15 de junho de 2017

RJ: sargento fuzileiro naval é condenado por estupro de menina de 12 anos

Justiça do Rio condena sargento da Marinha por estupro
Militar era amigo da família e tratado como “tio de consideração” da vítima. Júlio Cesar Teixeira Galvão, de 40 anos, era lotado no 1º Distrito Naval.
Resultado de imagem para desenho estupro de vulnerável
Por G1 Rio
A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio condenou nesta terça-feira (13) o sargento fuzileiro naval Júlio Cesar Teixeira Galvão, de 40 anos, por estupro de uma menina de 12 anos de idade.
O militar era amigo da família e tratado como “tio de consideração” da vítima. Ele teve a prisão preventiva decretada logo após o julgamento dele, no início da tarde, no Fórum da capital.
De acordo com o processo, que corre em segredo de Justiça, o acusado praticou o crime seguidas vezes, entre 2010 e 2013, na casa da vítima, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio. O militar era lotado no 1º Distrito Naval, no Centro do Rio. A Justiça ainda vai fixar a pena do réu.
G1/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

Kkkkk.....mas que rais de sentença é essa que condena o acusado sem fixar pena ????

daniel camilo disse...

Que coisa! É de dar nojo de um porcaria desses. Tanta mulher adulta querendo namorar por aí, e esse porquera vai atacar uma coitadinha de uma criança?

Anônimo disse...

Corre em segredo de Justiça ?

Anônimo disse...

Por causa desses monstros, os relacionamentos familiares estão mudando. Todos ficam sob suspeita. Os tios tem que medir as atitudes para que não sejam interpretados como assédio. Velhos bons tempos quando as famílias eram mais unidas, tinham amor de verdade sem abusos. Agora o tarado vai ficar quietinho na cadeia,pois lá não tem crianças, ser classificado no bom comportamento e, possivelmente, poder sair em um dia festivo.

Anônimo disse...

Lamentável. ...quem é pai de meninas nem imagina que isso poderá acontecer em sua família. ...infelizmente pode sim, por isso todo cuidado é pouco pq ainda existem pessoas assim na nossa sociedade. ..que ele pague tudo pelo que fez.

Anônimo disse...

só para fins de informação esse valor é multiplicado por 5 se for por um período inferior a 8 horas e por 10 por período de 8 a 24h

Anônimo disse...

Se fosse na ditadura isso nem aparecia.

Anônimo disse...

Anônimo das 10:56. favor tirar a 'ditadura' da boca. Vai gostar assim de ditadura lá na Coreia do Norte, pô!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics