2 de outubro de 2015

Pá de cal. Dilma rebaixa GSI e Forças Armadas perdem último cargo no primeiro escalão. General Elito pede as contas.

Ex-ministro lamenta perda de status ministerial de Gabinete de Segurança

General José Elito chefiava Gabinete de Segurança Institucional.
Com reforma, atribuições do GSI passaram para Secretaria de Governo.


Filipe Matoso
Do G1, em Brasília
Ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o general José Elito Siqueira divulgou nota na tarde desta sexta-feira (2) na qual disse lamentar a decisão da presidente Dilma Rousseff de, na reforma ministerial, retirar o status de ministério do GSI.
Ao anunciar as mudanças no primeiro escalão do governo, que reduziu de 39 para 31 o número de ministérios, Dilma informou no Palácio do Planalto que o GSI foi incorporado à Secretaria de Governo, novo ministério que unificou as atribuições, além da Segurança Institucional, das secretarias de Relações Institucionais, Micro e Pequena Empresa e a Secretaria-Geral da Presidência. O ministro Ricardo Berzoini comandará a pasta de Governo.
“Ao saber no dia de hoje do conteúdo da reforma, cumpre-me, por um dever de lealdade e em memória aos que me antecederam, lamentar a decisão tomada que, no mais curto prazo, desejo que seja retificada para o bem da sociedade e do Brasil”, afirmou José Elito na nota divulgada nesta sexta.
O ex-ministro chefiava o GSI desde 2011, quando a presidente Dilma assumiu o primeiro mandato no Palácio do Planalto. Chefe de Preparo e Emprego do Ministério da Defesa até assumir a pasta, o ex-ministro tem perfil reservado e evitava fazer declarações à imprensa. Em eventos militares no Palácio do Planalto, ele costumava ficar distante e, quando abordado, fazia declarações breves.
Elito comandou as forças de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti, em 2006, após a morte do general Urano Bacellar, em Porto Príncipe, capital do país. Ele ocupou o posto até 2007. Pelo trabalho, foi condecorado com uma medalha pelo enviado especial do secretário-geral da ONU, Edmond Mulet.
Na nota divulgada nesta sexta, José Elito afirmou que desde que Dilma lhe comunicou a intenção de incluir o GSI na reforma administrativa, ele a pediu para que não o fizesse, sob a argumentação de que o ministério existia desde de 1938 e que suas competências exigiam tal status.

Responsável pela segurança de Dilma, Elito atuou no Haiti em 2006
“[Dilma] disse-me, então, que ainda não havia decidido e que a argumentação fosse submetida ao Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República. Com o Chefe da Casa Civil [Aloizio Mercadante], tive uma excelente e longa troca de informações onde enfatizei o porquê de o GSI não ser incluído nesta reforma. […] Julguei, naquele momento, que a decisão a ser tomada pudesse ser favorável ao GSI”, acrescentou.
Na nota, José Elito diz deixar o Gabinete de Segurança Institucional “imensamente feliz e realizado”. Ele agradece à presidente Dilma as “demonstrações de respeito” no período à frente da pasta e deseja a ela que o governo saiba “conduzir nosso país e seu povo ao destino que merecem”.

Veja a íntegra da nota do ex-ministro José Elito:
PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL
NOTA À IMPRENSA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL (GSI) – PERDA DE STATUS DE MINISTÉRIO
1. Desde que a Sra Presidenta da República me comunicou sua intenção de incluir o GSI na reforma administrativa, argumentei sobre a possibilidade de não inserir, em uma mudança política, um Ministério de Estado com 77 anos de existência (desde 1938) e com competências institucionais que exigiram, desde a sua criação, o nível ministerial. Disse-me, então, que ainda não havia decidido e que a argumentação fosse submetida ao Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República.
2. Com o Chefe da Casa Civil, tive uma excelente e longa troca de informações onde enfatizei o porquê de o GSI não ser incluído nesta reforma. Além das considerações citadas anteriormente, detalhei nossas competências que tornam essenciais a manutenção do status quo. Sensibilizado, afirmou que abordaria o tema com a Sra Presidenta. Julguei, naquele momento, que a decisão a ser tomada pudesse ser favorável ao GSI.
3. Por minha iniciativa, falei, ainda, com autoridades do primeiro escalão do governo sobre nossa preocupação com um dos mais antigos Ministérios do país sofrer mudanças significativas nas suas estrutura e competência. Eles também foram sensíveis às justificativas apresentadas.
4. Ao saber no dia de hoje do conteúdo da reforma, cumpre-me, por um dever de lealdade e em memória aos que me antecederam, lamentar a decisão tomada que, no mais curto prazo, desejo que seja retificada para o bem da sociedade e do BRASIL.
5. Deixo o cargo de Ministro de Estado Chefe do GSI imensamente feliz e realizado pelo trabalho institucional executado. Agradeço à Sra Presidenta as demonstrações de respeito durante esses 4 anos e 9 meses, desejando que o seu governo saiba conduzir nosso país e seu povo ao destino que merecem.
6. Meus sinceros agradecimentos a todos os senhores Ministros, Autoridades e Servidores com quem tive a satisfação de conviver nesse período.
7. Finalmente, não poderia deixar de agradecer e cumprimentar essa numerosa e excepcional equipe que compõe o GSI. Lidar com profissionais como as senhoras e os senhores foi um prazer e um privilégio. Desfrutar, cotidianamente, deste ambiente de responsabilidade, amizade, lealdade, espírito de equipe e camaradagem foi, também, um permanente alimento na minha motivação e na certeza de que estávamos no caminho certo, fruto da excelência dos resultados obtidos. Parabéns e meus sinceros votos de saúde e realizações para todos.
Brasília, DF, 02 de Outubro de 2015.
General de Exército JOSE ELITO CARVALHO SIQUEIRA
G1/montedo.com

31 comentários:

Anônimo disse...

http://www.eb.mil.br/

De 27/09 a 1º/10 ==> 301ª Reunião do Alto-Comando do Exército ( Sobre grana, PNR, MP do Mal, nadica de nada ??? )

==> QUAIS FORAM AS PÉROLAS ( PAUTA )
.........................
De 27 de setembro a 1º de outubro, foi realizada mais uma edição da Reunião do Alto-Comando do Exército (RACE) no Quartel-General do Exército em Brasília.

Participaram da RACE os generais de exército, oficiais do mais alto posto em tempo de paz que constituem um conselho permanente de assessoramento às decisões do Comandante do Exército, além dos oficiais-generais designados para o Ministério da Defesa e daqueles que estão à frente dos Órgãos de Assistência Direta e Imediata do Comando.

Nessa edição de número 301, foram discutidos diversos assuntos na esfera do planejamento estratégico do Exército, com decisões relacionadas à carreira, à profissão militar e aos meios disponíveis atualmente para o cumprimento das missões constitucionais da Instituição.

O Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, enfatizou a ampla participação de todos os setores durante a RACE e afirmou que planos estão sendo traçados para vencer as dificuldades orçamentárias, a fim de que projetos importantes não sejam prejudicados. O Comandante disse, ainda, estar confiante no resultado da Reunião para representar o pensamento da Força.

Anônimo disse...

Acabou a boquinha de quase 5 anos. Se tivesse vergonha na cara, jamais seria Ministro de um Governo corrupto e ladrão como esse. Sr General, o Sr não honrou os valores que aprendeu na Instituição Exército Brasileiro. Já vai tarde. Até nunca mais.

Anônimo disse...

Coitado do General, perdeu o status de Ministro.....e agora ???? O que será dele e das forças Armadas ????

Oleida Godinho disse...



Adeus meu senhor! do nada pra coisa nenhuma, esse são os exatos destinos dos q não produz e não contribuem espectros de hOMENS, Obrigado Montendo por essa oportunidade Selva!!!


Anônimo disse...

Ora, então para poder contribuir com o País, doar o seu conhecimento em prol da Pátria precisa do status de ministro? Quer dizer então que exercia a função há quase seis anos somente por causa do status? Tirou-se o título "nobiliárquico", agora não quer mais cumprir o dever!

Anônimo disse...

CADÊ A NOSSA BANCADA ? CADÊ A NOSSA FORÇA POLÍTICA ?

REMAM CONTRA, NÃO VOTAM NOS COMPANHEIROS. CADÊ A FAMILIA BOLSONARO ? ESTAMOS DEPENDENDO DO DEP DACIOLO NO MOMENTO.

A BANCADA DA PM TA AGINDO, SÃO UNIDOS E CONTINUAM CONQUISTANDO BENEFICIOS, ENQUANTO AS FFAA, SÓ TOP ... TOP ...

Acesse ...
www.partidomilitar.com.br

* Vc pode ter certeza que podemos contar com eles.

=> Deputados Federais da PM, BM, PF ...

* Cadê a Bancada das FFAA ???

- Alberto Fraga (DEM-DF) - Cel PM-DF
dep.albertofraga@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/albertofraga.oficial
...................................
- Capitão Augusto (PR-SP) - PM-SP
dep.capitaoaugusto@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/capitaoaugustooficial
...................................
- Cabo Daciolo ( Sem partido ) - BM-RJ
"André Gab. Dep. Cabo Daciolo" ,
"Dep. Cabo Daciolo"
https://pt-br.facebook.com/benevenuto.daciolo
...................................
- Izalci (PSDB-DF) - Ex ten R2 do EB
dep.izalci@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/izalci
...................................
- Tenente Lúcio (PSB-MG) Ex Ten R2 do 36º BIMtz
dep.tenentelucio@camara.leg.br
https://www.facebook.com/tenentelucio1
...................................
- Jair Bolsonaro (PP-RJ) Cap R1 EB
dep.jairbolsonaro@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/jairmessias.bolsonaro
http://www.bolsonaro.com.br/
...................................
- Capitão Fábio Abreu (PTB-PI) Cap PM-PI
*** não está em exercício ***
Secretaria de Estado da Segurança Pública do Piauí
https://pt-br.facebook.com/capfabioabreupi

- Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) - PF
dep.eduardobolsonaro@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/bolsonaro.enb
...................................
- Cabo Sabino (PR-CE) Cb PM-CE
dep.cabosabino@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/pages/Cabo-Sabino/697004213668375
...................................
- Subtenente Gonzaga (PDT-MG) PM-MG
dep.subtenentegonzaga@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/subtenentegonzaga
...................................
- Major Olimpio (PDT-SP) - PM-SP
dep.majorolimpio@camara.leg.br
https://pt-br.facebook.com/olimpio.major
...................................
Pesquisei e passo no 0800. Espero que divulguem.

( Divulgue. Abra mentes atrofiadas para 2018. )

Anônimo disse...

Câmara aprova fim da prisão disciplinar para PM e bombeiro militar

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/camara-aprova-fim-da-prisao-disciplinar-para-pm-e-bombeiro-militar/

Anônimo disse...

E agora estamos nas mãos de um comunista na defesa do país. Depois todas essas reunioes. Quem dá a bola são eles. É assim continuaremos patendo continências para eles, e eles vigindo que nós não existimos.

Anônimo disse...

Ficou de beicinho porque perdeu ststus de ministro, se não for como ministro não quero, faça -me o favor, parece que não aprendeu que esse governo safado não tá nem ai pra Forcas Armadas, agora vá cuidar de sua vida Exa.

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk........a Dilma tá muito preocupada se esse GSI existe desde 1938......kkkkkkkkk......que piada! O negócio agora senhor General é botar o pijama e ir pra casa descansar um pouco!

keko marques disse...

Camarada, estamos nas mãos dos comunas há muito tempo.

Anônimo disse...

Os militares das FFAA começaram rebaixando os subordinados, com promoções, abaixando salários, agora estão sendo rebaixados. Existia vários cargos de generais com status de ministro todos foram rebaixados a secretários, o ministro e comunista e na hierarquia despacham com secretários de ministros. Mas continuam arrotando para baixo na tropa.
Nunca teve tanto general envolvido com maracutaia na história deste país, os quarteis estão lotados de improbidades administrativas, a mídia esta recheada dessas noticias.
Fala-se muito do governo FHC, mas naquele governo todo o funcionalismo ficou sem aumento, mas neste governo sindicalista não soubemos negociar, o curso de ECEME não ensina isso, várias categorias conseguiram acima de 200% de aumento ao longo dos anos e FFAA um mixaria.

As FFAA precisam de uma reconciliação interna e todos entenderem que são soldados do Cmt, oficiais, Sgt, Cb e soldado. Talvez com este baixamento algum dia todos entendam, vai demorar, alguns vão custar a cair a ficha que não são semi-deuses, ou deuses.
Lembram da Gratificação de Condição Especial de Trabalho - GCET a LRM do governo FHC só veio regulamentar esta invenção dos militares, a gratificação de moradia retornou para o funcionalismo estamos sem porque alguns chefes acham que é contra a hierarquia.

Que começou rebaixando os militares foram os próprios militares rebaixando os seus subordinados através da redução dos soldos e promoções.

Olhe na internet https://www.youtube.com/watch?v=tRSL6ci_MkE
Falta respeito aos profissionais que vão ficar a vida toda na força e assim que os generais enxergam os Sgt e militares estabilizados.

A classe baixa das FFAA estão aprendendo os primeiros que entenderam foram os Sgt QE, belíssima aula. O restante e só acompanhar.

Acredito que as mudanças virá debaixo para cima. A parte de cima estará tentando segurar as perdas de Status e nem lembrará o que acontece com a tropa.
Várias lideranças estão surgindo, mas as PM sangraram lembrarm das greves, motins e prisões.

Anônimo disse...

Não precisamos de projetos, precisamos de soldos decentes e carreira para soldados e sargentos. Copiem o Exército de Portugal.

Anônimo disse...

Pediu as contas? Que nada. Foi demitido.Não deve se envergonhar por isso, já que não é surpresa atos dessa natureza no governo Dilma.Mas, deixaram e estão deixando acontecer, então, nada de surpresas. Qual será o próximo passo do governo? Devemos acreditar em quem tem crédito para isso e não em um bando de mentirosos comprovados.

Anônimo disse...

Pediu as contas depois que perdeu o status de MIINISTRO, bem a cara de nossos GENERAIS, bando de fracos.....

Anônimo disse...

Os Petralhas já estavam de olho nesse General já fazia tempo ...até que durou muito.
Enfim mais uma vez a ignorância e revanchismo falaram mais alto.
Esse governo se tornou um verdadeiro desastre para o Brasil.
Vamos para as olimpíadas e rezar para que inocentes não morram pelas mãos dos que se acham preparados...rsrsr

Anônimo disse...

É bom uma boquinha não é mesmo? quando o barco está afundando, quem são os primeiros a fugir???

Anônimo disse...

Espero que o General mostre sua indignação "pedindo para sair". Peça demissão, saia fora. Inclusive a Policia Federal a muito tempo deseja retirar as Forças Armadas da segurança presidencial e abocanhar o quinhão.
Dúvida que o General largue o "bocado" apesar de ter perdido prestigio.

Anônimo disse...

Kkkkkk.....
Perdeu a boquina na teta do governo?
Bota o pijama e vá reclamar no clubinho....
Pois lá ficam todos leões.....
Kkkkkk......
2° Sgt2002

Anônimo disse...

Vou chorar, o General perdeu o status de Ministro, não estou nem aí para ele e seu bando de peixada que lá trabalham, ganhando gratificações e comendo do bom e do melhor, manda essas figuras comerem em nossos quartéis a fora, sendo humilhados por militares inexperientes e cheios de recalques, faça-me o favor vá chorar na cama que é lugar quente.

Anônimo disse...

Coitado!!! Perdeu a boquinha ehhhh? Kkkkk

Anônimo disse...

Conforme comentou um injuriado amigo e bom Kamrada:

"É uma esculhambação. Uma zona para com as FF AA. E os nossos comandantes aceitam...
General Berzoini?

Não foi só a ida do bom camarada comunista Aldo Rebelo, do PC do B, para o comando do Ministério da Defesa, que deixou os militares mais ainda pts da vida com o desgoverno do Foro de São Paulo.

Causou ainda mais preocupação a perda de status de ministério do Gabinete de Segurança Institucional, que sofreu uma estranha fusão com a Secretaria de Micro e Pequena Empresa, para virar a tal Secretaria de Governo, que será comandada pelo comissário Ricardo Berzoíni - que estava no estratégico Ministério das Comunicações.

A dívida agora é se, no lugar do General José Elito, o "Genérico" Berzoini vai comandar diretamente a máquina de inteligência oficial do governo federal - o que vai potencializar, em muito, a capacidade gestapiana da petralhada no poder...

Anônimo disse...

Gestapo, coitados; não chegam nem perto..

Anônimo disse...

Coitado, perdeu o salário de R$ 30 mil como ministro de estado.
Agora, só o salário de milico.

Anônimo disse...

Foi esse cara que disse uma vez que sargento não tinha que estudar, apenas carregar capacete e mochila.
Um babaca!

Anônimo disse...

É por isso que o Brasil e o Exército não vão para a frente, pois a questão não é a "boquinha" que o general perdeu, mas o que este governo está fazendo para destruir as Forças Armadas. Essas manobras políticas cedo ou tarde acabarão repercutindo em todos os escalões, inclusive na base da pirâmide. Deixem de ser hipócritas, pois a maioria que fala da "boquinha" daria tudo (tudo mesmo), para ficar com uma parte dela. O nome disso é inveja, só pode!

Pablo disse...

"Agradeço à Sra Presidenta as demonstrações de respeito durante esses 4 anos e 9 meses,...." Pelo amor de Deus. Até as Emas do Palácio do Jaburu sabiam que esse senhor era tratado as patadas e palavrões pela Sra "Presianta". É o legítimo "nunca feche a porta, apenas encoste", na esperança de ser lembrado em outra rentável oportunidade. E por favor, não venham com comentários elogiosos, enaltecedores sobre esse senhor. Pelo que consta o José sempre ajudou o Elito e o Elito sempre apoiou o José. E só.

Alexandre Lessa disse...

Fica baixando a Cabeça em troca de migalhas, dá nisso. Agora chora na cama que é lugar quente.

Anônimo disse...

Não tenho a menor pena desses generais. Pois quando estavam na tropa eram uns arrogantes boçais. passavam maltratando os subordinados que nem um Gen Ex baixinho que foi Ministro do STM. Depois vão p/ a reserva, entram para o Clubinho e viram leões defensores da tropa. AHHHHH...VÃO SE CATAR !!!!!

Att.
S Ten 1991.

Anônimo disse...

Por essa e outras desse cara, e de muitos que a gente vê por aí, que são leões em palanque de formatura, e reuniões de comando com diárias adiantadas e bajulação de todo lado, mas tremem diante de magistrados, preocupados por suas gloriosas carreiras que valem mais do que a moral e a honra. Já vai tarde.

Anônimo disse...

Dilma não tirou o dito "status de ministro" do general simplesmente para magoa-lo, e nem ele ficou magoado com isso, ela já previa o futuro por conhecimentos privilegiados, mas, o tempo mostra aos julgadores precipitados, ou seria desmiolados, que, como dizia minha avó; "o bom julgador, por si, se julga", valores mesquinhos absorvidos por uma nação pela educação precária que recebeu nos últimos anos, sem um mínimo de senso crítico.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics