28 de abril de 2017

Tenente-coronel do Exército reage a assalto e é baleado na perna no RJ

Oficial do Exército é baleado durante assalto a ônibus na avenida Brasil
Criminosos ameaçaram matar quem fosse da área de segurança, relatou passageiro
Resultado de imagem para logo assalto a mão armadaUm tenente-coronel do Exército foi baleado na perna durante um assalto a ônibus na avenida Brasil, em frente ao Into (Instituto Nacional de Ortopedia), nesta quinta-feira (27). O oficial foi socorrido no Hospital Souza Aguiar. no Centro, e, em seguida, transferido para o Hospital Central do Exército. O Comando Militar do Leste informou que o tenente Júlio Rodolfo da Silva Novaes passa bem.
O coletivo assaltado é da Viação Pégasus, linha 2336, que faz o trajeto entre Campo Grande, na zona oeste, e o Centro. Segundo testemunhas, dois homens entraram no ponto de ônibus em frente ao Into, quando uma passageira desembarcou. Os dois estavam armados e anunciaram o assalto. De acordo com os passageiros, eles teriam dito ainda que matariam se houvesse alguém da área de segurança dentro do coletivo.
De acordo com informações preliminares da Delegacia de São Cristóvão (17ª DP), onde o caso foi registrado, o tenente-coronel teria entrado em luta corporal com um dos criminosos. A dupla conseguiu fugir.
R7/montedo.com

12 comentários:

Anônimo disse...

Tá na hora de reagir mesmo. Meliantes, adolescentes ou não, estão se achando donos do Brasil e fazem graça com a cara dos trabalhadores e de toda sociedade. É revoltante ver cenas contra as mulheres indefesas, sendo agredidas e arrastadas na rua por causa de um celular, isso quando não atiram. Não se pode mais pegar ônibus, vans, ou colocar o carro na garagem de casa com sgurança. Em Belém, um "inocente" adolescente, após tomar um carro, ao ser perseguido pela polícia, entrou correndo em um estacionamento e fez o gerente de refém. Durante as negociações com a PM, ele chegou a chorar(?) "agarradinho" com a vítima por não querer morrer. O motivo? Ele estava com pistola de brinquedo.Foi para a "creche" de novo. Quando a população pega, o meliante vai preso só se a PM chegar a tempo de levar o que sobrou.A paciência do povo se esgotou.

Anônimo disse...

TC Novaes conheci ele como tenente no CFS em 2002 na Escola de Material Bélico. Militar exemplar, um líder nato. Teve coragem ao enfrentar esses vagabundos e teve sorte de ter não ter acontecido nada de grave com ele.
Desejo melhoras a esse meu grande oficial e amigo.

Sgt Mat Bel 2002

Selva!

Anônimo disse...

A crise está brava tenente coronel andando de busao. Ainda bem que está vivo, melhoras e saúde.

Anônimo disse...

Tá feia a coisa. Um ten cel de busao na Av. Brasil. A situação não tá fácil. A crise pegou todos.

Anônimo disse...

As pessoas "atravessam" mesmo no tema. Esse ônibus que o coronel estava é o tarifa, não ônibus comum, mas isto não vem ao caso. O que vem ao caso é que ele (coronel), morando na ZO, sabe que é muito mais cômodo ir ao Centro da Cidade de ônibus com ar condicionado do que usar seu carro, que não vai nem encontrar estacionamento vazio, além do estresse do trânsito, eu também faço isto. Só que realmente está um grande risco viajar pela Av. Brasil, não importa o meio de transporte. Mas é mais fácil querer criticar a vida econômica do coronel, que é problema dele.

Anônimo disse...

"Tá feia a coisa. Um ten cel de busao na Av. Brasil. A situação não tá fácil. A crise pegou todos."
Raciocínio típico de sargento de Exército de 3º Mundo: Formou: comprou carro, revólver e deixou o bigode crescer.

Anônimo disse...

Ten Cel de onibus...da série se pra AMAN ta ruim imagina para o pobre 1 Sgt da turma de 95 que não saiu Sten ? Carreira horrivel e enquanto isso o Analista do TJ esta morando no Recreio e faz sua caminhada na orla, pois começa no tribunal as 11:00 hs.

Anônimo disse...

Depois reclamam como os outros nos vêem! Desde quando andar de ônibus é demérito? RJ não é cidade do interior, utilizar o transporte público não é opcional, caso queira chegar mais rápido ao destino. Palavras pequenas, mente pequena. Merece o que tem.
3 Sgt 2012

Anônimo disse...

Sabem de nada....
milico ta vivendo igual a peao de obra, principalmente nos grandes centros do brasil.
Moram mal, cheios de emprestimos, mal tem dinheiro pra gasolina, quanto mais pagar os IPVA, seguro estacionamento....
quem nao tem motorista e viatura a disposiçao eh isso ai, pegar trem e busao.

Anônimo disse...

Pensamento ridículo esse. Só por que anda de ônibus querem denegrir a situação financeira de alguém.
Como já foi relatado é muito mais cômodo e econômico se deslocar de ônibus da Zona Oeste para o Centro do Rio.
Em países de primeiro mundo, autoridades e trabalhadores usam o mesmo transporte público. Entendo que no Brasil temos um transporte público deficiente, mas é somente aqui que existe esse tipo de preconceito contra quem usa.
Só tem dinheiro quem sabe cuidar do dinheiro. Ganhamos pouco, mas o principal problema está no modo como cuidamos do nosso dinheiro. Se eu gasto R$ 600,00 por mês com passagens de ônibus ao invés de R$ 1.000,00 de gasolina + R$ 200,00 de estacionamento, estarei economizando R$ 600,00 por mês. Ou seja, R$ 7.200,00 por ano.
Por fim, se ele estiver com problema financeiro o problema é dele, exclusivamente dele.

Militares, sejam um pouco mais humildes, menos vaidosos e muito mais inteligentes na hora de fazer certo tipo de comentários.

Por favor!


Sargento Anônimo

Anônimo disse...

Parabéns ao coronel, pela reação... espero que passe a rever a decisão de ficar andando desarmado: esse amadorismo, comum entre os nossos militares, poderia ter lhe custado a vida.

Anônimo disse...

Se não tem dinheiro pra mandar cortar o cabelo, então não manda cortar o cabelo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics