24 de fevereiro de 2017

"Como atrair e reter bons profissionais imputando-lhes apenas sacrifícios?" pergunta o Comandante da Marinha

Sem privilégios - Há muito as Forças Armadas contribuem para o equilíbrio do Orçamento

Eduardo Bacellar LEAL FERREIRA*
O que esperar dos militares de uma nação com um extenso litoral, diversas bacias hidrográficas e vasta área oceânica, de onde extrai importantes riquezas e por onde realiza quase a totalidade de suas trocas comerciais?
A sociedade atribui às Forças Armadas a missão de defesa da pátria, de garantia dos poderes constitucionais e da lei e da ordem, com a responsabilidade de se interpor a ameaças externas e de servir como baluarte da democracia, das liberdades individuais e como o último recurso para a preservação da ordem pública.
Para cumprirmos essa abrangente missão, precisamos estar presentes nos quatro cantos do Brasil e na sua ampla área marítima, com pessoal motivado, adestrado e disposto a abdicar de direitos, normalmente, assegurados aos demais cidadãos.
No que tange à Marinha, marinheiros e fuzileiros dedicam-se diuturnamente à defesa da pátria, à patrulha da fronteira marítima, às missões de paz e de ajuda humanitária, ao apoio às pesquisas na Antártica e à garantia da lei e da ordem. Atividades duradouras, que requerem frequentes afastamentos do lar, impõem riscos à vida e extenuantes cargas de trabalho, sem direito a horas extras, adicional noturno ou gratificações por periculosidade.
Dedicação exclusiva, disponibilidade 24 horas e mobilidade geográfica geram restrições à família militar, como mudanças recorrentes de residência para locais, por vezes, inóspitos e sem infraestrutura, com impacto no emprego do cônjuge e na educação dos filhos.
Contudo, em detrimento das especificidades da atividade militar, alguns defendem a inclusão das Forças Armadas nos regimes da Previdência, sob a tese simplista de que o pagamento dos inativos e pensionistas contribui para o seu déficit.
As Forças Armadas não possuem previdência, e sim um Sistema de Proteção Social que visa a assegurar dignidade aos militares e dependentes, em razão das peculiaridades da profissão. Sua preservação não é para conceder “privilégios”, mas sim atender à necessidade de amparo da família por uma mínima estrutura social e legal. Como atrair e reter bons profissionais imputando-lhes apenas sacrifícios?
Há muito contribuímos para o equilíbrio do Orçamento. As despesas com inativos e pensionistas caíram de 0,71% do PIB em 2003, para 0,53% em 2015, com tendência decrescente. A MP 2.215- 10/2001 extinguiu direitos, alguns deles disponíveis para outras carreiras, como auxílio-moradia. Contribuímos para a pensão dos dependentes por toda a vida, em média por 60 anos. Sem a possibilidade de sindicalização ou direito à greve, nossos salários sofreram contínuas defasagens, a despeito das grandes responsabilidades a nós atribuídas.
Apesar dos mares bravios que ora enfrentamos, a exemplo dos soldados e aviadores, marinheiros e fuzileiros navais seguirão vigilantes no mar e águas interiores, participando das mais variadas missões no país e no exterior, esperando, assim, superar as expectativas da população brasileira na defesa dos interesses da nação, se preciso for com o sacrifício da própria vida.
*Almirante-de-Esquadra e comandante da Marinha
Ricardo Noblat (O Globo), via Marinha/montedo.com

46 comentários:

Anônimo disse...

Meu Cmt, peço que se preciso for bata na mesa e diga não! Não deixem que nos tratem como um normal, pois não somos. O principal: manter equiparidade entre Ativos e Inativos.

Anônimo disse...

Muito bom! pena que a mídia tendenciosa omite estes fatos e fica fantasiando "igualdade de deveres" e esquece da igualdade de direitos. Todo país tem a obrigação de sustentar suas FFAA, pagar-lhes bem e deixar-lhes muito bem equipada, coisa que não acontece no Brasil. Colocar as FFAA no sistema de previdência representa acabar com a defesa e estabilidade do país. É a única instituição capaz de salvar o país de interesses aventureiros. Me parece que temos uma imprensa extremamente incompetente em não abordar a importância da preservação de nossa instituição (e o faz de propósito). Experimentem deixar o Brasil sem proteção seus hipócritas e a liberdade de nosso povo estará seriamente comprometida por hordas de aventureiros. Essa mídia é capaz de cobrir 24 horas em todos os dias de duração de uma festividade pagã e promíscua, como é o caso do carnaval, e não é capaz de disponibilizar sequer um filme sobre Jesus na semana santa.

Anônimo disse...

Belo discurso, mas os políticos "cagam e andam" para os sacrifícios que a família militar faz para a soberania do Brasil.

3º Sgt / 2013

Anônimo disse...


Relembrando:

http://www.anacontcomvoce.com.br/artigo/ver/10001344/militar-nao-pode-ser-responsabilizado-por-mero-compartilhamento-de-noticia

Anônimo disse...

Parabéns!!!

Anônimo disse...

Aceitando tudo ???

http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/comissao-de-etica-pede-e-fab-nao-envia-dados-de-viagens-de-ministros.html

Anônimo disse...

Bom dia a todos. Como tenho formação na área de Administração, acredito que possa opinar, pelo menos um pouco, a respeito da presente matéria. Uma das maiores dificuldades para as instituições, sejam públicas ou privadas, é de ter em seus efetivos profissionais de qualidade e motivados. Quando tive a oportunidade de conversar com alguns empresários, eles mesmo falam que o difícil é ter um profissional que chegue no horário, que não invente desculpas, etc… Se olharmos para o setor público, não vemos diferente: quando precisamos ser atendidos, quem está ali para atender faz que nem está vendo a gente, não tem motivação, só quer saber de “feriadão”, etc… É justamente nesse ponto que gostaria de comentar, pois as Forças Armadas têm, apesar das dificuldades que nos são impostas, profissionais de altíssima qualidade, que procuram o aperfeiçoamento contínuo, não se limitam na mesmice, que na maioria dos casos estão sempre dando o gás, mesmo quando são designados para tarefas que sequer pensariam em executar. A matéria é muito coerente, pois se temos profissionais com essa qualidade dentro da caserna e o quadro parece estar piorando, aumenta diretamente a questão do problema da entrada de novos “bons talentos” e manter “os talentos vigentes”, tendo em vista que outros cargos já começam com remuneração inicial muito elevada, vide Receita, PF, Câmara dos Deputados, etc… Espero que, apesar do quadro atual, a situação melhore.

Anônimo disse...

Comecem a dar o exemplo. Falar em sacrifício para o outro é mole. Quero ver alguns abdicarem de suas polpudas diárias e receberem 2% de representação que não dá para alguns nem um prato de comida.

Anônimo disse...

2013, Muito novo!

Anônimo disse...

Concordo com suas palavras, comandante! Já havia citado algo próximo do "Como atrair e reter bons profissionais imputando-lhes apenas sacrifícios? ".A situação é tão crítica que atrair, já não atrai a muito tempo e quanto a reter, o prejuízo é ainda maior, já que profissionais que se qualificaram nas forças armadas ,são assediados por salários maiores e carreiras mais promissoras, sejam públicas ou privadas e partem para conquistar os seus objetivos, enquanto as forças armadas amargam o prejuízo do alto investimento na qualificação do militar e o não aproveitamento do mesmo. Portanto, não é difícil fazer uma projeção da nossa capacidade técnica-profissional nas gerações futuras das FFAA. Se a situação dos oficiais não é tranquila, a dos graduados é dramática! Peço-vos excelência, que continue o seu trabalho visando sempre a família militar, do soldado mais moderno ao oficial mais antigo, pois a nossa instituição é fruto de um trabalho coletivo, cada qual exercendo a sua função.

Tamos Na Rua disse...

Concordo!

Anônimo disse...

Esse chororô não adianta nada.... Nós vamos perder mais uma...

Anônimo disse...

Anônimo 24 de fevereiro de 2017 08:49, não é o político que não liga para os militares,mas sim a ideia comunista que esses políticos defendem. O mesmo acontece com os dominadores da mídia, em grande maioria ptistas. Mas não se pode "lavar as mãos" falando assim como você faz, isto dá uma ideia de comodismo e de pessimismo, além de parecer coisa de preguiçoso.
Agora, o anônimo 24 de fevereiro de 2017 10:30, embora dando a entender que não é militar, é uma pessoa rara, pois tem capacidade de, através de um bom raciocínio, discernir bem sobre o trabalho dos militares. Precisamos de pessoas assim, embora também ache que as FFAA pecam em esconder seus feitos tecnológicos dos cidadãos comuns, pois nem todos têm a capacidade deste citado colaborador.
Lembro-me, quando era militar da FAB, que via vários colegas, com cursos feitos nos EUA, serem tentados por visitantes no quartel a largarem suas carreiras, oferecendo até mais que o dobro do salário do militar, para irem trabalhar nas suas empresas multinacionais, tudo às escondidas das chefias. Em se tratando de indústria de eletrônicos, só representantes estrangeiros mesmo. Será por que eles procuravam dentro das FFAA, hein?

Heloisa Sardinha disse...

Esses comandantes,sempre querendo passar panos quentes na tropa.

Léo disse...

Comandante, vá até o Presidente desta República de ladrões,não para dar-lhe um Bastão de Comando de presente,mas para entregar o seu.Esse tipo de comentário estamos cansados de ouvir.Queremos ver é objetividade traduzida em nossos contracheques VEXATÓRIOS, VERGONHOSOS, HUMILHANTES.O resto é ? É resto!

Anônimo disse...

Comandante é facil ! Com juramento que fiz :" Com sacrificio da propria vida " ou seja, se ja dei minha vida quem vai se preocupar com meus filhos e minha esposa...sou praça e nao tenho casa ou carro ! Eu destrui a minha vida e enterrei vivis meus filhos e esposa ! Bom carnaval...estou de serviço sabado e terça de carnaval...escala interna no quartel e outra de colete patrulhando. Perdoe me filhos seu pai fez faculdade mas o orgulho dos oficiais nao permite concurso interno.

Anônimo disse...

Moral de cuecas, tem muita coisa interna que pode ser melhores, escala de serviço,expdt adm, dispensa para quem saí de serviço, evitar piruacões! Nosso maior inimigo é interno! A base da pirâmide mantem as mordomias e boquinhas!

Castro disse...

As Forças Armadas estão sob ataque, querem destruir o prestígio da carreira militar

Anônimo disse...

Comandante é facil ! Com juramento que fiz :" Com sacrificio da propria vida " ou seja, se ja dei minha vida quem vai se preocupar com meus filhos e minha esposa...sou praça e nao tenho casa ou carro ! Eu destrui a minha vida e enterrei vivis meus filhos e esposa ! Bom carnaval...estou de serviço sabado e terça de carnaval...escala interna no quartel e outra de colete patrulhando. Perdoe me filhos seu pai fez faculdade mas o orgulho dos oficiais nao permite concurso interno.

Anônimo disse...

Parece queca preocupação é com aqueles que ainda não entraram, e nós aqui morrendo a míngua, me poupe!!!!!

Anônimo disse...

Todos estão contra as mudanças radicais na "previdência" militar mas, aí pergunto:O governo decide de qualquer jeito, contra os militares, pois o que interessa é fazer teatro político, e o que vão fazer os militares? Entregar cargos? Não; emitir notas do Clube? Talvez; os comandantes emitirão uma nota à tropa dizendo que fizeram o que era possível e... FIM!

Anônimo disse...

Concordo...meu inimigo me comanda...

Anônimo disse...

Na MB e na FAB permite. No EB tem o QCO, estude.

Léo disse...

Estamos cansados.Estamos exaustos.Estamos desesperançados.Nenhuma justificativa nos convence mais.Mentiras! Mentiras! Mentiras! Esse país de políticos vagabundos ,safados, ladrões , saqueadores ,arrombadores,trobadinhas lixos continuam achando que podem humilhar o mais destrutivo Exército de toda a América Latina: o Exército de Caxias.O Foro de São Paulo e todos os lixos que o compõem acreditam que podem destruir o meu Exército.Em 1964, tivemos lixos civis e militares - a minoria minúscula-que achavam também.Estamos voltando!!! Castello Branco teria vergonha de ver o Exército de Caxias contar geladeiras-61- em presídio imundos.Nada de Golpe de Estado.Jamais tivemos um! Nada de "Intervenção Constitucional".Uma merda improvisada.Homens são homens! Heróis são heróis! Lixos são lixos! Este é o país dos saqueadores.Este é o país dos merdas políticos safados que acham que somos otários.Estudem a história do meu Brasil.Otários são vocês! Morrer pela Pátria Brasil ,para nós, Militares,em especial ,militares do mais poderoso Exército debaixo da linha do Equador, é muito natural.Lixos humanos.Ratos de esgoto!!!

Anônimo disse...

Não sou militar mas me sensibilizei com o artigo. Nunca havia parado para pensar da forma apresentada.

Anônimo disse...

sou do EB (27 anos de sv) e lendo esta manifestação começo a acreditar no sistema, que senso de realidade e responsabilidade sr Cmt, que bom é ler isto! parabéns!!!!

Anônimo disse...

"querem" ha dezessete anos isto ja foi consumado, estamos vivenciando a legalização desta destruição, e os comunas venceram mais uma.

Anônimo disse...

Em 2001, nossos comandantes já deveriam ter nos defendido e não ter deixado acontecerem aqueles cortes. Quem disse que não entrei para as FFAA pelo salário integral e pelo posto acima na reserva, pela licença especial, pelo anuênio? Entrei na carreira em 1987, completando 30 anos de serviço no mês de julho. Apesar de estar indo pra reserva sem, pelo menos, 2 mil reais (culpa da MP de 2001), tenho alguns direitos garantidos. Mas, e os irmãos de farda que permanecem?

Anônimo disse...

Somos ovelhas mudas no meio de lobos devoradores, não seremos ouvidos. É melhor JAIR (2018) se acostumando.

Anônimo disse...

E qual o problema?

Anônimo disse...

Meu nome é Edimarcos do Espírito Santo,sou civil,já fui militar.A nação como um todo deve apoiar a causa dos militares,a nação como um todo deve apoiar a causa dos civis.Todos independentes se civis ou militares somos brasileiros e temos o direito a salários dignos,empregos ,educação de qualidade,saúde e moradia.A nação como um todo tem de dar um basta a essa roubalheira desenfreada que continuam fazendo impunemente em nosso país.Não somos civis ou militares,somos brasileiros e temos o direito a aposentadoria depois de anos de contribuição ,querem roubar esses nossos direitos também?

Anônimo disse...

É triste quando parecemos prever o futuro, os militares perderam e vão continuar perdendo seus direitos enquanto a constituição que juraram defender e rasgada pelas pelos três poderes em Brasília. Aos comandantes militares restam olhar os seus próprios futuro e enganar seus subordinados. Não somos gado e não podemos caminhar pacificamente para o matadouro.

Anônimo disse...

Não basta apenas escrever texto bonitos extmo sr comandante. Tem que mostrar para a sua tropa para seus homens que nós somos os verdadeiros heróis. Que podemos colocar ordem de novo neste país que podemos deixar nossos filhos tranquilos nossas esposas sem preocupações pais e mães orgulhosos. Tenha piedade de sua tropa e faça o melhor para ela. DIGA NAAAOOOO PARA ESSE BANDO DE CORRUPTOS.

Anônimo disse...

Jesus Cristo disse:Eu, porém, vos digo: não jureis de modo algum, nem pelo céu, porque é o trono de Deus;
nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei.
Nem jurarás pela tua cabeça, porque não podes fazer um cabelo tornar-se branco ou negro.
Mateus 5:34-36

Anônimo disse...

Deve ser um "antigão" chupa sangue, tem de ser praça de quando pra comentar neste blog???

Anônimo disse...

Promova os Suboficiais a segundo tenente ao invés de aceitar civis despreparados apenas por terem uma graduação. Veja na suas tropas que existem militares até com doutorado e V.Excelência não confia neles. Qual é o incentivo de um Suboficiais que já está a mais de 5 anos na mesma graduação e sabendo que não vai ser mais promovido pelos seus próximos 4 ou 5 anos. Confie nos seus homens e que tem mais de 20 anos de experiencia e não são mais aproveitados. Tem que partir de vocês.

José Luiz Soares disse...

Gostei mais de ouvir as palavras de meu comandante do que as falácias de outros comandantes. Claro, só falar não adianta, mas sair de cima do muro e assumir uma posição clara em defesa aos nossos interesses já é um começo. Parabéns meu comandante!!! (Suboficial Soares)

wilson moreira disse...

Excelentíssimo Senhor Almirante de Esquadra, comandante da Marinha, belo discurso, mas se ficar dentro dos gabinetes de nada adiantará. Sejamos fortes em defender a lei e a ordem mas também sejamos conscientes de que par desempenhar bem o nosso papel enquanto militares que somos,devemos ter o respeito garantido pela nossa constituição sem que nenhum hipócrita e delinquente e irresponsável comunista sequer tenha moral para tentar nos tolher de alguma coisa. Pós somos forjados dentro da disciplina e da hierarquia. AD SUMUS. SARGENTO FUZILEIRO NAVAL WILSON.

Anônimo disse...

Para valorizar bons serviços que dem estabilidade aos praças e oficiais temporarios que entram por provas, exames de titulos entre outros e tem seu prazo cortado após 8 anos de servço, isso sim é perder bons profissionais, pois tem muitos temporarios com muito mais estudo e vontaade de trabalhas que os carreristas.

Anônimo disse...

O comandante tá certo e é um homem digno, mas a sociedade é umacescrota e tá cagando pra sacrifício dos militares, só entende a liguagem da forca ou de grupos chantagistas como o judiciário que criaram o auxilio moradia sem se locomoverem. Dá um berro e um murro nessa mesa homem.

Ademir Carvalho disse...

Comandante, sou Ten Cel Av RR e Esto e Sempre estarei de acordo com essas premissas. Não podemos permitir que continuem massacrando as FFAA. Somos uma Classe diferenciada e Dedicadas Inteiramente à Pátria. Nosso Interesse é Simplesmente o Cumprimento Constitucional s os Interesses Escusos desses Destruidores de Nossa Sociedade. Estamos e Sempre Estaremos Prontos ao Chamamento da Nação Brasileira:
A Qualquer Dia; a Qualquer Hora.
BRASIL ACIMA DE TUDO.

Anônimo disse...

Não adianta nada isso aí. É só conversa da carochinha. Se a polícia Federal investiga esse povo, ia muito oficial preso. E ia de arruma. Todos passam as mãos nos cofres públicos.

LIMA disse...

Parabéns e obrigado ao nosso comandante é preciso que os três comandantes manifestem publicamente e se imponham quando necessário terão sempre total apoio da tropa, esse congresso e esse governo bem como o anterior não trabalham para o bem do país e do seu povo, já nos enfraqueceram demais na busca da destruição das instituições nacionais, o Brasil precisa voltaria ter uma boa conduta moral e valorizar o seu povo e isto passa por uma defesa forte um povo bem educado e instruído, uma indústria e um campo forte e produtivos e congressistas corruptos não teem coragem e moral BBB PAra isso .
Precisamos lutar juntos ativos inativos e pensionistas, que sejamos um exemplo de unidade para país , afinal nossa forca e nosso voto tem poder

Anônimo disse...

Infelizmente, a realidade do país é essa devido a vários equívocos dos nossos governantes, e amparados por uma força militar desprovida de propósito e de pessoas submissas e coniventes com toda a situação.

Gilmar disse...

O nobre comandante não vai bater na mesa, pois quer se manter no poder...., ou seja, teria de vestir o pijama.

Gilmar de Mello
Militar Reformado e Advogado/RS

Castro disse...

Carreira militar está sofrendo ataques covardes....

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics