4 de junho de 2017

MPF investiga lucro milionário da FHE/Poupex com venda de terreno Exército

MPF investiga lucro milionário de fundação de militares com venda de terreno do Exército

Terreno em Osasco destinado a construção de um campus da Unifesp
Flávio Costa

Do UOL, em São Paulo 
Procuradores da República em São Paulo abriram pelo menos dois inquéritos para apurar suspeitas de irregularidades em contratos de venda de terrenos envolvendo o Exército brasileiro e a FHE (Fundação Habitacional do Exército), uma entidade dirigida por militares, mas de direito privado.
Promulgada pelo presidente general Emílio Garrastazu Médici, durante a ditadura militar, a lei 5.561/1970 permite que o Comando do Exército aliene imóveis destinados à Força Armada, sem a necessidade de consultar qualquer outro órgão público. Para os representantes do MPF (Ministério Público Federal), a lei é inconstitucional.
Em um dos casos investigados, a FHE teve lucro milionário ao receber do Exército, no ano de 2004, uma área de 211 mil m² localizada em Osasco -- cidade da região metropolitana de São Paulo -- e conhecida como "Morro do Farol".
Pelo contrato de permuta -- quando uma das partes se obriga a dar algo em troca de alguma coisa, que não seja dinheiro --, a fundação deveria prestar serviços para a Força Armada, a exemplo de construção de casas no interior paulista, no valor total de R$ 15 milhões. Esta cifra corresponderia à avaliação feita pelo próprioExército a respeito do preço do terreno, à época.
Quatro anos depois, a FHE vendeu o terreno para a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) pelo preço de R$ 25 milhões. Durante a negociação, o terreno chegou a ser oferecido por R$ 35 milhões, apurou a reportagem. No local, está prevista a construção de um campus da instituição de ensino.
"O Exército repassou à FHE um terreno em preço diminuto, que foi supervalorizado em 70%, apenas quatro anos depois", afirma o procurador da República Edilson Vitorelli, que atuou no inquérito civil que investiga o caso. Ele é o autor de uma ação civil pública que impede, desde 2012, que um terreno em Valinhos "E o "lucro de 70% da alienação do imóvel favorece uma fundação de direito
privado, em detrimento do erário", completa.

Responsável pelo inquérito desde fevereiro, a procuradora da República Melina Tostes pediu que o Exército e a FHE comprovem que os serviços previstos no contrato de permuta foram realmente realizados. "A lista de obras e projetos apresentados até agora, com seus respectivos valores,
estão substancialmente aquém do preço da avaliação do terreno em 2004", diz Tostes. "É preciso verificar também por que a fundação optou pela venda, já que sua finalidade não é a venda de terrenos, e sim a construção de projetos habitacionais para seus beneficiários", completa.
Ainda de acordo com a procuradora, o MPF-SP deseja descobrir o motivo para que um terreno que já pertencia à União ter sido comprado por um órgão federal, por meio de um intermediário, no caso a FHE.
"Está é outra questão que o inquérito busca responder: se um terreno já pertencia a um ente da União, no caso o Exército, por que ele não foi oferecido diretamente à Unifesp, que também é um ente da União?", questiona a procuradora.
Ainda de acordo com Melina Tostes, até o presente momento, não há quaisquer indícios de que a direção da Unifesp tenha cometido irregularidades no negócio. 

Resposta do Exército
Procurada pelo UOL, a assessoria de comunicação do Exército afirmou que "tem a possibilidade de fazer a permuta de áreas que não mais atendem aos interesses militares por obras a construir", como é o caso do terreno do Morro do Farol. Afirma também que a lei de 1970 foi referendada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).
Ainda de acordo com a Força Armada, "A FHE prestou obras/serviços previstos no contrato. Foram realizadas obras em aquartelamentos e construídos Próprios Nacionais Residenciais (PNR) para moradia de militares, tudo conforme termo de ajuste assinado com a FHE e publicado no DOU [Diário Oficial da União]. As obras compreenderam todo o valor do contrato de permuta."
O Exército Brasileiro acrescentou "que todo o processo administrativo foi pautado na legislação vigente e correu de modo regular. Ressalta-se que o Exército não acompanhou a evolução de valores no período em que o imóvel já não lhe pertencia mais, além disso o valor de um imóvel pode sofrer influência por conta de investimentos públicos ou privados no entorno".

Fundação criada em 1980
Criada por lei no ano de 1980, ainda no regime militar, a FHE é uma fundação vinculada ao Exército, com finalidade social e sem "fins lucrativos", como prevê seu estatuto.
Em seu site, está escrito que a missão da fundação é "promover melhor qualidade de vida aos seus beneficiários, facilitando o acesso à casa própria e a seus produtos e serviços".
A FHE afirmou, por meio de respostas enviadas por sua assessoria de imprensa, que "cumpriu os termos do contrato, executando as contrapartidas nele previstas" e que a extensão da área "não a vocacionava" para finalidade de construção de um projeto habitacional.
Ao ser questionada a respeito da discrepância de valor do mesmo terreno, em tão pouco espaço de tempo, a FHE disse que "a valorização ou a desvalorização de imóveis dependem de variáveis do mercado, sobre as quais não tem ingerência alguma".
A FHE disse ainda que "todo o processo relacionado à aquisição do Morro do Farol pela Unifesp foi "objeto de análise pelo Tribunal de Contas da União, que julgou regulares o procedimento e seus valores".
Por sua vez, a Unifesp afirmou que o processo de compra do terreno foi feito pelo Ministério da Educação e, posteriormente, "analisado por uma Comissão de Sindicância da universidade por solicitação da Controladoria Geral da União (CGU), no qual não foram encontradas irregularidades".
UOL/montedo.com

77 comentários:

Anônimo disse...

Ummm, interessante. Como diz o ditado: Terminou em EX...

Não Sei não viu...

E vários militares deste blog desejando o retorno triunfal das Forças Armadas ao Poder desta Nação. Sabem de nada.

Outros iludidos com o boçal do Bolsonaro, aquele mesmo da doação dos 200mil da jbs.

Contando 1, 2 e 3, para que voltem à coordenar a Faxina do Quartel.

Ainda tem o Escândalo da Poupex em Brasília (Financiamentos irrisórios de Imóveis de Luxo à "Alta Cúpula". Enquanto isso a praçaiada financiando mais caro no Poupex (sem fins lucrativos - para os praças) que na Caixa.

Não se iludam Senhores... O Fogo é Amigo.

Anônimo disse...

"finalidade social e sem "fins lucrativos", como prevê seu estatuto" falácia! A única finalidade esta sendo de empregar coronéis falidos depois da reserva, além de se tornar cabide de emprego! Seus produtos oferecidos não têm diferença de valores com os de bancos privados! Em Brasília fizeram um prédio de luxo e repassaram para ofs de alta patente a preço de banana. A população ainda pede intervenção, sabe de nada inocente! EB é elitista e há muitas pilantragens!

Anônimo disse...

Entrei na justiça contra a Mapfre e o pessoal da poupex passou meus dados pessoais para a defesa da Mapfre usar contra mim! Pensei, sendo os funcionários da poupex militares do eb deveriam estar do meu lado e não do lado de banqueiros como a Mapfre quê é uma subsidiária do Bradesco? Mas alguém da poupex deve estar levando algum R$! Brincadeira!

Benjamim2000 disse...

Se for verdade ...PAU nos OFICIAIS, porque não tem praça nesse jogada...

Anônimo disse...

Se o mpf fizer uma auditoria séria aqui na poupex em Brasília irá pegar muitos ratos grandões!

Anônimo disse...

Porque praças não podem participar da diretoria da poupex? Não somos a maioria dos associados? Ou estou errado? Alguém pode me explicar isso...

Anônimo disse...

Em Brasília a poupex repassou apartamentos de 2 mi por 600.000,00 para ofs de alta patente! É Social isso?

Anônimo disse...

Saudades da ditadura, esses roubos não apareciam....kkkjk

Anônimo disse...

A pilantragem nessa poupex está no nivel hard...social..piada mesmo!

Anônimo disse...

Poupex um câncer. Facilita o endividamento dos que já estão devendo acima do que ganham, e existe para pagar pecúlio a gen e cel que vai para a reserva reformado (convenientemente, pois escapa do IR e ganha um dinheirinho da Poupex), além de empregar coronéis da reserva e seus agregados. Senhores a casa caiu. Quem tiver juízo deixe de dar dinheiro a essa fundação.

Anônimo disse...

Por que a poupex não faz 500 casas em cada gu do Brasil e repassa aos praças com juros "social"? Esse banco...quero dizer essa "associação social" tem condições de fazer isso...e afirmo que não terá calote e sim terá algum lucro! A associação da PM de Brasília possui prédios com apartamentos para aluguéis em temporadas em Caldas Novas, para uso todos seus integrantes e não apenas os oficiais, todos daquela instituição saem no lucro, aumentando seus patrimônios!

Anônimo disse...

Estranho a quantidade de moças bonitas que que trabalham na poupex em Brasília! Será que existe algum nepotismo nesta instituição financeira? Ou algum toma lá dá cá?

Anônimo disse...

Não acredito em mais nada neste país, a começar pelo apoio das fas a esse bandido temer, tanto é verdade pela quantidade de generais de pijamas nomeados em boquinhas de emprego nesse governo corrupto! Será que nosso Brasil tem jeito?

Anônimo disse...

Meu Deus, povão ta ferrado mesmo, por isso q não derrubam Temer.

Anônimo disse...

Tem que investigar a transação entre o EB é a poupex, referente ao terreno gigante na rua Aquidabã no Lins de Vasconcellos-meier-RJ antigo quartel da CIA Cmdo CML. Local foi construído diversos apartamentos. A área é histórica, foi um hospital alemão. Vamos lá PGU e ministério da transparência.

Anônimo disse...

Tem a área do antigo 24* BIB na ilha do governador RJ, parte da ilha o bom Jesus, no fundão-RJ, e a área militar em Realengo, tudo vendido, da mesma forma e moldes semelhantes o caso da área de Osasco em SP. Vamos investigar essas transações.

Anônimo disse...

Suma desse blog IVO.

Anônimo disse...

Como se entra para o quadro de funcionários da FHE/Poupex ? Concurso ? Indicação ? Peixada ? Transparência seria ótimo .

Anônimo disse...

Não me iludo. Essa fhe era prá ser fechada e seu capital dividido aos associados.
Apoio a moradia? Não me faças rir e não achar graça.
MP nessa boquinha de oficiais e parentada.
Começou com um propósito e agora é uma potência. Começo a achar que tem tudo a ver com nosso baico salário. Se tivéssemos um bom salário ninguém fazia fila prá pegar empréstimo, o que alimenta a fundação.

Anônimo disse...

Será? Isso não acontece na FHE/POUPEX, conheço vários praças e esposas de praças que tem emprego em algum escritório dessa entidade. É um local de transparência total!
#SQN

SGT 2002

Anônimo disse...

Eu não passo nem perto da POUPEX... O lucro milionário que eles tem, "empurrando goela a baixo" de alunos e recrutas um seguro de vida ridículo que não tem nenhum valor agregado pois qualquer outra seguradora teria um prêmio muito maior e prestação muito menor tendo em vista que os militares são geralmente jovens, fazem exercícios e cuidam da saúde, serve apenas para construir casa para oficiais e dar emprego pra coronéis... para não dizer que não fizeram investimento para as praças, 1 (um) dos 20 (vinte) empreendimentos da poupex em 2017 foi destinado aos sargentos... e foi ao lado de uma favela em Realengo no Rio de Janeiro. Todos os outros foram pra Coronel e General nos melhores endereços e nas melhores capitais do país, com aquele precinho camarada, financiado pelo seguro de vida das praças...
Sargentada parem de ser massa de manobra... parem de pagar esse seguro de vida que é uma porcaria e contrate outra seguradora se acharem necessário, ou depositem o valor em algum c.d.b. da vida... tenho certeza que o valor poupado vai ser muito mais fácil pra comprar uma casa ou deixar para a esposa caso o pior aconteça... imagine quanto você teria hoje, depois de 10, 15, 20 anos, depositando o valor desse seguro em uma poupança?

Anônimo disse...

Isso precisa ser investigado a fundo e caso haja irregularidades,os responsáveis devem ser punidos com o rigor da lei. Quais quartéis foram beneficiados com as obras? Quantos PNRs foram construídos e em quais lugares? Muito vaga as respostas do EB e Poupex. Vejamos que fim isso irá levar.

Anônimo disse...

Quero que o MPF investigue qual o critério para trabalhara na POUPEX. Conheço gente familiar de militar anos e anos na POUPEX. Qual o critério?????????? Isto que queremos saber também??? Não esta na hora de fazer a limpa e colocar outras pessoas. terminar com as "peixaria". Parabéns MPF. Investiguem mesmo.

Anônimo disse...

Como pode um site militar colocar um texto citando ditadura militar e não regime militar. Será que os responsáveis pelo blog não sabem a diferença?

Anônimo disse...

Esse é aquela fundação que financiou apartamentos para os generais a juros módicos.

Anônimo disse...

Que bom que o MPF entrou em ação contra este Exército Brasileiro altamente corporativista principalmente com os Oficiais. Tem que apurar mesmo. MPF por favor investiga outras vendas do EB Brasil afora. Deveria ser proibido estas vendas pq pra União dez vinte trinta milhões some num segunda e as áreas estão se acabando. Muita gente tá se beneficiando com essas vendas. Investiga a fundo nobre Procuradora pq se estiver tudo certo pq, como diz a procuradora, o FHE foi vender o terreno se sua finalidade não é venda? A instituição FHE é sem fins lucrativos pá venda então? Sei não hein. Como diz um antigo ditado: nesse angu tem caroço. Ainda mais q essa instituição é um cabide de empregos desses coronéis, generais de pijamas. Mais rigor MPF. A instituição até é benéfica aos militares mas nem por isso pode acometer esses descalabros a céu aberto. Mais rigor MPF. Investiga tb a venda de um terreno vendido da área do Arsenal de Guerra de SP e pra onde foi parar esses valores. Investiga Brasil afora tantos outras vendas. E a falta de PNR em SP é absurda para os praças. Se vendeu área de SP pelo menos grande parte deveria ser revestida pra SP mesmo na construção de PNR. Mas não é isso q acontece. Se continuar assim a Lava Jato deve pegar o EB tb. Força Lava Jato e depois vai pra cima do Judiciário, ditadura do judiciário. Salve Moro, Salve Brasil. Salve MPF.

Anônimo disse...

Como se faz para trabalhar na POUPEX? É Concurso? Tenho um amigo que trabalha mas foi indicado por um General Aposentado. Ele falou que o salário dele como atendente é R$ 8.000,00. Ele só tem nível médio cursado no EJA. Sou formado em Educação Física trabalho como Professor de Academia e recebo R$ 950,00 + Vae transporte e refeição. Tenho que fazer faxina na Academia, até os banheiros eu que limpo. Gostaria de trabalhar na POUPEX.

Anônimo disse...

Tanto lá, como cá, a corrupção existirá....!

Anônimo disse...

Vide ação popular nr 0006981-56.2012.4.02.5101 - 28a VFRJ, proposta pelo 2o Sgt R/1 Willian Otero da Prêsa Machado, contra venda de parte da Ilha do Bom Jesus no RJ.
Site: www.jfrj.jus.br

Anônimo disse...

Existe corrupto no EB? Pensei que éramos santo.

Coutinho Coutinho disse...

Boçal e vc ptralha esquerdopata. Se houve problemas nesta ou outras transações, o wuectem a ver BOLSONARO com isso. Tem que ser esquerdopata acefali cego. Bsonaro vai ser presidente em 2018. E amebas como vc ñ vão denebrir as Forças Armadas.

Anônimo disse...

Alguns questionamentos:

1) Se o POUPEx é gerido com recursos públicos, não seria necessário concurso público para o quadro de pessoal? Só se veem PTTC e contratados. O estacionamento mal cabe os carros dos funcionários.

2) Se a inadimplência é zero, a taxa de juros não deveria ser menor? Em qualquer caixa eletrônico, o consignado em até 12 vezes tem juros iguais aos do POUPEx.

3) Alguém já tentou financiar imóvel ou veículo no POUPEx? Minha casa, minha vida tinha juros menores. Qualquer financiamento nos bancos das montadoras (banco fiat, gmac, etc) tem juros melhores.

4) Alguém já tentou sair do seguro FAM POUPEx? Te levam para falar com um Cel PTTC que falta te bater para não sair. Saí na marra. Seguro de vida? Põe R$ 200,00, mensais, na previdência privada da Caixa que rende 6,8% ao ano, já descontado o imposto de renda, para gastar em vida.

5) Alguém já viu comandante pesar a mão no conceito de quem não é associado FAM? Eu nunca vi isso acontecer.

6) O POUPEx gerencia o Fundo do Exército e lucra parte dos juros. Não seria necessário um processo licitatório para contratar um banco para realizar essa gestão?

O POUPEX vive da desgraça alheia. As praças atoladas em empréstimos sustentam, com os juros, os apartamentos e coberturas do alto escalão, que para eles é com juros camaradas. Enquanto isso a pracinha fica esperando dar a carência para renovar o empréstimo. Penso que o apoio deveria ser dado para os militares em pior condição social e não o contrário.

Essa caixa preta do POUPEx é igual à do BNDES, mas com o crescimento do candidato que disse que montará um ministério repleto de generais, a imprensa cairá em cima de tudo relacionado aos militares.

Não se preocupem, quem não deve não teme.

Anônimo disse...

E nesse repasse do terreno, em uma "burra" divisão linear, junto com o terreno foi repassado 10 unidades de PNR para a FHE, os quais hoje pertence à UNIFESP, ou seja, além dos ST/Sgt do 4° BIL, não receberem nenhum PNR nesta negociação,ainda perderam o direito de ocupar 10 casas.

Absurdo. Investiguem e consultem aos militares do 4° BIL, que saberão desta história

E os Sgt com familiares pagando aluguel de 1.500,00 na região e as casas desocupadas a anos, servindo apenas aos usuários de drogas.

Praça do 4° BIL.

Anônimo disse...

Essa POPUPEX, o único produto que é um pouco abaixo de mercado é o Empréstimo Consignado, Habitação é bem superior a Caixa, mesmo tendo representantes nas OMs sem remuneração.

1 sgt inf disse...

o q tem o bolsonaro haver com isso?...até o fato de ter sido devolvido os 200 mil a JBS te encomoda...sai daê peteba comunista, tira a tua máscara! !!!

O patriota disse...

http://www.valor.com.br/politica/4992164/eleitor-de-bolsonaro-nao-leva-suas-opinioes-ao-pe-da-letra-diz-estudo

Anônimo disse...

Finalmente uma oportunidade de falar dob FHE FAM POUPEX... UFA!
Você Praça, tenta tirar um empréstimo imobiliario junto a eles. Garanto que vc cairá em depressão profunda depois que descobrir que, pro FHE você é o verme do cocô do cavalo do bandido... nem tente!
Empréstimo consignado... esse então! Vc começa caindo no conto do vigário achando que a tx de juros é 1,55. Na hora que vc estiver lá em frente à atendente e ela lhe falar o valor da parcela, pegue seu celular e entre no seguinte site: http://www.calcule.net/juros.financiamento.calculadora/juros_financiamento.php
... e escubra que vc está sendo enganado.
Eles se valem do desespero da pessoa que está ali, que não está preocupada em fazer contas e sim resolver seu sufoco.
E como não bastasse e como eles não carregam o título de financeira, vc é obrigado a adquirir um seguro que arrancará do seu contracheque no mínimo 60,00 por mês. Também, pelo mesmo motivo, eles não aceitam que vc leve sua dívida para outra instituição via portabilidade.
Peraí que não acabou: É a única "financeira" do planeta que não deixa vc renovar seu empréstimo se não houver pago metade da quantidade de parcelas, veja bem, não é 50% do empréstimo, é, por exemplo, se vc fez em 72x, terá que aguardar dois anos e meio pra ir até lá e renovar, com prejuízo, seu miserável empréstimo.
Concelho grátis: Fuja!!!

Leonardo Nunes disse...

Não quis estudar kkkk

Anônimo disse...

Essa POUPEX parece uma pirâmide os baixo escalão pagam e se individuam os do topo se beneficiam nunca vi um graduado que conheça, ter uma casa financiada por tal instituiçao.

Anônimo disse...

Poupex deveria ter juros baixos para todos militares, mais oquer se ver são juros altíssimo igual ao dos banqueiros e agiotas.

Anônimo disse...

Enquanto isso, quem poderá nos salvar ?

Tudo aumenta, menos o salário. É cada um por si.

Relembrando ...

Militar )))) Desde 1º Mar 12 ATÉ 30 Abr 17 (falta computar maio ), Vc perdeu 40,4365% e recebemos apenas ...

Cálculo da variação de um período ==> A variação do índice IPCA (IBGE) para o período de 01/03/2012 a 30/04/2017 é 40,4365% - (incluso as conversões de moeda)
..........
Fonte da consulta:
http://www.debit.com.br/indice_acumul.php?indexador=17&imes=03&iano=2012&fmes=06&fano=2017
............
http://www.debit.com.br/consulta10.php

Anônimo disse...

Há muito tempo saí dessa poupex, quando vi que só servia a interesses dos oficiais superiores. Olhe o quadro de funcionários: só vampiros e civis indicados por eles

helion disse...

Verdade coutinho: Bolsonaro vai ser presidente e vai mandar essa raça de víbora para o lugar que eles merece estar,estão querendo denegrir a boa imagem do RN, mas não Vai, o povo não cai em qualquer falácia pífia de um jornalista da esquerda é nem desses vermes comentaristas de plantão. Vc ovo vai estudar mais e conhecer mais daquilo que vc quer comentar. Não fica dando pitafo em assunto q vc não tem conhecimento.

helion disse...

Olha sou militar do exército,porém se for verdadeiramente comprovado o benefício a coronéis e generais, e esse benefício não ser de forma isonomica aos praças, pau neles sim, que pague por esse favorecimento desigual, mas não se pode dizer q o exército é corrupto. O FHE não é as forças armadas no seu todo.nao venha o pessoal da esquerda usar esse episódio para denegrir toda uma instituição que tem seu conceito em alta.

Anônimo disse...

Conheço militar em Guarnição Especial que comprou casas pela POUPEX porém continua no PNR. Aluga a casa para outro colega que esta na fila do PNR. Paga o financiamento com o aluguel e fica no PNR. Isto em Guarnição Especial. Um advogado me falou se o Comandante sabe e não faz nada ele pode se complicar. No meu quartel o Fiscal Administrativo fez todos que moram em PNR assinar um Termo de Compromisso firmado em cartório que não possuem imóvel na guarnição. Este Fiscal é altamente "safo" caso a Justiça aparacer ele esta amparado.

Anônimo disse...

É isso mesmo, anônimo 4 de junho de 2017 19:42, eu fiz isso a partir de 1998, depositei num RF desses do banco e já tenho mais de 1 milhão de reais na minha aplicação. Para que se iludir com esses pecúlios que só servem para exploração dos praças? Pena que comecei muito tarde! Qualquer banco tem um simulador onde você terá uma ideia de quanto pode ter no futuro se aplicar um certo valor, não precisa nem ser matemático. O problema é que muitos preferem tomar cachaça nos finais de semana em vez de tirar um pequeno percentual e aplicar.

Anônimo disse...

Fogo amigo !

Anônimo disse...

http://www.servidorfederal.com/2017/06/auditor-de-carreira-assume-comando.html?m=1

Anônimo disse...

Caro Montedo, sugiro-lhe colocar junto com essa notícia link´s de outras noticias desabonadoras que já foram publicadas sobre a FHE/Poupex no seu blog, pois assim o seu público terá uma noção mais ampla do que já foi mencionado sobre a referida instituição.

Anônimo disse...

Por essas e outras deixei há muito tempo de ser financiador desta instituição!!

Anônimo disse...

Certa vez, sofri um desconto indevido da POUPEX no meu contracheque da FAB. Não sabia nem onde era a sede no RJ. Descobri, claro, muita gente era presa a empréstimo e sabia que ficava no QG, próximo à Central do Brasil. Fui até lá, fui muito mal recebido por um senhor que ficava filtrando o pessoal de uma enorme fila. Mas fiquei estarrecido, quando me atenderam, porque foram procurar se meu CPF constava num livro deles que era do tamanho de um catálogo telefônico, quem estivesse ali era porque estava devendo a POUPEX. Aí vi quantas pessoas estão nas mãos desse órgão. Graças a Deus estou fora!

Anônimo disse...

Em Barueri a Poupex quis pegar parte da área do 20 GAC L, mas o negócio não foi para a frente pq ameaçaram denunciar ao MPF. Como pode o EB alienar um imóvel da União sem hasta pública e que ele mesmo avalia, e não a SPU? Essa Lei é claramente inconstitucional.

Anônimo disse...

O Centro de Controle Interno do Exército (CCIEx) é o responsável pela fiscalização da FHE/POUPEx.
Será que tem algum general da reserva, ex-chefe do CCIEx, trabalhando, hoje, na auditoria da FHE? Será que tem alguma filha e namorada dele trabalhando lá também?

Essa fundação já não cumpre, a muito tempo, sua finalidade de prover imóvel a baixo custo para os militares. Funciona como uma financeira que empresta dinheiro a juros. 95% os recursos são empregados no empréstimo simples.

Seus funcionários são, na grande maioria, generais e coronéis e seus familiares.

Anônimo disse...

Em relação aos resultados, a POUPEX apresentou lucro líquido de R$ 25.012 mil. O retorno sobre o patrimônio
líquido foi de 5,08% a.a. As receitas atingiram R$ 406.477 mil e as despesas aumentaram 1,44%, em relação a
2011, alcançando R$ 381.465 mil.
Em 31 de dezembro de 2012, a POUPEX computava patrimônio líquido de R$ 3.801.377 mil, com aumento de
11,72% em relação à mesma posição de 2011. Na mesma comparação, os ativos tiveram um incremento de
16,85%, atingindo R$ 4.536.374 mil.

Está na internet.

"A Associação de Poupança e Empréstimo - POUPEX é uma ... - Valor Econômico"

Anônimo disse...

Não precisava firmar em cartório. O S1 pode autenticar documentos.

Anônimo disse...

Onde que trabalho o Fiscal do Quartel também fez este termo para quem ocupa PNR. A galera sentiu que ia se enrolar e estão desocupando PNR. No máximo 5 anos em PNR isto é o justo Agora o camarada tem casa na cidade aluga para quem esta na fila e vai para PNR. Camarada separado morando sozinho no PNR.

Anônimo disse...

RECEBI O SEGUINTE .... PROCEDE ????

Prezados Camaradas,
Utilizo-me deste canal para alertar a todos sobre a situação de nosso seguro de vida do FAM.
A FHE/POUPEX, em seu informativo Nr 228, de SETEMBRO/2016, traz uma capa enaltecendo o FAM, para, na página 4, de forma sub-repticia, anunciar o fim de novas contratações. Resumindo, passou a ser um plano desinteressante para ela.
Isso não teve a necessária divulgação, nem foi alvo de explicações necessárias aos que aderiram ao FAM.
Em sequência, recebi o Certificado Individual de Seguro de Vida em Grupo, datado de 10 de outubro de 2016, com reajuste do prêmio mensal e com mais uma abrupta diminuição do fator de multiplicação do prêmio mensal para cálculo da cobertura básica por morte.
Em 1988, esse fator era 1.734. Em 2000, caiu para 1.653. Na época consultei a FHE/POUPEX e fui informado que se devia a reajuste de impostos repassado aos segurados, conforme legislação. Novamente, em 2008, ocorreu nova diminuição, para 1.646. A FHE/POUPEX alegou o mesmo motivo.
A partir de 2013, as coisas pioraram muito. O fator caiu para 1.360. Lembro da FHE/POUPEX ter veiculado a existência de problemas no FAM junto às seguradoras, ensejando reajustes no prêmio mensal. Não lembro de haverem citado perda do valor segurado.
Em 2014, novo susto: fator em 1.237.
Nesse último, o fator passou para somente 1.030,43 (prêmio mensal de R$ 447,19 para cobertura segurada de R$ 460.797,99)
Tenho um filho 2o Tenente. No caso dele, em 25 ABR 16, o fator era 1.019 (prêmio mensal de R$ 211,35 para cobertura segurada de R$ 215.462,87). Poucos meses depois, em 25 OUT 16, o fator caiu para 926,79 (prêmio mensal de R$ 245,27 para cobertura segurada de R$ 227.313,78).
Falei com vários irmãos de armas e nenhum havia prestado atenção nisso.
Estou preocupado.
Sinceramente, tenho receio de que nossas beneficiárias recebam uma quantia proporcionalmente bem menor do que a inicialmente contratada por nós.
Remeto anexa uma planilha com os dados de todos os Certificados que recebi desde 1988 e cópias da capa e da página citada do informativo da FHE/POUPEX.
Valho-me deste canal na expectativa de que tal preocupação seja encaminhada ao DGP e ao Comandante do Exército, para conhecimento e providências julgadas cabíveis.

Anônimo disse...

Ações contra a POUPEx ...

https://www.google.com.br/search?q=A%C3%87%C3%95ES+CONTRA+A+POUPEX&rlz=1C1AVSX_enBR456BR487&oq=A%C3%87%C3%95ES+CONTRA+A+POUPEX&aqs=chrome..69i57j0l2.7418j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

Anônimo disse...

Vi agora, imóveis à venda ...

http://www.fhe.org.br/produtos/imoveis-a-venda

Anônimo disse...

Helion só me responda uma coisa, na teoria o exercito são todos mas na prática o exercito são os oficiais, somente eles lucram com tudo na força

Anônimo disse...

Cabide de emprego para Oficiais.

O ruim é que todo ano somos obrigados a ir assistir a palestra do poupex e se tentar sair ainda ficam no pé.

Anônimo disse...

Procurem por Bancodata, um site de consulta de instituições financeiras

https://bancodata.com.br/financeiras

Anônimo disse...

Não há nada que impeça ter um imóvel. Eu por 2x comprei imóveis ao chegar na guarnição​com a intenção de economizar aluguel e depois vende-los.
Nesse período morei em PNR e um deles aluguei porque gostei da guarnição. Nada me impede. O problema é que muitos não se planejam, e depois choram.

Quanto a Poupex, ela tem grande lucro.

Anônimo disse...

Conheço uma Senhora que o Tio dela qao R1 era da POUPEX e deixou ela no lugar dele. Faz anos que ela trabalha meio expediente na POUPEX.

Anônimo disse...

Oficial só cai pra cima, é anti-gravidade !!! Com muito esforço consegui comprar minha casinha-na-árvore, pq sou um pracinha e no fds gosto de uma cachaçinha... Hoje em dia, em assuntos de quartel é cada um por si, acho até que entendo os generais da poupex !!! Dps, só não vale chorar ...

Anônimo disse...

É só se planejar durante a carreira.

Sou 2° Sgt com dois imóveis alugados (um ainda pago o financiamento) mas ele se paga, tenho dois filhos, só que decidi ter filho depois de passar pela selva. Tudo é questão de planejamento, a cinco anos já vivo com renda de STen e sem percausos.

Se não se planejar fica esperando apenas do governo.

Anônimo disse...

Isso mesmo camarada...
A muito tempo eu falo de investimento aqui e sou criticado a todo momento só porque exalto uma vida financeira equilibrada.
Parabéns.

2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Camarada seu salário é o mesmo...se um prefere comprar casa e o outro comprar carro novo... azar... inconstitucional me comprove então...pelo contrário...vc não pode discriminar alguém por ele possuir um bem.... e digo mais..agora se voltar o auxílio moradia quem tem imóvel na guarnição ou quem tá em PNR vai receber?

Anônimo disse...

Quando fiscal de uma Unidade que controlava os PNR da guarnição, solicitei que todos assinassem declaração de que não tinham imóvel próprio na guarnição, dos Cmts aos praças mais modernos. E avisei que tiraria certidão no cartório de registro de imóveis da cidade. Houve realmente militar que veio entregar a chave do PNR dizendo que "tinha acabado de comprar uma casa e coisa e tal". Mas ainda acho que o mais justo seria recebermos auxílio-moradia como era antigamente, pois atendia a todos e muitos inclusive preferiam não morar em PNR. Mas entendo difícil voltarem com esse direito. A mesma coisa é CM. Melhor seria um auxílio-educação para todos ao invés de 13 CM espalhados pelo Brasil e que só atendem quem serve ali.

Anônimo disse...

"Não há nada que impeça ter um imóvel. Eu por 2x comprei imóveis ao chegar na guarnição​com a intenção de economizar aluguel e depois vende-los.
Nesse período morei em PNR e um deles aluguei porque gostei da guarnição. Nada me impede. O problema é que muitos não se planejam, e depois choram.

Quanto a Poupex, ela tem grande lucro."

O Ministro da Fazenda do EB ou um garganta querendo dar uma de grande safo ?

Anônimo disse...

Precisamos da volta do auxílio-moradia e transformar todos os PNR em funcionais, assim acaba a choradeira.

Anônimo disse...

Quando fui comprar, ou melhor, querer comprar através da POUPEX, um imóvel usado, aí começou minha peregrinação e martírio. Primeiro, encontrar um imóvel usado, no preço disponibilizado e com documentos corretos; conseguir no nome do proprietário do imóvel e meu, certidões mil em vários cartórios e que não são baratos; aguardar o prazo para receber as certidões e, quando recebia, outros documentos já estavam vencidos ou vencendo; e ter começar tudo de novo. A solução? Escolhi um apartamento pequeno, popular, para caber no meu salário de "marajá", através de correspondentes da Caixa Econômica Federal, que fez através deles, os trâmites e com menos da metade dos documentos. Nem precisei ir em cartórios. Talvez a POUPEX seja ágil apenas para os estrelas. Quando era segundo sargente fiquei vendo promessas de empreendimentos onde morava e, quando algum saía, em conjunto com outras Forças o valor era muito alto.

Anônimo disse...

Só alguém diferente de vc que fez as opções corretas para não ficar se lamentando pelos cantos.

Cada um colhe o que planta meu camarada

Anônimo disse...

"Só alguém diferente de vc que fez as opções corretas para não ficar se lamentando pelos cantos.

Cada um colhe o que planta meu camarada" Mensagem cifrada ? Grande safo e grande filósofo ? Está se perdendo nas Forças Armadas, entrou por engano ou a família pressionou ?

Anônimo disse...

Ao Sr comentarista de 6 de junho de 2017 07:39. Parabéns! O Sr é o verdadeiro Chefe e Oficial."ação de Comando". Isto tem qu ser feito mesmo. Esta ação do Fiscal "blinda o Cmt" das ações Judiciais. Conheci um Sgt que alugava a garagem do PNR, o cara era louco por dinheiro. Comprou uma máquina de cortar cabelo e cortava dos recrutas no intervalo do almoço. Os barbeiros reclamaram e ele parou; nada adiantou tudo isto ele teve uma doença grave e faleceu.

Anônimo disse...

O humorista ataca de novo, 2º sgt 2002, falando em vida financeira equilibrada, terceiro sargento ganhando que nem gari em capital (sem ofensa), 3500, e segundo sargento 4 mil reis. Não é mais fácil voltarem com alguns benefícios comuns a todos os trabalhadores, como anuênios, e auxílio moradia por exemplo, do que adotarem a política de matricular praça em curso de gestão financeira familiar???? Fala sério, tá cheio de brincantes aqui, querendo que praça aprenda a administrar a miséria. vá capinar um lote, 2º Sgt 2002, você e o Maj QCO Leonardo.

Anônimo disse...

80% dos comentários não versam sobre a lei que autoriza somente o Exército a vender imóveis da União sob sua administração. Tema importante e relevante após a edição da lei nr 9.636.
Vejam senhores, somente no Rio de Janeiro foram destruídos mais de 300 PNRs destinados as Praças desde 2010.
Enquanto isso a Urca, copacabana, leme e praia vermelha, bairros nobres do Rio de Janeiro, concentram 90% dos PNRs destinados a oficialidade, sobretudo aos superiores oriundos da AMAN.
Dividir para comandar é o lema.
Enquanto eles se protegem, nós nos destruímos.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics