20 de junho de 2017

Pequenas histórias de Cavalaria...

Histórias de quartel

Pergunta errada, resposta certa
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Ruben Barcellos*
Era chefe da Oficina Regimental do Mec o sargento Airton Urdaniz Ferreira. E faziam parte daquela fantástica equipe os sargentos Dalton, João Bosco Lopes de Lopes, Frederico, Bezerra, Muller, Cabo Lemos...e alguns soldados, entre esses, o Aladim.
Num dia de chuva o serviço era pouco ou sem nenhuma urgência, e o pessoal tava devagar, quase parando.
Se reuniram num "bolinho" e começaram a fazer perguntas sobre siglas no Brasil: INSS, DETRAN, ISSQN, CPF, CEP, IPM, EMFA, CIGS, AMAN, CNPJ, ...
Cada acerto era comemorado com uma salva de palmas para o "sabidão".
Foi quando o soldado Aladim, perguntou o que era a sigla AAMT.
Fez-se um silêncio mortal e ninguém, nem o Airton que era o principal "respondedor", sabia.
Então, depois de fazer todo o suspense digno de um filme do Drácula, o Aladim rufou os tambores e largou:
- Adão Aladim Melo Torma!
Olha, esse cara deu umas dez voltas na OMR e ainda passou por um corredor polonês bem embaixo das goteiras...mais Cavalaria do que isso, só isso!
* militar da reserva

7 comentários:

Lopes disse...

Sgts Barcelos e Ferreira? Instrutores ( claro, INSTRUTORES MESMO!) Do CFS 1987? Se forem, o meu mais forte abraço a esses dois Guerreiros.
Lopes - 2º Ten QAO - Res Rem ( Aluno CFS 1987)
87.lopes@gmail.com

Anônimo disse...

Çei !!!!

Anônimo disse...

https://www.campograndenews.com.br/artigos/os-direitos-de-militares-e-os-casos-de-mortes-e-acidentes-em-treinamentos

Anônimo disse...

???

Anônimo disse...

https://www.stm.jus.br/informacao/agencia-de-noticias/item/7431-stm-nega-pedido-de-coronel-do-exercito-que-pedia-trancamento-de-investigacoes-sobre-obras-no-hospital-central-do-exercito

https://www.stm.jus.br/informacao/agencia-de-noticias/item/7423-stj-reconhece-competencia-da-justica-militar-para-julgar-homicidio-em-caso-de-magia-negra

Anônimo disse...

Muito bom Montedo, não só de tristezas se faz a vida, mas de alegrias, bom humor e mente aberta...

Anônimo disse...

O pessoal da "velha da guarda" era diferenciado.Somos sempre gratos por todo o legado que deixaram. Triste ver hoje estes jovens que chegam das Escolas. Como dizem: "chegam de costas". Motivação "zero". A maioria só no zap zap e falando em Concurso. Chegou um Asp Of de AMAN e já se matriculou no cursinho preparatório para Receita Federal. Saudades da "Velha Guarda". Abraços de um recruta de Fev/1987

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics