25 de abril de 2017

Coreia do Norte comemora 85º aniversário do exército com exercício com fogo real

Líder norte-coreano Kim Jong-un teria participado das manobras. Norte-coreanos teriam testado artilharia de longo alcance.
Agência EFE
A Coreia do Norte realizou nesta terça-feira (25) um grande exercício com fogo real perto da cidade de Wonsan, coincidindo com o 85º aniversário da fundação de seu exército, segundo fontes do governo da Coreia do Sul, citado pela agência de notícias "Yonhap".
O líder norte-coreano Kim Jong-un teria participado das manobras, onde teria testado artilharia de longo alcance, de acordo com a fonte do governo.
O exercício militar norte-coreano, bem como a comemoração, chegam em um momento de tensão na região por conta dos testes armamentísticos de Pyongyang e o crescente temor que o país asiático realize um novo teste nuclear que aumente a crise com os Estados Unidos.
Fotografias feitas por satélite mostram atividade no centro de testes nucleares de Punggye-ri, na Coreia do Norte, que exibiu há dez dias um grande desfile militar.
A Coreia do Norte disse na segunda (24) que reforçará suas "medidas nucleares de auto-defesa", após a ordem de Washington de enviar para a península coreana o porta-aviões Carl Vinson, em resposta ao lançamento de um míssil norte-coreano no início do mês.
As forças armadas da Coreia do Norte "responderão com golpes mortais" e resistirão "qualquer tentativa de guerra total com um ataque nuclear sem piedade", disse o regime.
G1/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Como pode um ser, apenas, causar tanto pavor nos seus? Senhores, velhos generais, se mijando na cueca, aplaudindo as ações explosivas desse jovem enlouquecido pelo poder? Entendo até que o resto da população tem que aplaudir, senão morre de fome ou fuzilada mas, os mais velhos e comandantes militares aceitarem uma situação dessas, é covardia pura. Será que eles acreditam mesmo que serão a nação número um do mundo, como queria o Hitler e como quer o Maduro da Venezuela? Até na era Hitler, tentaram eliminá-lo com um atentado, mas vaso ruim não quebra. O resultado foi o desastre total, material e moral, de uma nação. Fico torcendo e contando com sanidade dos nossos magistrados e militares para que não deixem que o Brasil nem se aproxime das condições desses países.

Anônimo disse...

Quem brinca com fogo acaba se queimando. Esse ditado também serve para esse "boneco da Lego" descontrolado. A China, que detém um poderio militar de verdade, em suas festas não gasta munição. Esse maluquinho, para mostrar poder, gasta munição e vai acabar ficando sem nenhuma. Tipico ditador destrambelhado que quer mostrar o que não tem.

Anônimo disse...

Bobagem, cada um escolhe o seu governante, respeito a soberania dos povos. Foi através de uma revolução que esse povo escolheu (mal) o seu governante. Ninguém tem nada com isso.
A Coreia do Norte está em guerra com a do Sul, o problema é deles. São uma Nação única dividida e estão tentando resolver do jeito deles.
Não cabe os EUA (responsável por essa divisão) dar uma de xerife do mundo (à sua conveniência) e se envolver.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics