18 de abril de 2017

Sargento da Marinha morre eletrocutado em Belém

O 2º sargento da Marinha do Brasil, Francisco Ribeiro Celedonio, de 38 anos, sofreu uma forte descarga elétrica e morreu a bordo de um navio. O acidente ocorreu nesta segunda-feira (17), em Belém, por volta das 11h.
Segundo informações do Comando do 4º Distrito Naval, em Belém, o sargento estava a bordo do navio Patrulha Guajará, que estava atracado na Base Naval de Val-de-Cans quando sofreu a descarga. O militar era natural de Fortaleza, natural do Ceará.
Após o ocorrido, a equipe médica prestou os primeiros-socorros ao sargento e em seguida ele foi levado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas pouco pode ser feito.
De acordo com a Marinha, um inquérito administrativo será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente.
DOL/montedo.com

9 comentários:

Anônimo disse...

Todos sabemos o real motivo, a negligência, a falta de equipamentos de proteção adequado à profissão, e o risco relativo aos navios sucateados que a marinha têm, além da relevância imprudência de alguns comandantes o quais somente querem navegar sem ao mínimo ter uma boa condição para tal.

Anônimo disse...

Meus pêsames para todos os familiares. Um trabalhador.

Anônimo disse...

Uma pena ! Trabalhando e cumprindo a sua missão. Enquanto os politicos não trabalham, mas estão milionarios.

Anônimo disse...

alguem poderia detalhar o que aconteceu em detalhes ....principalmente se for alguem de bordo...só queremos saber a verdade e fazer o que for possivel para que não seja apenas mais um militar na estaitica...obrigado

Anônimo disse...

alguem sabe na integra o que aconteceu,vamos expor isso minha gente para que não seja mais um militar nas estatisticas

Anônimo disse...

Noticias da Marinha, só acessar diariamente esse link.

Quando a verdade dos fatos, só algum militar do quartel dele comentar aqui. mas cadê eles ? Frouxidão é geral.

http://www.globo.com/busca/?q=marinha

LEIDE disse...

Fiquei abalada com a notícia. Era um amigo que quando chegava no meu Maranhão toda a minha família os recebiam com muita alegria. Hoje nos resta saudades e boas lembranças. Chamávamos ele de RIBEIRO e nos despedimos dele ano passado quando foi a última vez que ele veio para o nosso Farol São João. Eu gostaria muito de saber o contato da família dele,porque gostaríamos de falar com eles.triste não consigo ainda acreditar. Fiquei em estado de choque e quase chego a ir na emergência. Ele era muito querido por tds nós. ������

Luciana disse...

Bom dia Leide!Me chamo Luciana e gostaria de uma informação sua se for possivel, ontem vi essa matéria na internet e estou muito abalada mas quero ter a certeza,tive um amigo a muitos anos com essas características aqui no RJ mas perdi o contato , seria possivel a gente se falar para que voce me enviasse alguma foto para eu ter certeza que seria a mesma pessoa.

Anônimo disse...

O sargento Ribeiro foi mestre da base naval de val de cães e tive o privilégio de servir com ele, o ocorrido se deu por conta de navios sucateado e um verdadeiro teatro ao qual os militares da marinha se submetem ao ao servir, o sargento e meu amigo, foi realizar uma faina a bordo do navio ao qual havia acabado de ser transferido, quando esbarrou a cabeça num condutor elétrico, onde deveria estar sem energia, falta de preparo por parte dos comandantes que só sabem mandar e cobrar e por parte da marinha com equipamentos e navios sucateados, apenas navios que representam o Brasil num teatro afora, estão melhor equipados. Deus conforte a família do Ribeiro e que ele descanse em paz ao lado de nosso Senhor, um excelente militar e amigo, que me ensinou os primeiros toques de apto.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics