranTA e na Aeronáutica, BrigadeiRA?

Anônimo disse...

Bem feito pra eles.

Anônimo disse...

Só falta o Brasil, no Exército e Marinha.
Se for melhor, pois q venha.
Nós estamos abandonados...
Fazer oq, greve não podemos....cadeia

Anônimo disse...

E ainda hoje fica esta guerra boba de feminismo versus machismo. Está provado que tanto homens quanto mulheres podem ser competentes naquilo que fazem.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics