21 de junho de 2017

Ex-assessor de Temer usou jatinho da FAB e cota de deputado para buscar R$ 500 mil em propina

Diálogos entre Rodrigo Rocha Loures e uma assessora, além de registros da Câmara e da Força Aérea Brasileira, mostram que o peemedebista usou recursos públicos para se encontrar com o executivo Ricardo Saud, da JBS.

Alexandre Aragão
Repórter do BuzzFeed News, Brasil
O ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor de Michel Temer (PMDB) filmado ao receber R$ 500 mil da JBS em uma mala, usou a cota parlamentar para pagar três bilhetes aéreos quando reuniu-se com o delator Ricardo Saud.
O inquérito da Polícia Federal que apura se o presidente da República cometeu crime revelou diálogos entre Rocha Loures e a secretária parlamentar Alessandra Serrazes, em que o então deputado pede para ela marcar sua viagem.
Às 9h09 do dia 27 de abril, Rocha Loures ligou para Alessandra e disse que precisava ir a São Paulo porque tinha um jantar marcado.
A assessora faz referência a um voo da FAB reservado pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD). Rocha Loures diz: "A princípio você diga pro ministro Kassab se não tiver uma outra, uma outra..."
Nesse momento, como registra o relatório da PF, o então deputado parece conversar com um motorista. "Aqui à esquerda a gente vai pro Palácio do Planalto, vai pela frente...", ele diz.

O diálogo continua:
Alessandra — Mantenha a reserva do senhor?
Rocha Loures — É, mantém o voo lá com o Kassab uma hora.
Alessandra — Tá.
Rocha Loures — Mas imediatamente veja se tem alguma outra opção, porque o ideal pra mim era sair daqui seis da tarde.

Os registros da Câmara mostram que o gabinete de Rocha Loures emitiu uma passagem de Brasília a São Paulo naquele dia, por R$ 1.416,79. O passageiro era o então deputado.
No fim das contas, Rocha Loures acabou indo a São Paulo no jatinho da FAB, com Kassab, como está registrado tanto no inquérito como nas planilhas oficiais da Força Aérea Brasileira.

Trecho do inquérito da PF
Trecho do inquérito da PF: "Verifica-se nos registros da FAB que ocorreu um trecho com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações às 19:00 de Brasília para São Paulo, motivo "serviço" e com previsão de sete passageiros, pousando no destino às 20:55, condizente com o que o deputado narrou no último diálogo apresentado."


A volta a Brasília, porém, foi paga com a cota parlamentar, como mostra outra conversa entre Rocha Loures e Alessandra.

O diálogo ocorreu também no dia 27, às 13h41.
Rocha Loures — É da minha volta, eu poderia voltar amanhã. Eu posso...
Alessandra — Tá.
Rocha Loures — Eu quero voltar amanhã.
Alessandra — Unhum.
Rocha Loures — E poderia voltar é... Digamos a partir das sete da noite, ou que sai lá a partir das sete da noite, de preferência de Congonhas. Então já compre.
Alessandra — Tá.
Rocha Loures — Já compre a volta, você já pode comprar...
Alessandra — A de voltando de Congonhas 19 horas.
Rocha Loures — É. Saindo de lá a partir das 19 horas.
Alessandra — Tá, maravilha.
Rocha Loures — Um pouquinho antes, um pouquinho depois.

Rocha Loures precisava "voltar amanhã" — ou seja, em 28 de abril — porque naquele dia tinha um encontro marcado com o executivo da JBS Ricardo Saud, em uma pizzaria em São Paulo.
Por volta das 18h30 daquela data, o ex-assessor de Temer foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil em dinheiro vivo.
Fora o bilhete de ida, registros da Câmara mostram outros dois comprados em 27 de abril pelo gabinete dele. Passageiro e rota são idênticos: Rocha Loures, de São Paulo a Brasília.
A Câmara gastou R$ 2.765,59 com as três passagens aéreas emitidas pelo gabinete de Rocha Loures no dia 27 de abril, uma de ida — da capital federal à paulista — e duas de volta, na rota inversa. O deputado acabou usando só um dos bilhetes.
BuzzFeedNews/montedo.com

12 comentários:

Anônimo disse...

Cadê a inspeção de bagagem? Qualquer bandido poderoso vilipendia as FAs!! Será aberto o IPM para apurar o fato?

Anônimo disse...

Não tá fácil pra ninguém. Viaje nas asas da FAB e faça uma entrega de propina garantida. Sem atrasos. kkkk

Anônimo disse...

Quero ver o comandante da FAB abrir uma sindicância para apurar os fatos. Se fosse para dar carona para um parente de militar ele abriria e puniria com rigor para ficar de exemplo.

Anônimo disse...

Mais um caso que merece tradução:

Introduziram na FAB,ó pobre vitima inocenta.

Lembro aos comentaristas o seguinte:

Mulher faz xixi.
Homem mija
Outros fazem mimimi e assemelhados.

abs

Anônimo disse...

Existiu um dia neste amado e querido Brasil em que homens de bem caiam em depressão com uma simples suspeita. Hoje neste mesmo amado País, homens são fotografados, filmados, com documentos assinados, inclusive com suas digitais e Eles negam...então, vai negar tudo que está na matéria, sem nenhum escrúpulo. Pobre FAB, prostituída por bandidos.

Anônimo disse...

É comum nos comandos o espírito da bondade para os políticos, eles alegam que é para não haver conflitos e nem constrangimentos. Já vi senador "solicitar" transferência de um sargento da FAB em época de "vacas magras", e o comando ficou com medo ou sem jeito de negar. Depois disso, mandaram lançar, no boletim, que estava proibido militares pedirem interferência de políticos em casos internos dos quartéis. Eles dizem que o regulamento não permite que militar na ativa participe de reuniões políticas, talvez por medo de o militar falar algo que não devia, mas os "sangues azuis" participam na maior "cara de pau".

Anônimo disse...

Acredito que isso sempre aconteceu e só agora estão descobrindo e causando essa "surpresa"? Esses salafrários, enganam o povo com o dinheiro de caixa-2 e se elegem para poderem pagar a dívida com as máfias usando o dinheiro do contribuinte. A grande maioria é descarada e cínica, se fazendo de honrados(as) na frente das câmeras de TV. Contam qualquer lorota e o povo acredita. Acredito que o uso de aviões da FAB até diminuíram por causa da facilidade de fiscalizar, mas político não larga o vício de usar o que é dos outros em proveito próprio. Se elegeram para o cargo de "Marajá" e não representante do povo.

Anônimo disse...

Até recebem medalhas, mas as boquinhas sempre surgem!

Anônimo disse...

Esse voo ai vazou ...imagina os outros tantos de voos que nunca iremos saber o que carregaram, como os voo pra cuba, uruguai, paraguai e venezuela?

Anônimo disse...

Normal! Como dizem: o inimigo é interno.
2 sgt turma 2008

Anônimo disse...

Esse cabra da foto, loures, tem cara de inofensivo e coração das trevas

Anônimo disse...

Existiu? Quando? Fiquei curioso...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics