8 de junho de 2017

Em um ano, FAB transportou 275 órgãos para transplante

Doação de órgãos
Decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, possibilitou aumento das missões para salvar vidas
Em um ano, FAB transporta 275 órgãos para transplante
Fígado, coração e rim foram os órgãos mais transportados pela FAB
Divulgação/FAB
A Força Aérea Brasileira (FAB) transportou 275 órgãos para transplantes em 365 dias. Esse resultado foi possível graças à assinatura do decreto nº 8.783, pelo presidente da República, Michel Temer, determinando que uma aeronave esteja sempre à disposição na capital federal para realizar o transporte de órgãos doados.


A medida vale desde o dia 7 de junho de 2016 e também permite o uso de outros aviões da Aeronáutica lotados por todo o País, a depender do trajeto a ser atendido. Foram 216 voos realizados no período.
Antes disso, a FAB não podia manter uma aeronave exclusiva para transportar órgãos. Entre janeiro e junho do ano passado, apenas cinco órgãos haviam sido transportados pelos aviões militares. No mesmo período de 2017, esse número subiu para 86, o que representa um aumento de 1.600%.
Portal Brasil/montedo.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Isso sim é uma ação humanitária. Infelizmente isso só aconteceu depois da farra das viagens dos políticos para seus redutos eleitorais (casa de praia, viagens de final de semana, dentre outros). Mas ainda bem que o Presidente Temer acordou a tempo de publicar este maravilhoso decreto humanitário. Salvar vidas, parabéns.

Anônimo disse...

A FAB sempre esteve presente em ações humanitárias.Eu mesmo já tive o privilégio de participar de várias delas,desde meus tempos de Bandeirante ,passando pelo Caravan, até chegar no C-130 Hércules, esse sim, aqui é no mundo!

Anônimo disse...

Parabéns pela excelente postagem, caro Montedo.

Anônimo disse...

Isso, sim, 275 transportes que trazem a alegria, a vida e esperança para muitos pacientes e famílias. Esses transportes foram pagos com o dinheiro do contribuinte de forma correta e que ninguém se negaria a pagar, ao contrário dos transportes feitos para políticos que só nos trazem despesas.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics