11 de fevereiro de 2017

Jungmann afirma que PM parado se alia a bandido. E revela 'desconforto' com banalização do uso das Forças Armadas

Josias de Souza
Responsável pelo envio de soldados para realizar o policiamento de rua no Espírito Santo, o ministro Raul Jungmann (Defesa) fez considerações ácidas sobre policiais militares que cruzam os braços. No limite, equiparou-os aos bandidos. “Toda reivindicação é legítima, até o momento em que coloca em risco a vida das pessoas”, disse Jungmann em entrevista ao blog.
“Ao paralisar os seus serviços e levar a saques, a mortes, a sequestros, ao aterrorizamento da população, o policial está contribuindo para o aumento da criminalidade. Ele está, tenha consciência ou não, ficando do lado dos bandidos que matam os cidadãos.” Os mesmos cidadãos que pagam os salários da polícia, por meio dos impostos, realçou o ministro.
Jungmann recebeu o blog na noite desta sexta-feira (10). Pelo telefone, lhe chegou a informação de que a paralisação da PM capixaba chegara ao final. Algo que seria verificado no início da manhã deste sábado (11), já que ficou acertado que os policiais deixariam os quartéis para trabalhar a partir das 7h. Um detalhe exercia pressão sobre os policiais aquartelados.
O ministro contou que havia nas ruas da capital capixaba, Vitória, e nas cidades vizinhas mais militares das Forças Armadas e soldados da Força Nacional de Segurança (2.400 homens) do que todo o contingente que a PM conseguiria prover se não estivesse de braços cruzados (até 1.900 policiais). (assista abaixo)
A pedido de Michel Temer, o ministro da Defesa organizava na noite passada um voo para Vitória. Decolará de Brasília às 8h deste sábado (11). Além de Jungmann, seguirão na mesma aeronave outros três ministros: o general de Exército Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República), Antonio Imbassahy (Coordenação Política do Planalto) e José Levi Mello (interino da Justiça). De carona, segue também no avião o procurador-geral da República Rodrigo Janot.
A comitiva de ministros e o chefe do Ministério Público Federal irão verificar in loco o desenrolar da crise no setor de segurança no Espírito Santo. Para evitar novas surpresas, informou Jungmann ao blog, as Forças Armadas se planejaram para a hipótese de ter de entrar em ação no Rio de Janeiro. Há tropas de prontidão no Rio e também em São Paulo, prontas para eventual deslocamento. “Na eventualidade [de uma paralisação da PM], que creio que não irá acontecer, nós temos condições de, rapidamente, dar uma resposta para que não aconteça um descontrole na cidade e no Estado do Rio de Janeiro”, declarou Jungamnn.
A despeito da disponibilidade das Forças Armnadas, já acionadas até para vistoriar presídios, Jungmann reconheceu que há no governo um desconforto com o risco de banalização do uso do Exército, da Marinha e da Aeronáutica em atividades que não lhes são habituais. “Entre as forças policiais regulares dos Estados e as Forças Armadas, nós deveríamos ter uma força nacional permanente”, declarou Jungmann. Hoje, explicou o ministro, a Força Nacional de Segurança é montada para tarefas específicas. Os policiais são recolhidos em vários Estados, numa quantidade que varia conforme a missão.
Por ordem de Temer, será criada em 2017 uma força permanente de soldados, à disposição da União. “A ideia agora é ter um corpo de 7 mil homens permanente prestando esse serviço”, afirmou Jungmann. O ministro aplaude a novidade. Para ele, as Forças Armadas precisam se concentrar nas missões para as quais estão mais treinadas. Coisas como a “defesa da pátria”, o socorro a vítimas de desastres naturais e a proteção das fronteiras.
UOL/montedo.com

18 comentários:

Anônimo disse...

A paralisação é legítima desde que atenda aos trâmites exigidos pela lei, o PM que crusa os braços faz de conta que está impedindo de sair do quartel enquanto o caos se instaura em seu entorno, devido às ações da bandidagem, estimulada pela paralização, pode se equiparar ao médico que omite socorro, cruzando os braços frente a uma mesa de cirurgia. É uma maneira de tornar o estado vítima de chantagem e refém de caprichos de sindicatos. Os Sd do EB que lá estão, ganham menos da metade que os Sd PMs grevistas, e estão longe de suas casas, comendo comida em Marmitex que as vezes chega azeda, e ganhando 2℅ ao dia encima de un soldo miserável. E aí, Gen Vilas Boas...e a reestruturação salarial e da carreira das Forças Armadas, se trata de mais uma palestra protocolar, prevista em QTS ou algo vai mudar?

Anônimo disse...

No passado tinhamos o informex tipo III agora temos conversas via blog destes comandantes como o Vidas Boas que nada fazem apenas ficam conversando e jogando confete para torcida e tem muitos que acreditam no medíocre do bolsonada, é cada um que apareceu nesses últimos anos, que nada que estarior não possa piorar vamos ver o pronunciamento do super Adjunto de Comando crivalata.
até a onde vai esta palhaçada toda.

Anônimo disse...

A saga de um governo zombeteiro
Não há tensão política que se aplaque, e não pode mesmo se aplacar, quando o governo esnoba a mensagem que há quatro anos vem das ruas
Por: Paulo Germano
10/02/2017 - 18h33min | Atualizada em 10/02/2017 - 20h20min


Já deu, chega, ninguém aguenta mais. Desde as jornadas de junho de 2013, desde os protestos contra a Copa, desde as paralisações do setor público, desde a eleição de 2014, desde o processo de impeachment, desde os atos contra Dilma, desde os atos a favor de Dilma, desde a revolta dos caminhoneiros, desde o movimento Fora Temer, desde a eleição de 2016, desde a rebelião secundarista, desde que essa tensão política se abateu sobre o país, o recado sempre foi um só. Um só!

Todos esses protestos, não importa se alinhados à esquerda ou à direita, tiveram um princípio análogo, um objetivo moral que norteava qualquer manifestante. Pelo amor de Deus, Michel Temer, entenda o que as ruas vêm tentando dizer há quase quatro ano. Porque um político que não entende as ruas não pode ser político.

Vou desenhar para o senhor, presidente: as ruas diziam, e ainda dizem, que não se admite um governo gastar bilhões em estádios enquanto houver hospitais desmoronando. Que não se admitem mordomias a deputados enquanto continuar subindo a passagem de ônibus. Que não se admite salário alto para um ministro se o do professor for ridículo. Que não se admitem corrupção, benesses, conluios, cambalachos e safadezas.


Mas aí o senhor, presidente, aí o senhor faz o quê? O senhor indica um ministro do governo para ser ministro do Supremo! Inacreditável! É um deboche, uma chacota, uma zombaria tirânica com centenas de milhares que foram às ruas, é a implosão moral desse governo cara de pau. Alexandre de Moraes sai do governo, onde era chefe da Polícia Federal, para participar do julgamento do que a Polícia Federal investiga! Ele estava no meio dos investigados e agora vai julgar os investigados!

A tese de doutorado de Alexandre de Moraes, em que ele sugere critérios para a escolha dos ministros do Supremo, é um sopapo na cara do país. Você talvez já tenha lido, mas isso aqui merece replay: "É vedado (para o cargo de ministro do Supremo) o acesso daqueles que estiverem no exercício ou tiverem exercido cargo de confiança no Poder Executivo (...) durante o mandato do presidente da República em exercício no momento da escolha, de maneira a evitar-se demonstração de gratidão política ou compromissos que comprometam a independência de nossa Corte Constitucional".

Tive um ataque de riso ao ler isso — Moraes é contra a nomeação dele próprio. É um espetáculo de cinismo e desfaçatez o que esse governo promove. Michel Temer defendeu uma impiedosa reforma da Previdência mas se aposentou aos 55 anos. Prometeu um ministério de notáveis mas preferiu uma trupe de questionáveis. Lutou pela PEC do Teto mas torrou R$ 500 mil em um evento para homenagear o samba. Pregou o corte de despesas mas seu governo gastou R$ 24 milhões em quatro meses com cartão corporativo — R$ 2 milhões a mais do que no semestre anterior inteiro.

Não há tensão política que se aplaque, e não pode mesmo se aplacar, quando um governo esnoba uma mensagem que há quatro anos vem das ruas. Temer é um presidente arcaico, ultrapassado, é o resumo mais bem acabado do que o Brasil, à esquerda ou à direita, já mostrou que não tolera. Já deu, chega, por favor, ninguém aguenta mais.

Anônimo disse...

E onde estão as boas notícias que "alguém" disse que viriam nesse início de ano para os militares das Forças Armadas? São esses acionamentos? Vão atrelar as "boas" notícias com a retirada de benefícios? Esse movimento das PM já virou dominó. No Pará já começaram com os protestos dos familiares. Até guardas municipais estão protestando por um dia. Eles já foram anistiados em outra revolta que fizeram em ano anterior, apesar de alguns cabeças terem sido expulsos. Até festa de carnaval foi cancelada por falta de verbas.As mordomias dos parlamentares continuam a todo vapor. O resultado é o que vemos hoje: população refém da PM, das milícias e dos marginais. Solução?? "Severinos!!"

Anônimo disse...

BANDIDOS são a corja da classe política deste país.

Anônimo disse...

Esse Ministro é socialista, comunista, bolivariano e um dos fundadores do Foro de São Paulo. Eles querem o fim da PM para dar o golpe final e cubanizar o Brasil. Acorda FFAA!

Anônimo disse...

Só assim as FFAA faz algo que não seja TFM, formatura e faxina. As FFAA tem que respeitar os PM e BM que querem melhores salarios, pelos serviços de arriscar a vida todos os dias sem condiçoes de trabalho e salario, se voces não fazem greve e nem se manisfestarem ninguem ira fazer por voces...
Cada um luta como se pode, se as FFAA ficam so´chorando no alojamento só lamento. Se pararem a sociedade não sentira a falta, diferente da Policia e do bombeiro.

Anônimo disse...

...2% ao dia.... deduzidos 27% imposto renda. Show

Anônimo disse...

http://www.eme.eb.mil.br/index.php/nt/151

Anônimo disse...

Greve das PMS em cinco estados, cai o governo corrupto e indecente. Em conversa no Forte Apache um colega ouviu o seguinte: "o aumento do soldo será de 22% em março, e mais 33% em duas vezes, dez 17 e jun 18; 10 soldos para passagem para reserva; mais modificações na carreira dos praças afim de ascenderem o oficialato aos 42 anos de idade; salário família, moradia, além de voltar a LE e 1% do soldo". Só que não!

Unknown disse...

Essa vai para o "anônimo" de 11/02/17, 12:32.
Percebe-se que o senhor é um cidadão "informado". Observe o mundo ao seu redor e veja o que fazemos para a sociedade. Inclusive para a sua ingrata proteção.

Anônimo disse...

Vá viver numa nação sem exército então seu idiota. Está ai o exemplo, se o exército parasse o Brasil seria saqueado pelas outras Nações.

Leoni Martins Buenos Ayres disse...

Receita federal 2017

Carlos Bourguignon disse...

Quem disse que as FFAA não respeitam as PM, engano seu,agora se vc acha que não trabalhamos porque não estamos nas ruas como as PM seja eleito presidente e mude a lei, ou faça concurso para as FFAA

Anônimo disse...

Kkkk parece um bando de criancas que choram por caisa de doce...isso que dar fazer um CFS miojo e chamarem de militar nao aguentam preassao nem tao pouco tem carater de cumprir suas obrigacoes e nem tao pouco usam de iteligencia de reivindicar seua direitos...quero so ver a cara de vcs quamdo cruzarem com a populacao apartir de agora...se nao tinham credito com cidadao q vos paga.agora a reputacao foi pro pal.pensem nisso criancas mimadas vcs sao militares.sacrificio com a propria vida.adsumus

Anônimo disse...

Quero so ver suas caras quando saírem na rua e cruzarem com a população.nao acredito e inadmissível isso .Sr secretario por favor expulsem esses que colocaram a vida do povo em troca de seus interesses. Falar igual aquele narrador esportivo da Band: NAO E ASSIM....não e assim que reivindicar algo.e não adianta alguém defender esses em época de guerra seria pena de morte

Anônimo disse...

Alo galera aqui vos fala e teo jose.... NAO , NAO E ASSIM.... vao ter que aguentar a guerra...se e por causa de dinheiro e melhor vender jujuba no trem...vamos aos cálculos: Caixa de jujuba com 50x1=50,00 vamos supor que vendam 3 cx/ dia 150,00.sendo q cada caixa e comprada por 5 reais lucro de 135,00x 30 dias+ ou- 4.000 tirando almoço...apartir de agora vai ser ótimo.nao irão sofrer perigo de morte etc...tudo isso por falta de sabedoria impulssiva motim e desobediência.o mais grave de tudo e faltar compromisso com a sociedade.que Deus não permita vcs perderem seus emprego...vcs caíram numa cilada esquerdista infernal...que Deus livrem vcs do laco e embaraço.sabendo que essas feridas que vcs deixaram na sociedade deixarão cicatrizes.

Anônimo disse...

Não acredito que os policiais vão aceitar tamanha desonra desse cara!!!... Tem que haver reposta, ele passou das medidas. Não se compara um contingente como a Policía desfalcada como estão, com bandidos armados até os dentes, em detrimento da irresponsabilidade de governos, e paus-mandado incompetentes. Todos tem direito de gritar, quando lhe apertam o "calo". Não é ele que enfrenta bandidos com arsenal sucateado, não é ele que tem que Não morar anônimo, pra se esconder de bandidos, o salário dele está em dia e é um dos melhores do País...Fala sério...afff

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics