12 de junho de 2017

Exército fez opção por obedecer a Constituição

Cláudio Humberto
Resultado de imagem para cadetes aman com espadim
Os que imaginam os militares ansiosos para retomar o poder, podem desistir da ideia. No Exército, como nas demais forças, prevalece por exemplo o compromisso – reafirmado como mantra pelo comandante, general Villas Bôas – de respeitar a Constituição, a Justiça, a lei e a ordem. E utilizando como “armas” a informação e a inteligência. Impressiona como os atuais generais, em cargos de chefia e comando no QG do Exército, têm clareza de tudo o que ocorre no campo político.

CONVERSAR É PRECISO
O comando do Exército tem se caracterizado em Brasília pelo diálogo permanente com políticos da esquerda à direita, jornalistas etc.

FORAM USADOS
A violência dos protestos preocupa os militares, mas eles se sentiram usados quando chamados para conter o último badernaço de Brasília.

CRÍTICAS OFENDERAM
No Exército, muitos se ofenderam com a associação que políticos fizeram entre a presença deles nas ruas à ideia absurda de “golpe”.
DÍADIO do PODER/montedo.com

9 comentários:

Anônimo disse...

Da vontade de rir....O Exercito fez opção por obedecer a Constituição ??? Então obedeça a constituição para as promoções dos praças, tanto nas promoções de sargentos como nas promoções de Subtenentes a QAO....respeite a Hierarquia e Disciplina na promoção de seus praças.....valorize seus praças exército. A constituição Diz: Que a Hierarquia e Disciplina é a base fundamental das Forças Armadas...........então respeite a constituição Exercito e não sejam hipócritas de querer fazer imagem para a população civil de bastiões da Moral. .

Anônimo disse...

Se essas conversas com a esquerda e direita para ajudar o Brasil for igual ao estudo para nosso reajste salarial, estamos todos ferrados!

Anônimo disse...

Respeitar a Constituição sim, a Justiça, como a matéria diz, não é sinônimo de Lei, portanto, a justiça referida não é uma duzia de pessoas e cargos públicos pagos com o dinheiro do contribuinte, para os quais Eles viraram as costas.A Lei e a ordem, duvido que estejam sendo asseguradas pois crimes de A a Z do Código Penal fazem parte da cúpula dos Poderes da República. Que forças teria um cidadão para pleitear justiça face a uma República carcomida, doente e corrupta reconhecidamente? Voltamos a idade média e a divisão dos poderes pregadas por Montesquieu, que serviria para controle, serve agora para autoproteção, conspiração e locupletação. Quem sabe o problema do Brasil não é seu próprio povo?

Anônimo disse...

ESQUERDA PIRA !!!!

http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/06/colegio-publico-do-df-emplaca-4-alunos-em-universidades-dos-eua.html

O G1 que pertence a Globo nao escreve em sua manchete qual o nome do colégio público do DF que fez a façanha....foi o Colégio Militar de Brasilia....tinha q ser um Colegio Militar. A esquerda pira...kkkkkkkk

Anônimo disse...

Aproveitando a situação de permanecer observando essas ocorrências de vandalismos e se sentindo usados, as FFAA deveriam mandar um recado, através de sua Pasta, para outros governantes que estão, usando para fins políticos, pedindo a presença delas por qualquer coisa. No Pará,o ministro, Helder Barbalho, da Integração Nacional, que é filho do senador Jáder Barbalho e inimigos do atual governador(que está cassado pelo TRE e aguardando recursos), está pedindo o uso do Exército para "ajudar" na segurança pública e tentar diminuir o alto índice de violência no Estado, principalmente depois da última "chacina" no interior, com a participação da polícia. Eles também criticam bastante, através dos meios de comunicações da família, as atitudes do secretário de segurança, que é um general do Exército e não um coronel da PM. Na verdade, o atual ministro será candidato nas próximas eleições e já "investiu" bastante nisso, distribuindo milhões em verbas para vários projetos na região. Nunca se viu tanto dinheiro numa época de crise braba.

Anônimo disse...

Isto não é obedecer a CF, é medo mesmo. Nem parecem militares.

Claudio Leal disse...

Existe muita demagogia e falsidade nesta declaração, que os leitores não esqueçam que estamos na época ideológica do politicamente correto que sabemos é na maior parte das vezes hipócrita. Sabemos da discriminação que a cúpula das Forças Armadas muitas vezes faz entre oficiais e praças, desrespeitando algumas Leis e a própria Constituição em relação a promoções de praças e não são poucos os militares que são obrigados a entrarem na justiça por se sentirem ofendidos e lesados pelas Forças Armadas, e quando isso acontecia eram considerados "personas no gratas" por essas instituições, constando o nome delas em registros sigilosos onde o próprio militar nunca tem acesso e por esses registros deixam de ser movimentados e o principal, promovidos. Para oficiais a legislação sempre foi obedecida para favorecer, a dos praças relativas a promoções sempre alteradas por portarias, a Bel prazer dos Comandantes e Chefes, e sempre para dificultar o acesso as patentes mais altas. Então é simplesmente uma hipocrisia sem tamanho essa declaração de que o Exército fez a opção de obedecer a Constituição, se ela não fazia isso dentro de si mesmo ou dos seus quadros, quando não respeita um subordinado como por exemplo aconteceu a pouco com o Ten Messias Dias que teve que entrar na justiça para ser promovido e depois por ter feito declarações em público, estranhamente o reformaram como tendo problemas psiquiátricos, negando o direito ao contraditório,como acreditar que ela está querendo obedecer a Constituição? Apesar disso tenho uma admiração grande pela instituição Exército, pelos valores que ensina aos Soldados, mas ela ainda precisa em todos os casos obedecer a Constituição integralmente e não se omitir dizendo que opta por obedecer a Constituição, pois sabemos que o país passa por uma das maiores crises de sua historia. E a população pede socorro e ela deveria atender a população, ainda mais com um STF capenga moralmente. Essa é a minha opinião como cidadão brasileiro.

Anônimo disse...

Em certo local, em certa data, um certo militar com doutorado do EB, encontrou próximo ao acampamento um lagarto, e não exitou sacou sua 9mm e realizou um disparo, com seus breves no peito e orgulhoso saiu feliz, por ter cumprido a missão. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Sem comentários

Anônimo disse...

Nas Forças Armadas predomina o sim senhor e não existe mas, nem meio mas.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics