16 de fevereiro de 2017

Exército recebe denúncias na operação carro-pipa e intensifica fiscalização

O Exército Brasileiro intensificou as fiscalizações na operação carro-pipa em municípios do Piauí, após receber denúncias de irregularidades.
O comandante do Exército no Piauí, coronel Nixon Lopes Frota, informou ao Cidadeverde.com que tem recebido denúncias de que pipeiros estão seguindo rotas diferentes ao determinado pelo contrato. Além de não cumprir com o roteiro, os motoristas contratados teriam dois empregos o que inviabiliza o cumprimento do acordo.
“Ano passado tivemos dois casos graves de acidentes e envolvem situações semelhantes às denunciadas”, ressaltou o comandante.
O coronel informou ainda que há queixas de que pipeiros não estão seguindo o percurso contratado. “A informação que temos é que motoristas estão deixando de pegar água potável, que é mais longe, para irem para uma rota mais perto, porém coletando água de baixa qualidade”.
No Estado, mais de 40 municípios estão em situação de emergência, devido à seca. O número já chegou a mais de 100 cidades, mas devido às chuvas os números foram reduzidos.
O Exército realiza operação carro-pipa em 61 municípios do Piauí. O comandante do Exército informou ainda que estuda a possibilidade de rever a distribuição de água em municípios.
“Não é uma decisão do Exército de reduzir os munícipios beneficiados, mas das prefeituras e conselhos da Defesa Civil. Vamos fazer visitas e entregar os relatórios para as medidas cabíveis”.
Cerca de 200 mil pessoas são beneficiadas com a operação carro-pipa. São 5.800 postos de abastecimentos e 573 pipeiros contratados.
Zona urbana excluída
Uma duplicidade de recebimento de recursos levou a cancelamento de recursos para prefeituras abastecer a zona urbana.
“Tivemos cidades excluídas de abastecimento da zona urbana em seis municípios porque os municípios recebiam recursos dobrados, da Defesa Civil (Estado) e do Exército (governo federal)”.
pontoNET/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

É assim mesmo, coronel. Se não fiscalizar sério a coisa desanda. O que não falta é gente desonesta prejudicando os sofridos sertanejos sem água e querendo ganhar mais, nem que seja dois centavos.

Anônimo disse...

Pobre povo nordestino do sertão e caatinga, vcs são explorados desde que o Brasil foi descoberto. O povo vai na onda de politicos em quase a sua totalidade de ladrões. Quantos BILHÕES o governo federal ja mandou para essa região desde o imperio ? Um fortuna maior do que o PIB da maioria dos paises do mundo.

Ladrões safados.

https://www.youtube.com/watch?v=bOR7P6_x0FY

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics