24 de fevereiro de 2017

Raul Jungmann irrita caserna por usar a tropa para tapar buracos na segurança pública dos estados

Decisões de Jungmann causam desconforto na caserna
Caserna está irritada por ter que fazer papel de polícia nos estados
Por Gabriel Mascarenhas 
Uma enorme parcela do alto comando militar, sobretudo do Exército, não quer nem ouvir falar em Raul Jungmann. A caserna não se conforma com o fato de o ministro da Defesa, vira e mexer, entregar as tropas para tapar buracos de segurança pública nos estados, o que não é atribuição das forças armadas.
Radar Online (Veja)/montedo.com

31 comentários:

Anônimo disse...

Estão irritados nada, se estivessem de verdade, dariam um NÃO/BASTA para esses desmandos. Quem está irritada é a tropa, que tem de fazer papel de polícia, ganhando menos que a mesma e sem proteção jurídica nenhuma. Sem contar que, depois que chegam no quartel, ainda vão abraçar o serviço da Unidade.

Anônimo disse...

Caserna:"Edificio ou instalações onde se alojam os soldados". Parece que "as pedras estão clamando". O materia bem mal elaborada, tem que citar a fonte.

Anônimo disse...

Tem alguma coisa errada nesta reportagem! O Ministro eh um baita interlocutor em nossa defesa e melhorias. Se existe alguém que os militares não querem ouvir falar é o Presidente.

Anônimo disse...

No Brasil, existem dois Brasis. Ha um, onde todos respeitam as Leis e, principalmente a Constituição Federal, mas esses, só se ferram e são extorquidos. Ha outro, onde uma boa parte do poder político está nas mãos, e "rasgam" todas as Leis existentes conforme sua necessidade e conveniência, e nada acontece com eles. Resumindo: no Brasil, os bandidos estão se dando melhor porque os que são respeitadores das Leis estão quietos, impassíveis.

Anônimo disse...

Sou de acordo de botar as FFAA para fazer algo mesmo, só querem ganhar fazendo TFM, TAF e formatura. Vamos trabalhar, para isso que o povo nós paga, para garantir a lei e a ordem.

Anônimo disse...

Esperar o que de um Ministro comunista, bolivariano e um dos fundadores do Foro de São Paulo? Acorda FFAA!

Anônimo disse...

BOATO E MENTIRA!!!

Raphael Alvarenga disse...

No meio de uma negociação previdenciária é preciso fazer política. Esta é a nossa podre democracia mas é o que temos por agora.

Anônimo disse...

Nos assombra o tratamento dado aos militares, pelo governo federal. Por que se chegou a tal ponto? Tudo começou quando os militares perderam o respeito na era Lula e piorou na era Dilma? Vejam o que encontrei no Blog http://www.alertatotal.net/, e tirem suas conclusões. Segue abaixo algun trechos:
Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Carlos I. S. Azambuja

Livro Viagens com o Presidente - NOSSA, Leonencio; SCOLESE, Eduardo. Rio de Janeiro: Record, 2006.

--------------

“Um dos ajudantes apareceu na copa do palácio. Funcionários perguntaram o motivo da cara de tristeza.

- Levei um esporro daqueles... só não foi pior porque mais gente levou... assessor, segurança, todos levaram.

Os seguranças vibram quando o presidente dá broncas nos ajudantes-de-ordens ‘bajuladores’.

“Molhado de suor, olha o ajudante-de-ordens e lhe pede uma toalha [...].

- Espere um pouco, presidente, vou buscá-la no avião – responde meio sem jeito o funcionário do Planalto, que sai em disparada pela pista do aeroporto para cumprir a ordem do presidente. [...] Lula não se contém com a cena. Enquanto a rapidez de um ajudante-de-ordens absolutamente fora de forma, o presidente cai na gargalhada e faz um comentário rápido e rasteiro a um de seus seguranças.

- Olha lá o bundão. Olha o bundão correndo para pegar a minha toalha”. P. 63.


“Numa audiência com [...] Marina Silva [...] o presidente ouve atentamente a opinião dela contrária às obras [de transposição do rio S. Francisco] e os argumentos favoráveis dos técnicos da área. Após ouvi-los, Lula consola a ministra:

- Marina, essa coisa de meio ambiente é igual a um exame de próstata, não dá para ficar virgem toda a vida. Uma hora eles vão ter de enfiar o dedo no cu da gente. Então, companheira, se é para enfiar, é melhor que enfiem logo.

Lula, até para mostrar personalidade [...] leva para dentro do Planalto [...] seu costume de falar palavrões [...] Entre os petistas palacianos foi difundida a idéia de que, quanto mais pesado o palavrão, maior o grau de intimidade do presidente com o interlocutor. Daí, ouvir um palavrão pode significar status.

Antes de uma cerimônia no palácio, o brincalhão Lula se aproxima de seu assessor [...] professor universitário Marco Aurélio Garcia, e diz na maior descontração:

- Marco Aurélio, eu já mandei você tomar no cu hoje?

O professor sorri”. P. 70-71.

A eleição na Câmara entra pela madrugada. Lula não agüenta esperar e vai dormir. Na manhã seguinte, é informado por assessores da vitória do conterrâneo Severino Cavalcanti.

Lula não explode no momento [...]. Deixa para descontar toda sua raiva alguns minutos depois, quando recebe das mãos de assessores o discurso que fará sobre o combate à fome. Diante do ministro Celso Amorim e de auxiliares do Planalto e do Itamaraty, o presidente folheia rapidamente a papelada e a arremessa a metros de distância.

- Enfiem no cu esse discurso, caralho. Não é isso que eu quero, porra. Eu não vou ler essa merda. Vai todo mundo tomar no cu. Mudem isso, rápido”. P. 249.

Anônimo disse...

Cuidado com o blog Radar da Veja, muita opinião sem fatos!!!

Anônimo disse...

SE A CAGADA É GRANDE, CHAMEM OS MILITARES...
MAS NÃO CHAMEM SE É PARA TRAZER UM PAGAMENTO JUSTO A TODOS...
FATOS IRREFUTÁVEIS:
- Estado incompetente e uma Polícia mal paga e despreparada? Chamem os Militares!
- Selvageria nos presídios? Chamem os Militares!
- A PF não quer ir pra fronteira porque a diária é pouca, chamem os Militares, que vão ao preço de uma tabela que está defasada desde 1992;
- A PM faz greve porque o salário é baixo, chamem os Militares!
- A ANVISA não quer inspecionar gado no campo, chamem os Militares!
- Os corruptos ganham milhões e não constroem as estradas, chamem os Militares!
- As chuvas destroem cidades, chamem os Militares!
- Desabrigados? Chamem os Militares!
- A Dengue ataca? Chamem os Militares!
- O COB precisa treinar e pagar atletas? Chamem os militares!
- Ações humanitárias no Brasil e no exterior, transportes de donativos em tragédias? Chamem os Militares!
- Investigação e remoção de corpos em acidentes aéreos de grande porte? Chamem os Militares!
- Transportes de órgãos, presos, corpos de autoridades, ministros, etc.? Chamem os Militares!
- O Carnaval, Ano-Novo, ou qualquer festa com pouca segurança? Chamem os Militares!
- Copa do Mundo, Olimpíada (Consultem as providências da Olimpíada Rio 2016), Reunião de Presidentes, Jogos Mundiais? Chamem os Militares!
- Certeza de eleições livres? Chamem os Militares (Os Governos de 16 Estados da Federação requisitaram a permanência das Forças Armadas para as eleições 2016 – Ah! Distribuir urnas eletrônicas nos mais remotos locais do País? Chamem os Militares!
- Presidentes, Primeiros-Ministros e visitantes importantes de outros países vão chegar? Chamem os Militares!
- Força de Pacificação do Complexo do Alemão, do Complexo da Maré já que a Polícia não tem capacidade pra resolver, chamem os Militares!
ALÉM DISSO: (NÃO TEM DIREITO A NENHUM DOS ITENS ABAIXO):
- Uma Lei de Remuneração? Está enterrada nos porões do Congresso como MP 2215-01, há mais de 15 anos, com mais de 600 emendas.
- Adicional noturno? Não tem!
- Periculosidade? Não tem! (Onde está a isonomia de tarefas que querem imputar em uma Reforma Previdenciária?
- Escalas de 24 por 72 horas? Não tem!
- Hora extra? Não tem!
- FGTS? Não tem!
- Os 28,86%? Jamais!
- Reconhecimento? Não tem, exceto da Opinião Pública.
- Residência fixa? Não tem!
- Certeza de descanso no fim de semana? Não tem! Inclusive mal alimentados, pois fazem jus à somente R$ 8,25 / dia / Militar como Etapa de Alimentação. Vejam o valor de outras categorias visando o mesmo fim!
- Licença-Especial? Perderam!
- Reajustes com base na inflação? Nunca tiveram!
- Salário adequado? Não tem! Vejam os salários e reajustes de outras categorias do funcionalismo e comparem com a dos Militares!
- O salário de um Primeiro-Sargento da ativa é muito inferior ao do Soldado (PM-DF) e do Policial Rodoviário Federal, ambos em início de carreira; sendo que o dinheiro vem da mesma fonte pagadora: a União!
- O salário bruto de um Coronel Aviador (Militar com 25 anos de serviços com todos os cursos que a carreira impõe, é inferior ao do piloto de elevador do Congresso.
- O salário de um Oficial-General, com mais de 45 anos de serviço, é igual ao salário de um Agente de Segurança, da Portaria do Congresso.
O MILITAR JURA DEDICAR-SE INTEIRAMENTE AO SERVIÇO DA PÁTRIA E DEFENDÊ-LA COM O SACRIFÍCIO DA PRÓPRIA VIDA, MAS NÃO JURA A PASSAR PRIVAÇÕES, MUITO MENOS A SUA FAMÍLIA!

Anônimo disse...

Exemplo de governo eficiente: Tabela do IRPF defasado em 83% e não terá nenhum reajuste, mais uma vez.

Anônimo disse...

Acho meio difícil a "caserna" ser contra o MD.

Anônimo disse...

Estamos todos irritados com os salários ridículos,será que isso ainda não foi percebido pelos Chefes Comandantes, um terceiro sargento recebe líquidos, quando não possui empréstimos 3.400,00 mês, vai ficar dez anos de terceiro sargento e depois vais sair, ser promovido a segundo e receber um aumento de R$ 400,00, já vai estar com mais de 30 anos de idade e filhos.
Um sargento de qualquer PM recebe mais que um TENENTE do Exército, nem os praças, querem que os filhos sejam oficiais e ingressem na EsPCEx.
E nós sendo humilhados quando vamos cobrir as PM pelo Brasil afora, pois invariavelmente eles ganham mais e bem melhor que nós, a PM do DF, RR e RO e AC por exemplo, isso ultrajante, vejo muita gente irritada, como nunca antes ou até então, ao menos para mim, todo mundo estressado, sempre só promessas, mas os companheiros não suportam nem mais esses BIZUS, que nunca se confirmam ou concretizam e não mais tranquilizam a ninguém, coisas que ninguém mais acredita, esta ruim de ouvir aqueles bordões estúpidos, quem faz o que gosta não cansa e outros do tipo, não da mais para adaptar, restringir e apertar o cinto e só ir perdendo, meu vencimento e dos meus colegas não duram 10 dias, o restante do més, sei que é redundância, pois todos aqui sabem do que falo.

Anônimo disse...

Creio que vc esteja de saca com esse comentário.

Anônimo disse...

Reportagem estranha! O ministro da Defesa até defendeu uma revisão nos nossos salários devido ao alto grau de defasagem em relação aos demais funcionários públicos federais.
Mudando de assunto, peço a gentileza aos colegas militares ou supostos militares que pensem duas vezes antes de apoiar o fim da paridade salarial entre o pessoal da ativa e o da reserva. Quando ingressei nas FFAA em 1983,ou seja, ainda no regime militar, as regras eram diferentes das atuais. Aceitei tais regras e cumpri com minhas obrigações inerentes à minha função. No meio do percurso da minha carreira, chega "alguém" e diz: "Fizemos algumas alterações na regras e estas alterações serão "impostas". Não há a menor possibilidade de discussão sobre o assunto". Pois bem, agora estamos vivendo outro momento conturbado em nossa história e aí o governo resolve sinalizar que está pensando em colocar o prejuízo na "conta dos militares, alegando que os militares da RR e pensionistas são os "vilões" da previdência. Mas o pior não é ouvir ou ler esta asneira, o pior é o chamado "fogo amigo". É terrível ler alguns comentários favoráveis a esta "desvinculação" salarial entre o pessoal da ativa e o da reserva e pensionistas. Tem alguns "infelizes" que chegam a ridicularizar o pessoal da reserva, afirmando que não planejaram as suas vidas quando ainda estavam na ativa, como se o nosso salário nos permitisse realizar tal "planejamento" com relativa folga. Acredito que sejam pessoas inexperientes, que sonham em "conquistar o mundo", que não têm limites, que ainda vivem de ilusões, que pensam saber de tudo. Já tive o desprazer de ler um comentário triste e depreciativo de um provável "garoto", chamando os subtenentes e primeiros-sargentos de "bando de barrigudos que não fazem nada e que só sabem dar ordens". Sinceramente, em que mundo vive uma pessoa assim? Assim não chegaremos a lugar algum, ou melhor, chegaremos sim...chegaremos ao fundo do poço!

Léo disse...

Se fosse verdade a irritação castrense dos que nos comandam seria a vitória dos justos.Mentem,tão completa

Anônimo disse...

"O tiro saindo pela culatra"?...kkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

E pó se os antigos não fossem tão pica sacos de oficiais talvez os mais modernos pensassem diferente sobre eles OBS não são todos mas todos sabemos dos x9 e chaleiras de plantão

anônimo disse...

Pessoal para se ter uma idéia um agente da dengue aqui no DF ganha igual a um 3 SGT, isso é ridículo,ou seja vc tem que passar em um concurso e ficar dois anos na escola ganhando...e depois de formado então...falo isso porque minha esposa é agente da dengue e ainda rir de mim kkkk.

Anônimo disse...

Meu caro, esses que pensam e falam assim, 35 anos de serviço ainda é pouco para eles! Só mudarão de ideia quando descobrirem que na reserva não existe essa coisa de conceito, de chaleirismo e de chefinho!

Anônimo disse...

Também considero o melhor MD ao longo dos meus trinta anos de serviço.

Anônimo disse...

Concordo com tudo que o sr escreveu companheiro. Estes "jovens militares" na maioria das vezes, com esse pensamento, são vagabundos de plantão. Conheço um monte. Quando chegarem lá, serão totalmente bossais e soberanos.

Anônimo disse...

E pó se os antigos não fossem tão pica sacos de oficiais talvez os mais modernos pensassem diferente sobre eles OBS não são todos mas todos sabemos dos x9 e chaleiras de plantão"

Engraçado ler isso. Dá mesma forma que vc pensa assim, me dá o direito de pensar que tem um monte de vagabundos da sua laia que fogem do trabalho como diabo foge da cruz.

militar com 29 anos de servico disse...

Concordo plenamente com a colocação do colega quanto a mantermos a paridade. Ainda estou na ativa, mas já com tempo para ir para a reserva.
Já fui jovem e sonhador, já reclamei dos mais antigos e da instituição. Quando percebi que ficar lamuriando não me levaria a lugar nenhum, apenas degradaria meu quadro mental e me adoeceria, resolvi mudar o rumo da minha vida. Voltei a estudar, cursei uma Universidade pública, fiz pós graduação, e trabalho também como professor (UNIVERSITÁRIO E MÉDIO ). Bem!mas porquê digo tudo isso? ao longo de toda minha carreira percebi que todos aqueles que mais reclamam, os mais falastroes, são os que menos fazem por sí e pelos seus, e por que isso? gastam toda sua energia reclamando e criticando os outros!
Trabalhando no meio civil percebi que por mais defeitos que tenha nossa instituição (EB) ainda assim é melhor que a grande maioria das outras que existe por aí. Os que só criticam, na maioria das vezes, fazem comparações sem conhecimento.
Concordo que existem omissos e bajuladores dentro da força, mas eles existem em toda parte. Sugiro aos mais novos que não se foquem nos maus exemplos, pois existem excelentes referências que podem e devem ser prestigiadas.
Concordo que devemos lutar para manter a paridade pois esta é a recompensa pela dedicação de tantos anos calados. É chegada a hora de nos unirmos!diferenças entre pessoas sempre existirão, mas estas devem ficar apenas no campo da particularidade.
Hoje temos uma grande aliada, a tecnologia. Vamos usá - la a nosso favor! Podemos lutar Unidos sem mesmo nos conhecemos!
Possuímos uma força que talvez desconhecamos: entre ativos, inativos, pensionistas e familiares somamos milhões!
Isso transformado em votos (única arma capaz de sensibilizar parlamentares ) pode trazer reconhecimento para nossa classe. Em breve estarei colocando aqui no Blog uma relação com email de todos os parlamentares para que possamos distribuir para nossos familiares e amigos solicitando que enviem aos senhores deputados e senadores as suas insatisfações pela forma como nossa classe vem sendo tratada. Pois a maioria dos parlamentares só sabem a nosso respeito aquilo que é veiculado pela mídia!
Tenho lido textos com considerações muito bem elaboradas neste Blog, façamos tais argumentos chegarem até aqueles que decidirão o destino de nossa carreira : os parlamentares!
Vamos deixar de minimi e vamos lutar Unidos e com inteligência!
Pois a desunião interessa a quem?

Marcos Magalhães da Silva disse...

Concordo. Estes generais não passam de generais de 10 estrelas. Todos coniventes, com medo de perder o estatus e salários de ministros enquanto a sociedade agoniza

Anônimo disse...

Obrigado, " militar com 29 anos de serviço" por expor de forma clara e precisa as suas ideias e parabéns pela forma madura e exemplar com que soube lidar com as adversidades. Sou o autor do texto das 23:53 e esperava algumas críticas, mas fiquei feliz em ler alguns comentários, muitos favoráveis ao que penso.

Anônimo disse...

Verdade,vivemos de Exército Administrativo, pois precisamos contribuir de alguma forma.

Eduardo Araújo disse...

Vc é militar? Da ativa? Tá fazendo só taf tfm e formatura?

Thiago Vahl disse...

Parabéns pela lucidez, não existe outra forma de melhorarmos nossa carreira. Precisamos de representação parlamentar. Não adianta ficarmos postando lamurias de braços cruzados. Vamos em vez de reclamar, usar estes acontecimentos últimos para mostrar pra população o nosso valor. A sociedade deve sentir necessidade do nosso trabalho, precisa conhecer o que fazemos...quando nosso povo tiver desenvolvido o sentimento de NAÇÃO entenderão o valor das FFAA e passarão a apoiar a valorização da carreira militar. Talvez este momento em que vivemos possa de uma forma servir a nosso favor. Sejamos inteligentes e não fiquemos apenas reclamando.

Essa 93 disse...

Vc acha que a sociedade civil tá com dó???

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics