26 de junho de 2017

Proposta no Senado quer mudar lei e incluir porte de arma para praças das Forças Armadas. Que tal dar um empurrãozinho e, de quebra, ser cidadão?

Publicação original: 6/3 (23:46)
O prazo para que a proposta siga adiante é 1/7. São necessários 20.000 apoiamentos. Até agora, o número é de 14.804. E então, vamos lá?
Como já escrevi aqui outras vezes, a cada ano, decrescem minhas expectativas quanto à capacidade de mobilização dos militares em torno dos seus interesses. Nestes anos de blog, estivemos juntos em algumas campanhas memoráveis, mas na maioria das vezes a frustração foi o resultado maior.
Majoritariamente, o militar se assume como cidadão de segunda classe e submete-se a aguardar pela competência (ou falta dela) dos Chefes em bem gerir o destino das gerações atual e futura de militares da ativa, reserva e pensionistas. E lá vão os milicos, "Gado Fardado", a reboque das decisões da cúpula palaciana e a mercê da capacidade de negociação dos generais.
Assim falando, não pretendo estimular a politização 'interna corporis' das Forças Armadas, que tanto mal já causou em passado não muito distante. Trata-se - isso sim! - de reconhecer-se, o militar, como membro da sociedade, utilizar-se dessa condição e interagir com lideranças políticas. Lembro que a força de qualquer parlamentar federal está nas suas bases, no seu município. É lá - no município - que tudo começa e é lá que todos nós moramos, certo?

O início de tudo
Nunca é demais recordar: o movimento dos militares do Quadro Especial - que culminou com a promoção a Segundo Sargento - iniciou-se através de contatos com integrantes da assessoria parlamentar do deputado gaúcho Paulo Pimenta (PT) em Santa Maria, seu principal reduto eleitoral,

Regra do jogo
Politizar-se e participar do jogo democrático é a alternativa para os militares. É isso ou continuar reclamando nos alojamentos da vida, esperando que os chefes - sempre preocupados! - façam algo pela tropa.

Porte de arma para os praças
Não sei quem é Paolla Ananias. Sei, entretanto, que ela é a autora da ideia legislativa que tramita no Senado, propondo a alteração do Estatuto dos Militares, propondo a inclusão na Lei do porte de arma para subtenentes, suboficiais e sargentos das Forças Armadas. No momento em que escrevo, a proposta tem 3.424 apoios; precisa de 20.000 para ser debatida pelos senadores. A data limite é 1 de julho, mas não vamos esperar até lá, não é mesmo?
"Alteração Estatuto dos Militares-Porte de Arma-Suboficiais, Subtenentes e Sargentos
Nova redação para a Lei nº 6880/1980 (Estatuto dos Militares): [Alteração em MAIÚSCULO] "Art 50 - São direitos dos militares: q) o porte de arma quando oficial, SUBOFICIAL, SUBTENENTE ou SARGENTO, em serviço ativo ou em inatividade, salvo... r) o porte de arma, pelas DEMAIS praças..."Faz-se necessário o ajuste do texto da Lei para que os Suboficiais, Subtenentes e Sargentos das Forças Armadas, elo de ligação com o Oficialato, e possuidores de larga experiência militar, disciplina e respeito à hierarquia, substitutos imediatos dos Oficiais, não estejam proibidos de portarem suas armas se assim desejarem, igualando ao porte já existente para os oficiais."
Participe
Acesse este link e dê seu apoio a proposta. É necessário informar seu e-mail. Por algumas semanas, manterei aí ao lado um box com o link direto para apoiamento. Participe!

Lembre-se!
É legal, não tira pedaço e não dá cadeia!

152 comentários:

Léo disse...

Montedo, a não politização "interna corporis" é a principal causa da penúria salarial que a tropa vive,há décadas.Você mesmo afirma isso no seu texto, quando menciona a dificuldade que encontra para que projetos que seriam benéficos ,a nós mesmos ,sejam apoiados.Ser politizado é um dever de cidadania,caro Montedo ! O gado que você se referiu foi , sistematicamente,formatado,ao longo dos últimos trinta anos, para que se concretizasse parte da letra do Geraldo Vandré que diz:" ...De morrer pela Pátria e viver sem razão...". Estamos perdendo a razão da vida,Montedo.Que vida? Uma vida na qual possamos usufruir das riquezas do país.Para ficarmos ricos? Claro que não! Mas para termos a mínima possibilidade de darmos uma escola decente aos nossos filhos .Enquanto perdemos o trem do conforto e do reconhecimento profissional vemos, nós e nossas famílias, uma vadia ser presa e serem apreendidas 400 jóias, supostamente dela ,compradas com os nossos impostos e, principalmente, com o sacrifício das nossas famílias ,imposto com a MP DO MAL.Foi para sermos saqueados por aquela vadia e pela classe política putrefata brasileira que fizemos o sacrifício em 2000 ? Foi para isso? Para que trabalharemos 40 anos agora? Para ajustar a Previdência? MENTIRAS!!! Somente um exemplo de como se comporta quem nos governa.Um Paredão seria um luxo!Uma boa bala? Desperdício demais! Uma boa cova? Digno demais!Prisão perpétua,com trabalho forçado!Para ela,seu marido repugnante e para toda a turma enquadrada na" República de Coritiba"!Seria uma maravilha!!! Uma vergonha!Essa classe política safada, vagabunda, ordinária,ladra,pilantra,criminosa, arrombadora dos cofres do povo, a qual constituiu a MAIOR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA ,POLÍTICA-EMPRESARIAL,DO PLANETA TERRA,a turma da Lava- trabalha para nos humilhar , nos envergonhar com vencimentos RIDÍCULOS e DEPLORÁVEIS, os piores,de longe,das Carreiras de Estado.Somos Carreiras de Estado? Somente quando temos que cobrir o ROMBO FINANCEIRO FEDERAL decorrente da bandidagem política e para trabalharmos contando geladeiras ,em presídios imorais e imundos recebendo 2%,por dia,de um soldo vergonhoso e com a incapacidade de quem nos comanda de mudar essa situação.Mentiram para nós,em 2000.Estão mentindo, agora, novamente.Desgraçados! Nos disseram que todo o país daria sua contribuição para colocarmos o orçamento federal em direção ao crescimento econômico , ao saneamento das dívidas da União, e para se fazer justiça social para todos.Qual foi a justiça social que nos deram,a nós, da tropa, com a MP DO MAL? Vagabundos! Bilhões saqueados às nossas custas.Deputado, filho da puta, ainda tem a cara lavada de afirmar que não sabe como creditaram $840 milhões de dólares na sua conta bancária. Pilantras! Formaram a Maior Organização Criminosa da História Humana,a do Brasil da "Suruba" ,institucionalizada, às custas das nossas famílias.E ,agora,mais uma vez,querem nos impor mais sacrifícios.Mais ainda? Não foram suficientes os sacrifícios que fizemos com a MP DO MAL? 40 anos de serviço para um sargento com uma escala de serviço com oito companheiros e para um trabalhador rural,sem a contra-partida justa, é de uma covardia de dar inveja aos Capitães do Mato. Enquanto lixos humanos passeiam ,em Paris, às custas do nosso suor.Bandidos! Temos,sim,senhor, que sermos politizados,instruídos.Não somos gado! E quanto à vida? Só valerá à pena ser vivida se for vivida com dignidade. Quando quem nos governa e nos comanda nos humilham, escancaradamente- o deputado filho dá, e nos tratam como se gado fôssemos, e gado de sexta categoria, aí a roda da História precisa girar.Ela sempre gira! 13 de março de 2017, espero ver um milhão de pessoas do meu lado direito e um milhão do meu lado esquerdo,nas ruas do Brasil da honra,da cidadania plena. Não no Brasil dos alienados.Não no Brasil da " Suruba do Cajú" .Não no Brasil do carnaval!!! Das bandas e bundas! Mas da abundância de cidadania!!!

Anônimo disse...

Sabendo que militar é sabidao, q tal ver esta nota:

http://diariodopoder.com.br/coluna.php


07 de Março de 2017

Suplente levou R$80 mil por 6 dias de mandato

Wirlande da Luz, suplente de Romero Jucá (PMDB-RR), virou senador quando o titular foi nomeado ministro do Planejamento de Temer, mas ficou na vaga por só 4 dias úteis, entre 17 e 23 de maio. O senador por 6 dias Wirlande da Luz só participou de uma sessão do Senado e não apresentou um único projeto, mas embolsou R$67.526 de “ajuda por início e fim do mandato”, além de R$11.662 da cota parlamentar.

Relâmpago e o trovão
Wirlande foi tão senador quanto Jucá foi ministro. O mandato foi entre o relâmpago do impeachment e o trovão da delação de Sérgio Machado.

Bolso cheio
Virginio de Carvalho foi outro a faturar no Senado. Em dois meses de mandato, recebeu R$220 mil entre salários, ajuda de custo e “cotão”.

Escritório de apoio?
Se Wirlande não teve tempo de montar o gabinete, Carvalho contratou 14 servidores em Brasília e montou escritório de apoio com outros 19.

Na nossa conta
Os 21 suplentes que exerceram mandato, receberam mais de R$1,4 milhão só de ajuda de custo, fora salários, auxílios e cota parlamentar.

Anônimo disse...

Baita iniciativa montedo, parabéns. Pena que a uniao não é uma das principais virtudes dos militares, principalmente praças.

MESSIAS DIAS disse...

Parabéns Montedo.
Todas as assertivas suas são plenamente verdadeiras. Infelizmente.
Pena que o "gado é magro, manso e se curva a todos"

Anônimo disse...

Bom dia!

Fiz minha parte. Votei.

Quanto aos Sargentos do Quadro Especial! Tivemos exito na promoção a 2º Sgt graças aos nobres colegas desta cidade que adotei para residir desde 1989 - Santa Maria-RS. Alguns colegas foram e ainda são perseguidos devido a proposta ter partido através do Dep Federal Paulo Pimenta.
A questão é que existe o separatismo dos praças. Os iluminados que cursaram a Escola, não são todos, olham os Sgt QE como se fossem intrusos no EB. Sendo que todos vestem a mesma farda. Enquanto continuarem com esse pensamento serão sempre o "Gado Fardado".

Cláudio Mattos - 2º Sgt QE - Praça 1988

Anônimo disse...

Sugiro que essa matéria fique por alguns dias no topo da página, assim talvez consigamos chegar nas 20.000 necessárias. Muito bom Montedo!!!

Anônimo disse...

Excelente, porém está muito difícil compartilhar, tem que aceitar qualquer e-mail e não somente google+ ou facebook.

MESSIAS DIAS disse...

Engraçado Claudio, que esses iluminados se curvam fácil a quaisquer estrela, ainda que seja temporária e cadente.
"O gado é magro, manso e se curva com facilidade"

Anônimo disse...

Cláudio Mattos - 2º Sgt QE, obrigado pela denominação "iluminados", mesmo irônica da sua parte, encaremos como um elogio. Uma pergunta amigo, já que todos vestimos a mesma farda, porque o pessoal do quadro especial milita secretamente e levanta faixas políticas por melhorias somente para a sua classe, do QE, como promoções indevidas sem especialização necessária, como a aspiração em ir té ST sem nem ao menos terem feito curso de formação de sargento, tampouco CAS (em uma OM aí do sul onde servi, o pessoal do QE convenceu o SCmt que não poderiam dar instrução e nem tirar cmt da gda porque não haviam sido qualificados para tal, com o curso de formação de sargento), e com interstício diferenciado? Porque as mentirosas lideranças políticas a quem vocês, que se dizem unidos, doam seus votos e prometem apoio generalizado não angariam e buscam melhorias para a força como um todo? A senhora Ivone Luzardo, ou a Kelma Costa, por exemplo, nunca as vi falando em outra coisa que não fosse a busca incessante por direitos para o quadro especial. E as outras praças, os militares temporários, os de ESA "iluminados" como você define? Como ficam? Então amigo, não fale em injustiça, e em desunião, contra fatos, nenhum argumento resiste.

MESSIAS DIAS disse...

Vamos ver se pelo menos dessa feita existirá: "persistência criativa e esforço inteligente"

Então aparecerá os Leonardos da vida, para fazer valer a discórdia e a fuga do objeto proposto.

Anônimo disse...

O que dizer sobre isso? Enquanto praça SEMPRE tive porte de arma, desde 3ºsargento. Se hoje os praças não tem porte de arma se deve exclusivamente a seus perfis profissionais e falta de credibilidade de seus comandantes e chefes. Existem muitos militares, oficiais e praças, que não possuem perfil profissional ou comportamental para possuírem sequer uma arma de fogo, quem dirá porte.

Anônimo disse...

Apesar de, pessoalmente, ser contra ter arma de fogo, principalmente para portar, não sou contra ter essa autorização e menos burocracia caso seja necessário. Uma boa fatia dos militares das Forças Armadas tem muito mais condições psicológicas e comportamental de portar arma do que muitos policias. Há muitos riscos e ocasiões em que, estar com uma arma, vai agravar a situação no caso de uma reação ou fatalidade. Na violência desenfreada de hoje pode-se ter uma ideia errônea e achar que portar arma é uma solução. Até eu já achei isso, mas não.

Anônimo disse...

Também já apoiei. Nem sabia que existia esse serviço no site do Senado.

Anônimo disse...

Pois é, Asp com 20 anos, 21, que mal sabe amarrar o cadarço pode ter sem o mínimo esforço, uma 9mm, ou uma Desert Eagle .50, ou ambas, por ex, e o otário do praça (vamos institucionalizar "o" praça, já que existe agora, soldada, caba, coronela, comandanta, cortesia da jumenta da ex presidenta) mesmo de carreira, antes dos 10 anos (estágio probatório, tempo para os nobres oficiais poderem pegar o malandro dando golpe e mandá-lo embora...já os Of...6 meses, né...?) nem arma de chumbinho....só no EB mesmo.

Anônimo disse...

Quanto a questão da imagem dos QE diante dos Sargentos de carreira, a conheço de longa data, desde 1988, quando entrei na força.
Todos nos, quando solicitamos o primeiro engajamento, sabia-mos muito bem das regras do jogo. ESTOU QAO e sem muito bem como sou visto por oficiais de carreira e mesmo pelos limitados oficiais temporários. Mas nunca me enganei, prestei concurso para ser Sargento e fui promovido a QAO, independente de minha vontade, mas por mérito, JÁ previsto quando realizei o concurso para ESA, era previsto a ascençao, pelo próprio concurso, a promoção á QAO. Então não me considero oficial, mas ESTOU OFICIAL. Então é totalmente compreensivo que um recruta que não prestou concurso público, fez apenas um curso de cabo, onde foi exigido ( se foi) apenas um teste de nível fundamental, alcançe promoção a 2º sargento sem mérito, e apenas por processo legislativo, sem interesse e sem o devido reconhecimento da instituição, que o teve que fazer por imposição de tapetão criado por civis que nada entendem de Exercito e com certeza também desconhecem que os QE, já tinham anteriormente sidos beneficiados pelo EB com estabilidade ( proibida pela constituição ), com promoção sem curso e sem mérito. Pelos menos neste caso somos concursados, como legalmente previsto e amparados por legislação que previam a ascencao ao oficialato e agora com o concurso e devido curso de habilitação, ESTAMOS oficial por mérito, de fato e de direito, muito diferente do quadro citado acima e corretamente já extinto...

Anônimo disse...

Divulguem nos grupos do Whatsapp do quartel.

Anônimo disse...

Os interessados que se mexam e não fiquem como sempre esperando pelos outros se mobilizarem. Como tem preguiçoso no nosso meio. Só reclamam.

3 Sgt 2013 PQDT disse...

Acho engraçado alguns pontos que irei frisá-los com os companheiros praças aqui:

1) O CMP não dá o registro para 3sgt nem para 2sgt terem em casa uma .22 desmontada sem carregador;
2) Quando estou na GDA, tenho que defender meu país com o sacrifício da própria vida, mas se estiver em casa entrar o vagabundo, ah foda-se!
3) Sou cobrado como adulto e tratado como criança; e
4) Depois que papiro sou errado ainda na Força, mas quando me formei em direito - final 2016 - e comecei a orientar o CMT quanto a um golpista SD EV que queria processar a força e o advogadozinho dele não saia de dentro do quartel dando dor de cabeça ao comando, queriam-me colocar na assessoria jurídica, mas não! Lugar de 3sgt é na GDA, nem sei o porquê estou comentando agora, já que na visão das praças antigas eu teria que estar na GDA agora mesmo né?

É isso aí, show de bola, excepcional! Lá no Tribunal Regional Eleitoral de SE, quando assumir em breve, irei tirar o porte e ter uma Glock g22 pois terei "maney" $$$ para mantê-la, não esquecendo, também, que irei pagar saltos livres, já que na BDA INF PQDT para fazer o Salto Livre Operacional (SLOP) tem que ser peixada ou uma menininha bonitinha do Destacamento de Saúde.

Chega de MP 2.215, chega de soldão de 1990, chega de futuras perspectivas de melhoras, chega!

Esse é meu ponto de vista, quem não concordar para mim está errado 2x.

Anônimo disse...

Parem de reclamarem todos os dias e procurem agir.

Anônimo disse...

A assessoria do Exercito no senado votará contra, como sempre fez.

Anônimo disse...

Anônimo de 7 de março de 2017 09:38, eu também sempre tive porte, desde 3º Sgt (sou ST), mas sempre autorizado pelo meu comandante. Isto significa que para nós o porte não é um direito, mas uma concessão, que pode ser revogada a qualquer momento.

Anônimo de 7 de março de 2017 09:43, concordo com você, se você não quer uma arma de fogo, seja pelo motivo que for, essa decisão deve ser exclusivamente SUA, e não o ESTADO decidir por você. Subentende-se que o militar sabe manusear uma arma (quem acha que não, peça para sair da escala de serviço), não tem antecedentes por crimes violentos (se tiver, deveria ter sido excluído da Força) nem problemas psicológicos (a não ser que esteja afastado para tratamento ou reformado).

MESSIAS DIAS disse...

Perdeu uma boa oportunidade de se manifestar pedindo união e não desavenças.
Também tiveram tantos oficiais que fizeram AMAN por ter feito CPOR, sem concurso.
Tantos funcionários públicos que não fizeram concurso e aí estão.

Agora só pensamos em desfazer dos níveis ou graduações inferiores.

Triste realidade.

Essa 93 disse...

Kkkkkkkkk melhor piada do dia

Anônimo disse...

Pela primeira vez pensei em escrever algo sobre os QE. Vejo aqui muitos concursados que nem mesmo se respeitam! Existem excelentes militares que concursados seguem com aptidão e exemplos diários e outros que só estão sargentos (mas que nem por isso deixam de ter seu mérito). Assim, como existem excelentes Sgt QE e outros que só estão de passagem, mas em ambos os casos não devemos julgá-los. Não é a realização de uma prova que determina o valor que esse militar tem mais sua dignidade, lealdade para com seus pares, subordinados e superiores (aqui entenda também Instituição). Vocês dizem muito sobre mérito, será que todos o tem para seguir na carreira. Não seremos melhor se não respeitamos os soldados que incorporam, se não respeitamos as histórias e dificuldade de cada pessoa. Vendo vários comentários perco a esperança em um dia sermos unidos. Continuará existindo: soldados, cabos, sargentos, subtenentes e oficiais, pois como em qualquer profissão existe a necessidade da hierarquia, mas, contudo, que não se perca uma característica .... o respeito.

Anônimo disse...

Esse é o resultado de décadas sendo cuidados por babás. Nas polícias, o cadete recebe porte e armamento ao final do primeiro ano.

Jccark Carvalho disse...

As Praças precisam trazer pra si a responsabilidade pela gestão e decisões da sua Carreira nas FFAA, ai incluído (Carreira, Porte de Armas "já previsto mas dificilmente concedido pelos oficiais, participação nas decisões dos conselhos de disciplina, participação nas comissões de promoção e movimentação e etc. Infelizmente os oficiais não são "pares" das Praças, e os próprios oficias fazem questão de deixar isso claro.

Anônimo disse...

Cópia o link e manda irmão

Anônimo disse...

ao anonimo de cima , milhares de pessoas morrem baleadas por ano no brasil ,e olha , somos desarmados , que coincidencia ne . Qualquer um pode ser morto , mas e melhor a familia do bandido chorar do que a nossa , proibam as facas tambem , um medico foi morto um tempo atras no Rj enquanto pedalava

Anônimo disse...

Impressionante como existem mágoas ou questões mal resolvidas entre os QE e os Sgt de carreira, talvez algumas sessões em um bom consultório (pode ser através do FUSEx) resoveriam um pouco estas questões. O cara levantou um assunto extremamente pertinente sobre o porte de arma e desviaram totalmente o foco com um assunto que não vai levar ninguém a lugar nenhum, só expõe mais nossa fragilidade e nosso despreparo, assim só aumentamos a "manada" de "gado fardado", ainda podemos acrescentar que "O gado é magro, manso, burro e se curva com facilidade", façam-me o favor.

Anônimo disse...

Prezados anônimos! Tenho orgulho pela profissão que exerço e por ser Sgt do Quadro Especial. Tive a oportunidade de prestar concurso, não tive êxito. Deus sabe eu, é claro da responsabilidade e dedicação que tenho nas funções que desempenho. Mal profissional tem em todos os círculos e quadros, não me nivelo por baixo e não faço e permito fazer comparações. Nem os pais devem fazer comparações entre filhos. Os descontentes com as nossas promoções devem ir até o Cmt do Exército e expressar suas mágoas ou ficarão adquirindo úlceras, gastrites. Procuramos sim, melhorar nossa carreira, todos os QEs trabalham em funções estratégicas, por todos os setores do EB, graças a Deus cumpro minha missão com zelo, pois trabalhos em Set Fin e sou bem pago para desempenhar minhas atividades. Esse assunto nunca encerrará de acordo com a revolta de determinados colegas de Escola. Então fica meu fraterno abraço e para encerrar vos digo que tenho uma imensidão de amigos colegas oriundos de Escola.

Se quiserem se identificar para comentar isso é louvável. Eu o fiz.

Engenharia, ao braço! Firme

Cláudio Mattos - 2ºSgt QE - Praça 1988.

Anônimo disse...

Um absurdo mesmo os Subtenentes e sargentos nao poderem portar arma, profissionais de linha de frente das FFAA, ficar dependendo de um terceiro, de poder discricionario de um comandante (que vai com a cara ou nao vai com a cara do cidadao).
Sou oficial superior e sempre fui contra esses negocio de o porte de arma dos sargentos depender do humor de comandante.
Somos ou nao somos profissionais das armas???
Um anonimo acima disse que é sargento sempre teve porte de arma e quem nao tem , é porque nao tem "perfil" para andar armado. Meu caro, se é militar que arque com as responsabilidades, se fez besteira com arma, que aguente as consequencias. Nao está na ativa? tira serviço armado? vai para missoes armado? então por que não pode ter porte de arma?
Os Soldados e cabos das policias militares podem portar arma 24 horas por dia, 7 dias da semana e um sargento e subtenente do EB nao pode...
Já nao basta o salario muitas vezes estar pior que o das PM, ainda são menosprezados no porte de arma....
Como diz o Boris Casoi: ISTO È UMA VERGONHA!

keko marques disse...

Perfeito comentário. Nada pessoal com os QEs, mas ganhar no taPTão as promoções, e querer chegar a ST, é um tapa na moralidade do serviço público.

Anônimo disse...

Seu ponto de vista está corretíssimo irmão! Nenhuma mentira em suas palavras!

Anônimo disse...

Porte de arma diferenciado para Of e Praças... enquanto um Of de 21 anos que mal saiu das tetas da mãe recebe a carta patente e faz jus ao porte de arma (no caso Of CPOR/NPOR), praça só com 10 nos de sv (com idade de 28, 29 anos para cima, sendo que por lei federal é a partir dos 25), ou seja, estabilizado!!! Se esse projeto de lei for aprovado, vai ser muito bom para aqueles que desejam portar para defender sua família e patrimônio! E vai ter muito Of Sup subindo pelas paredes por conta disso!!!

Anônimo disse...

Perfeito. Quanto ao porte, não liberam para nenhum civil. Quanto à Glock, esqueça. Graças ao chorume do Colog, não está autorizada nenhuma importação de arma de fogo, nem em calibre permitido. Parabéns pela aprovação. Tchau Inf Sampaio

Anônimo disse...

Tc inf Sampaio*

MESSIAS DIAS disse...

Keko,

Com todo o respeito...

Deixe os QE em paz.

Vamos nos esforçar com o porte de arma

Anônimo disse...

Credo. Já recebemos até o segundo auxilio fardamento depois da promoção, e ainda tem leão de alojamento com dor de cotovelo. Pessoal isso não faz bem, vão viver dos méritos dos senhores que estudaram, prestaram concursos públicos, foram promovidos a QAO por méritos, deixem nós, semi-analfabetos curtir nossa promoção, mesmo que seja no tapetão, afinal, não prejudicadmos ninguém, muito menos pedimos algo a alguém, não ocupamos vaga de ninguém, a não ser alguns que ficaram pra trás pelo interticio ser 4 anos. Mas de resto tudo legal. Deixem isso de lado e vamos falar sobre o tema da publicação. Sou QE, e tenho pistola com o devido porte, portanto acho que quem não tem ou é pq não quer, não tem condições psicológicas pra ter ou, não tem condições de comprar. Simples assim.

Anônimo disse...

O Messias já está ficando chato com essa babação encima do ovo dos QE. QE acabou mermão, é anticonstitucional, os que aí estão estão foram promovidos a 2° Sgt sem CFS, sem mérito, no grito, no tapa e nas conspirações políticas com gente do meio político de pouco ou nenhum caráter. Messias, se você quer voto, mude o foco, os QE e Kelma só estão interessados nos seus umbigos, não vão conseguir nada de proveitoso para o todo, e nem você Messias.

Anônimo disse...

Não tenho direito a porte de arma pq sou doido.

Anônimo disse...

Quero ver a aprovação de um salário digno!!!

Anônimo disse...

Anônimo 7 de março de 2017 09:38, mas quem dá credibilidade a oficial para, por ser oficial, ter em lei o porte de arma? A questão aqui é a limitação que impõem aos praças de poder ter porte de arma, dependendo de um comandante que na maioria das vezes não sabe nem quem é seu subordinado. Outra coisa, quando é para adquirir a arma, eles não filtram os praças graduados, mas na hora do porte de arma, sim. Eu mesmo tenho arma mas, desde que fui para a reserva, não renovei meu porte. E se alguém tentar invadir minha residência vai entrar no aço mesmo. E como foi dito aqui no blog, boa observação por sinal: um soldado da PM inexperiente já tem o porte de arma, porém um Suboficial, um Subtenente ou um Sargento das FFAA não o tem, a não ser que tenha a sorte de o comando "quebrar o galho". É realmente uma vergonha!!!

Anônimo disse...

Este programa foi ao ar na TV BANDEIRANTES há
quase 9 anos atrás.Ele é muito atual e o tempo urge!
https://www.youtube.com/watch?v=I4PQ0A4dRbM

MESSIAS DIAS disse...

Respeito a sua opinião.

O que acho importante é deixar esse revanchismo contra "a" ou "b".

Tem muita coisa importante a se lutar para a melhoria de vida dos militares.

Lhe sugiro:

"PERSISTÊNCIA CRIATIVA e ESFORÇO INTELIGENTE".

PENSE NISSO!

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=5dXszYuZnJs

Este video acima é a realidade. Os sargentos QE são diferenciados e com certeza merecem chegarem a Subtenentes. Os qao também não são considerados oficiais por quem fez AMAN. Tudo vaidade meus irmãos de farda. Isto tudo termina dentro de uma sepultura ou em cinzas no crematório. Praças sejam unidos. Sou filho de Praça e toda vida escutei meu saudoso Pai falar: "a arma que mata praça tem divisa no cano." Muitos oficiais entraram por sorte, naquela época o filho de militar tinha vaga em CM (internato), tinha vaga certa para ESPCEX. Depois o concurso era separado para quem era de CM, conheço um Major gente muito boa ele mesmo me fala, que é Oficial por acaso, visto que sua nota foi 3.8 no concurso interno para ESPCEX. Nos anos 70 quem era 01 do NPOR e CPOR tinha vaga certa na AMAN. A vida é uma passagem. Assistam o video e fiquem alegres.

Anônimo disse...

Os Sgt QE vão chegar a Subtenentes. Comentários que as turmas de Sgt da ESA de 96 e 97 serão "congeladas" até que eles cursem o CAS em EAD. Depois sim todos vão juntos até Sub. Igual a turma do CFS 92 e 93 nos zap zap circulam que serão "congelados" até o pessoal de 86, 87, 88, 89, 90, 91 que estão atrasados sejam promovidos a QAO. Também comentam que vai sair uma nova IG de PNR e esta vai determinar um tempo para cada um permanecer em PNR e vai proibir quem possui imóvel ocupar PNR, Sgt QE vai ter um percentual por OM que poderá ocupar PNR. Tem guarnição que 100% dos PNR são ocupados por Sgt QE e eles não tem opção de pedir movimentação e ficam até a reserva. Tem local que muitos QAO nos PNR de praça, visto que eles foram promovidos a qao e tem que ficar aguardando pnr de Oficial. Acho injusto oq uem alguns fazem o camarada tem imovel aluga para outro militar ocupa pnr e com o dinheiro do aluguel para o financiamento de outro imóvel que também é alugado para outro militar, não acho justo. Tem que voltar o auxilio moradia e aqueles termos que o camarada assinava e reconhecia firma em cartório que não possui imovel para ocupar pnr. Tudo bizú de zap zap, vamos ver se concretiza.

Anônimo disse...

Este é o cara

https://www.youtube.com/watch?v=5dXszYuZnJs

Anônimo disse...

Estamos em 2017 e a mentalidade pobre dE alguns Praças é a mesma,Esse lenga-lenga como se a promoção do QEs tivesse atrapalhado a vida dos sargentos concursados.Os QEs estabilizaram prq havia arcabouço jurídico p isso,havia previsão legal, alías a estabilidade no funcionalismo público a nível Estadual e Federal deu-se sem concurso em dezenas de categorias,níveis e cargos, das PMs (onde o Quadro Especial chegou a ST e os R2s ao posto de Coronel) até as Universidades FEDERAIS, na própria Polícia Federal; DO INCRA ao IBAMA, milhares de funcionários estabizaram sem concurso, mas é só no Exército que vejo esse ranço. A constituição previu em 1998, no entanto a estabilidade pós constituinte não foi a revelia devido a previsão e do Direito adquirido, para compreender é necessário saber o que é o - ESPÍRITO DA ÉPOCA VIVIDA !!! Infelizmente o Comando do EB cochilou e não soube aproveitar o potencial dos QES, errou feio pois deveria ter-los especializado mediante exigência de provas internas e assim habilitar os mais aptos!!! Errou nesse sentido no entanto anônimo de 7 de março de 2017 10:01, os QEs pertencem ao Exército ( MATERIAL CARGA DO EB ), fazem parte da história e da evolução da FORÇA, por isso EVOLUA E DEIXE DE SER POBRE ESPIRITUALMENTE!! Tenho PAF de Calibre restrito ( 9mm), solicitei e o Comando autorizou sem nenhum problema.

Anônimo disse...

Mais do que justo o direito de militares graduados das FFAA possuírem porte de arma. Não falo isso como militar, mas como cidadão brasileiro que vive num país violento e possui o legítimo direito de se defender, ou pelo menos, de ter esta chance. Quanto ao 3ºSGT PQDT 2013,parabéns garoto! Tenho colegas que conquistaram objetivos semelhantes ao seu como 2º,1ºSGT e até Suboficial. Aproveite este momento e saboreie a sua vitória com gosto. Não se esqueça dos que te apoiaram e o ajudaram de alguma forma a atingir o seu objetivo, seja dentro ou fora do quartel. Felicidades !!!

Anônimo disse...

Não, não, não, militar nível Mobral. Essa manifestação é simplesmente para juntar um milhão de néscios para aparecer a noite na globo, falando que os muares estão apoiando a reforma da previdencia. Não esqueça que você está dentro. Vamos se informar direito e não seja massa de manobra.

Anônimo disse...

Já votei e já divulguei pelo WhatsApp, inclusive aos amigos civis, torço para que consiga o mínimo necessário.

Sgt Cav/97

Anônimo disse...

Praças, espalhem, unam-se, votem!

2ºsgt silva dias/ 1ºrcc disse...

meu Deus!quanta revolta contra o QE,mas nenhum tem coragem para correr atras de melhorias para sua própria carreira.não sabem o que passamos por ter buscado essa promoção,eu só tenho que agradecer a Deus por ter me permitido participar junto aos outros cinco militares desse processo.

Anônimo disse...

Sou de carreira e concordo com o Sr Cláudio Mattos - 2º Sgt QE - Praça 1988

Recebemos uma aula dos Sgt QE e ainda não aprendemos.

Anônimo disse...

O assunto do post é sobre porte de arma para praças, não entendo o motivo de ficarmos aqui debatendo a questão dos sargentos QE. É outra questão totalmente diferente. Somos todos praças, ou nos unimos em busca de algum direito que pretendemos, ou vamos ficar nos dividindo, cabos e soldados contra sargentos, sargentos QE contra sargentos de escola, subtenentes contra sargentos, cabos contra soldados, sargentos de arma contra sargentos de serviços, sargentos de carreira contra sargentos temporários. Discussões totalmente infrutíferas. Já estamos todos em um barco furado, parem de querer fazer ainda mais furos, pois já temos os oficiais para fazer esse papel.

Anônimo disse...

O pessoal que fez ESA estão "malucos" com a "q e zada". Os caras vão sair 1º sgt e ainda conseguiram. Igual os oficiais de AMAN ralam muito que quando chegam na tropa encontram o médico e dentista do quartel no ar acondicionado, unha lustrada, carrão quitado estacionado e quando da o toque lá se vão para o segundo trabalho e os faca na caveira em volta de recruta.kkkkkkkkkkk. Tudo opção de escolha, escolham o certo para viver na tranquilidade

Anônimo disse...

O que vale é a competência. Isto esta comprovado. A prova esta promoção dos Oficiais Generais. Nem todos que são "cabeça de turma" ou Marechal Hermes estão sendo promovidos a General. Exemplo: As vezes o 02 não sai mais o 40 da turma sai. Sou a favor dos Sgt QE. Tem muito QE que coloca o pessoal de carreira lá atrás em profissionalismo. Observo a garotada de ESA e AMAN desanimados e querendo sair fora, só falam em auditor da receita. Desculpe o termo que vou citar: na formatura o Cmt Esqd pediu voluntários para formar a equipe de orientação e próximo de mim um "sgt lobinho" com dois anos de formado, resmungou: tô fora "quem corre no mato é viado", referindo-se ao animal viado, porém em tom de deboche. Este mesmo lobinho 17h esta no portão com seu golf esperando o toque para ir a universidade

Anônimo disse...

Que porte de arma o que? Eu quero e aumento to esperando osso maior tempao pra comprar minha cr- v.deixa arma pros policias e a ostentacao conosco...kkk já imaginou passar ma prainha rj. de cr- v e as prima perdendo a linha????ou vc quer ter uma 40 na cintura num carro velho caçando vagabundagem??? Pelo amor de Deus ne? Não quero ser Rambo e sim um brad Pitt kkkkk

Anônimo disse...

Não é desunião... To tentando lembrar de uma pesquisa feita aqui no proprio Blog do Montedo, que em poucos dias teve uma adesão recorde e o senado tirou da pauta.... eram 20,000 abaixo-assinados e em poucos dias passamos da casa de centena de milhar... Quando nos unimos sempre aparece alguém para jogar um balde de água fria..

Anônimo disse...

ja estou indo na poupex renovar o FAM simples vou financiar um PT 380 em 60x

Anônimo disse...

O Fiscal Administrativo do local que eu trabalho me passou junto com o Termo de Ocupação e de Vistoria, um termo em que declarei não possuir imóvel na guarnição. Acho muito justo este ato. PNR é para atender quem não tem imóvel.

Anônimo disse...

eu também!!!

Anônimo disse...

Pessoal. Muito interessante essa matéria sobre o PORTE DE ARMA (instituído) para os Praças. Vejo que, sendo eu PRAÇA, tenho na minha ARMA e PORTE. A Lei 6880, já permite isso. Com a mudança seria menos burocrático, simplesmente.
Mas NÃO poderia deixar de falar sobre o Quadro Especial do Exército Brasileiro, digo, INSTITUÍDO POR LEI, como os demais seguimentos das FFAA. Lembro que a união faz a força e não a FORCA.

Altevir Stall disse...

Senhores! Diante de milhares de "LEÕES DE ALOJAMENTO", 20.000 adesões na proposta legislativa do Senado, se torna insignificante. Com este apelo do Montedo, já devia estar com as 20.000 adesões necessárias. Senhores, apenas 500 assinaram depois do apelo do Montedo. São os pessimistas de plantão.....assinar porque, não vai dar certo, os generais são contra, dentre outras! São os chorões que não movem uma palha em favor de seus interesses.

Anônimo disse...

Sou a favor da isonomia total de direitos bas FAs, exceto aos soldos, conforme prevê a constituição Federal! Vergonha esse nosso EB colonial!

Anônimo disse...

Pessoal existe um comentário também rolando no zap zap que vão congelar as turmas da AMAN a partir de 2005 para promover junto com os capitães QAO ao posto de major. É comentário do zap zap, vamos ver se concretiza.


P.S.: também acredito em coelhinho da páscoa e em dezembro último "dei o golpe" e não dormi para flagrar o Papai Noel entrando em casa. E realmente o flagrei!!!

Anônimo disse...

Realmente nós militares não sabemos o que queremos. No atual quadro de nossa situação se preocupar com o porte de armas!! Sinceramente, mais um motivo para eu me frustrar com essa profissão.

Anônimo disse...

Meus amigos, armas no meio militar são instrumentos de imposição da vontade da nação e devem ser usada apenas dentro do quartel e cumprir missão para o país. É para isso que elas servem.
No mundo civil, elas só servem para impor da vontade individual e tornar a vida desgraçada, através da tentativa ou intimidação pela morte.
Para que vocês querem arma no mundo civil? Para impor a sua vontade sobre o outro, ou para ser herói ou justiceiro?
O problema é que estamos contaminados pela propaganda infantil norte-americana de mocinho e bandido.
Há a fantasia de que, com arma na mão, vai fazer justiça matando bandido e defendendo a família. Essa não é a realidade.
A arma atrai a violência para dentro de casa e dá poder aos fracos. Quanto mais armas no mundo civil, mais cidadãos serão mortos através por tiros. Inventei? Procurem estatística recentes e comprovem.

Anônimo disse...

Vc sabia !!!!

===> Links no GOOGLE sobre o Montepio da Familia Militar

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&rlz=1C1AVSX_enBR456BR487&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=montepio+militar&*
...............
No caso específico dos militares, desde os primórdios das Forças Armadas no Brasil, os militares, enquanto vivessem, recolhiam contribuições voluntárias, quer tivessem filhas ou não, para beneficiar a viúva e as filhas em caso de seus falecimentos. Esse sistema era chamado de Montepio Militar. (12 de out de 2016)

Anônimo disse...

Também mostrou o amparo legal para fazer isso?

Anônimo disse...

Acorda , irmão ! com o salário que ganhamos não consigo nem comprar um Fiat uno sem me arrebentar , imagine uma cr-V , fanfarrão kkkk
St desmotivado

Anônimo disse...

Boa tarde sou sgt QE e não tenho dúvidas de que EB é um só,se aqui estamos até hj é por profissionalismo e por ter provado cada ano de engajamento quem somos,aviso que falta no máximo 5 anos para terminar o QE, pois a última turma é de 1992, ai senhores o EB vai ter que se virar com os militares de carreira que qd chegam a determinadas OM , já estão pensando na próxima transferência,então fiquem tranquilos que as OMs não terão mais os QEs para manter elas, estará entregues aos sgts de carreiras que já chegam de costa, qt ao porte já votei , vai vc tb sgt de carreira faça sua parte e deixa de se preocupar com os QEs.Afinal não descontaram nenhum centavo do seu salário para poder promover os QEs, se preocupe com os seus pontos para sair QAO ,não me arrependo de ter dado meu suor pelo EB, e não deve nada a vcs senhores sgt de carreira.estou a um passo da reserva.

Anônimo disse...

"Desculpe o termo que vou citar: na formatura o Cmt Esqd pediu voluntários para formar a equipe de orientação e próximo de mim um "sgt lobinho" com dois anos de formado, resmungou: tô fora "quem corre no mato é viado", referindo-se ao animal viado, porém em tom de deboche. Este mesmo lobinho 17h esta no portão com seu golf esperando o toque para ir a universidade"

eu sou assim também kkkkkkk

ficar depois das 17 horas nada, não ganho hora extra, esquema é sair de golfão mesmo e ralar o pé pra casa papirar kkkkkkkkk

eb só trampolim senhores

3 sgt pica fumo.

Anônimo disse...

FO + gaivota azul

Anônimo disse...

Kkkkkkkkk velho e moderno

Essa 93 disse...

Definiu bem o que é o militar do exército, anônimo das 22:23

Essa 93 disse...

Faca na caveira???KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK só rindo...

Essa 93 disse...

Perfeito seu comentário.

Anônimo disse...

Esse post é somente para ST SG, coloca outra coisa aí.

Anônimo disse...

Eu não quero ter porte de arma. Quero ter segurança nas ruas, certeza de que minha família não vai ser sequestrada e executada. Quero ser tratado com respeito pelo governo e não servir de "exemplo" toda vez que alguém pensa em tirar direitos de alguma categoria. O governo jamais fará, mesmo que diga o contrário, qualquer ação para evitar que se pague fortunas a parlamentares e seus suplentes por exercerem cargos relâmpagos, causando uma sangria constante de verbas. Essa estória de porte de arma é só cortina de fumaça. Tem coisa bem pior acontecendo pelas costas dos militares e todos serão vítimas e co-responsáveis pelos problemas nacionais.

Anônimo disse...

Sou a favor do porte de armas para praças sim , mas somente os praças a partir de 3°sgt que tenham cursado a EsSA , pois estes sim são preparados psicológica , técnica e intelectualmente para portar uma arma de fogo .
Sgt 2013 wanderson

Anônimo disse...

Senhores o ASSUNTO é PORTE DE ARMA:

SIM ou NÃO

Vamos votar pessoal.

Toda esse blá blá blá, só leva a um caminho. R E S E R V A. E eu já estou a 10 meses. Construam amizades, vão precisar e MUITO. Todo Sgt é PRAÇA. O resto é QMS (Inf, Eng, Art, MB, Com, QE, Mus....etc e aja QMS), cada um com a sua formação, cada qual com a sua finalidade, sendo que, a QMS mais importante é a UNIÃO, sem essa não haverá vitória.
Abraço a todos da RESERVA PRO-ATIVA, que está esperando VOCÊ, leão de alojamento.

Anônimo disse...

Anônimo 8 de março de 2017 09:47, se não fosse minha arma eu não estaria aqui escrevendo agora. Arma realmente deve ter quem se garante e sabe usá-la, "sem chamá-la de excelência". Certas pessoas, talvez seja o seu caso, não tem mesmo condição de possuir uma arma, mas eu agradeço pela minha que me salvou de um assalto em frente a minha casa quando saía com meu carro, livrei-me de 4 bandidinhos, não precisei matar ninguém, pois fugiram após a troca de tiros. Depois, no quartel, pessoas do seu tipo ficaram me tachando de " bam bam", como se eu fosse algum herói. Para mim, foi apenas uma atitude normal em defesa da minha vida. Portanto, se você não se garante, pelo menos não atrapalhe as outras pessoas. Até porque, quando ocorre alguma coisa na rua onde um militar mora, o vizinho fica cobrando atitudes desse militar.

Anônimo disse...

Anônimo, 8 de março de 2017 09:47, você citou uma historinha bem antiga, hein! Mocinho e bandido é uma situação bem retrógrada, do tempo que nós não tínhamos tantos bandidos nem tantos crimes. Você deve ser daqueles que acham que, hoje em dia, ainda se espanta bandido com vassoura. Os tempos mudaram, meu caro! Então o PM e o policial civil também, fora do trabalho, não podem ter arma. Aí é o que o bandido quer! Você é bandido? Ou é outra coisa?

Anônimo disse...

PNR é para todos, principalmente quem tem dependentes. Tem gente q torra o dinheiro na saca e em carros caros e outros q investem num imóvel. Daí vem dizer q não é justo?

Anônimo disse...

Não tem amparo legal, nem poder discricionário nesse abuso de autoridade.
Cada um investe o R$ no que achar melhor. Carro Zero, praias ou CASA.
E o Bizu ir morar no PNR e alugar a casa. Pra mostrar aos papudos como se aplica o R$.
Pode restringir a ocupar, sem os dependentes. Tbm por não ter sido transferência habiloc.
Agora tu foi transferido, chegou aí comprou casa. Pode ocupar PNR. IG e NGA.
Hipo!

Anônimo disse...

Hum
Mais um papudo falando pelos comentários dos outros. ESTATÍSTICAS dos vermelhos.
Já vi ladrão se estercar ao ver a vítima maquinada tbm.
Segurança se faz com discrição sempre.
Vai procurar um clube de tiro e faça todos os cursos e depois vem gargantiar a SUA real opinião.
aço, chumbo e balaço !

Anônimo disse...

Cr-v 2009 35.000 kkkkk top

Anônimo disse...

Anônimo de 8 de março de 2017 09:47 - Defender a minha família não é fantasia. Concordo quando você diz que a arma dentro de casa dá poder aos fracos... mas lembre-se, se sua casa for invadida por um bandido ARMADO e você estiver DESARMADO, por mais que você se esforce na academia para ficar "marombado" o bandido será o FORTE e você o FRACO.

Anônimo disse...

http://www.blogdoricardopato.com.br/apos-atingir-o-triplo-de-votos-necessario-senado-vai-colocar-o-fim-do-desarmamento-para-discussao/

Anônimo disse...

De acordo com o anônimo de 8 de março de 2017 19:27, só é capaz de ter um porte de arma quem é "3°sgt que tenham cursado a EsSA".
Então quem é sargento das outras forças, não teriam esse direito e não seriam preparados psicológica , técnica e intelectualmente para portar uma arma de fogo?
Perguntar não ofende.

Anônimo disse...

Militar não precisa porte de arma, na verdade ele precisa é de um excelente salário para manter a sua família com dignidade, um salário que lhe permita ter uma moradia, um meio de transporte e que possa dar o mínimo de lazer para a sua família.
Quem tiver sua arma que se desfaça dela, pois arma só traz desgraça, inclusive no meio familiar, como vários exemplos que temos por ai.
A arma de que mais precisamos é DEUS na nossa vida !

Anônimo disse...

Antes que confundam, sou a mesma figura das 9:47h, dia 08/08.
Os militares não são melhores que ninguém para terem armas (na vida civil). Temos de ter consciência que as usamos nas FFAA para defender a nação e...só. Nenhum profissional público tem de levar a sua ferramenta de trabalho (arma) para casa (vida particular).
Quer ter arma em casa, corre atrás do prejuízo tal qual um comum, porque somos comuns ao sair do quartel.
Quer ser melhor cidadão, procure ser caridoso, em vez de procurar aumentar a violência pensando só em si.
O problema da violência é devido à desigualdade social e da pobreza (baixo idh). Onde há segregação, há violência. O que ocorre no Brasil é o aumento das distâncias entre os ricos e o pobres, assim como o empobrecimento da população. Portanto, o aumento da quantidade de armas na sociedade só vai catalisar o que já existe, é como jogar "gasolina para apagar o fogo".
Antes que pensem que sou bonzinho, em minha opinião somente os quartéis da FFAA deveriam ser autorizados a usar armamento, ninguém mais. Sou tão radical, que nem os PMs deveriam ter essa autorização. Armas deveria ser assunto apenas de FFAA, com tolerância ZERO na sociedade civil.
Ninguém deveria portar armas, deveria ser considerado crime gravíssimo, com varredura total da região onde tivesse indícios do seu uso. Pena morte para quem fosse pego? Talvez, a sociedade decide. Não faz diferença, dane-se aqueles que tivessem o porte.
Aí, sim, com tolerância zero para o uso de armas, poderíamos construir uma sociedade livre da violência gratuita, como ocorre hoje devido a banalização do uso de armas no mundo civil.



Anônimo disse...

Não apóio, sou contra. Não tenho direito a porte de arma, além disso sou contra. Militar bebe e fica "marrento", isso é um perigo para a sociedade. Tira essa matéria logo daí, Montedo.

Anônimo disse...

Esses caras que fazem comentários gigantescos são mesmo sem noção.

Unknown disse...

Sonhador

Essa 93 disse...

Lixo

Unknown disse...

O psicotécnico da PM de Minas costuma reprovar bastante candidatos, as vezes chegando a reprovar mais da metade dos candidatos que foram aprovados em todas as outras fases do concurso. O psicotécnico da PM de Minas reprova tanto que por muitas vezes não é possível completar o número de vagas do curso de formação com candidatos aptos, muito rigoroso, tendo em vista um concurso que quando exigia nivel médio ultrapassava 100 mil inscritos.

Anônimo disse...

anônimo 7 de março de 2017 19:47 "Tudo bizú de zap zap, vamos ver se concretiza."

De boa, conselho de parceria...pega os "bizú" de zap e multiplica por -1. Em 99% dos casos é o que acontece.

Anônimo disse...

Montedo Urgente - Turma de 96 mais uma vez prejudicada ! Em 2003 a turma de 96 entro no QA e a 1a Leva da turma promovida e misteriosamente o restante dos militares que ja tinham interticio foram retiradis di QA..os primeiros colocados tem uma diferenca de 2 anis em relacao dos demais e agora diminuiram o nr de vagas para subtenentw.
MONTEDO PRECISAMIS DE UM POST ASSIM :TURMA DE 96 TEM O MAIOR INTERTICIO DO EXERCITO !!!# MIKITARES SOFRERAM COM PROMOCAO A 2SGT E AGORA COM REDUCAO DE VAGAS PARA SUBTENENTE !!!

Lopes disse...

Bom dia!
Existe dentro da caserna (leia EB) um SEPARATISMO, explico:
Oficiais da AMAN X Oficiais Temp; Sgt formados na ESA X Sgt formados em Bagé (pelo menos existia em outra época não muito distante); Sgt de Carreira X Sgt Temporários; Sgt de Carreira X Sgt QE e por último e um absurdo: Sgt Temporários X Sgt QE. Como uma classe assim vai ter "corpo"?
Seguiremos sendo "gado fardado", e nossos chefes continuarão "preocupados" . Para finalizar, incorporei em 1981 (estou na reserva rem) e a vida inteira escutei essa expressão: "NOSSOS CHEFES ESTÃO PREOCUPADOS".

Anônimo disse...

Meu camarada vc é um alienado, eu sou praça tenho a minha arma uso ela no estande para treinar e estar sempre apto a manusear quando necessário. Vc se for militar deve ser aquele que quando vai fazer o TAT, não tem a mínima habilidade com o armamento.

Anônimo disse...

Anônimo 9 de março de 2017 13:32, que utopia! Até guardas municipais já têm porte de arma. Daqui a pouco, até escoteiros.

Anônimo disse...

Sou 1 Sgt de 96 e concordo em congelar minha turma para esperar os QE serem promovidos a 1 sgt e depois a Sten, sendo que para promocao a Sten os QEN devem ter sempre metade do tempo dos de carreira. Otimo assim teriamos justiça !!! Alem disso o fim da EsSA porque de que adianta prestar concurso para um EJA seja promovido a Subtenente sem Cas e sem curso algum...Faça me o favor !!!

Anônimo disse...

Quando chega um DIEx pedindo militar de carreira !
Se for boca podre o QE fala que não é de carreira, mas...
Se for PNR, VAGA NO CM ele automaticamente enche o peito e fala que é de carreira.
Agora vai vc colocar um 3sgt QE pra ser Guia de TFM ...o bichinho se torce todo !
O 3Sgt de carreira nunca diz nao...sabe porque precisa estabilizar, conceito e tudo mais...

Meus amigos concordo em promoçao por merito...o certo é ter concurso interno !!!!
Outra coisa ...ja vi muito Cb da Gda bomzinho e que ao ser promovido a QE baixou porque nao queria tirar cmt da gda e por ai vai...

O culpado disso sao os oficiais qque ficam apadrinhando esses QE colocando debaixo da asa...sabe porque ? O sgt QE é velho e o de CARREIRA é uma ameaça para o Oficial...hoje dabe o que um Major falou pra mim que o Gari é Gari porque nao conseguiu ser algo melhor...ou seja...é tanto poder e egocentrismo desses caras que eles acham que a melhor coisa do mundo é ser Oficial...faça me o favor....
Respeito os QE mas como os oficiais..devemos respeitar a antigauidade e a carreira dos EsSA...e o objetivo em promover os QE a 2 sgt é a discordia !!! QE TEM QUE ME CHAMR DE SENHOR !!! Aqui nao é bagunça e eu nao fui para o recreio na sua escola com vc !!!
QE nao quer operar um sistema.
Nao sabe fazer exame de contracheque
Mas sabe sacar direitinho o dinheiro no 2 dia util.
QE pode fazer um levantamento a maioria baixado....

Essa 93 disse...

Você não age com a mesma prepotência desses oficiais pelo fato.único e exclusivo de não ser oficial. Se fosse, seria o mesmo ser arrogante que já demonstra ser como sargento de carreira. Já notou que todas essas atribuições que vc citou não tem quase importância nenhuma pra sociedade? Guarda?TFM?PNR? É melhor acabar com tudo isso que era pra ser um meio e acabou virando a atividade fim do EB. Apaguem a luz. A culpa de ser assim também é sua. Radioativo e infeliz comportamento

Anônimo disse...

Oi!!! Você aí do comentário de 10 de março de 2017 16:01.

Para de ser nojento animal.

QE é a QMS 5116.

Vamos lá: sentado 1, 2. E fica aí ouvindo um 2º Sgt oriundo do Quadro Especial falar.
Você com todo seu conhecimento deveria começar a respeitar os militares vindos de outras formações, NÃO te conheço, NÃO quero nem saber o seu NOME, eu digo-lhe: a EsSA ainda não é curso técnico, imagi se fosse.
Você deveria sentir vergonha de ficar insultando as outras formações.
Sou 2º Sgt da QMS 5116, possuo 02(DOIS) Cursos Superiores e tenho muito amigos vindo com formação da EsSA. O respeito não depende de formação, mas do CARÁTER do ser humano.
Você deveria colocar seu nome e OM, para os que te conhecem saibam de toda essa sua CAPACIDADE de trabalho e união, com certeza a sua FVM deve possuir somente "A".
Agora fica de pé e presta continência. Pede pra SAIR. Não esqueça a meia volta, "ANIMAL". E não fica resmungando. SOME.




Anônimo disse...

Meus caros, o ASSUNTO é Porte de Armaaaaaaaaaa.

Digo a vocês lobinhos, 3ºrinhos, lobinhos..... conheço muitos Cap QAO que nunca fizeram concurso e tão pouco foram pra EsSA, foram formados em OM de tropas desse nosso Brasil e nem por isso são discriminados. Lembro a vocês, estamos no Século XXI. Hoje com a promulgação da CF/88 e Lei complementar, exigi-se que para ingresso no Serviço Público, deva ser por meio de concurso.
Abraço a todos os Sgt QE, Sgt Inf, Sgt Int, Sgt Com, Sgt Tmpr, etc....Of QAO, que considero uns mestres.

Anônimo disse...

Boa noite camarada, lendo tuas palavras tão frequentes no dia a dia da caserna, me senti onrigado a procurar o comentário de 10 de março de 2017 16:01. Parabéns QE Quadro Especial, vocês sao "ESPECIAIS" e farão muita falta no EB em breve, todos os meses leio os Boletins da DCIPAS onde centenas de companheiros dessa formação especial partem para a Reserva Remunerada. Nos meus 28 anos de serviço aprendi muito com vocês e o "amanhã" há de confirmar minhas palavras: "voces farão muita falta no Exército de Caxias". Forte abraço. ...ESA 91 Turma Antonio João! !!!! Meu muito obrigado a todos os QEs do Brasil.

Anônimo disse...

Admito que sou encagaçado, mas o 3º sgt pqdt 2013 não se identifica por qual motivo? Está esperando tomar posse ? Entrou para o EB para fazer o que ? Embromar, acochambrar, dar golpes e mais golpes, prejudicando os outros ? Vai capinar um lote!

Unknown disse...

Estava lendo essa postagem a respeito do Porte de Arma para os Praças, primeiramente quero deixar claro que as RESTRIÇÕES impostas para que os Praças não possa ter o acesso a arma de fogo para sua defesa pessoal, está previsto na alínea "f" do Artigo 50 da Lei 6880/80, logo a proibição dos Praças a ter o Porte de Arma liberado em sua plenitude é algo interna corporis, nada haver com as restrições do Estatuto do Desarmamento, pois antes de existir a referida legislação havia grande dificuldades na liberação desse porte.Quem culpa os políticos disso ou daquilo, de uma vez por toda tem que parar de responsabilizar aqueles que jamais vão ter culpa de algo que somente ocorre dentro dos quarteis, para isso temos nossos chefes, diretores e comandantes.Quanto a capacidade de mobilização? Oficiais não corre pelo direito dos Praças, e Praças não lutam para melhor a situação do seu circulo( a arma que matou o praça tinha divisa no cano), Oficiais( da AMAN, oficiais do QAO não é oficial é um Praça melhorado)lutam pelo seu circulo.Portanto não existe capacidade de mobilização, a mobilização dos QEs de Santa Maria-RS rendeu a prisão dos seus lideres , todos do 1º RCC, foram presos no palanque por ordem do Comandante da 3ª DE, por ocasião das manifestações do apoio do Dep.Federal Paulo Pimenta pela causa das promoções desse segmento militar. Não existe cidadania para os Praças, escrevi isso na minha tese de dissertação na UFRGS(Universidade Federal do Rio Grande do Sul)com o titulo EXÉRCITO BRASILEIRO E O PARADOXO DA CIDADANIA NO AMBIENTE MILITAR, onde logrei existo com nota máxima:10. A cidadania é o pleno exercício dos direitos civis e políticos. OS militares gozam dos direitos políticos( votam e podem ser votados) quanto aos direitos civis, esses na sua grande maioria são tolhidos, tanto na questão trabalhista quanto nos direitos sociais e individuais, portanto não podemos colocar na mesma situação dos demais da sociedade. Considero grave erro considerar os militares(praças) como cidadão, classifico como semi-cidadãos. Atenciosamente, MENDES VISQUEIRA.

Anônimo disse...

Que fina educação possui o autor desse comentário; obtida no berço, no seio de de sua família e colocada em prática no EB. Mais um gênio perdido na Força por conta das armadilhas do Destino.

"Vamos lá: sentado 1, 2. E fica aí ouvindo um 2º Sgt oriundo do Quadro Especial falar.
Você com todo seu conhecimento deveria começar a respeitar os militares vindos de outras formações, NÃO te conheço, NÃO quero nem saber o seu NOME, eu digo-lhe: a EsSA ainda não é curso técnico, imagi se fosse.
Você deveria sentir vergonha de ficar insultando as outras formações.
Sou 2º Sgt da QMS 5116, possuo 02(DOIS) Cursos Superiores e tenho muito amigos vindo com formação da EsSA. O respeito não depende de formação, mas do CARÁTER do ser humano.
Você deveria colocar seu nome e OM, para os que te conhecem saibam de toda essa sua CAPACIDADE de trabalho e união, com certeza a sua FVM deve possuir somente "A".
Agora fica de pé e presta continência. Pede pra SAIR. Não esqueça a meia volta, "ANIMAL". E não fica resmungando. SOME."

Anônimo disse...

Esse bocaberta do dia 16 MAR 16:01 aparenta ser péssimo como pessoa e deve ser um profissional extremamente frustrado, além é claro de ser muito desinformado pois os QE desempenham todas as funções que qualquer outro Sargento em qualquer OM, a questão não está na gruaduação ou posto e sim na capacidade de cada um. Acompanhei tanto comentário infeliz aqui que chega a dar nojo, alguns imbecís criticam os QE e não os consideram como Sargentos, mas querem que sua formação na ESsA seja considerada como curso superior, incoerência total. Com todo o respeito vão cuidar de suas vidas, de suas famílias,de sua profissão e esqueçam dos QE, logo eles estarão fora do EB e só o tempo vai dizer se suas presenças foram importantes ou não para a Instituição.

Anônimo disse...

Atenção sargentada, esse ano tem concurso para PRF! Ótima oportunidade de pular fora desse barco furado! Não percam essa oportunidade!

2 Sgt 2008

3 sgt lobo novo e já cansado disse...

to nem aí pra QE não, quero só minha grana na conta e chegar em casa papirar pra ralar, foda-se os QEs

Deixem os caras assar carne no fds pessoal eu heim

Anônimo disse...

11 de março de 2017 09:22

identificando ou n quero o soldo dele no final do mes la no judiciario hehehe mais que o de um gen de divisão esse e o farol

me fala teu nome q quero olhar na tela preta do siappes qual OM tu serve

Anônimo disse...

o esquema é ser 3sgt cachorro louco

3 Sgt Pica Fumaçoooo 2013 disse...

A melhor coisa que tem é se fazer de tolo perto de alguém que se acha safo, faço muito isso aqui onde sirvo.


PRF? Voltar a estaca zero por causa de 5 mil reais a mais? Não, prefiro estudar para o Judiciário ou Auditor, concursos nos quais posso me planejar para viagens e nunca mais puxar hora em Natal/ano novo.


Vem no papai aqui lei 11.416 quero só voce regendo esta carcacinha de terceireba aqui.

Lúcio Marcos disse...

O cidadão é tão corajoso q se manifesta como anônimo.
Eu não vou polemizar, pois acho desnecessária está divisão, acho tão ridícula q dissidentes comentários.
Mas vale lembrar que vcs QAO, saem 2° Tenente por merecimento, as outras são por antiguidade ok? Não venha falar em mérito nesta questão.
Todos nós sabemos q existem péssimos profissionais em todas as áreas, mas venham conhecer a OM onde sirvo e aprender como é a convivência pacífica e amigável entre pessoal de Escola, QE, QSOe etc.
Por isto o Exército tem tanta desunião, nós somos os maiores culpados.
Nós criamos uma barreira, um muro entre nós. Simplesmente ridículo dá parte dos SRS, alimentar esta desunião.
Bando de hipócritas, peguem a união e não a divisão.
Juntos somos mais.

Lúcio Marcos disse...

O Quadro foi extinto??? Sim.
Mas aguarde e verás como o Exército sentirá falta deste pessoal.
Já começaram, pois motoristas de carreta, por exemplo, somente aos 21, e somente se o militar vc quiser se habilitar, pois o mesmo não é obrigado.
Inclusive vcs.
Quanto ao anônimo QAO, venha aqui e te mostro vários militares q não serviriam pra ser recruta, quer por incompetência, quer por vagabundagem.

Anônimo disse...

A nossa "dedicada" assessoria parlamentar já deve está tentando derreubar essa. kkkkkkk

Anônimo disse...

Cara isso é muito ridículo, nego aí dizendo que o CMT não confia em dar porte de arma pra praça porcausa do perfil, então não devia confiar em dar arma para tirar serviço também ué...pessoal acorda!!!quando mais fracos os praças forem, melhor pra eles. Aí fica uns idiotas falando que fez o concurso e já sabia como ia ser, rpz é muito fraco um cara desse!!!nada vai mudar se nego só ficar nessa passividade!!

Lico disse...

Tapetão, não merecem, semi analfabetos quanto elogio a minha classe dos QE. Só que ainda faltam duas promoções, aguardem o que Deus ordenou homem nenhum deixa de cumprir!!

Anônimo disse...

Senhores, primero acessem o link do senado, votem e depois podem voltar aqui e falar sobre qualquer outro assuntos. Nao percam o foco.

Anônimo disse...

Já distribuí para os amigos. Fiz a minha parte!

Anônimo disse...

Piada, né?
Mal tenho dinheiro pra comprar comida e roupa, vou ter para comprar arma...

Anônimo disse...

Anônimo 7 de março de 2017 09:38, quando se tratando de oficial, ninguém se preocupa com perfil, não! Quando não quer ajudar, pelo menos não atrapalha. No meu entender, possuir arma seria mais perigoso do que ter porte, e qualquer oficial ou graduado já tem arma; então, por que criar problema com o porte? Eu mesmo tenho revólver e pistola. Devido à burocracia, nunca mais renovei meu porte de arma, pois eu não ando com ela sem necessitar, e daí? Alguém vai me tomar as armas por causa disso? Mas se eu for ameaçado de morte, não vou querer saber de porte nenhum, vou querer é proteger minha vida. Esta situação de arma, no mínimo, está muito mal resolvida. E quando eu morrer, quem vai ficar com essas armas? Minha esposa? E isso não é problema mal resolvido só dos militares, não; é um problema nas polícias também, tando civil quanto militar, porém as autoridades fazem "vistas grossas". Militares das FFAA têm de ter porte de arma sim, pois depois de subirem os morros do RJ passaram a ser caçados como qualquer policial. Por que só o oficial que nem em comunidades entra?

Anônimo disse...

para que Porte de Arma ? Militar precisa é de um salário digno pra dar suporte a sua família e viver com uma vida de menos sofrimento.
Senhores usem a arma mais poderosa do mundo, a palavra do Senhor Jesus Cristo.

Anônimo disse...

Anônimo 3 Sgt 2013 PQDT disse...
Acho engraçado alguns pontos que irei frisá-los com os companheiros praças aqui:

1) O CMP não dá o registro para 3sgt nem para 2sgt terem em casa uma .22 desmontada sem carregador;
2) Quando estou na GDA, tenho que defender meu país com o sacrifício da própria vida, mas se estiver em casa entrar o vagabundo, ah foda-se!
3) Sou cobrado como adulto e tratado como criança; e
4) Depois que papiro sou errado ainda na Força, mas quando me formei em direito - final 2016 - e comecei a orientar o CMT quanto a um golpista SD EV que queria processar a força e o advogadozinho dele não saia de dentro do quartel dando dor de cabeça ao comando, queriam-me colocar na assessoria jurídica, mas não! Lugar de 3sgt é na GDA, nem sei o porquê estou comentando agora, já que na visão das praças antigas eu teria que estar na GDA agora mesmo né?

É isso aí, show de bola, excepcional! Lá no Tribunal Regional Eleitoral de SE, quando assumir em breve, irei tirar o porte e ter uma Glock g22 pois terei "maney" $$$ para mantê-la, não esquecendo, também, que irei pagar saltos livres, já que na BDA INF PQDT para fazer o Salto Livre Operacional (SLOP) tem que ser peixada ou uma menininha bonitinha do Destacamento de Saúde.

Chega de MP 2.215, chega de soldão de 1990, chega de futuras perspectivas de melhoras, chega!

Esse é meu ponto de vista, quem não concordar para mim está errado 2x. De novo esse cara ? Mudou até o destino depois que sair do EB. Grande mentiroso.

Anônimo disse...

Ahhhh de novo este assunto? Vcs não se cansam mesmo, né? A lógica de sargento é complicada mesmo, acham mais fácil mudar uma lei do que estudar para sair oficial. Só rindo mesmo. Aiai...

Ten Inf

Anônimo disse...

Este QE é muito brabo! Kkkkkkk

Gen Anibal disse...

Enquanto os sargentos do Quadro Especial e os Iluminados da EsSA ficam brigando para saber quem está com a razão em ser promovido ou não, o Sub Ten da turma de 1990 que levou dois capotes e pediu Reserva Remunerada em julho de 2016 está estudando insano para a prova de Professor Substituto a ser realizada no dia 25 de junho de 2017. Só o papiro liberta.

Anônimo disse...

Isto parece uma FEIRA ÁRABE, não se entende coisa alguma! Realmente há muita desunião aqui. E muita burrice também!

Anônimo disse...

Pessoal, o foco é o Porte de Arma Instituído para os praças. Vamos deixar de sermos desunidos. Cada um com sua ESPECIALIDADE: Inf, Art, Eng, Mat Bel, QE, Com, etc.... todos nós vestimos verde oliva. Abraço a todos que fazem parte das FFAA.

Anônimo disse...

Eu não concordo com o porte de arma, violência gera violência, acidentes podem acontecer. Qual o benefício q se traria este porte de arma? Se for pra ter alguma alteração que seja para tirar as armas TB dos oficiais. Estamos num mundo onde bandidos matam para roubar as armas. Não ao porte de armas.

Sd EV 2017

Anônimo disse...

Cuidado! Essa matéria sei: Tempestade mental.
Nunca o baixo clero decidirá nada, vai acertar todas as mudanças, seja boa ou não.

Anônimo disse...

Fico lendo aqui neste mural as mágoas dos sargentos de "carreira" com os QEs. Coloquei entre aspas propositalmente, pois a classificação jurídica do militar de carreira é bem mais ampla. Mas não vou entrar em detalhes para não fundir o cérebro da maioria. Na Força Aérea, instituição a qual pertenço, existem vários quadros de sargentos: QSS, QTA, QFG, QESA e QSCon, sendo este último composto por sargentos temporários. Mesmo com suas peculiaridades, os quadros se respeitam e ao contrário do que vejo aqui, na FAB os de "carreira" ou QSS reconhecem os demais e apoiam, quase na totalidade, a promoção do QESA (QE do EB) a suboficial, assim como aconteceu com os taifeiros (QTA). Infelizmente vejo que o Exército de Caxias precisa evoluir muito, pois ainda tratam os companheiros de caserna como oriundos de castas diferente. Triste!

ILMAR SOUZA disse...

Esta participação cidadã já está no site da "ecidadania" há muito tempo e pelo menos até agora tinha somente 12472 votos.... lamentável.
A meu ver não é possivel não ser de interesse de todos.
Quem acha que nossa ferramenta de trabalho não é uma arma, com certeza está na profissão errada.

Anônimo disse...

Infelizmente, não vou colaborar! A mudança no Estatuto dos Militares em nada mudaria a concessão de porte de arma para praças. Explico: ATUALMENTE, um oficial, mesmo que esteja amparado pelo Estatuto dos Militares, não tem direito ao porte automático de arma de fogo de sua propriedade. Ele, ativa ou reserva, necessita de solicitar. A mudança, na forma como está escrita, é chuva no molhado. Na minha opinião, o porte de arma de sua propriedade deveria ser para Oficiais, Subtenentes e Sargentos, de forma automática, desde que atingidos alguns requisitos: Comportamento Excepcional ou Ótimo (para os Praças), mais de 10 anos de serviço (para todos), Teste de Aptidão de Tiro com a sua arma (para todos), conceito favorável do Cmt (para todos). Hoje, na unidade em que sirvo, vários Oficiais e Sargentos não tem condições de ter posse ou porte de arma: falta disciplina, falta conhecimento técnico, falta experiência, falta comprometimento, falta postura, frequentam lugares incompatíveis com a nossa classe. Pense bem, sinceramente, você daria posse e porte para todos os seus colegas militares?

Anônimo disse...

Porte de arma para praça somente quando ascender ao QAOlato!

Luciano Santos disse...

Sou QE com muito orgulho e tenho certeza que esde quadro vai fazer muita falta em setores importantes do EB. O Exército, ou melhor, as FFAA vão viver daqui pra frente de temporários sem compromisso algum. (claro que com exceções). Mas é isso aí! Obrigado, Exército, obrigado a quem, de fato, sabe e reconhece a importância do QE. Boa sorte ao QAO anônimo, agora oficial de fato e direito. Fui... QE, BRASIL!

Anônimo disse...

Anônimo 8 de junho de 2017 22:25, entenda que uma das ferramentas do militar é a arma, e que alguns militares têm medo e vivem na profissão errada, problema deles e também das FFAA. Como um militar pode tirar serviço armado, mas não é responsável o suficiente para ter porte de arma? É no mínimo incoerente! Outro detalhe, não é por não ter porte que o militar não possui arma, a maioria já tem arma ou até mais de uma, meu caso, e nunca saí dando tiro à toa. Mas já me livrei de um assalto no portão da casa onde morava graças a minha arma. Portanto, meu caro mancebo, arma é para quem se garante e sabe usá-la. Se for demente, é melhor não tê-la.

Paulo César- SO

Anônimo disse...

Anônimo, 8 de junho de 2017 18:57, estudar demasiadamente não significa ser inteligente demais. Só informando, o TCU não está aceitando acúmulo de cargo de militar com magistério, mesmo quando já na reserva, está a maior confusão. Talvez o esforço vá ser em vão. Melhor se informar.

Anônimo disse...

Montedo, já que o anônimo de 09 de junho, às 19:56 h disse que militar não pode acumular proventos de magistério nem na reserva, acho muito relevante começar a publicar matérias relacionadas ao que o militar pode fazer para incrementar a renda após pendurar a farda. Digo que precisamos discutir as possibilidades do nosso PPREB, como concursos públicos, empreendedorismo, consultoria, etc. A vida militar atualmente é muito desvalorizada e o camarada que se não conseguir sair, for depender dos proventos na reserva remunerada, deve começar a pensar o quanto antes em como incrementar suas rendas. Por isso entendo que essa discussão do exercício do magistério público pelos militares da reserva é muito relevante, acho melhor do que ser PTTC, por exemplo

Anônimo disse...

Ao Sd EV 2017

tu tinha era que ta na gda ou na faxina e não comentando aqui seu pica fumo.

Anônimo disse...

Consegui 11 votos hoje.
Sou de carreira e apoio os QE, Temporários, os oficiais, PM, BM, MB, FA.

Os bons profissionais e boas pessoas devem se ajudar.

Vestiu farda o sacrifício e grande.

Deixem de serem cabeças duras e vamos nos ajudar.

Anônimo disse...

Façam a escolha:comprar arma ou comprar o rango ou pagar outra despesa da família? Se transformarem o país em faroeste, vão chamar os "severinos" para resolver. O direito de poder ter uma arma e portar, tudo bem, mas não é solução para a violência. Se fosse assim, não morreriam policiais em assaltos.

marcio jose disse...

Boa, fui STT do EB cumpria todas as missões dos de carreira e QEs via um certo preconceito dos demais pares pelo fato de ser tecnico, existe 6 Exercitos dentro do EB a começar pelos imortais Oficiais, primeiramente os impecavéis os que nunca erram os oficiais da AMAN, Segundo os veios babão melindrados QAO terceiro os Paisanos de farda QCO os que tive contato no EB são fácieis de trato, quarto tem os EVs de estrela NPOR moleque de 19 anos que não sabe ponha nenhuma de nada ta ali por causa da peixada.
Dai temos o mundo dos mortais os Praças aqui é o zaralho, quinto exercito os oriundos da ESSA tem de todo tipo, não vou tecer comentários, dai o sexto exercito QEs, e setimo exercito que composto pelos STT e SCT não vou traçar definição dos Praças, pois são eles que levam o EB nas costas, e fizeram Ele ter o respeito que tem, so deveriam ser mais unidos, cada um puxa para um lado.

Anônimo disse...

Me desculpe, mas falou uma asneira sobre PNR. Quer dizer que muitos passam anos sem um conforto, muitas vezes sem carro, restringindo o conforto da família, o lazer, pelo esforço de estar pagando um imóvel. Que pegam seu dinheiro de transferência e investe todo em um imóvel...aí vamos ao outro lado, o cara pega a transferência e compra um carrão, curte a cidade, saí pra tudo que é lugar, se acaba com luxúria, bebida e o cara que citei lá em cima, quando vai colher os frutos que ralou e deu muito duro, tem que ser punido pq pensou no futuro? Faça-me o favor de raciocinar, o pagamento de quem ralou duro é não ter fruto nenhum? E ser "punido" pq se sacrificou por anos? Enquanto quem troca de carro todo ano é o coitadinho que está sendo injustiçado por quem ralou por anos? É repugnante esse pensamento, é de quem nunca correu atrás de nada e no final, que tá cheio de filhos, cheio de dívidas, quer que o que correu atrás a vida inteira, lhe sirva abdicando de seus direitos merecidos. Cada um colhe o que plantou!

Anônimo disse...

Anônimo, 10 de junho de 2017 12:34 , você acha que esse mata mata que está aí é por causa de militares armados? Isto é ser muito ingênuo, para não dizer outra coisa! Policiais e, mais recentemente, militares das FAs se tornaram reféns de bandidos, só que com uma diferença significativa: qualquer soldadinho da PM tem seu porte de arma, pasme, até do Corpo de Bombeiros. Portanto, frouxos à parte, sou a favor de desburocratizar o porte de arma para praças (SGT, SO e ST), sim.

Anônimo disse...

Hora das praças de carreira se tornarem cidadãs!

Anônimo disse...

Militar já é marrento demais. Armado então...

Diga Não !!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics