11 de fevereiro de 2017

MS: Exército vai recapear avenidas e ruas de Campo Grande

Exército começa a recapear avenidas e ruas de Campo Grande no dia 13
Avenidas Bandeirantes e Marechal Deodoro serão recapeadas.
Prefeitura e Exército dizem que qualidade do asfalto será superior.
Do G1 MS
O Exército irá começar a recapear as avenidas Bandeirantes e Marechal Deodoro e as ruas Brilhante e Guia Lopes, em Campo Grande, no próximo dia 13, por meio do convênio de R$ 24 milhões com a prefeitura.
Formalizado nesta segunda-feira (6), no 9º Grupamento Logístico, o convênio tem prazo final de 24 meses. A prefeitura vai arcar com o custo da obra e o Exército fornecerá mão de obra. No ano passado, o então prefeito Alcides Bernal já havia feito um convênio com o Exército para o recapeamento de ruas e avenidas.
Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, a parceria firmada hoje garantirá qualidade superior às vias, que terão pavimento feito com uma técnica chamada polimerizada - um tipo de asfalto mais flexível e que traz um tempo de vida útil mais longo, sem sofrer lombadas ao longo da via, devido ao tamanho e peso dos ônibus.
O prefeito Marquinhos Trad arriscou dizer que o prazo estipulado de dois anos poderá ser reduzido “devido à eficiência do Exército Brasileiro”. “Eu acredito que com 18 a 20 meses todas as quatro ruas e avenidas serão entregues aos campo-grandenses. Nós já estamos entrando com todo o maquinário para recapear de uma vez por todas essas vias. Boa parte do projeto foi refeito com a ajuda dos técnicos da prefeitura e da Caixa Econômica Federal. Isso vai trazer uma economia de tempo e do valor do conveio total”, disse.
Comandante do Comando Militar do Oeste, o general Gerson Menandro Garcia de Freitas disse que os militares que trabalharão na obra passaram por treinamento na unidade mais capacitada de engenharia, localizada no Triângulo Mineiro. “Nós mandamos para lá e eles não estão tendo só aula teórica, mas aulas efetivas antes de começar a obra aqui”, salientou.
O convênio prevê o recapeamento de 12 quilômetros das vias que integram o futuro Corredor Sudoeste do Transporte Coletivo: ruas Guia Lopes, Brilhante, Marechal Deodoro (altura do terminal Aero Rancho) e toda extensão da Avenida Bandeirantes; bem como implantação de 6,42 quilômetros de drenagem e construção das bases onde serão instaladas as estações de pré-embarque do corredor de ônibus.
A primeira via a ser recuperada será a Rua Guia Lopes, em um trecho de 600 metros entre as avenidas Bandeirantes e a Salgado Filho. A segunda será a Rua Brilhante (3 quilômetros), a terceira a Avenida Bandeirantes (4 quilômetros) e por último a Avenida Marechal Deodoro (5 quilômetros).
G1/montedo.com

8 comentários:

Dj Guthier disse...

Com mão de obra barata como vai ser usada, qualquer empresa faria esse serviço!

Anônimo disse...

Montedo da uma olhadinha no site sociedade militar,tem informação postada com slides sobre a restruturação salarial dos militares. Valeu

Anônimo disse...

O quê!!! Convênio? E os soldados vão receber por isso? terceirizou de vez? Não tem uma secretaria de obras? E a concorrência, não vai ter ou o preço do EB é imbatível, quase de graça?

Sgt Ponderão disse...

Kd o instrumento convocatório, vulgo edital de licitação, dispensando a licitação?

Anônimo disse...

Não se preocupem! Após a realização das obras, o prefeito irá instalar várias placas ao longo das pavimentações com os dizeres: "Mais uma obra de qualidade concluída pela PREFEITURA DE CAMPO GRANDE, gestão 'Marquinhos' ".

Anônimo disse...

No futuro, quando os militares disserem um NÃO, vão criticar e desmoralizar atropa. Por isso, em casos de calamidades todos devem ser usados, mas nesses casos e, principalmente em rodovias que depois são privatizadas prontinhas, não. Com a desconfiança é geral no país, é bom ter uma fiscalização séria para saber se tudo isso está dentro da Lei e não tem alguém levando algum.

Anônimo disse...

Povo besta esse do exército. E tapar buracos, matar mosquito, cobrir greve de pm insubordinada,governo tá esculachando as FFAA enquanto reestruturação salarial nada, ficam nesse engodo de estamos estudando,estamos analisando,parem de gerúndiar,estamos farto dessa enrolacão, pra empurrar essas buchas de missões ninguém estuda e nem analisa nada, é tudo rapidinho não é.

Anônimo disse...

Estive em Campo Grande visitando, fiquei decepcionado... Buraco puro, desvia de um cai em outro. Queria fixar residência lá, mas desisti.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics