9 de junho de 2017

FAB iria negar uso de seu avião por família Temer


Chegou para o Planalto a informação de que a FAB (Força Aérea Brasileira) iria desmentir, se demandada pela imprensa, a versão oficial de que o presidente e sua família viajaram em uma de suas aeronaves para a Bahia em 2011.
O choque entre a FAB e o Planalto foi evitado com o recuo da assessoria do presidente, que ontem admitiu o uso de aeronave particular do empresário Joesley Batista.
O dono da JBS, Joesley Batista, entregou à Procuradoria-Geral da República um diário de voo de seu jatinho com informações sobre viagens do presidente Michel Temer. Na terça-feira, a assessoria de imprensa do Planalto emitiu uma nota dizendo que o trecho em questão teria sido feito em um avião da FAB. Nesta quarta, foi dito que o presidente não sabia a quem pertencia o avião em que ele viajou.
Coluna do Estadão/montedo.com

7 comentários:

Anônimo disse...

Esta eu queria ver...duvido!

Anônimo disse...

O homem é o verdadeiro Pinóquio, só que de cabelos brancos, o que é pior.

Anônimo disse...

Justiça eleitoral custa mais de 7 bilhões, este ano, sem eleições, para os contribuintes brasileiros.Quanta coisa poderia ser feita com este dinheiro...e nós rasgando-o e colocando-o no lixo.

Marcos disse...

Brigadeiro Macho esse , parabéns!

Anônimo disse...

Se for verdade, isso mostra o "moral", a "honestidade" do chefão que não pensa duas vezes em enrolar outras autoridades para que possa escapar da justiça. A administração federal deve estar "pisando em ovos" para não se meter em bronca no futuro. Se ele não for cassado, será mais um exemplo negativo para o povo brasileiro que já não acredita mais nas instituições constituídas, exceto nas FFAA. Do menor de idade infrator ao grandes chefões das falcatruas, o tratamento "correto" sempre está com eles, enquanto o cidadão está por si só. Quem poderá nos salvar?!

Anônimo disse...

O "susselença" não sabia a quem pertencia o avião. O que importava a ele era ter um avião civil, confortável, moderno ,caríssimo, à sua disposição para uso particular ,e o melhor, bancado por um "admirador desconhecido"!

Anônimo disse...

Desde 2008, os empregados regidos pela CLT, que trabalham em empresas cadastradas no programa Empresa Cidadã, e os servidores civis da União, regidos pela lei 8.112/90, tem direito a 20 dias de licença paternidade. Os militares das Forças armadas continuam tendo somente 5 dias.

https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=75033

Precisamos de 20.000 votos para ser apreciada pelo senado

Favor divulgar. Com seu apoio conseguiremos a meta em pouco tempo

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics