11 de abril de 2017

Elevando o sarrafo: Exército vai aumentar o grau de dificuldade do CHQAO

Uma das decisões do Alto Comando do Exército, na reunião ocorrida na última semana, foi de aumentar o grau de dificuldade do concurso de admissão ao Curso de Habilitação ao Quadro Auxiliar de Oficiais, o CHQAO. A ideia dos estrelados é tornar mais rigorosa a seleção dos futuros oficiais, uma vez que o curso passará a ser um dos requisitos para a promoção a 2º tenente a partir de 2019.

87 comentários:

Anônimo disse...

Excelente! Esse é o reconhecimento após quase 30 anos de serviço. Entendo que há Militares realmente incapazes de exercer alguns funções, contudo esse percentual se resumiria a 10%, acredito. Não tenho pretensões em ser Oficial e grande parte dos praças tmbm não almejam, mas, o que vemos hj, é simplesmente, uma melhoria salarial o que leva ao aumento da dignidade do Militar e de sua família. Um comando descompromissado com a parte que mais sofre da tropa, mais necessita. Ainda há de haver o dia em acordaremos para a nossa capacidade de mobilização e articulação politica, nesse dia quem sabe, serão realmente discutidos temas do nosso real interesse.

3° Sgt Papirando

Anônimo disse...

50 chibatadas em praça pública nos candidatos. Enquanto isso, outras carreiras de estadonecessitam de apenas 12 anos para que se alcance o ápice o seu pcc.
Só chega notícias assim. Parabéns aos nossos chefes.

Anônimo disse...

E lá vamos nós em busca de cursinhos preparatórios que cobram 800 reais de mensalidade já que não tem pra onde correr né.

Anônimo disse...

Tudo tem seu lado bom e ruim ....

3º Sgt / 2013

Anônimo disse...

Vejam bem os indícios:
- os topos das carreiras de oficiais e sargentos estão afunilando, o oficialato do qao está mais difícil, bem como a promoção a coronel, agora somente por merecimento e sujeitando vários às caronas, como já ocorre com as praças;
- há uma redução em andamento do perctentual do qcp do EB, em média de 20%, tendendo a aumentar;
- estes dois tópicos analisados de forma conjunta sugerem REDUÇÃO de efetivos, VIABILIZANDO uma modificação profunda na carreira, como uma maior permanência na ativa e até mesmo outras melhorias na carreira, difíceis de se efetivarem pelo grande efetivo nos postos e graduações;
- há um planejamento para melhorar Adc Hab Mil, Tp Sv e Aux Moradia para a ativa, com efetivos menores acarretariam menores gastos e melhores salários no topo da carreira, sugerindo aos mais modernos uma esperança de permanência na carreira, enfraquecida por constantes saídas de militares para outras carreiras de estado e para a iniciativa privada.
- o militar com mais tempos na Força evitará menos contratações de PTTC, pois teria-se condições de destinar militares para funções mais específicas.
Logo:
A redução de quadros abre caminho para uma dilatação na carreira e um tempo maior de permanência na Força, o que fortalece os 35 ANOS NA ATIVA. Aumentando o tp sv e ajustando o plano de carreira teremos um caminho permeável até a reforma da seguridade social dos militares que está sendo costurada há mais de dois anos. E digo mais, com trinta e cinco anos não teremos salário integral, talvez tenhamos que trabalhar mais para conseguir os 100%, mas eles viriam acompanhados, por exemplo, de Tp Sv maior, Adc Permanência, Aux Moradia na ativa, tornando nossos ganhos na reserva melhores do que hoje. Tudo isso em tese, claro.

Anônimo disse...

Para precisar de curso para passar em uma seleção do chacal, acredite, o nível deve ser baixo demais.
Outra coisa, QAO oficial???? Onde???? Na Terra do Nunca???

Anônimo disse...

A redação da prova terá duas opções quanto ao idioma a ser utilizado: Em russo ou em mandarim.

Anônimo disse...

Será que estão com receio de que tenham muito "CHIQÃO" e pouco "estrela"?

Anônimo disse...

Acho curioso, para não dizer ridículo, o grau de exigência que é atribuído ao praça para sair oficial. Tem que tem um ótimo conceito, ou seja, babar BASTANTE os oficiais, fazer uma prova de conhecimentos gerais e ser aprovado além de seus quase 30 anos de serviço.
A parte curiosa dá história é que para os oficiais temporário, formados no CPOR, NPOR...., não é exigido nada, disse NADA. Um jovem de 18 anos, não é concursado, não tem nível superior,nao conhece nada dá área militar, passa por uma formação que é ministrada POR UM SARGENTO, e seis meses depois , Aspirante a Oficial.
É desprezível o tratamento do Exército para com o praça. São sempre essas medidas humilhantes e degradantes. Muitos desses que serão sabatinados para serem oficiais, já exercem , inclusive, funções de chefia, seja na teoria ou no papel. Não há interesse do alto comando do exército que o praça chegue ao oficialato. Essa é que é a verdade. Medida discriminatória e segregadista.
O que se poderia fazer é incentivar o sargento, a partir do seu 5 ano de tropa, por exemplo, que tenha curso superior, realizar um concurso interno no âmbito dá região, com a finalidade de ser promovido diretamente a carreira de oficial. Isso sim, elevaria o nível dos oficiais. Seriam militares capazes, conhecedores do regulamento e dá atividade castrense, o EB só teria a ganhar. Mas, como disse anteriormente, não há interesse
Somente a velha manipulação e menosprezo de sempre.

Praça, meu companheiro, você é capaz. Você pode. Você é inteligente suficientemente para melhorar sua condição de vida e de sua família sendo aprovado em um concurso público. Não desista e faça o possível e o impossível para chutar o EB.
Por mais difícil que seja alcançar sua aprovação, ainda é mais fácil que esperar uma real melhoria e reconhecimento dos nossos superiores. Do executivo então, nem se fala.

Gen Anibal disse...

Para o praça só dificuldade e ainda bem que já saí, mesmo sem a promoção mais de bem com a vida aqui na Reserva, sem falso moralismo, egoísmo, puxa saco e competição.

Anônimo disse...

Só o papiro liberta.

Anônimo disse...

E ainda tem milico que acredita nos "nossos comandantes".

Anônimo disse...

É nisso que dá ter uma "carreira" baseada em portarias. Fica se a mercê das ideias de cada general que passe pelo cargo, como se eu quisesse ser oficial, a única coisa que preciso é o reconhecimento salarial não precisarmos de estrelas pra isso. Total insegurança jurídica, a regra muda de acordo com o humor dá mulher do chefe.

Anônimo disse...

Vai ser cobrado um idioma. Inclusive para quem já possui cadastrado no DGP. O funil esta ficando menor. affff

Anônimo disse...

Este curso é a maior aberração, quem fez o curso não foi promovido, Militares que não fizeram ou foram reprovados nos concursos de admissão (não conseguiram passar) foram promovidos à QAO.

Tem vários subtenentes da primeira turma que concluíram o CHQAO que estão subordinados aos oficiais QAO que eram subtenentes mais modernos e sequer não tiveram a competência de passar no concurso de seleção ou foram promovidos sem terem concluído o CHQAO.

A não promoção dos concludentes do CHQAO em detrimento do pessoal que não realizou o curso, tem todas as características de apadrinhamento, principalmente a promoção sem o curso de habilitação. Valendo-se de um sistema de promoção sem transparência.

Somente o Exercito Brasileiro para fazer esta aberração, isto não acontece com os oficiais que são regidos por lei, ficar regido por portarias só dá nisso.

Salve-se quem puder....Ou quem conseguir o gabarito.

Conhecendo o EB logo terá outra portaria, modificando outra e mais outra, etc......

Anônimo disse...

Companheiros o "bizú" é optar por Espanhol. Mais fácil que as outras línguas. Eu vou retirar minha filha de 5 anos da Escolinha Particular e vou investir em um Curso de Idiomas. A sugestão é fazer um Cursinho. A recompensa é grande o cara ser Oficial é outra vida. No meu quartel no refeitórios dos ST/Sgt é suco artificial muito ruim, enquanto nos Oficiais é suco natural feito na hora, tem saladas verdes, muito legal. Ser Oficial é o "farol". Sgt 2004

paulo santos disse...

Pra aumentar a dificuldade é só fazer o curso presencial ao mesmo modelo de ECEME. Caso contrário sempre terá os privilegiados que receberão bizus e vistas grossas. Aí eu acredito o sarrafo será igual pra todos e consequentemente podem ajustar a chegar!

Anônimo disse...

Depois de passados mais de 30 anos de experiência é um absurdo fazer o tal do chqao. #chqaonao.

Anônimo disse...

Enquanto isso um jovem de 19 anos faz um cursinho de apenas 10 meses pra oficial temporário. Esse sim está preparado pra ser oficial.

Anônimo disse...

Tenho três dúvidas.
1º) o DECEx vai enviar os manuais para as OM's dos candidatos;
2º) As provas serão com consulta?; e
3º) O Cmt EB vai criar a medalha Marechal Hermes de Ouro sem coroa para premiar os primeiros colocados? (Oficial tem a AMAN, EsAO e ECEME - Praça só a ESA e a EASA).

Anônimo disse...

Demorou!!!!
Na Marinha e na Aeronáutica é mais ou menos assim...
O EB vai seguir a mesma linha.
Mas isso é bem feito para Praças que ficam trabalhando como oficias e recebendo como sargentos; principalmente como professores em colégios militares e assistentes jurídicos!
Mas o que mais revolta é ver oficiais temporários chegando nas OM; sabendo "porra" nenhuma, recebendo mais e mandando em Praça Velho.
Daí criam Adjuntos de Comando, "cordinha de coronel" e o praça otário adora. Baita valorização!!!

Anônimo disse...

Excelente!!! Treinamento difícil, combate mais difícil ainda!

BRUNO CHAVES Brasil disse...

É como eu sempre digo: cada um tem aquilo que merece!!! Isso é o que dá praça velha ficar protegendo esse sistema falido e, só por que não conseguiu sair (ou por falta de querência ou por ser carreirista, mas opção de cada um), fica perseguindo quem quer meter o pé ou quem conseguiu sair dele (como foi o meu caso), ficando com deboches, piadinhas, indiretas, etc. Tá ai o seu prêmio figuras. "Só leva pedra na cabeça pra deixar de ser bobão". Mas já tomou 30 anos mesmo: não vai fazer mais nenhuma diferença. Agora é pegar as migalhas que restam. Sai do EB início desse ano, depois de 10 anos, após ser nomeado em outro concurso federal. Não cuspo no prato que comi: pelo contrário; Ainda acompanho de longe o desenrolar da carreira militar que me esperava e vejo que, sem dúvida alguma, fiz a melhor escolha.

2º Sgt R/2 Eng 2007.

Anônimo disse...

Ué alguns comentários foram excluídos e o meu nem postado, o que houve?

Anônimo disse...

olá haviam 7 comentários e agora somente 3....

Anônimo disse...

À praça tudo é dificultoso, mas para massagear o ego das elites locais, os CPOR e NPOR concedem carta patente a meninos de 19 anos formados em 10 meses de meio expediente, que chegam na seção ou no pelotão sabendo menos que o soldado recruta que faz a faxina na seção quando escalado para tal serviço. Essa é a valorização da "mão amiga" ao graduado. Obrigado por mais essa demonstração de que não somos nada, senhores do Estado-Maior do Exército. Alguma coisa, pergunto, já mudou em toda a história na carreira dos oficiais de escola???? Óbvio que não, a exemplo dos políticos, que legislam a próprio favor, assim faz o EME, em favor de seus colegas oficiais. Não se trata de divisão de classes, são fatos senhores.

Anônimo disse...

Pra que ficarmos com receio do Governo nos prejudicar? O mal vem de dentro, o que esses senhores pensam da vida é simplesmente prejudicar, principalmente os praças, pois nada fazem em pró de seus comandados e qual a finalidade de dificultar a promoção de subtenentes e nem digo por essa prova e sim da máfia que existe nesses processos. O que eles pensam muito é neles, como por exemplo "transferências" de oficiais generais já na compulsória, que honestidade é essa?

Anônimo disse...

calma senhores calma.se observarmos o que ta acontecendo nas ffaa...uma reestruturacao nas instituicoes....estao tudo mudando basta cada um ver nas suas forcas,uma conclusao que pude observar e o maximo de excelencia para todos militares...para depois serem implantados a reestruturacao salarial,mas antes estao arrumando a casa .assim eu percebo.com certezaa vira reestruturacao de soldo podem acreditar

Anônimo disse...

Ainda bem que já fiz o meu.

Anônimo disse...

Há uma solução pra isso, invés de ficar lamentando o leite derramado aguardar 30 anos pra ser promovido a QAO e receber um salário de 6 mil reais, não é melhor estudar e prestar concurso que inicial seja 10 mil reais????

Anônimo disse...

Entre fazer concurso do CHQAO pra ganhar 6 mil em 30 anos de serviço, melhor prestar concurso pra técnico com salário inicial de 9 mil

Anônimo disse...

Infelizmente não somos da Real Academia de Resende. Eles querem nos tratar como submundo, mas muitos nem cuidaram das suas próprias vidas.
O Oficial formado na Real Academia se acha superior, mas vive em uma cúpula nas vilas militares.

Anônimo disse...

Entre fazer concurso do CHQAO pra ganhar 6 mil em 30 anos de serviço, melhor prestar concurso pra técnico com salário inicial de 9 mil

Anônimo disse...

Enquanto isso oficiais OTT são "formados" em 40 dias, e oficiais Temporários em 6 meses de meio expediente. O chicote é no lombo daqueles que não podem reclamar, senão serão perseguidos, movimentações sem pedir, não conseguem fazer cursos e muito menos aspirar a medalhas. Hoje fui a casa de um General trocar o gás... São estes homens que nos comandam, homens que não sabem trocar um botijão de gás.

Anônimo disse...

Parabéns! É como diz o ditado "quem não papira entra em forma para o aspira", ou melhor, "quem não papira nem oficial vira". o último apague a luz.

Anônimo disse...

Criaram o "Dia da Família Militar" e escolheram até uma "patrona" na esteira do feminismo e do politicamente correto, mas fazem reunião p ver como prejudicar mais ainda a família militar. Afinal, sair QAO é puramente dignidade salarial p o praça

Anônimo disse...

Enquanto isso a gurizada de NPOR pode ser tenente por até 8 anos, sem desmerecê-los, mas um praça q, em seus 30 anos de serviço, conheceu bem a administração militar e a Instituição, vem a ter esse tipo de reconhecimento onde, claramente, a idéia é prejudicar. Lamentável!

Anônimo disse...

Prezado Montedo. Após ler o post fico decepcionado com as decisões do nosso Alto Comando. Meu Pai, militar Reformado, pertence ao QAO. Como Of AMAN, atualmente TC, sinceramente, esperava outras notícias da RACE, a saber: (1) Qual é a nossa proposta (EB/FA) no tocante à reforma da Previdência, independente daquilo que o Legislativo redige?; (2) qual é a proposta de reestruturação salarial que está para ser apresentada pelo MD? (3) Quando será reajustada a tabela de movimentações, principalmente as indenizações de bagagem? (4) Quando o QCP será adequado as necessidades reais de uma OM; (5) Como andam as soluções para o FuSEx? Para ser mais claro... quando vou poder fazer uma consulta (não exame) em uma Clínica conveniada sem ter que ir pegar uma guia na OM de apoio? E seguem várias outras...
Montedo. Sem embuste algum, te confesso que falo isso constantemente aos meus superiores nas horas mais oportunas e inoportunas. Eu não esqueço da minha origem e das dificuldades e desafios pelos quais meus Pais passaram para educar os filhos, eu e meus irmãos. Às vezes sinto-me inoperante, comparando o meu posto com o que posso fazer. Difícil não falar dos nossos vencimentos, mas cheguei a uma conclusão particular, onde já fiz as comparações com os salários dos civis. Somos mal pagos! Mas não pelo que fazemos e, sim, pela nossa capacidade de trabalho e disponibilidade! Um militar, de uma maneira geral, trabalha muito bem, tem capacidade física, nível intelectual, pensamento coletivo, lidera e não é corrupto. Tudo que um empregador/empresário deseja. Aí fica a minha indagação e a minha incapacidade de agir... por que somos tão mal pagos no final do mês? Essa pergunta somente os Generais podem responder. Minhas palavras são sinceras e construídas ao longo da vida militar. Tenho filhos, minha esposa já trabalhou, hoje não trabalha e vivo sem abusos com uma única renda familiar. Por me comportar assim, exarando sempre a minha opinião ao superior, desde jovem Tenente, peço o favor de não me perguntarem sobre eventuais benesses... nunca usufrui de alguma ao longo dos anos... Por fim, deixo ao seu critério a iniciativa de compartilhar um relato pessoal na tela principal do seu Blog. Vamos perseverar! E quando perguntados sobre as questões militares, vamos responder e também perguntar aos superiores. É o meu desejo!

Anônimo disse...

Deve ser para sair Major. Oficial superior.

Anônimo disse...

Tem que terminar com o QAO. O cara chegar até ST porém com um salário de Capitão. É muito sofrimento. A praça esta "refém" desta promoção. A desunião, a concorrência é grande. O cara sai QAO, e não é bem visto no circulo dos Oficiais de ACADIMIA, porque não passou no Portão Monumental das Agulhas Negras e no circulo das praças ELE MESMO não vai porque se acha que é Oficial. Ficam "frustrados". O nome já diz: AUXILIAR DE OFICIAIS, ou seja, não é Oficial e sim AUXILIAR. Antigamente era QEOA (Quadro Especial de Oficiais Auxiliares), retiraram o Especial. Muito sofrimento para o pracinha velho. ST - CFS 93 - Aspirante a QAO c/ CHQAO em andamento.

Anônimo disse...

Exército: uma eterna contradição.

- Não pode colocar o recruta para pagar flexão mas pode deixar o Aluno do CM na chuva;
- Para o S Ten com quase 30 anos de serviço sair QAO vai ter que fazer um concurso ecêmico das galáxias mas um garoto de 19 anos, formado no meio-expediente, matriculado em belas-artes na Unisquina (não precisa nem se formar), não tem a menor dificuldade em virar Oficial.

O que mais vejo é reclamação nas OM que os Sargentos são vagabundos e que não querem nada com nada. Não vejo nada de errado: são tratados como idiotas e logicamente agem como tal. Já passou da hora de ocorrer o crepúsculo dos Deuses no EB e as deidades acordarem para a hora do Brasil. A 3ª guerra quase acontecendo e comandante preocupado pois não tem kit antitumulto para todo mundo desfilar no dia do Exército. Só faltou falar: "se não têm pão, que comam brioches". Se bem que o Subão, agonizando para fazer a prova do CHQAO, está quase perguntando: "no céu tem pão? E morreu".

"O importante é o que importa."

Anônimo disse...

Vai elevar não! Vai reconduzir o que era no inicio da primeira turma do CHQAO, 2013/2014. Que depois de muitos tomarem pau, reduziram principalmente a média, que por sinal era 7 (sete) e foi reduzida para 5 (cinco). Haja vista, os pracinhas que pararam no tempo e priorizaram a escalada mais fácil. Fazer o que todo mundo faz, o caminho mais curto, produto que rende mais, ou seja, Bajular!

Anônimo disse...

Vocês já viram os tópicos da última RACE? tremei-vos! só barro pra nós. Inimigo pra quê, se já não temos amigos.

Anônimo disse...

Vergonhoso

Anônimo disse...

Vixi só jogando pro pote.

Anônimo disse...

Será tão difícil, tão impossível que se colocarem oficial de AMAN para fazer o curso, nenhum conseguirá concluir com aproveitamento.

Anônimo disse...

Ouvi falar que vai ser mais foda que a ECEME.

Anônimo disse...

Na FAB já é assim há muito tempo!

Anônimo disse...

Se os senhores pagarem isso de mensalidade e tiverem a certeza da promoção até vale a pena mas a complicação é para garantir aos poucos aprovados uma grande chance ao "oficialato".

Anônimo disse...

Com isso, vai afunilando, afunilando e extingue-se o QAO.
De 89 pra trás, se não sair neste ano, já era.

Anônimo disse...

A reforma da Previdência já começou dentro do EB. Somente quem faz Eceme sai Coronel, normalmente 25% da turba do ano de formação, ou seja 75% vão passar para a reserva como Ten Cel. No caso dos praças vai ser a mesma coisa, 75% da turma vai para a reserva como STen. Ou seja, internamente ja está fazendo ajustes que vão ser levados para a mesa de negociação. A única diferença é que os civis de nível médio vão para casa chegando ao topo a carreira que chega hoje a um salário em torno de 10 a 12 mil e os praças do EB vão para casa com vencimentos em torno de 7 a 8 mil.

Anônimo disse...

PNR pro Sgt que ta lá no PEF poder levar sua familia durante os 3 inuteis meses de CAS eles não querem fazer não né. Joga o sgt em um pavilhão interditado e ele e sua família q se explodam. Ninguém quer ser oficial por vaidade como a maioria se torna dpois formados na academia. Quem FAZ tudo funcionar nas FA são as praças. Todas as outras funções são facilmente descartáveis e rapidamente a engrenagem não só se adapta como fica mais leve.

Anônimo disse...

Devemos lembrar que o CHAQAO já existe por Decreto desde 1984 e so regulado agora. O Musico já era obrigado a fazer o Curso de Mestre para poder concorrer a promoção do QAO e é um curso muito difícil ate mesmo para músicos mais experientes . Vamos deixar de reclamar e estudar.

keko marques disse...

Quem sabe melhora o nível. Tem muito QAO que mal escreve o nome.

Anônimo disse...

O último que rapar o pé deixa a chave no bar da frente, faz favor.

Anônimo disse...

Engraçado, reflitamos: de Asp Of a Cel são 6 promoções e com interstícios bem tranquilos, e, por pior que seja o oficial, ele sairá Cel sem mendicâncias e subserviências! Agora de 3 sgt a Cap QAO também são 6 promoções, porém o caminho é uma verdadeira via crucis! Cadê a paridade e isonomia?

Anônimo disse...

Olha aqui, eles só tiraram fotos. Não divulgaram a Pauta e nem postaram video no Youtube, como das outras vezes.

http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/8079104

Ai um sujeito em outra materia, sugeriu que lessemos a Diretriz do Cmt do EB!!! O que uma coisa tem a ver com outra ?

O sujeito não sabe de nada e fica falando boabagens.

A pauta da RACE é tratada fora da Diretriz, exemplos:
- uso da bengala;
- uso do guarda-chuva;
- uso dos instrumentos quando a banda estiver de bicicleta;
- etc ....

Anônimo disse...

Este ano abriram 20 vagas para a ESFCEx para o QCO/2018. Imaginem : uma escola de formação do exército existirem apenas 20 alunos matriculados. Uma vergonha ou realidade da carreira militar ? E o QEO é responsável por isso ? O EB do fututo será de militares temporários que o proprio nome diz tem tempo para acabar e profissionais estes sem vinculo com a instituição ... é um caso a se pensar.....

3º Sgt/2013

Anônimo disse...

É a maior "contradição", quem conclui o CHQAO recebe gratificação de 5%, quem já era QAO não a recebe, porque quando foram promovidos não era necessário o tal curso, já estavam "habilitados"; Esses QAO que não recebem, são designados como oficiais orientadores para os futuros "agraciados". Então para receber a gratificação não tem requisito, mas para ser orientador de quem irá receber tem!!!

Anônimo disse...

Na conjuntura atual, inadmissível o oficial não falar um idioma estrangeiro. Existem cursos de idiomas no próprio EB, basta haver interesse.

Anônimo disse...

Qual a fonte da Informação?
Sabemos que se isso ocorrer é fruto dos praças que não tem não tem a língua que cabe dentro da boca....fica esbravejando em alto e bom tom dentro de alojamento, isso é uma humilhação fazer um concurso desse...sou formado em..... isso é para burro etc......

Anônimo disse...

Tem que peneirar sim. Mais da metade de uma Turma de Formação se perderam durante a sua trajetoria no dia a dia, com desinteresse, egoismo, preguiça, falta de iniciativa, não orientam os mais novos com suas omissões, olham apenas pra si e seus mesquinhos interesses individuais, muitos esperam ordens prá fazer algo, fingem que não ve nada errado, muitos só sabem reclamar e se mostram péssimos exemplos para os mais novos, etc

Anônimo disse...

Tá mais que certo! Quer progredir, faça por merecer! Quer "moleza", senta no colo do Sub.. Hahahahahaha..
Obs: Apenas para descontrair camaradas!

Anônimo disse...

Por que não estudam o sistema dos Exércitos de Portugal, EUA, Espanha , França e Alemanha e adaptam a nossa realidade ?Criem as graduações de sargento-chefe, sargento-mestre e sargento-mor com soldos compatíveis às atribuições e responsabilidades. Criem uma carreira regulada por Lei, sargentos e subtenentes não podem depender da boa vontade dos que editam portarias, muito menos do idolatrado poder discricionário. Precisamos de um EB profissional.

Anônimo disse...

Certo camarada, isso vale para os oficiais também. Tem muito oficial superior, intermédiario, subalterno, de academia, QCO ou afins, ruim, corrupto e mau exemplo. E outra não adianta quererem super sargentos que façam todo o trabalho por vcs oficiais, pois não temos estímulo algum, reconhecimento só em forma de atribuições que vocês não querem mais fazer e cordinhas no ombro, com cargos honoríficos sem serventia alguma (coitado do Adj de Cmdo da Bda onde sirvo...Foi desprestigiado publicamente em uma palestra de oficiais e sgts, onde o gen disse não ver serventia no cargo, e foi jogado em uma seção..Triste ver uma ideia que na essência é boa, jogada no lixo por vaidade.. ). Frustrações, é óbvio que estão aí, principalmente no âmbito das praças, com o gargalo apertando para ganhar a "estrela da misericórdia" depois de 30 anos, a ruína salarial, interstícios gigantescos, e toda a trairagem que vem de fogo "amigo" do EME, fica impossível falar de motivação, não acham?

Anônimo disse...

Rsrsrsr

Anônimo disse...

Rala!

Anônimo disse...

Pede pra sair ze. Incoerencia tem limite. De vc eh contra, acha que o QAO tem que acabar, mostre que vc realmente acredita nisso e desiste do CHQAO.
Outro ST 93.

Anônimo disse...

3 meses inuteis para quem, em si, jah eh um inutil...

Anônimo disse...

A arma que mata praça tem a divisa no cano! Essa é a pura verdade. Pequenas glórias, cagaço, etc. Se Praça fosse valorizado, o Adjunto de Comando do Exército, já teria saído oficial. Simples assim!

Anônimo disse...

Lendo os comentários, vejo que no fundo tudo isso é muito triste. Teoricamente, independente de crenças, temos esta vida para viver, e como escolhas mal feitas, como entrar para o Exército para ser praça, podem influenciar no resto da sua vida. Fácil de entrar e conforme passa o tempo, cada vez mais difícil de sair. É muito decepcionante ver profissionais experientes, vividos, pais de família e calejados, porque a vida de praça não é fácil, ficarem mendigando por uma promoção no final de carreira, é muito humilhação para o ser humano. Por isso nobres colegas, é necessário tratar a mente, tratar a cabeça, pois se caso algo dê errado nesta trajetória (e ao que tudo indica vai dar) você não fique doente, depressivo. Já fiz outros comentários neste sentido, para a praça nova que está entrando na instituição neste momento, estude para sair; para as praças mais experientes, também estude e prepare-se para o mundo lá fora. Trabalho isso diariamente em minha cabeça, não vejo a hora de acabar o meu tempo e ser feliz.

Anônimo disse...

Vão elevar os vencimentos ?

Anônimo disse...

Se aumentar tanto assim o grau...melhor usar os 30 dias em casa estudando pra algum outro concurso... Custo benefício

Anônimo disse...

Concordo!
1 SGT INFA BRAZIL

Anônimo disse...

Tem que dificultar mesmo , pois só assim os melhores serão escolhidos , ou seja , o mais capacitados em vez dos pelegos acomodados .
Sgt lobinho 2013

Anônimo disse...

EU e quem gosta de estudar também concordamos .
SGT lobinho 2013

Anônimo disse...

Interessante ver reclamações do tipo fez o chqao e ganha 5% a mais do q quem não precisava fazer e estes ainda tem q ser orientadores do curso. Meus amigos, enquanto um puxa o outro pra dentro desse caldeirão do capeta, os juízes, por exemplo, recebem quase o seu salário so de auxílio moradia, e olha q nem são transferidos... é muita desunião... tem q trabalhar pra trazer melhorias pra tds, tipo aumento de gratificações, aumento de nr de pnr, melhorar fusex, diminuir interstícios, aumentar salários, reduzir as missões rolha, etc...

Anônimo disse...

Atenção. O CEP tem cursos de idiomas, curso baixo e de alto nivel. Pesquisem antes de fazer a matricula em curso de idiomas

Anônimo disse...

"Tem que dificultar mesmo , pois só assim os melhores serão escolhidos , ou seja , o mais capacitados em vez dos pelegos acomodados .
Sgt lobinho 2013 "

Infelizmente, lobinho, a realidade não é assim, pelo menos no EB. Sempre vai sobrar uma brecha para os áulicos de plantão conseguirem ascender sem mérito. As provas serão mais difíceis? Simples, o gabarito poderá ser repassado para os mais "chegados".

Bem vindo ao EB. Aqui, os melhores não são, necessariamente, os mais capacitados, mas os mais "chegados" (para não usar um termo chulo).

Anônimo disse...

Minhas dúvidas e de muitos? Senhores Companheiros Adjuntos de Comando. Os Senhores poderiam ajudar as praças? Juntos elaborarem um documento bem claro e com algumas dúvidas que creio não serem somente minhas. O Adjunto de Comando do meu quartel até agora esta como "cinzeiro de moto". O que ele tem feito pressionar os Sgt QE para que comprarem fardas novas e ficar no palanque com o Comandante. Sgt QE em fima de carreira, lotado de empréstimos e filhos e o camarada pressionando para comprarem fardas novas! Dúvida 1. Como funciona a Comissão? a dúvida é porque conheci dois Subtenentes, um deles operacional (guerra e montanha) com vários cursos e ex-monitor de CPOR. Nunca foi punido,Missão de Paz e porém não participava das reuniões sociais (churrascos e pagode) do Comandante de Companhia nos finais de semana.Era Encarregado de Material e nas Operações na Selva ralava junto com os auxiliares dele. O cara era carcaça mesmo. O outro não possuia nada de cursos, somente CFS, CAS e Datilografo, não fazia TFM e TAF (hérnia de disco) era o RP, Fotografo e assador da Companhia e foi agraciado com a Pacificador, mesmo sendo o mais moderno que o outro.Toda segunda-feira ele tinha consulta e somente a tarde no expediente. Final de ano se vestia de papai noel (seu abdomem avantajado ajudava) para alegrar a criançada na festa de natal. Foi punido como 3º Sgt (prisão!). Quando saiu o QA o último citado estava nas cabeça e o operacional estava lá atrás e não saiu QAO, tomou 2 caronas? DUVIDA? Qual o critério? É verdade que o Cmt é que da o parecer SIM ou NÃO? O que é necessário fazer para ser QAO? Quem esta na tropa assiste o desespero dos colegas quando sai o QA. Isto é muito ruim, os Sgt Lobinhos ficam observando e muitos falam: "por isto que estudo para sair fora e não passar por isto". Senhores Adjuntos, observamos militares Operacionais que não são promovidos e aqueles "peito liso" são promovidos. Isto desmotiva os mais jovens a não se especializarem mesmo. Outra dúvida porque o militar que esta em Brasilia recebe medalhas e mais pontos e aqueles que estão na tropa na selva não recebem? Fica este pedido. Tem que ter uma transparência.

Anônimo disse...

Resposta ao Sr comentarista de 12 de abril de 2017 18:24. Quero os 5% também, igual a você. kkkk. Meu camarada de turma abraços. Estamos no mesmo barco. Já averbei as cotas da área pqdt agora quero meus 5% do chqao e mais o breve (sou embusteiro mesmo). somos praças mano, mão de obra. vamos nos unir e remar juntos. a promoção de qao esta destruindo nossa classe, você sabe disso. uma babação total, falta de inciativa e o pior de tudo os subtenentes não fazem mais o papel que é defender as praças. Criaram o adjunto de comando, foi pior ainda estes sim que não fazem nada para ajudar. morro subtentenete mas meus principios não mudo, o subordinado é tudo. quem é pqdt (serviu na area) sabe o que eu falo a união e espirito de corpo é o sucesso do combate. nasci em 1974, fui lobo para ESA tenho muito tempo ainda para espera o qao.kkkk, mas vai terminar este qao

Anônimo disse...

Acaba com o QCO e coloca concurso publico com 100.vagas todos os anos para subtenente. Vou comer o livro sem agua. Vou ser alguem na vida ! Vou ser oficial e mostrar pata minha familia que isei meu diploma de posgraduacao que esta na gaveta. VOU CONSEGUIR MINHA CASA PROPRIA !

Anônimo disse...

Quem quer moleza, senta no colo do 1° sgt. No colo do sub,é moleza de mais ...

keko marques disse...

E os babões, como ficam ???

Anônimo disse...

Ele eh 93, ze!

Anônimo disse...

Minha opinião sincera de um praça antigo: Querem resolver 80% dos problemas atuais do Exército, acabem com o quadro do QAO, sem abrir exceções, é a melhor coisa a ser feita, temos que dar o exemplo, fazer o que está previsto, praça é praça, oficial é oficial, são cursos e formações diferentes destinados a pessoas diferentes.

Anônimo disse...

Tem que elevar muito esse sarrafo, pq muitos dos atuais oficiais, cadastraram seu ensino médio daquele jeito, aquele diploma esperto comprado na feira de Acari. Estamos em um país chamado Brasil e o jeitinho brasileiro funciona para tudo. É sabido por todos que tem muito "oficial" do QAO que não sabe ler, escrever e/ou mesmo falar, seria uma vergonha, mas algo normal para os padrões de ensino brasileiro, é triste mas é a verdade até pq tem antigão que passou na ESA, isso antigamente, pq agora moralizaram o concurso de admissão, pq era atleta e ganhou de presente o gabarito do seu comandante quando era sargento temporário, cabo ou soldado antigo.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics