2 de fevereiro de 2017

Quem acha 'normal' a debandada de militares para a reserva não conhece a História!

Publicação original: 02/02 (07:18)
Milico tem mesmo vocação para Velhinha de Taubaté. Alguns leitores do blog criticaram a postagem sobre o aumento recorde nos pedidos de transferência para a reserva no Exército nos primeiros meses de 2017. É normal - dizem eles - que militares que cheguem ao último posto da carreira peçam as contas, afinal, 'vão permanecer na ativa a troco de quê?', questiona um comentarista na página do blog no Facebook.
Para tentar retirar o véu da inocência de quem pensa assim, editei uma postagem de 2013, 



Não é normal, não senhor!
A cada promoção de coronéis sem chance de generalato e capitães do QAO o número de pedidos de transferência para a reserva aumenta, por razões óbvias. Entretanto, grande parte dos promovidos permanecem na ativa por mais tempo e os motivos são vários: movimentação, permanência em PNR, faculdade dos filhos, tempo para ajeitar uma 'boquinha' de PTTC, aumento do adicional de permanência, e por aí vai. Ora, somente em janeiro houve um aumento de mais de 400% nas passagens para a reserva em relação a dezembro, índice muito superior ao normal.

Gato escaldado...
Essas centenas de militares que estão passando para a reserva neste início de ano já estavam na ativa nos anos 1990. Pois bem, o fac-símile abaixo reproduz um encarte distribuído no Noticiário do Exército 9.541, de 12 de maio de 1999. O Ministério da Defesa seria criado apenas dali à três meses, em agosto. Assunto: a proposta do Estado Maior das Forças Armadas (EMFA) sobre a Lei de Previdência Militar. O primeiro item diz o seguinte: 
"Os direitos adquiridos são assegurados e estão sendo definidas regras de transição para os que, estando na ativa, ainda não cumpriram os requisitos legais para o exercício daqueles direitos".
Leiam. Continuo lá embaixo.






Lembrai-vos da MP do Mal!
No ano seguinte, exatamente no dia 28 de dezembro de 2000 - Sim! Em meio às dispensas de Natal e Ano-Novo, quando a administração militar funciona em marcha lenta! - foi publicada a primeira edição da famigerada Medida Provisória 2.215, a MP do Mal.
O monstrengo legal - que retirava de uma só vez importantes direitos, vantagens e prerrogativas dos militares das Forças Armadas - chegou na surdina, sem prévio aviso ao público interno, sem discussão, sem preparação, sem debate algum. Na verdade, até mesmo os comandantes de OM levaram algum tempo para avaliar a amplitude e a contundência das medidas sobre o futuro dos militares, tal a desinformação e a confusão gerada pela medida.
De uma penada, foram cortados - escrevo de memória - o adicional de tempo de serviço, a licença especial, a promoção ao posto acima na reserva, entre outros, SEM QUALQUER REGRA DE TRANSIÇÃO! O que valia no dia 27, no dia 28 de dezembro não valia mais. Ponto final!
Ressalte-se que nenhum (N-E-N-H-U-M) oficial general ou coronel, além de muitos tenente-coronéis e oficiais do QAO, que já contavam com 30 anos de serviço, sofreu qualquer perda. Os demais simplesmente foram jogados na vala comum, abandonados à própria sorte. Por exemplo, alguns deixaram de fazer jus à Licença Especial ou promoção na reserva por um (UM) dia, assim, à seco.

Lealdade, uma via de mão única
Confesso que, desde então, cada vez que ouço a palavra lealdade, sinto um arrepio na espinha. Daquele fatídico dezembro em diante, passei a entender que lealdade é um atributo que só funciona bem em um sentido: de baixo para cima. No sentido contrário... bem, aí já são outros quinhentos.

Mais vale um pássaro na mão...
É provável que os militares que hoje reúnem condições de passar para a reserva remunerada tenham seus direitos preservados nas mudanças que se anunciam, mas é óbvio que a grande maioria não pretende esperar para ver.

87 comentários:

Anônimo disse...

Conseguiram acabar com as FFAA...

Anônimo disse...

São 400% de aumento contabilizando "apenas" o pessoal que reúne condições preconizadas pela lei atual. Agora imagina se abrissem uma brecha pros militares pegarem a proporcional por tempo de serviço, pra quem tem mais de 20 anos de serviço por exemplo?

Anônimo disse...

A hora que os Cmt das Forças tiverem que lidar com as perdas de pessoal quem sabe acordem, mas será tarde demais!

Almir Nonnenmacher disse...

Concordo plenamente com a postagem acima em gênero e número. Mas continuo a dizer que o número significativo de reserva em Jan é normal. Vejam na prática o exemplo de Cap QAO: tivemos em 01 Dez 337 Cap promovidos, os quais só puderam, devido aos prazos, irem para a reserva em Jan 17, se olharmos veremos que 224 Cap QAO foram para a reserva, ficaram na ativa aqueles que o comentarista disse que por motivos de cada um, resolveram ficar, PNR, transferencia, etc etc. E a velha história de dizer que tem que sair para deixar vaga aos outros é conversa também, porque pelas regras atuais, o Cap QAO sai 100% promovido com 3 anos de 1º Ten. Fala-se demais sem conhecimento de causa. E não estamos falando em velhinha de taubaté não, estamos falando de realidade. Existe muita "fonte" por aí que parece que fala somente o que ouviu dizer, que o galo cantou "mas não sabe onde".

daniel camilo disse...

Puxa vida, Montedo. Fiquei novamente triste pois lembrei daquela época. Teve militar que chorou de raiva. A rapaziada d'agora ainda está aprendendo a sofrer. Nem sabe o que é trairagem dos governos e Cmts. Mas é ralando que se aprende não é? Um dia eles farão o mesmo.

Anônimo disse...

Na minha concepção este filme de terror vai acontecer de novo com os militares, vai ser de um dia para outro, depois do pernoite, quando todos militares estiverem na rotina do seu dia a dia ... Aí veremos uma queda de qualidade funcional drástica no seu quadro pessoal, maioria só vai pensar em sair fora .... lamentável

3º Sgt /2013

Anônimo disse...

Parabéns Montedo, mais esclarecedora impossível.

MESSIAS DIAS disse...

Parabéns Montedo.
Me impressiona O seu poder de síntese.

Perspectiva de Direito e Direito adquirido não se confunde.

A realidade é que estamos na mão do trapezista entre montanhas com um poço muito profundo.

Essa passagem em massa para a Reserva é o total desespero de quem não tem ou não sabe em quem confiar.

Então, estão garantindo o que é certo para as suas famílias.

Como dizia um mestre da música:

"SE VOCÊ QUISER ALGUÉM EM QUEM CONFIAR, CONFIE EM SI MESMO. QUEM ACREDITA SEMPRE ALCANÇA"

Edwaldo Russell disse...

Bom dia. Parabenizo o Montedo pela excelente postagem. Aliás tem sido uma das únicas "vozes" a ecoar para o esclarecimento de matérias importantes a categoria militar. Minha percepção é de preocupação porque na negociação entre as FFAA e o Governo aos praças só resta a triste e irreversível imposição de "confiar nos chefes". E foi assim que surgiu a MP do Mal. Venho insistindo na importância da representação parlamentar, a anos tenho dedicado tempo, dinheiro e arriscado a carreira para sensibilizar da necessidade urgente de formarmos uma bancada militar. Agora chegamos ao ponto máximo de risco. Diante de tantos “tiros inimigos”, me parece que a grande preocupação agora é com o “fogo amigo”.
Conversando com um militar que já tem mais de 30 anos de serviço, ele me contou alguns “segredos” importantes. Conversa vai e conversa vem, ele me disse que quando tinha seus 17 para 18 anos optou por fazer o Concurso para Sargento do Exército (ESA) porque apesar de toda dificuldade e sacrifício que enfrentaria garantiria um futuro melhor para si e sua família, a RESERVA REMUNERADA (É ASSIM QUE CHAMA A PREVIDÊNCIA DOS MILITARES). E ainda havia gratificações que geravam alguma recompensa pecuniária para o “sofrimento”. Ele ainda me contou que na época foi aprovado em outros concursos públicos civis e ainda tentou ser jogador de futebol e bancário. Mas ingressou de corpo e alma na carreira militar. Disse ele que a primeira lição que se aprende é a hierarquia e a disciplina castrense que lhe impõe a CONFIAR EM SEUS CHEFES para tudo. Até para casar ele teve que pedir permissão (ele dá gargalhada). Disse que não pode estudar (fazer o curso superior) porque foi impedido (Isso não é prioridade! Você não tem amor a farda! O importante é a missão! Disse seu Superior a época! Risos...ele esta terminando a faculdade agora com mais de 50 anos). Continuando, ele disse que já com seus mais de 15 anos tomou o primeiro susto com a retirada de vários benefícios que geravam compensações pecuniárias impostos pela tal da MP do Mal (MPV 2215-2001). Uma Medida Provisória que foi formatada pelos Chefes Militares e editda pelo Presidente Fernando Henrique que perdura até hoje e alterou a Lei da Pensão Militar, o Estatuto dos Militares, revogou a Lei de Remuneração dos Militares entre outras. Mesmo assim, disse ele, sem outra opção já que não tem sindicato, ou seus direitos trabalhistas assegurados, não pode fazer greve, CONTINUA CONFIANDO EM SEUS CHEFES. Agora, com seus mais de 30 anos DE SERVIÇO e ainda na ativa esta muito preocupado porque “entregou” o poder de garantir um futuro melhor para si e sua família nas mãos de seus chefes. Tem receio que aconteça como na MP do Mal. Está em dúvida se ingressa logo na reserva remunerada ou aguarda a promoção. De tudo, sem representatividade política nenhuma não há outra opção a não ser a preocupação com o "fogo amigo" (disse ele...). Será...

Anônimo disse...

Muitas mortes e doenças não serão curadas nas Forças Armadas sem ao menos termos uma guerrinha. Porque? Um exemplo. Qual o médico na sua sã consciência irá permanecer nas FA sabendo que irá puxar longos anos de serviço com uma remuneração medíocre? E aí? De que adiantará pagarmos FUSEX? Realmente estamos no fundo do poço. Os senhores ainda acham que nosso Comandantes são leais conosco? Claro que não. Podem não ser inimigos declarados mas em 2000 agiram como tal. É o velho ditado. Farinha pouca meu pirão primeiro.

Anônimo disse...

Essa postagem virou documento. Conta exatamente o que fizeram conosco, mencionando inclusive datas. Já imprimi e já guardei em pasta.....é um documento importantíssimo. Sou parte desses que foram "deixados para tras".

Anônimo disse...

Eu lembro daquele dia "D". Foi como uma bomba a noticia. Igual esta acontecendo hoje, todos falavam mas não acreditavam que iria acontecer. Naquele tempo as noticias eram mais demoradas a circular. Hoje temos vários meios de comunicação como este importante espaço Blogger. No meu quartel existia um Subtenente que faltavam 3 dias para ele completar o tempo da reserva e ir com os proventos de Tenente, ele era bem antigão. Daqueles que forma para ESA bem antigo, até chamavam eles de "JUROLA" - (JURUNA QUE FEZ A ESCOLA). Ele chorou mesmo. Este militar foi para reserva ficou magrinho mesmo e triste. No quartel existiam somente dois Subtenentes e eles antigão. Outros perderam a Licença Especial. Por isto sempre falo: "não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje". Completou o tempo vai para reserva. Tenho um irmão e amigo que é do CFS 87 e esta esperando a promoção a qao. Esta longe da família, laranjeira, tudo para esperar a promoção. Foi movimentado com a esperança de pegar mais pontinhos da guarnição. Este tempo que ficamos distante da esposa e filhos não volta mais. Temos que viver o hoje. Parabenizo o administrador do blogger, muito esclarecedora esta matéria.

Anônimo disse...

Parabéns a todos RECRUTAS do dia 02-02-87. Hoje completando 30 anos e conseguindo a "LEI TIM MAIA". "o pessoal brinca na tropa quando completa trinta anos, "mê de motivos, para ir embora, estou vendo a hora..." Então pegou a brincadeira como A LEI TIM MAIA, risosssssssssssss

Anônimo disse...

E agora, pensando à frente... Não seria esse talvez o real objetivo: "estimular" uma debanda em massa para diminuir o efetivo do pessoal de carreira e, posteriormente, aumentar o efetivo de temporários...que já foi anunciado como um dos objetivos da Força a curto prazo?

Gen Anibal disse...

Vou comentar ou entrar no mérito somente da palavra chamada LEALDADE em que muitos pensadores confundem essa palavra com outra chamada LIBERTINAGEM, ou seja, querem que o subordinado lhes prestem lealdade e os mesmos não são leais com o subordinado. Me lembrou um capitão da 11ª Brigada que já foi para a Reserva como Major que não inspirava confiança nem mesmo entre seus pares e queria cobrar lealdade de seus subordinados. Um dia, em uma reunião de oficiais e sargentos eu falei para o dito cujo que ele falava principalmente para os praças que tinham que ser leais para os superiores enquanto ele não era leal com os subordinados. O militar em tela ficou sem resposta para essa indagação.

Anônimo disse...

A premissa básica em qualquer reforma legislativa de natureza previdenciária é estabelecer regras de transição do modo a não prejudicar aqueles que já estavam prestes a preencher os requisitos da legislação anterior.

Isso sempre, friso SEMPRE, aconteceu nas diversas reformas previdenciárias que ocorreram no Brasil. A atual proposta que está no congresso, referente ao trabalhadores civis, também está lá expresso uma regra de transição para quem já tem mais de 50 anos.

A deslealdade dos militares é tão grande que nem isso eles fazem questão de lutar para que seja estabelecido uma regra de transição para nós. O militar com 29 anos de serviço tem o mesmo tratamento que é dado ao quem tem um mês de quartel.

FláviFláv disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Mudar as regras durante o jogo é uma prática suja e comum do governo. Ingressei na FAB em 1983 ,portanto, sujeito às regras vigentes daquela época. A MP do Mal ,como sabemos, retirou vários benefícios como a promoção a um posto acima ao ser transferido para a reserva remunerada, zero auxílio moradia, tempo de serviço não contabilizado ,dentre outros. Agora, mais uma vez, irão mudar as regras do jogo. Nós ,da reserva, certamente não participaremos das partes boas(se ocorrerem)nas melhorias salariais, mas sim, da parte suja, dos descontos, da "colaboração" dos militares para a recuperação de uma economia baseada em estatais corruptas ou ineficientes e de políticos de caráter duvidoso.

Anônimo disse...

A tropa não acredita/confia mais em seus Comandantes...é uma triste realidade

Unknown disse...

Enquanto a PM se articula tendo candidatos próprios, os militares das Forças Armadas têm orgulho de dizer que n"não vota" porque não transfere o título eleitoral. Eis a consequência desta inércia paquidérmica!

Anônimo disse...

Procede, quem já foi para reserva ou reformado nada mudará

Anônimo disse...

Do mesmo jeito que a inteligência do governo está jogando as "maldades" para cima, a fim de fazer amaciar a reforma dos militares, cabe a nós dizer que não toleraremos qualquer mudança. Isso mesmo, estamos ainda pagando a cota de contribuição pela MP do mal.
Claro, essas notícias vedem jornal, mas estão maltratando a família militar, deve-se dar um basta.
Os que passaram dos 30 anos aceitam, de forma egoísta, a barganha do direitos por um "salário descente", afinal nada perdem e só visam melhorias salarial. A maioria, que já investiu tempo de si e da família, deve resistir. O salário defasado é um problema, o direitos são outros, misturar esses dois é mal caratismo.
Se os Comandantes tiverem essa consciência, agirão da forma correta. Agora, se pensarem apenas em si, cometerão um crime contra os seus subordinados.

Anônimo disse...

Srs,... já ouviram falar da teoria do tsunami?

Pois bem, quando se vê animais grandes como elefantes, girafas, rinocerontes, zebras, gorilas correndo para o alto da montanha e ainda não estamos vendo nada, pode saber que um grande tsunami está vindo e ondas gigantescas vão cair sobre nossas cabeças e arrasar tudo por onde passar. Fica a dica!

Edilson Santos disse...

Os militares pagam pela falta de representatividade no Congresso Nacional. Vejam os EUA por exemplo, se os militares e veteranos de lá possuem ainda algum respeito e moral, é porque boa parte do congresso lá é formada por eles.

Anônimo disse...

A tropa foi traída, simples assim.

==> NE nº 9541, de 12 de maio 199 - Promessas não cumpridas pelo EMFA, atual MD. escreveram uma coisa no referido NE e um ano depois em 28 Dez 00 baixaram o pau. Maldade pura.

..............
HISTÓRIA ...

==> D.O.U Nº 154, de 10 Ago 00, transcrito no BE nº 33/2000, publicou o Decreto de 09 Ago 00, criou a Comissão Interministerial com a finalidade de analisa a proposta da Lei de Remuneração dos Militares (LRM) composta pelos militares do:
- Comando do EB;
- Marinha;
- FAB;
- Ministerio da Fazenda;
- Ministério da Previdencia Social;
- Ministerio do Planejamneto; e
- Secretaria de Organização Institucional do MD (SEORI-MD).

* Todos coordenados pela Casa Civil da Presidencia da Republica.

.................
==> D.O.U nº 167, de 29 Ago 00, transcrito no BE nº 36/2000, de 08 Set 00, publicou a Portaria nº 36, de 28 Ago 00, nomeou os integrantes do Comando do Exército na tal Comissão apara analisar a LRM:
- Gen REMY GRAETER e TC HÉLCIO DE FREITAS MARTINS

Pois bem ! Eles contestaram alguam coisa lá nas reuniões ? Não viram que era uma furada para a Tropa ?

.......................
SUGIRO, ainda, lerem o PARECER Nº 045/AJ/SEF Brasília, 14 de junho de 2006.

...............
(Montedo, vou enviar para o teu FACE os documentos acima e o NE colorido, para substituir o constante da matéria, para ser melhor visualizado, okey !)

Anônimo disse...

Calma Montedo, tem militar que ainda acredita em papai noel, coelhinho da pascoa ...

MESSIAS DIAS disse...

Montedo,

Lendo com mais atenção a sua matéria...

É avassalador o que pode ocorrer com quem já tem ou está próximo de completar 30 anos.

Lealdade, Coragem, Confiança...

"Muitos temores nascem do cansaço...herdeiros são agora a virtude que perdemos. Há tempos tive um sonho, não me lembro.
Disseste que se tua voz tivesse força igual a imensa dor que sentes...
E há tempos nem os Santos tem ao certo a medida da maldade"

Anônimo disse...

Parabéns, Montedo! Você tem credibilidade! Gosto de ler seu blogger. Você quem deveria ser o nosso representante nas Forças Armadas. Obrigado pela informações, todas elas bem fundamentadas.
Para aqueles que o criticam, leiam outras fontes confiáveis, como jornal do Estadão, folha de São Paulo, valor economico e outros, os quais falam a mesma coisa que o Montedo, só como menos enfoque no assunto militar. Mas com a mesma semântica. Mais uma vez, obrigado Montedo pelas informações!

Anônimo disse...

Cadê? Tiririca, Romário, Jean Willys, Maria do rosário, Dirceu para nós ajudar salve a carreira militar por favor.

Anônimo disse...

O período em que as Forças Armadas melhoraram tanto salarial, quanto material, foi no governo do PT.

E as maiores perdas dos militares e teve o material sucateado, não foi no governo do PT, a exemplo da MP 2000 e a atual.

Outro exemplo é existir subtenente da Turma de 1987 aguardando promoção a QAO, neste ano sairão militares da Turma de 1992. Está vergonha não é do PT ou governo e sim, da própria instituição.

A grande pergunta: Quem são os nossos verdadeiros inimigos?

Anônimo disse...

O descaso dos comandantes com a tropa, apenas ocorre por sermos um exercito de paz, pois eles sabem que numa guerra existe retaliacao, acerto de contas com fogo amigo é muito comum, como aqui nao ha exite esta ameaça, os generais estao se lixando pra tropa.

Anônimo disse...

Covarde é um pai que coloca um filho para seguir carreira militar, hoje em dia. Se eu fosse essas pessoas não esperaria para ver, pois civis vão para a Justiça ou fazem greve, mas os militares só "pagarão o pato", só sobrará para militares.

Anônimo disse...

Boa, teoria do tsunami resume tudo, vejo dinossauros e rinocerontes correndo pra montanha...kkk

Anônimo disse...

Praça, faça como a PM de diversos estados, aprenda a VOTAR. Não dependa de Cmts para defender seus interesses. Quando isso acontecer seremos invencíveis. Temos, numericamente, o mais importante o que nos falta eh união.

3° Sgt 2012.

Anônimo disse...

doze meses fora, estou com medo, se pode-se iria ontem!

Anônimo disse...

Ainda tem um monte de bobalhão acreditando em Bolsonaro! A vaca foi para o brejo...

MESSIAS DIAS disse...

Verdade

Anônimo disse...

Estão comparando Dez de 2016 com Jan 2017. Meses com perfis totalmente diferentes.
Ao verificar Dez de 2015 com Jan 2016 acharemos percentual parecidos.
O correto seria comparar Jan 2016 com Jan 2017.
Jan 2016 - 500 militares solicitaram reserva incluídos 3 generais sendo 1 Gen Ex.
Jan 2017 - 540 militares solicitaram reserva incluídos 1 Gen Div.
Análise um aumento de 8%.
Eu acredito que quem pode exercer o direito deve observar primeiro o que vai ser apresentado...
Seria falta de senso tomar uma decisão no escuro...
A lei terá que ser debatida e existe o prazo de vacância para entrar em vigor.
Não podemos trabalhar em cima do medo das pessoas. Sensacionalismo sem medidas.
Não confere com a realidade.

Adriano Da Silva disse...

A propaganda é a alma do negócio. Estam mentindo descaramento sobre o desempenho das nossas funções, incorporando apenas vantagens a nosso favor, esquecem de mencionar nossas desvantagens. Se fosse excelente ser militar, vários irmãos de armas não estariam estudando para outros concursos públicos como acontece atualmente inclusive com os oficias. Infelizmente, se isso acontecer as FFAA estarão dando um grande passo para regredir.

Anônimo disse...

Correto, esta analogia eu tinha mencionado na matéria anterior. Mês do ano corrente igual ao mês do ano anterior.

Anônimo disse...

Dou dois exemplos, não de oficiais, um querendo permanecer e outro com pressa de sair.O que queria permanecer, foi pedindo pra ficar até a expulsória e mesmo assim,pediu um "extra" tempo. O motivo era simplesmente a situação financeira. Chegou no final da carreira e não conseguiu se livrar dos empréstimos e não conseguiu comprar um imóvel. A indenização da reserva aliviaria um pouco as contas somente.Ficou contando em permanecer no PRN por mais dois anos e depois tentar uma contratação, ou tempo certo ou uma outra que estava em vigor na época pelo DECEA, com o salário igual. Que eu saiba, não conseguiu nenhuma das duas. Outros que ficam contando os minutos para deixar a ativa, já tinham curso superior e estavam já encaminhados para o mercado de trabalho, por conta própria ou não. Outros já eram professores de cursinhos, e já ganhavam um salário maior e não perderam tempo para aumentar as quantidades de aulas, fora os que eram médicos, odontologistas, etc. Cada um com sua necessidade. Ficar na ativa, sem ter mais mais condições de promoção ou incentivo, é perda de tempo.

Anônimo disse...

Atualmente estão sendo divulgadas possíveis tabelas com percentuais diferenciados. O Mais justo quando se criam gratificações, as mais diversas, seria estabelecer o mesmo percentual a todos os postos e graduações, uma vez que o soldo já determina a proporcionalidade trazendo maior ganho a quem tiver maior soldo. Outro aspecto que pode trazer ruptura entre ativo e inativo são justamente as vantagens criados apenas para os primeiros, tipo auxílio moradia. É um precedente que pode terminar em ruptura na força, sutilmente apresentada como vantagem pode ser um tiro no pé. Exemplos de benefícios e reconhecimentos desproporcionais não nos faltam.

MESSIAS DIAS disse...

Desculpas,

Mas você está no mundo de Alice ou dos torrões gigantes.

A MP do Mal foi debatida aonde?

MP tem força de Lei.

No nosso caso não será por Lei Complementar que tem maior rigidez. No máximo Lei Ordinária, isso é, se não vir a MP do Mal nova versão.

"É A VERDADE QUE ASSOMBRA o descaso que CONDENA é a estupidez o que destrói"

Anônimo disse...

Aqui se faz ...aqui se paga...os ofs sempre sacanearam os praças e agora suas carreiras está uma merda!

Anônimo disse...

vamos confiar nos nossos chefes. Estou mais preocupado com o Dia do Uniforme que já está chegando e minha nova gravata bege ainda não chegou...

walber lopes disse...

O nosso exercito é uma porca parrida que come seus próprios filhos so nos ferram a nos praça em tudo

José Alberto da Silva disse...

Acredito em melhoras porque pior não tem como!

2o Sgt QE disse...

o efetivo é gigantesco!

precisa reduzir

Anônimo disse...

KKK... período em que os militares tiveram melhor em seus salários foi no governo do PT?! Aí, também, está de sacanagem! CONTA OUTRA que esta foi boa! Mas não precisa exagerar, hein!

Anônimo disse...

Isso já existe.

Anônimo disse...

Militares. FIM da “Dedicação exclusiva” , militares poderão exercer outras atividades (Acumulo de cargo público com magistério e saúde) e terão jornada de trabalho reduzida.


3a sgta / turma 2015 - SAUDE disse...

rapaz e tem muntos sten, 1¤s e ten qao e temporarios excedentes e terceiros também

2¤ Sgt MB 2003 disse...

galera, venho me despedir do convivio da caserna praça. fui aprovado em outro concurso com melhorias em relação a hoje.

abraços a todos

Claudio Leal disse...

Concordo em parte, não é só o PT, culpado de tudo, mas em relação a nós, os maiores responsáveis foram e ainda são os que estavam no Cmdo e hoje estão no cmdo da instituição, desleais, oportunistas e covardes.

Anônimo disse...

Pois bem, nem queria comentar, mas pensando bem devemos raciocinar sobre a MP 2215 quando foi promulgada;
O presidente quem era, esse mesmo que você pensou "um tal sociologo" recalcado do período militar, maldoso não só nessa MP do MAL, mas também com o acontecido em 2002, onde testou os militares alegando que não tinha recursos para manter o serviço militar, pura malandragem para testar o que queria "dizer que serviço militar obrigatório" é bobagem. E com certeza enrolou os chefes com promessas e lábia de um bom sociologo de longas datas em troca de cargos em estatais, onde ficava mais fácil beneficiar "uns poucos" e prejudicar a maioria.
Vou ficar aguardando pra ver se não vão fazer de novo ou tratar a grande maioria com diferenças de sempre.
ESTAMOS DE OLHO!!!!!!!!!!!!!!!!!
Bom carnaval a todos e acho bom pensarem bem sobre o que vão apresentar.
Estou esperando por uma conversa clara, de homem para militar!

Anônimo disse...

Depois de ver as semelhanças entre esse NE de 1999 e o Informex de terça, será que vai acontecer o mesmo que aconteceu em 2000?

Anônimo disse...

Kkkkkkk Tu é uma onda mesmo Gaudério!
Desenterrou esse NE cheio de conversa fiada dos jurássicos que já tinham tudo garantido kkkkkk
Regra de transição??? Kkkkk
Não vejo a hora de pegar o beco dessa canoa que já está prestes a naufragar.
Quede o Chapolin da segunda divisão prá nos salvar???
Morro de rir, mas não acho graça.

Anônimo disse...

Janeiro de 2016 foram 500 para a reserva... todo Janeiro é assim

Anônimo disse...

http://exame.abril.com.br/economia/governo-deve-incluir-militares-em-reforma-da-previdencia/

Anônimo disse...

Os militares que chegaram no fim da carreira devem sair mesmo, não tem motivo para continuar na instituição após completar o tempo para ir para a reserva.

Toda a legislação militar deveria ser atualizada para uma nova realidade é acabar com o serviço militar obrigatório.

Os soldados devem ser profissionalizar para ficarem a altura dos compromissos nacionais e internacionais.

A a política de defesa, o ensino de defesa e a legislação militar, são de responsabilidade do Ministério da Defesa, então, a profissionalização e o ensino militar, fazem parte da Defesa, deveria ser levada mais a sério, principalmente a formação dos soldados, com centros criados para essa finalidade, tirando a responsabilidade das organizações Militares.


Tudo que é novo causa transtornos, principalmente para os militares que vivem presos ao passado, chamando esses comportamentos de tradição.

O mundo evoluí e as Forças Armadas devem evoluir.



3 Sgt Pica Fumaçoooo 2013 disse...

Não existe terceiro sargento antigo!

Agora são 01:03 da madrugada, caguei pra reforma, quero 8112 nesse corpito aqui!! kkkk

Apaguem a luz o último.



3 sgt que era vibrador pqdt e que hoje papira.

3 Sgt Pica Fumaçoooo 2013 disse...

Quem não papira entra em forma para o aspira!!!!!!!

Anônimo disse...

Infelizmente é bem isso mesmo Montero, somos iguais a boi ao matadouro, a boiada está vendida, nos sobra ir bem quietinhos!!!

Anônimo disse...

Montedo, essa sua postagem é simplesmente irrelevante, assim como os dois micro-encartes do EB, só quem tem uma lupa conseguiu ler.
Se liga Montedo !

Léo disse...

A caixa d'água, a caatinga e a lealdade. Entre tantas missões,tantas noites não-durmidas,anos após anos,no Exército de Caxias,pude e tive o privilégio de constatar o verdadeiro valor da condição humana.A palavra mais forjada na minha mente,dentro dos muros aonde fui formado, era lealdade.Nenhuma novidade para mim! Criança,ainda,
meu amado Pai já me ensinara,pelo exemplo.Conhecí o verdadeiro Brasil quando,estando no nordeste, recebi a ordem para fiscalizar o desdobramento da Operação Pipa.Pude constatar,e tenho o maior dos orgulhos positivos, de que a palavra lealdade representa muito mais do que fazermos aquilo que alguém espera de nós. Lealdade é,antes de tudo, a prática do que é justo.Seja conosco ou com os outros.E a caixa d'água? É, a caixa d'água! Lá, no lindo nordeste, em um BC, madrugada solitária, cumprindo o dever do soldado de Caxias, passei próximo da caixa d'água.Senti um pingo no meu braço.Olhe i para cima e vi as estrelas saltitando no infinito.Baixei os olhos, lentamente, e li,o que ainda não tinha visto,meses a fio, escrito ,em letras garrafais,no meu amado Batalhão de Caçadores: lealdade!

Anônimo disse...

Se quiserem colocaremos 27 dep fed, além de dep est e vereadores. Mas " militares são apolíticos, confiem nos seus comandantes" ....aí barro! E os praças da inteligência servindo de Capitão do Mato!

Anônimo disse...

LC possui maior rigidez processual mas não se aplica a pessoal e suas remunerações - matéria de LO.
Engraçado como opina como se fosse o Dr Sabe Tudo e não sabe nada, igual a carreira dos oficiais do QCO, que falou um monte de besteiras sem conhecimento de causa. Foi rebatido lá e é rebatido cá. Chega a dar pena...
Maj Leonardo

Anônimo disse...

Parabens Montedo pela matéria. Foi a pior covardia que fizeram com os militares nos últimos anos: no final de ano, na calada da noite, sem alarde, sem discussão e principalmente, sem regras de transição. Nenhum chefe se levantou e bradou: "Por aqui não passarão", pois já estavam compromissados com o governo. Ja tinham todos os direitos (+ 30 anos) e em troca de promessas de cargos não pensaram na tropa, aceitando complacentemente aquela mudança.
Lealdade: linda palavra, presente em quase todas as canções militares e brados de guerra; mas lealdade é antes de tudo defender aquele que ocupa cargos e funções menores que são na realidade a fração mais exposta e sofrida, porque mesmo não conseguindo reverter o intento mostraria união e lealdade. A tropa veria que possuia verdadeiros chefes militares, líderes mesmo,mas infelizmente a reação foi completamente diferente.
Até hoje aguardamos uma compensação por aquelas mudanças como regras de transição para quem já possuia 10, 20 ou 25 anos sv.

Anônimo disse...

Vão fazer o mal no carnaval e pegar todos os praças embriagados, ninguem vai perceber...Erick Cartman estava certo...prepara!!!

Ass: Pantaneiro bucho quebrado!

Anônimo disse...

Não poderia deixar de comentar o que um anônimo disse aqui. Chamar de covarde o pai que incentiva o filho(a) a ingressar nas Forças Armadas, é irresponsável. Covarde é o pai que ´gosta de ver o filho só frequentar baladas, passar noites na farra, com bebedeira, sair com turmas de desocupados ou quando conseguem um trabalho, vão ser "escravos" dos horários dos shoppings, passar o dia inteiro em pé para ganhar comissão ínfima. Tem gente que não raciocina direito e acha que, basta querer, os filhos já saem ganhando com juízes, médicos conceituados ou outro profissional com salário acima de dez mil. tem que ralar, tem que estudar, tem que ter vontade e apoio. Esse apoio, muitas vezes vem com um salário próprio, razoável, que possa pagar uma melhoria na preparação. tenho um sobrinho, que inicialmente não queria ser militar. Foi servir na FAB, depois fez curso de cabo e agora é sargento na área de saúde. Está muito contente com a independência financeira dos pais e vendo sua irmã amargar o desemprego.

Anônimo disse...

Comandantes sempre só pensam em si mesmos!!! Sempre foi e sempre será! Infelizmente.

Anônimo disse...

Concordo plenamente. Nossos inimigos usam farda e são superiores ...

Anônimo disse...

A família tem um peso muito maior do que o resto ... apesar de ter ouvido comandantes alegando o contrário ... querendo que o EB tivesse importância para o Militar superior aos de seus filhos e esposa!!! Fui muito feliz em minha vida Militar... mas hoje inativo a pouco tempo ... triste por não ter outro futuro ... porque gostaria de trabalhar mais ... mas desde que tivesse uma luz na frente ... como uma outra promoção... à Major ... mas como não tem essa possibilidade ... sendo Cap QAO ... não me restou outra atitude do que pensar em minha família e em mim mesmo e ter ido para a inatividade ... Durante minha vida na Ativa fui feliz e fiz amigos ... muitos ... que são meus irmãos de sangue Verde oliva ... mas lamentavelmente 99 % iguais ou subordinados ... só dois ex-Cmt considero como amigos!
Meu pesar na instituição é que nunca vi lealdade de cima para baixo ... e nunca entendi o porque do medo ou receio em tratar ou respeitar um subordinado... que daria a vida por seu Cmt... mas que não teria a reciprocidade... salvo duas exceções... meus oficiais Cmt nunca demonstraram lealdade ...

Anônimo disse...

Parabéns pela postagem, Montedo! Vivi esse drama da "MP do Mal"... Quando ela foi publicada, eu tinha 16 anos de serviço. Fui para a reserva ano passado com mais de 30 anos de serviço. Perdi 14% de anuênio, 2 licenças especiais e a promoção a major... Tudo isso de uma penada só! Assim vai acontecer com o pessoal da ativa daqui a uns meses. Quem viver, verá!

Anônimo disse...

Bem, se os que estão indo embora já tem tempo para a reserva, trata-se do velho efeito da manada: já tem direito adquirido e estão desesperados achando que vão perder alguma coisa. Ocorreu na década de 1990 uma debandada de militares, já com seus 30 anos de serviço, muitos próximos de alcançar o último posto, devido a desinformação e acabaram perdendo a promoção na reserva. Mesmo após a "MP do mal", a legislação anterior não havia sido revogada, tendo muitos militares recebido, ao passar para a inatividade, a transferência para o local onde declarou moradia, além dos quatro vencimentos. A maioria dos militares ainda não sabe sequer que não existe "previdência militar". Isto se deve, também, aos nossos chefes, que sempre jogaram contra e quem não se lembra da LE que fizeram assinar um documento, alheio a legalidade, com a opção de apenas reverter financeiramente, após a morte do militar.

3 Sgt Pica Fumaçoooo 2013 disse...

Não existe 3 sgt antigo senhores! Minha geração é a geração terceireba concurseira, quase todos né, aliás, poucos!

Tá tá tá, deixe-me voltar a papirar aqui, pois estou perdendo horas de papiro para a 8112.

Anônimo disse...

faltam 5 anos para que eu complete meu pretenso tempo pra ter direito a ir para a reserva, não sei se isto irá acontecer, mas concordo com os "estudos" que repõem o Aux Moradia que de nós foi retirado. Penso diferente do companheiro que reclamou da diferença que virá entre os soldos da ativa e da reserva, trará diferença sim e essa diferença deveria ser maior, pois quem está na ativa é quem mais precisa de um salário digno, na reserva podemos nos organizar e fixar residência num local, trabalhar num segundo emprego, apoiar os projetos da esposa, os filhos já estarão formados, viver uma vida "normal". O salário inicial tanto do 3º Sgt como do Asp não é ruim para um jovem recém formado que não tem um passarinho pra dar água, mas depois de 7, 10 anos, já com esposa, filhos e com um pífio aumento em seus vencimentos, aí começa o aperto. Precisamos de salários dignos na ativa e uma boa perspectiva de aposentadoria, sem comparações.

Anônimo disse...

QAO nunca foi promovido a major, quanta besteira a gente lê por aqui, valha-me Deus...

Anônimo disse...

QAO promovido a major... aí vc acordou... kkkk

Anônimo disse...

Parabéns pelo comentário. Apesar de tanta dificuldade enfrentada pela nossa classe ainda existem valores a se explorar em nosso meio. Não estamos bem, há muito a melhorar, existem muitas opções melhores, mas a carreira que abraçamos não pode ser desprezada, apesar de tudo, continua sendo uma excelente opção.

Anônimo disse...

Será por MP medida provisória. Uma canetada.

Anônimo disse...

Vamos ver o resultado do teto máximo 5.600.
Será que ?

Anônimo disse...

Amor ao filho. Futuro.
Se desde 88 nós militares só levamos LENHA. Outras carreiras só sobem.
Filho que passa na especex passa em engenharia , medicina e outras áreas com futuro.
Meu ganha mais e trabalha menos. Sucesso a todos.

Anônimo disse...

Cap QAO ao passar reserva iria com proventos de Major.
Antes da MP do MAU.

MESSIAS DIAS disse...

Realmente, "dar pena"

Rsrsrs.

Mais uma vez pegando carona.

Mais uma vez pensando que é QEMA.

Mais uma vez como anônimo, sem coragem...

Anônimo disse...

Militar QAO, eu fui formado para não ser QEMA, nunca disse nada em contrário. Sei aonde posso chegar (coronel) - e chegarei.
Agora, me diz uma coisa, é com essa "cultura" que vc pretende se apresentar como candidato???
Continuaremos mal pagos...
P.S.: para registro, mesmo não sendo QEMA, estive em missão nos EUA por 2 anos.
Ad Sumus.
Maj LEONARDO

Anônimo disse...

Major Leonardo é fake, desconfio que é um recalcado que não conseguiu cursar a gloriosa EsAEX - Academia da Pituba -, pelo tempo que posta aqui já deveria ser TC, serve em um EB fantástico, patrimônio fabuloso, família sólida, carreira brilhante, até para o exterior já foi.Não passa de um mentiroso. Rabugento.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics